close
Saúde

Olho do gato: quais as doenças oculares mais comuns na espécie?

Atualizado · 23 de dezembro de 2021 · 10h07

Publicado · 23/12/2021 · 10h07

O olho de gato é uma área sensível e algumas doenças podem até levar à cegueira
O olho de gato é uma área sensível e algumas doenças podem até levar à cegueira

O olho de gato, além de despertar muitas dúvidas sobre como funciona, também é uma região sensível e que pode sofrer com vários probleminhas. A lacrimação excessiva, por exemplo, muitas vezes é associada a doenças oculares. O mesmo ocorre quando vemos a membrana do olho do gato aparecendo, chamada de “terceira pálpebra” e que normalmente dá as caras somente quando há algo de errado com a saúde felina. Para que você conheça as principais doenças em olho de gato, o Patas da Casa reuniu tudo que você precisa saber sobre os quadros clínicos aqui embaixo.

Conjuntivite felina é uma doença em olho de gato super comum

Ao ver qualquer mudança no globo ocular do seu pet - como o olho de gato lacrimejando e vermelho, por exemplo -, a suspeita inicial geralmente é de uma conjuntivite felina. Trata-se de uma inflamação da membrana que cobre o olho do animal, chamada de conjuntiva, e que pode acontecer por diferentes motivos. Além da lacrimação e vermelhidão na região do olho do gato, outros sintomas comuns na conjuntivite felina são: coceira, olho remelando, secreção com coloração amarelada ou escura. Em todo caso, é fundamental consultar um especialista para a recomendação do melhor tratamento.

A catarata em gatos pode deixar o animal cego se ele não receber o devido tratamento

A catarata em gatos é um problema mais delicado e que afeta uma parte diferente do olho: o cristalino. Para quem não sabe, o cristalino é uma lente localizada atrás da íris que permite a visão nítida das coisas e ajuda na formação de imagens. Logo, quando um animal sofre com essa doença em olho de gato, ele fica com a visão prejudicada.

Para reconhecer a catarata em gatos não é muito difícil: os principais sintomas associados à patologia são a mudança na coloração dos olhos, que tendem a ficar mais esbranquiçados ou azulados, e opacidade na região. O gatinho também pode começar a esbarrar nos lugares por causa da vista debilitada. É indispensável o tratamento orientado por um veterinário oftalmologista, pois a evolução do quadro pode levar à cegueira.

Glaucoma em gatos é outra doença que, aos poucos, degenera a visão

Outra doença que precisa de atenção é o glaucoma em gatos. A patologia acomete principalmente felinos com uma idade mais avançada, mas todo cuidado é pouco. O glaucoma é caracterizado pelo aumento da pressão intraocular e acúmulo de líquido aquoso na região dos olhos, causando a perda progressiva da visão a longo prazo. Ainda que seja uma doença “silenciosa” e os tutores descubram o glaucoma em gatos quando a situação está séria, é bom ficar de olho em alguns dos sintomas.

Essa é uma doença que geralmente deixa o olho de gato vermelho, com pupilas dilatadas e opacidade da região. O acompanhamento veterinário é necessário para que o diagnóstico não seja tardio e comece logo o tratamento. Infelizmente não é possível recuperar parte da visão perdida, mas é possível retardar a progressão do glaucoma em gatos.

Qual raça de gato você é?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

O que você mais gosta de fazer nos momentos de lazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se você pudesse se descrever com uma palavra, quais das opções a seguir escolheria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Alguém te chamou para sair para um lugar inusitado, o que você pensa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica depois de dormir pouco na noite anterior?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você viajou e se perdeu em uma cidade que não conhece muito: o que passa pela sua cabeça?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Quais dessas características você procuraria em um pet?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

O que seus amigos próximos pensam sobre você?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você gosta de curtir as férias?

Question Header Background

Sua personalidade aventureira combina com o Bobtail Japonês! Você é divertido assim como o gato Siamês! Sua personalidade ranzinza combina com o gato Maine Coon! Você é preguiçoso como um gatinho Persa!
    A catarata em gatos muitas vezes é identificada por conta das manchas brancas ou azuladas nos olhos
    A catarata em gatos muitas vezes é identificada por conta das manchas brancas ou azuladas nos olhos

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Uveíte felina pode deixar o olho de gato lacrimejando e vermelho

    A uveíte é uma doença em olho de gato que nada mais é do que uma inflamação da úvea, uma área do olho felino que é rico em vasos sanguíneos. Não é uma das patologias mais perigosas, mas ainda assim vale ficar atento. A uveíte tanto pode ser causada por pequenas lesões e agressões no olho de gato, como também pode ser consequência de doenças pré-existentes, como a própria catarata.

    Dentre os principais sintomas, podemos destacar o olho de gato lacrimejando, vermelhidão, sensibilidade à luz, piscadas excessivas, dor e incômodo na região. Recomenda-se procurar um oftalmologista veterinário para buscar as melhores formas de tratamento.

    Úlcera de córnea em gatos pode ser profunda ou superficial

    A córnea é a camada mais externa do olho de gato que tem uma função refrativa importante, além de proteger as regiões mais sensíveis de possíveis agressões. Quando ocorre alguma lesão nessa parte do olho, é o que chamamos de úlcera de córnea. O problema pode ser classificado como uma úlcera profunda ou uma úlcera superficial, dependendo da gravidade do ferimento.

    Para identificar a enfermidade, alguns sinais são perceptíveis como lacrimejamento excessivo, secreção ocular, vermelhidão, dor, fotofobia e mancha branca na região. Além disso, o gatinho afetado também fica com o olho mais fechado do que o normal. Para tratar, o veterinário poderá indicar o uso de colírios específicos.

