Especial fim de ano!

Meu cão comeu um alimento proibido na ceia de Natal, e agora? Veja o que fazer no caso de cachorro intoxicado!

Publicado - 19 Dezembro 2023 - 17h25

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

Os tutores devem estar sempre atentos aos alimentos proibidos para cachorro em qualquer situação. No Natal, não é diferente. Embora a ceia seja repleta de comidas deliciosas que dão água na boca de qualquer um, não é recomendado oferecer um “agradinho” por debaixo da mesa para os cães. Como alguns ingredientes podem fazer mal para o seu amigo de quatro patas, é preciso ter muito cuidado com a ceia de Natal para não resultar em um cachorro intoxicado. Confira o que fazer caso seu pet coma algum alimento proibido durante as celebrações de fim de ano!

O que cachorro não pode comer no Natal?

É fundamental saber quais são os alimentos que podem ou não ser consumidos pelos pets para evitar acidentes e complicações na saúde do cachorro. No Natal, época de comemorar ao lado de pessoas amadas comendo bem, é natural incluir os pets na celebração, mas é preciso ter alguns cuidados para não oferecer um alimento da ceia que faça mal para o animal. Confira o que cachorro não pode comer durante a ceia de Natal:

  • Farofa: a farofa é muito apreciada pelos humanos, mas para os pets pode ser um alimento perigoso. Dependendo da tradição de cada família, a farofa natalina pode conter ingredientes que fazem mal para o cachorro. Além disso, a manteiga utilizada para o preparo da farofa é super gordurosa e não possui nenhum valor nutricional para o animal;
  • Uva passas: as uvas, frescas ou secas, são uma das frutas que o cachorro não pode comer. O alimento possui substâncias tóxicas para o animal e podem ser perigosas;
  • Cebola e alho: a cebola e o alho são dois ingredientes venenosos na alimentação animal. Se ingeridos, o alho e a cebola podem provocar anemia em cachorro hemolítica devido a presença de uma substância tóxica que destrói os glóbulos vermelhos do animal;
  • Salpicão: o salpicão é um prato muito que não é digerido facilmente pelo cão, e ainda pode conter maionese e uvas passas, ingredientes que não devem ser oferecidos para o cão;
  • Molhos: o sistema digestivo do cachorro é muito sensível, e os molhos industrializados ou feitos em casa podem conter temperos que irritam o trato digestivo do animal;
  • Nozes: o alto teor de gordura das nozes podem deixar o cachorro com dor de barriga, diarreia e vômitos;
  • Macadâmia: a macadâmia é altamente tóxica para o cachorro e dependendo da quantidade ingerida, pode ser fatal para o animal. Ela pode provocar hipertermia em cães, aumentar o colesterol e afetar os músculos, digestão e sistema nervoso;
  • Rabanada: a rabanada é muito esperada pelos humanos o ano inteiro, mas os cachorros não devem ingeri-la de jeito nenhum devido a quantidade de açúcar e da forma como ela é preparada. Como ela é frita, a gordura pode causar mal estar no animal e até pancreatite canina. Então se alguém perguntar se pode dar rabanada para cachorro na ceia da família, você já vai saber a resposta;
  • Panetone: o panetone pode conter frutas cítricas, como a uva passa, ou chocolate, e os dois tipos fazem mal para a saúde do pet. Então resista a tentação do cachorro chorando pedindo um pedacinho;
  • Chocolate: uma substância chamada teobromina é o motivo que explica porque cachorro não pode comer chocolate. Super tóxica, essa substância pode deixar o cachorro intoxicado;
  • Ossos de comida: não é incomum casos de cachorro engasgado com ossos de de carnes de aves. Eles ainda podem perfurar os órgãos do animal.

Quais frutas cachorro não pode comer?

As frutas para cachorro são super apreciadas pelo paladar canino. O cachorro pode comer banana, kiwi, manga, maçã, pêra e várias outras, o que pode dificultar na hora de saber quais frutas cachorro não pode comer. Por isso é importante sempre verificar os alimentos que cachorro não pode comer de jeito nenhum, como: tangerina, laranja, limão e abacaxi, uva, abacate, carambola , cereja, damasco, coco e até figo. 

Imagem Quiz:O que seu cachorro faz para ganhar a comida dos humanos?

O que seu cachorro faz para ganhar a comida dos humanos?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Cachorro olhando para uma casinha de biscoitos vestido com roupa de natal

O que dar para o seu cachorro de Natal? 

Pode ficar difícil saber o que dar para o seu cachorro de Natal com tantas proibições alimentares, mas a boa notícia é que dá sim pra preparar uma ceia canina e incluir o pet na festa. Dentre as opções, pode dar chester para cachorro, além de tender, bacalhau, peru e arroz - mas tudo sem sal e nem pele, no caso das aves. As verduras e legumes para cachorro, assim como as frutas que cachorro pode comer, também são boas opções se oferecidas com moderação.

