Brinquedos

Laser para gatos: especialista explica os efeitos da brincadeira nos felinos. Entenda!

Laser para gatos: entenda o motivo para usar esses acessório com moderação!
Laser para gatos: entenda o motivo para usar esses acessório com moderação!

Um objeto que parece divertido e provoca reações engraçadas: o laser para gatos se transformou em um “brinquedo” muito comum para entreter os felinos. Uma luz de raio único, que faz o gatinho pular de um lado para o outro com o objetivo de alcançá-la parece uma brincadeira inofensiva, não é mesmo?! Mas, você sabe quais são os efeitos desse acessório? O laser para gatos pode ser muito prejudicial para a saúde mental dos peludinhos. Imagina só: felinos têm o instinto de caçadores por natureza e se frustram quando não alcançam uma presa com sucesso. Afinal, como eles alcançariam uma presa que, de repente, some? Para entender melhor como o laser para gato pode afetar os bichanos, nós conversamos com a bióloga e comportamentalista felina Valéria Zukauskas. Chega mais!

Como e quando devo usar o laser para gato?

O uso do laser para gato deve ser feito com consciência. Os felinos não entendem que a luz não é uma presa, portanto, ele não medirá esforços para conseguir sua recompensa. De repente, aquela luz some e o animal não entende para onde foi algo que estava desejando tanto. “Vejo muitas pessoas usando o laser não como brinquedo para distrair o gato, mas para distrair a si mesmas: utilizando a luz para fazer o gato pular. Isso é prejudicial. Por isso, deve ser usado de forma consciente: movimentos baixos e sinuosos, imitando uma presa”, explica Valéria. O ideal é recompensar o gato no final da brincadeira para que ele não se frustre.

Laser para gatos pode causar problemas de comportamento

Depois de algumas vezes tentando descobrir como pegar o laser, é capaz que o gato não queira mais brincar. Esse comportamento ocorre quando ele se sente frustrado depois de tanto esforço. O laser não causa vício, pelo contrário, em excesso e sem a recompensa final, fará o gato perder o interesse. Com essa perda de interesse é que surgem alguns problemas de comportamento, como ansiedade, nervosismo e estresse. 

Em alguns casos, o laser pode até deixar um gato que normalmente é manso, mais agressivo com seus donos. “Alguns gatos começam a avançar nos tutores, o que é natural, pois eles querem sua recompensa”, afirma Valéria. Há algumas opções para não deixar o laser de gato de lado e, ainda assim, recompensar o gatinho: “Pode-se usar um brinquedo onde a própria presa é o laser, modelo que já existe no mercado, ou então oferecer um petisco no final da brincadeira. Isso fará o gato entender que está sendo premiado e, assim, alcançando a presa.”

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    Laser para gatos: não coloque o laser tão próximo aos olhos do seu felino, isso pode cegá-lo.
    Laser para gatos: não coloque o laser tão próximo aos olhos do seu felino, isso pode cegá-lo.

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia
    Comportamento animal

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia

    Manter a frequência de passeios no dia a dia do seu amigo de quatro patas é algo necessário para todas as raças de cachorro. Além dos benefícios que a socialização desses momentos traz, para muitos animais, essa caminhada é atividade física suficiente para o gasto de energia diário. Raças mais preguiçosas, que só devem se movimentar para manter a saúde, não precisam de muito tempo dedicado a essa área, mas nem todas são assim: para equilibrar, existem algumas raças de cachorro têm energia de sobra. Pensando no bem da saúde do seu animal e buscando evitar que ele desconte essa disposição acumulada em outras partes da casa, nós separamos algumas raças que precisam de agitação para ficar bem no dia a dia. Dá uma olhada!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Laser de gato: quando não devemos usar esse acessório?

    Os gatos costumam se interessar bastante pelo laser, por isso os humanos insistem tanto em usá-lo. O problema é que o uso em excesso pode deixar o gato mais problemático. No caso, Valéria explica que o uso do laser é muito mais sobre os tutores do que sobre os felinos. “Precisamos avaliar o tutor e não o gato. Não é recomendado o uso do laser por crianças sem supervisão (até porque muitas apontam a luz no olho do gato), nem o uso do laser automático e por pessoas que querem apenas ver o gato pular”, afirma a especialista.

    Isso não quer dizer que você não pode usar o laser para brincar com o seu gato. Cabe, apenas, responsabilidade e se questionar se esse brinquedo realmente é necessário. É o seu gato que gosta de brincar com ele ou é você que gosta de ver o seu gato brincar? A saúde mental dos felinos é tão importante quanto a saúde física. Vale a reflexão, pois existem outras alternativas para entreter o gato.  

    Brinquedos para gatos: existem alternativas ao uso do laser!

    Você pode investir em outros brinquedos que não sejam o laser para brincar com gato. Para oferecer um brinquedo para o seu felino, é necessário levar em conta algumas variáveis, como a idade, o porte, o nível de energia e de quanto de estímulo e atividade ele tem por dia. Como explica Valéria, cada gato é único e será estimulado por um objeto diferente. Ela recomenda também que o felino não tenha a oferta de brinquedos em livre demanda e receba variação nos estímulos, pois pode enjoar e não se interessar por nenhum deles. A ideia é alternar os dias e quais brinquedos serão oferecidos. Por exemplo, se na segunda feira você estimulou o seu gato a brincar com uma varinha, na terça é interessante oferecer a ele um ratinho de brinquedo recheado de catnip

    Redação: Júlia Cruz

    Cachorro entende quando o outro morre? Como os cães reagem quando perdem um amigo de quatro patas?

