close
Cuidados

Meu gato sumiu: o que devo fazer?

"Meu gato sumiu": descubra os motivos do comportamento e o que fazer para encontrá-lo
"Meu gato sumiu": descubra os motivos do comportamento e o que fazer para encontrá-lo

"Meu gato sumiu!": essa é uma situação desesperadora para qualquer tutor. Casas sem telas de proteção costumam ser as principais causas de sumiços, principalmente quando o gato tem livre acesso à rua. Mas por que isso acontece? Existem vários motivos que podem levar ao desaparecimento de um bichano, mas na maioria das vezes os gatos somem e voltam logo depois, agindo como se nada tivesse acontecido. O problema é que, depois que a gente percebe que o gato fugiu, logo começamos a pensar no pior dos cenários. De fato, o mundo exterior pode ser muito perigoso para um pet criado dentro de casa, que não tem a mesma perspicácia de um gato de rua.

Então quando o gato fugiu, o que fazer? Abaixo separamos algumas dicas para encontrar o seu amigo, e explicamos de uma vez por todas por que os gatos somem e depois voltam.

Seu gato fugiu? Entenda o que pode causar o sumiço dos bichanos

Só quem já vivenciou uma situação de um gato fugir entende o desespero. Mas já parou para se perguntar por que isso acontece? Os motivos podem ser os mais variados possíveis: às vezes é um comportamento meramente instintivo, como também pode ser algo motivado por mudanças na rotina.

Como todos sabem, os felinos são animais que foram domesticados, mas que muitas vezes ainda são movidos por seus instintos naturais. Isso quer dizer que mesmo vivendo em uma casa e tendo uma família, ele ainda vai ter vontade de explorar o mundo externo do jeito que puder. É o espírito aventureiro e explorador que vive nele. Se não houver um controle da situação - com redes de proteção nas janelas, por exemplo -, as “voltinhas” pelas ruas vão se tornar cada vez mais frequentes.

É bem comum que isso ocorra também com gatos e gatas que não são castrados. Na época do cio, os felinos procuram por parceiros na rua para que possam cruzar e reproduzir - e essa procura pode levar dias ou até mesmo semanas.

“E se o meu gato castrado sumiu, o que pode ter causado isso?” Nesses casos, a principal motivação para as fugas são mudanças na rotina. Gatos que mudam de uma casa para outra precisam de um tempo para reconhecer, explorar e marcar aquele território. Por isso, é bem comum que eles voltem à residência antiga no meio de uma fuga, já que aquela região já era dominada por eles. Além disso, quando o gato fica assustado com barulhos altos - como fogos de artifícios -, também pode entrar em pânico e fugir na tentativa de se proteger.

Quantos dias um gato pode ficar desaparecido?

A preocupação após a fuga do bichano é sempre a mesma, mas por quanto tempo é normal um gato sumir? Essa é uma pergunta frequente, especialmente quando é a primeira vez que o sumiço acontece. Infelizmente, não existe uma resposta certa para isso e vai depender muito de cada situação. Não existe diferença entre “meu gato sumiu faz 24 horas” ou “meu gato sumiu faz 5 dias”, ainda mais se tratando de animal caseiro que pode acabar se perdendo ou se machucando.

Quando um gato não está acostumado com a vida nas ruas, ele pode se perder com mais facilidade e, consequentemente, demorar mais tempo para encontrar seu caminho de volta. Dessa forma, fica muito mais difícil especular quando ele retornará - e se ele retornará. Já se é um pet que sai de casa com frequência, na maioria das vezes os gatos voltam quando fogem. Eles até podem passar um tempinho fora, mas sabem como retornar. Ainda assim, é importante ligar o alerta quando o tempo de desaparecimento for muito longo, pois os gatos que vivem nas ruas têm mais chances de sofrerem acidentes e até envenenamento, infelizmente.