    Conheça 5 outras doenças em olho de gato para ficar atento!

    E não para por aí: além dos problemas mencionados acima, que são os mais comuns, existem outros tipos de doença em olho de gato que são mais raros, mas também precisam da sua atenção. São elas:

    • Toxoplasmose ocular
    • Clamidiose felina
    • Terçol
    • Atrofia progressiva da retina
    • Descolamento da retina

    Por isso, ao perceber qualquer alteração no globo ocular do seu amigo de quatro patas, não hesite em procurar ajuda de um profissional especializado na área. Ele vai analisar a situação e, com o diagnóstico definido, indicar o tratamento mais adequado para o seu pet.

    Redação: Juliana Melo

    Quais são as raças de cachorro braquicefálico? Shih Tzu, Bulldogs, Pug e muito mais

    Próxima matéria

    Quais são as raças de cachorro braquicefálico? Shih Tzu, Bulldogs, Pug e muito mais

    Idade dos gatos: quais as doenças mais comuns em cada fase?
    Saúde

    Idade dos gatos: quais as doenças mais comuns em cada fase?

    A contagem da idade dos gatos é bem diferente do que a gente imagina: depois de completar um ano, o felino já atinge a fase adulta. O que poucas pessoas sabem é que algumas doenças de gato são mais comuns quando o animal é filhote, e outras são mais frequentes quando ele é adulto ou idoso. Por isso, depois de adotar um pet, é fundamental ficar atento a saúde do gato e saber quais patologias são mais comuns em cada fase de vida.

    Plantas tóxicas para gatos e cachorros: descubra quais espécies você precisa evitar
    Cuidados

    Plantas tóxicas para gatos e cachorros: descubra quais espécies você precisa evitar

    Quem se pergunta como cuidar de um cachorro ou gato por estar dando as boas-vindas a um desses animais em casa em breve vai descobrir que a adaptação do ambiente é mais do que necessária. Buscando a segurança e o conforto do seu novo amigo, é normal instalar telas de proteção e liberar um cantinho para a cama e a ração dele, mas muita gente passa direto pelas plantas: algumas espécies bem comuns em jardins, quintais e vasinhos são tóxicas quando ingeridas e podem até ser fatais.

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir
    Saúde

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir

    Assim como nos cães, a Giárdia em gatos é uma zoonose muito comum. Os felinos, então, não estão imunes a contrair essa doença, que muitas vezes passa despercebida ao ser confundida com uma simples diarreia. Por isso, é muito importante prestar atenção aos sintomas da giárdia em gatos e, também, buscar formas de prevenir a contaminação. Para esclarecer mais as dúvidas quanto ao assunto, conversamos com a médica veterinária Carolina Mouco Moretti, que é diretora geral do Hospital Veterinário Vet Popular, de São Paulo.

    Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?
    Ração

    Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?

    É normal cometer alguns erros quando se trata da alimentação do cachorro, principalmente no caso de quem nunca teve um bichinho de estimação antes. Com o tempo e as orientações do veterinário, o tutor geralmente aprende o que o cão pode ou não pode comer, qual melhor ração para cachorro e a quantidade certa de comida que deve ser oferecida para o pet no dia a dia. O perigo é quando esses erros continuam acontecendo, porque isso pode acabar prejudicando a saúde do cachorro futuramente.

    Ver Todas >

    Mordida de cachorro: o que fazer ao ser atacado por um cão?
    Saúde animal

    Mordida de cachorro: o que fazer ao ser atacado por um cão?

    Levar uma mordida de cachorro é sempre uma situação inesperada. Seja de um animal desconhecido ou do seu próprio pet, um ataque pode ser muito perigoso. Pela mordida, o cachorro pode transmitir muitas doenças ao homem, sejam infecções mais brandas ou doenças graves, como a raiva. Como não podemos prever que um cão vai nos atacar, é importante estar sempre preparado. 

    Pancreatite canina: como é a recuperação da doença?
    Saúde animal

    Pancreatite canina: como é a recuperação da doença?

    Quando o cachorro desenvolve pancreatite canina, é muito importante começar a tratar desde cedo. A doença é considerada uma das mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro, além de uma das mais graves. A pancreatite no cachorro acomete o pâncreas e debilita todo o sistema digestivo, trazendo sintomas bem desconfortáveis ao animal. A demora no diagnóstico pode acabar levando o animal a óbito. O cachorro com pancreatite canina precisa iniciar o tratamento o quanto antes para conseguir se recuperar. 

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?
    Saúde animal

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    A pasta e a escova de dente para gatos são os principais aliados para a boa higiene bucal dos felinos. Escovar os dentes do gato evita doenças, previne o mau hálito e preserva os dentinhos. Seja quando o gato troca de dente ou quando já é um bichano idoso, a dentição felina requer cuidados especiais em todas as fases da vida. Saber como escovar os dentes do gato corretamente é o primeiro passo para garantir a higiene bucal, além de uma alimentação balanceada. 

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?
    Saúde animal

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?

    A giárdia canina é uma doença infecciosa causada por um protozoário que pode acometer cães, gatos e seres humanos. Essa zoonose ocorre quando o cachorro ingere cistos do protozoário, que podem estar presentes na água e alimentos. Além disso, como os cachorrinhos são animais que usam a boca para diversas funcionalidades, é possível que o pet colete o parasita lambendo um brinquedo, bebendo água de uma poça ou mastigando algum objeto. Ficar de olho em como prevenir a doença é muito importante, visto que a giárdia em cães é transmitida para outros animais com facilidade. 

    Ver Todas >