    Próxima matéria

    Cachorro entende quando o outro morre? Como os cães reagem quando perdem um amigo de quatro patas?

    Música para gatos: qual o efeito das canções nos felinos?
    Comportamento

    Música para gatos: qual o efeito das canções nos felinos?

    Cuidar de gato também significa entender o que o seu amigo de quatro patas gosta ou não. Desde petiscos - como as frutas para gatos - até brincadeiras e formas de fazer carinho no animal, é essencial buscar compreender os gostos e o que influencia no comportamento do bichano. Às vezes, o gato acaba ficando muito estressado ou ansioso com alguma coisa, e para contornar esse tipo de situação, a música pode ajudar. “Mas como assim gato gosta de ouvir música?”, é o que você deve estar se perguntando, né? Pois bem, a gente te explica a seguir de que forma as músicas para gatos podem melhorar o bem-estar dos felinos. Dá só uma olhada!

    Bronquite em gatos: entenda mais sobre a ação da doença respiratória nos felinos
    Saúde

    Bronquite em gatos: entenda mais sobre a ação da doença respiratória nos felinos

    Um gato tossindo pode indicar uma série de problemas de saúde. No entanto, quando esse sintoma aparece para incomodar os felinos, está quase sempre associado a uma doença respiratória, como a bronquite em gatos – também conhecida como asma brônquica ou bronquite crônica. Apesar de haver muitas terminologias, o distúrbio é reconhecido clinicamente como o resultado da inflamação das vias aéreas inferiores, gerada pela sensibilidade a certos estímulos.

    Bolinha para gato: quais os modelos e como inserir a brincadeira na rotina do seu felino?
    Brinquedos

    Bolinha para gato: quais os modelos e como inserir a brincadeira na rotina do seu felino?

    Entre os brinquedos para gatos, as bolinhas são as favoritas. É possível encontrar bolinha para gato de todos os tamanhos, materiais, funcionalidades e preço. Uma coisa é certa: o seu bichano vai se divertir independente da escolha. Além de tudo, as bolinhas para gatos são ótimas para estimularem o animal a se movimentar e até a encarar desafios. Conheça os modelos!

    Pancreatite em gatos: entenda mais sobre a doença que atinge os felinos
    Saúde

    Pancreatite em gatos: entenda mais sobre a doença que atinge os felinos

    Uma das doenças gastrointestinais mais sérias e conhecidas entre os humanos também possui a sua versão no universo felino: a pancreatite em gatos tem uma ação bastante similar no corpo dos nossos bichanos e também precisa de tratamento imediato para não causar danos à saúde do gato. É claro que isso se torna motivo de preocupação para os gateiros, mas não se assuste! A pancreatite felina tem tratamento e é possível diminuir o avanço da doença com alguns cuidados simples. 

    Ver Todas >

    Conheça todos os tipos de coleira para cachorro e como usar: modelos, funções e adestramento
    Comportamento animal

    Conheça todos os tipos de coleira para cachorro e como usar: modelos, funções e adestramento

    Cuidar de cachorro é um dos maiores prazeres na vida de qualquer tutor. Tanto é que muitas vezes os cães passam a ser considerados como “filhos” pelos humanos. O que poucos percebem é que, além dos cuidados com a alimentação e saúde do animal, também é importante se atentar a alguns acessórios essenciais para lidar com o cachorro no dia a dia, como é o caso da coleira para cães.

    Como funciona a memória dos cães? Veja essa e outras curiosidades sobre o cérebro do cachorro
    Comportamento animal

    Como funciona a memória dos cães? Veja essa e outras curiosidades sobre o cérebro do cachorro

    Já parou para se perguntar como funciona o cérebro do cachorro? Essa é uma questão que pode intrigar muitos tutores, já que esses animais muitas vezes nos surpreendem com alguns comportamentos. Afinal, não dá para negar que, embora irracionais, os cães conseguem ser muito inteligentes! Eles são capazes de aprender vários tipos de comandos e muitas vezes parecem nos entender como ninguém. Então, como será que funciona a memória e o cérebro de cachorro?

    Quais são as raças de cachorro que vivem mais tempo?
    Comportamento animal

    Quais são as raças de cachorro que vivem mais tempo?

    No mundo canino, a proporção da idade do cachorro é totalmente diferente do que conhecemos entre os humanos. A média de vida de um cãozinho é de 10 a 13 anos, mas isso pode mudar de acordo com o tamanho, raça e cuidados que o animal recebeu ao longo da vida. No entanto, algumas raças de cachorro são conhecidas pela alta expectativa de vida. Um fator absolutamente genético! 

    Como é o temperamento do Poodle?
    Comportamento animal

    Como é o temperamento do Poodle?

    O Poodle é um dos cachorros mais populares do Brasil e um dos motivos para isso está relacionado ao fato desta raça ser super “família”. Muito companheiro e leal aos donos, ele gosta de participar de todos os momentos, desde uma confraternização até um cochilo no sofá. Não importa se estamos falando de um Poodle toy, anão, médio ou standard: todos os tamanhos são muito sociáveis e gostam de fazer novos amigos.

    Ver Todas >