Gato

5 coisas que deixam o seu gato estressado

Publicado - 04 Maio 2020 - 18h34

Atualizado - 26 Abril 2024 - 15h15

Não é difícil deixar um gato estressado . Várias situações do cotidiano podem influenciar no comportamento do gato e poucas vezes nos damos conta disso. Qualquer tipo de mudança - seja de casa, alimentação ou até dos móveis da casa - geralmente não é bem recebida pelos felinos. Não é à toa que muitas vezes esse é o maior motivo para que um gato fique estressado e comece a tomar atitudes agressivas, como mordidas ou até mesmo um miado de gato bravo. No entanto, existem outras circunstâncias em que o seu amigo de quatro patas também pode ficar irritado - e é importante saber quais são elas. Pensando nisso, separamos as situações mais comuns que costumam deixar gato estressado. Dá só uma olhada!

1) Visitas ao veterinário deixam o gato estressado

Não é mistério que as visitas ao veterinário são um grande problema para quem é tutor de gato. Isso porque os felinos normalmente são bastante resistentes com a ideia de sair de casa, no geral - e isso não está necessariamente ligado somente ao fato de ir a um consultório médico. Na verdade, o que realmente incomoda os bichanos são as caixas transportadoras utilizadas pelos tutores para levá-los ao veterinário. Como o acessório é algo que limita os movimentos do gato, os animais acabam ficando muito estressados e ansiosos por perceberem que estão fora do controle. Por isso, a melhor maneira de evitar que os passeios e visitas veterinárias sejam vistas como gatilho é acostumando o seu amigo desde cedo com a caixa transportadora. É possível fazer isso também com estímulos positivos para que o gato associe o acessório com coisas boas.

2) Gato estressado: mudança de casa ou de móveis podem provocar o comportamento

As mudanças sempre são um processo bastante desagradável para os gatos. Esses animais são muito apegados com a rotina e qualquer situação que fuja do seu controle pode ser encarada como um problema. Não é à toa que mudar de casa normalmente é uma tarefa que deve ser muito bem pensada para os tutores de pet. A adaptação não costuma ser nada fácil e os bichanos geralmente estranham muito o novo local, principalmente nos primeiros dias. Para ajudar nesse processo, a maior recomendação é levar alguns objetos e móveis da casa antiga para auxiliar no reconhecimento do ambiente. Além disso, é fundamental que o tutor não interfira na rotina diária do seu companheiro para que ele realmente se sinta mais em casa.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Vale destacar que não é apenas a mudança de casa que pode deixar o gato estressado. Como já foi dito, qualquer alteração brusca na rotina do felino pode acabar deixando-o irritado, e isso inclui mudanças de móveis ou cômodos da casa. Por isso, o ideal é evitar ao máximo reformas constantes no ambiente para que o gato não sofra com o estresse e ansiedade.

 

Tutora beijando gato laranja na cabeça, acalmando-o
É importante saber como acalmar gato estressado para manter o bem-estar do seu amigo

 

3) Gato estressado: mudar a ração pode influenciar no seu comportamento

O paladar felino é bastante aguçado, e qualquer mínima alteração na sua alimentação não passa despercebida pelos gatos. Nesse cenário, duas coisas podem acontecer: ou o gato gosta da nova comida; ou ele não gosta da ração, e aí o tutor pode ter uma certa dor de cabeça com isso. Se o alimento não for do seu agrado, prepare-se para encarar um gato estressado e com fome, fazendo até som de gato bravo. Como esses animais não dão o braço a torcer, é bem provável que o seu amigo prefira “passar fome” do que comer a nova ração. 

Quando isso acontece, é importante levá-lo ao veterinário para saber se a falta de alimentação realmente está relacionada à mudança da ração ou se o gatinho está com algum problema de saúde.

4) Gato estressado com visitas de estranhos é normal?