Veja o que fazer se o animal ingerir alimento proibido para cachorro que seja tóxico

Durante as festas de fim de ano, pode acontecer dos pets ingerirem alguma comida que não deveria, seja por acidente ou por não saberem o que o cachorro não pode comer. Se acontecer do animal comer algo proibido, é preciso ter calma para saber exatamente o que fazer nesses casos. No caso de ingestão de um alimento considerado tóxico (chocolate, cebola, alho, nozes e macadâmia), o recomendado é administrar o carvão ativado para cachorro até duas horas após a ingestão, para interromper a absorção do agente tóxico no organismo com maior eficiência. Vendidos em sachês, eles precisam ser dissolvidos em água até virar uma pastinha, e aplicado na boca do pet com o auxílio de uma seringa. A dose recomendada é de 1 g de carvão para cada quilo do animal. 

Vale lembrar que, mesmo após o animal ser medicado com o carvão, ele precisa ser consultado por um médico veterinário para ter certeza de que não corre mais risco de vida. Quando o tempo de ingestão do alimento tóxico ultrapassa as três horas, o animal deve passar deve ter o vômito induzido para interromper a absorção das toxinas pelo corpo. Contudo, se essa técnica não der certo, o peludo vai precisar passar por uma lavagem gástrica, que consiste na administração de fluidos para remover substâncias do sistema gastrointestinal do cão. 

O que fazer quando o alimento proibido para cachorro não é tóxico, mas mesmo assim faz mal? 

No caso do animal ingerir um alimento que não é tóxico, mas que faz mal para o sistema digestivo, como uma carne gordurosa, rabanada, frutas ácidas ou um salpicão, o processo é mais simples. Você vai precisar ter um olhar bem atento para os sintomas que o cachorro apresenta após a ingestão do alimento. Assim, caso ele tenha que ser levado ao veterinário, você saberá listar tudo que ele estiver sentindo.

Normalmente, os sintomas não são tão graves, os alimentos que são mais gordurosos ou cheios de açúcar, como a rabanada ou a pele do frango, podem deixar o cachorro com diarreia, vomitando, enjoado e com dores abdominais. Para resolver esse quadro, você precisa oferecer bastante líquido para o pet e alimentos que contenham fibra, como a banana. Contudo, se o animal apresentar febre ou algum sintoma anormal, como uma convulsão ou sangue nas fezes, é preciso levá-lo imediatamente ao veterinário para uma avaliação.

Administrar um antitóxico para cachorro pode ajudar

Com a maioria das clínicas veterinárias ficam fechadas durante o Natal, é preciso estar preparado caso o pet coma algo que não deveria acidentalmente. Até conseguir atendimento, você pode usar um antitóxico para cachorro, que pode ser previamente prescrito pelo veterinário para situações de emergência. Ele é indicado para proteger as células hepáticas contra agentes tóxicos, seja por ingerir alimento proibidos ou uma planta tóxica para cachorro. O medicamento atua no fígado, facilitando o processo metabólico, e faz efeito duas horas após a ingestão. O antitóxico para cachorro normalmente é vendido na versão em gotas. Para cachorros de até 10kg, 20 gotas são suficientes; cães com mais 10 kg devem tomar 20 gotas para cada 10 kg. De qualquer forma, é importante consultar a bula do medicamento antes de dar ao cachorro para checar todas as informações.

Comportamento

Cachorro e gato deixam as desavenças de lado e se unem para missão que parecia impossível

Existe uma crença de que cachorro e gato são inimigos naturais. Ao longo dos anos, a relação entre as duas espécies foi retratada na...

Cachorro

Com quantos anos você descobriu que é possível descobrir a idade de cachorro pelos dentes?

Em casos de adoção animal, em que a maioria dos cães são resgatados da rua, é inevitável surgir a curiosidade de qual é a idade do p...

Adote um animal

As 7 raças de cachorro mais engraçadas que existem - o último da lista chama atenção por um detalhe curioso

Cada raça de cachorro tem características físicas únicas e muito particulares. São esses traços que muitas vezes nos ajudam a difere...

Comportamento

Sem cerimônia, cachorro bate na porta do vizinho e entra na casa para chamar amiga canina para brincar

A socialização é um processo muito importante para que o cãozinho aprenda a conviver com outras pessoas e animais, e também faça alg...

Comportamento

Cachorro e gato deixam as desavenças de lado e se unem para missão que parecia impossível

Existe uma crença de que cachorro e gato são inimigos naturais. Ao longo dos anos, a relação entre as duas espécies foi retratada na...

Cachorro

Com quantos anos você descobriu que é possível descobrir a idade de cachorro pelos dentes?

Em casos de adoção animal, em que a maioria dos cães são resgatados da rua, é inevitável surgir a curiosidade de qual é a idade do p...

Adote um animal

As 7 raças de cachorro mais engraçadas que existem - o último da lista chama atenção por um detalhe curioso

Cada raça de cachorro tem características físicas únicas e muito particulares. São esses traços que muitas vezes nos ajudam a difere...

Gato

Gato que frequentava Universidade se forma e recebe título de "Doutor em Litter-ature"

Histórias de bichinhos de estimação frequentando a universidade sempre ganham um lugar especial no nosso coração. Foi o que acontece...

Ver todas