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Os gatos somem e voltam, mas é importante ter uma coleira de identificação para evitar que eles se percam
    Os gatos somem e voltam, mas é importante ter uma coleira de identificação para evitar que eles se percam

    Mais Lidas

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cuidados dos animais

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente: estudos mostram que os carrapatos podem sobreviver até 200 dias em um lugar sem se alimentar. Pensando nisso, vamos te ensinar como acabar com carrapatos no quintal com ingredientes que você pode ter em casa.

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados dos animais

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!
    Cuidados dos animais

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!

    Ter um cãozinho em casa é só alegria, mas é sempre bom que o dono esteja preparado para lidar com alguns comportamentos inconvenientes do animal. Um deles é o xixi fora do lugar para deixar o cheiro em todos os cantos da casa. O que fazer para o cachorro parar de marcar território? O costume é desagradável e pode até tirar o sossego de muitos tutores por aí. Para te ajudar, separamos algumas dicas para evitar que o cachorro marque território em casa e faça xixi onde não deve. Acompanhe!

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas
    Cuidados dos animais

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas

    Mesmo que muitas vezes sejam esquecidas na hora dos cuidados, as orelhas do seu cachorrinho são bem sensíveis e precisam de bastante atenção. De vez em quando, é comum que algum incômodo pontual faça o seu cachorro ficar coçando a orelha, mas quando isso se torna algo frequente e você percebe um incômodo maior no animal, vale a pena ficar atento.

    “Meu gato sumiu, e agora?” Veja 7 dicas para começar a procurar o bichano desaparecido

    1) Publique nas redes sociais

    As redes sociais são instrumentos poderosos de comunicação. Todos os dias, centenas de animais se perdem, fogem ou somem, e a internet bomba de compartilhamentos entre tutores e pessoas que acompanham esse nicho. Se o seu gato fugiu, aposte nas redes sociais para ajudar a encontrá-lo. Poste fotos, explique o que aconteceu, coloque o local onde você acredita que ele se perdeu, adicione uma forma de contato e peça ajuda para compartilhar.

    2) Coloque um pouco de comida próximo ao local onde ele fugiu

    Se o seu gato sumiu, mas não recusa uma boa comida, uma boa ideia é colocar sachê ou outro petisco em um potinho e deixar próximo ao local onde ele estava antes do sumiço. Alguns gatos costumam retornar para suas casas com alimentos, porque são atraídos pelo cheiro.

    3) Procure pelo seu gatinho na rua com comida na mão e uma caixa de transporte para gatos

    Na hora de procurar um gato sumido, tenha sempre comida na mão para atrair a atenção dele. Outra dica é sair para procurar com a caixa de transporte para gatos: quando você encontrar o pet, poderá carregá-lo com segurança, sem correr o risco de uma nova fuga.

    4) Use lanternas para procurar pelo seu gato em arbustos e embaixo dos carros

    Ao perceber que “meu gato sumiu”, lembre-se que os felinos são animais com hábitos noturnos. Como procurar por um gato à noite pode ser mais difícil, não esqueça de carregar lanternas e objetos que possam produzir luz e facilitar a visão. Procure em arbustos, árvores, embaixo de carros ou buracos. Existe sempre a possibilidade do animal estar machucado e procurar por um lugar seguro para se esconder.

    5) Espalhe cartazes pelo seu bairro e pergunte aos comerciantes e moradores locais

    Não importa onde seu gato sumiu: todos os meios de comunicação são válidos para encontrar o animal. Pergunte aos seus vizinhos, moradores do entorno e até comerciantes do seu bairro se eles não viram ou conhecem o gato que fugiu. Às vezes, algum vizinho pode ter visto o seu bichano e o acolheu, mas não sabe que ele tem uma família. Aproveite para entregar cartazes e colar em postes e muros para atrair a atenção de quem passar pela região.

    6) Procure em clínicas veterinárias, ONGs, abrigos e no Centro de Controle de Zoonoses

    É bem comum que ao encontrar um animal na rua, as pessoas o levem direto para o veterinário. Por isso vale a pena procurar por clínicas da região e perguntar se não apareceu nenhum gato perdido por ali. Outra opção é procurar em ONGs, abrigos e no Centro de Controle de Zoonoses da sua cidade. Se o seu gato sumiu, sempre há a possibilidade de que alguém o tenha encontrado e levado para um abrigo na intenção de conseguir ajuda para ele.