É comum que os gatos não se sintam muito confortáveis na presença de estranhos. Tanto é que alguns comportamentos mais agressivos podem ser perceptíveis nessas ocasiões - principalmente se as visitas tentam invadir o seu espaço. Além disso, a mordida de gato também é uma maneira que o felino encontra de demonstrar que está irritado e quer ficar sozinho. Para evitar que isso aconteça, o ideal é que o tutor tenha um espaço reservado para o bichano se “esconder” nessas horas. Além disso, também é possível ensinar o bichano a se comportar desde cedo, trabalhando bastante a questão da sociabilidade. Desta forma, o gato estará mais acostumado com visitas e não vai estranhar quando rostinhos novos aparecerem na sua casa.

5) Tocar no rabo de gato também pode estressar o animal

O rabo de gato é cheio de charme, né? E embora seja difícil resistir a tentação de tocar nessa parte do corpo do animal, é importante evitar esse tipo de atitude. Os gatos não gostam que mexam na sua cauda - mesmo que seja para fazer carinho ou para tentar brincar. Como a cauda do gato é uma extensão da coluna vertebral do felino, qualquer toque na região pode causar muita dor ao bichano e até traumas . Por isso, o melhor a se fazer é nunca tocar no rabo do gato. Além de ficar desconfortável, ele também pode ficar muito estressado.

Saiba como acalmar um gato estressado

Lidar com um gato estressado pode não ser nada fácil, mas é possível reverter esse tipo de situação! Para começar, é importante tentar acostumar o felino a diversas situações desde cedo, aproveitando quando ele ainda é filhote. Nesse período, é possível buscar a socialização dele com outros animais e humanos, por exemplo, ou acostumá-lo com as caixas transportadoras. Além disso, é importante investir em brinquedos e estruturas que ajudem na gatificação da casa. Outra alternativa é o catnip, conhecida também como a “erva do gato”, que ajuda a reduzir o estresse dos animais. E, por último, mas não menos importante: não se esqueça de sempre dar muito amor e carinho ao seu pet. Eles adoram se sentir queridos!

Redação: Juliana Melo

Gato

O gato Bengal é selvagem, híbrido ou doméstico? Curiosidades sobre os instintos da raça que parece um leopardo

O gato Bengal é uma das raças mais exóticas que existem por uma razão simples: eles são bem parecidos visualmente com o leopardo, um...

Adote um animal

8 características do Sphynx, o gato sem pelo

A aparência única e charmosa do Sphynx gera muita curiosidade. Afinal, não é todo dia que a gente encontra um gato sem pelo por aí, ...

Cachorro

Qual o significado de sonhar com cachorro atacando?

O significado de sonhar com cachorro é muito variado. Não é possível dizer que isso sempre vai representar algo positivo ou negativo...

Adote um animal

8 características do Gato de Pelo Curto Inglês (British Shorthair)

Você conhece o gato de Pelo Curto Inglês? Esse é um felino bastante apreciado por gateiros no geral, principalmente por conta da sua...

Gato

O gato Bengal é selvagem, híbrido ou doméstico? Curiosidades sobre os instintos da raça que parece um leopardo

O gato Bengal é uma das raças mais exóticas que existem por uma razão simples: eles são bem parecidos visualmente com o leopardo, um...

Adote um animal

8 características do Sphynx, o gato sem pelo

A aparência única e charmosa do Sphynx gera muita curiosidade. Afinal, não é todo dia que a gente encontra um gato sem pelo por aí, ...

Adote um animal

Qual é o maior cachorro do mundo? Conheça 6 raças gigantes que batem recordes no quesito tamanho

Você já se perguntou qual é o maior cachorro do mundo? Existe uma grande variedade de raças com características físicas diferentes, ...

Cachorro

Qual o significado de sonhar com cachorro atacando?

O significado de sonhar com cachorro é muito variado. Não é possível dizer que isso sempre vai representar algo positivo ou negativo...

Ver todas