    7) Mudou de casa recentemente? Volte para a sua residência antiga

    Se o seu gato sumiu logo depois de uma mudança, é sempre válido procurar por ele na casa antiga. Gatos são animais territorialistas e costumam marcar todo o espaço onde vivem. Uma mudança de residência pode surpreendê-lo e com isso, ele pode fugir por não conhecer o novo ambiente. É importante que você cogite a ideia de retornar para sua casa antiga e procurar pelo seu bichano por lá. Às vezes ele está sentindo falta do ambiente, que ele já considerava seguro.

    Meu gato fugiu, será que ele volta?

    Não é possível ter uma resposta concreta para essa pergunta. Se você percebeu que seu gato sumiu, é importante ter em mente que ele estará livre para passar o tempo que quiser na rua, como também poderá retornar à residência quando desejar - se ele encontrar o caminho de volta. E lembre-se: você não precisa esperar para postar nas redes sociais, pois quanto antes começarem as buscas, maiores são as chances de encontrá-lo bem e seguro.

    Se você passou pela situação de “meu gato sumiu e voltou diferente”, isso pode acontecer quando o animal passa muito tempo na rua e sofre algum trauma ou acidente. Por isso, assim que você perceber que o seu gato fugiu, a melhor solução é procurar por ele imediatamente.

    Para evitar que o seu gato fuja, você pode tomar alguns cuidados. A melhor maneira de impedir fugas é investindo em uma tela de proteção para gatos nas janelas e basculantes, ou qualquer espaço que permita o acesso do seu gato às ruas.  Outro ponto importante é usar uma coleira com identificação para gatos. Existem muitos modelos no mercado e você pode procurar por aquele que não vai incomodar seu bichano, e nem correr o risco de se soltar caso ele resolva fugir. Se o seu gatinho não se adaptar, informe-se sobre a microchipagem.

    Por último, a castração de gato é essencial. Além de evitar fugas com o foco na reprodução, o procedimento diminui o instinto do animal de querer saber o que há fora de casa. Essa também é uma forma de cuidar da saúde do seu amigo, já que ao perceber que  “meu gato castrado sumiu”, o felino também tem menos chances de contrair doenças fatais na rua, como a FIV, a FeLV e a esporotricose.

    Redação: Júlia Cruz e Juliana Melo

    Publicada originalmente em: 07/01/2020

    Atualizada em: 31/08/2021

    Como escolher caixa de transporte para gatos de acordo com o tamanho do pet?

    Próxima matéria

    Como escolher caixa de transporte para gatos de acordo com o tamanho do pet?

    Meu gato não quer comer, o que devo fazer? Dicas para cuidar da alimentação do felino
    Ração

    Meu gato não quer comer, o que devo fazer? Dicas para cuidar da alimentação do felino

    Um dos sinais mais comuns que os gatos demonstram que alguma coisa não vai bem com a saúde é não querer comer ou comer bem pouco. Os motivos podem ser os mais diversos, desde uma leve indisposição a problemas mais graves. Por isso, conhecer bem o comportamento do seu felino e ficar atento aos demais sinais é essencial para agir corretamente e buscar ajuda veterinária a tempo. Para ajudar, vamos tirar algumas dúvidas e dar dicas de como fazer o seu gato voltar a comer.

    Khao Manee: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de gato tailandesa (e muito rara!)
    Raças

    Khao Manee: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de gato tailandesa (e muito rara!)

    O Khao Manee tem um grande potencial para ser um dos grandes queridinhos entre os apaixonados por gatos. Com olhos de cores marcantes e pelo branquinho, o felino desta raça possui uma aparência rara que chama atenção e é uma ótima companhia para qualquer família. De origem tailandesa, esse gatinho é super amigável e ama estar ao lado dos seus humanos - e até mesmo de outros animais. Para conhecer mais a fundo o gato Khao Manee, o Patas da Casa separou as principais informações sobre esse bichano incrível. Dá uma olhada!

    Ragamuffin: características, temperamento, cuidados... conheça essa raça de gato que tem a pelagem longa
    Raças

    Ragamuffin: características, temperamento, cuidados... conheça essa raça de gato que tem a pelagem longa

    O Ragamuffin é uma raça de gato muito amável e carinhosa. Não muito conhecido no Brasil, o gato ragamuffin se originou a partir do cruzamento com felinos da raça Ragdoll. É considerado um gato gigante e pode chegar até os 9kg. O "Ragamuffin cat" pode ter a pelagem e olhos de diferentes cores. Uma característica marcante é o jeito brincalhão e o fato de amar colo. O Ragamuffin é ideal para famílias com crianças e outros animais.

    Gato laranja: o que essa cor de pelagem pode indicar sobre a personalidade do pet?
    Comportamento

    Gato laranja: o que essa cor de pelagem pode indicar sobre a personalidade do pet?

    Não tem quem resista à fofura de um gato laranja. Mas você já parou para se perguntar como é a personalidade do gato alaranjado? Muitas pessoas acreditam que algumas características dos felinos estão intimamente relacionadas com a cor da sua pelagem e, segundo um estudo da Universidade da Flórida e Califórnia, nos Estados Unidos, há evidências de que isso é verdade. 

    Ver Todas >

    Creme dental para cachorro: o que levar em conta na hora de escolher a melhor para o seu pet?
    Cuidados dos animais

    Creme dental para cachorro: o que levar em conta na hora de escolher a melhor para o seu pet?

    Um produto que é essencial para cuidar da saúde bucal dos nossos pets é o creme dental para cachorro. Sim, os cães também podem sofrer com problemas bem desagradáveis, como o tártaro e o mau hálito. Por isso, um cuidado indispensável é escovar os dentes do cachorro regularmente. Mas como fazer isso da forma correta? Para começar, é necessário escolher um bom creme dental canino, já que os cães não podem utilizar as pastas de dente humanas por várias questões. 

    Banheiro de gato: 8 coisas que você precisa saber sobre a caixa de areia do seu bichano
    Cuidados dos animais

    Banheiro de gato: 8 coisas que você precisa saber sobre a caixa de areia do seu bichano

    Todo mundo sabe da importância do banheiro de gato, mas você já parou para se perguntar quantas vezes gato vai ao banheiro? Ou com que frequência é necessário limpar a caixa de areia para gatos? Essas são questões que certamente já passaram pela cabeça de todo gateiro. No entanto, além de ser uma questão de higiene, o tutor também deve prestar atenção em várias outras coisas.

    Coleira de cachorro com nome: 4 motivos para não deixar a coleira com identificação do seu pet de lado
    Cuidados dos animais

    Coleira de cachorro com nome: 4 motivos para não deixar a coleira com identificação do seu pet de lado

    A coleira com identificação para cães é um cuidado importante que muitos tutores deixam de lado. Esse acessório permite que o animal seja encontrado com mais facilidade caso ele se perca. O indicado é que a coleira com identificação para cachorro contenha, além do nome do animal, o telefone dos tutores, endereço e informações médicas ou de comportamento. Dessa forma, se alguém encontrar o pet será mais fácil de levar o cachorrinho de volta para casa.o.

    Mochila de cachorro: para quais pets o acessório é indicado e como usar?
    Cuidados dos animais

    Mochila de cachorro: para quais pets o acessório é indicado e como usar?

    Já ouviu falar na mochila de cachorro? Esse é um acessório que pode ser bem útil em algumas situações do dia a dia, especialmente quando você tem algum compromisso com o cãozinho fora de casa. Existem dois tipos de mochila para cães: aquela que o tutor coloca nas costas para acomodar o pet dentro, e outra que é feita para uso exclusivo do animal. Mas será que todos os cães podem usufruir de ambos os modelos?

    Ver Todas >