Saúde

Idade dos gatos: quais as doenças mais comuns em cada fase?

A idade do gato tem relação com as doenças que podem afetá-lo
A idade do gato tem relação com as doenças que podem afetá-lo

A contagem da idade dos gatos é bem diferente do que a gente imagina: depois de completar um ano, o felino já atinge a fase adulta. O que poucas pessoas sabem é que algumas doenças de gato são mais comuns quando o animal é filhote, e outras são mais frequentes quando ele é adulto ou idoso. Por isso, depois de adotar um pet, é fundamental ficar atento a saúde do gato e saber quais patologias são mais comuns em cada fase de vida. Para te ajudar nessa missão, separamos algumas informações importantes sobre como funciona a idade humana dos gatos e que quadros precisam de atenção.

Idade dos gatos: como saber a faixa etária dos bichanos?

Muitas pessoas ficam curiosas para saber como é a idade dos gatos em relação aos humanos. Para se ter uma ideia, a expectativa de vida de um gato é de aproximadamente 16 anos, podendo variar de acordo com a raça e as condições que o animal vive. Por isso, enquanto uma pessoa de 15 anos é considerada adolescente, um gato com essa idade já está bem velhinho. Pode-se dizer que, na contagem da idade humana dos gatos, 1 ano de vida do bichinho equivale a 14 anos de um homem.

Para te ajudar a entender melhor como funciona a idade dos gatos, tabela abaixo vai te guiar:

• Gato filhote - 6 a 8 meses
• Gato adulto - 1 a 7 anos
• Gato idoso - 8 a 12 anos
• Gato geriátrico - Após os 12 anos

Rinotraqueíte felina e FIV são doenças comuns no gato filhote

Nos primeiros meses de vida, os gatinhos ainda não tem seu imunológico bem desenvolvido, então as doenças mais comuns estão relacionadas a imunidade baixa. As doenças que mais acometem os filhotinhos são:

Rinotraqueíte felina - Essa doença viral afeta as vias respiratórias superiores do gato. É altamente contagiosa e por isso requer muita atenção. O contágio se dá pelo contato direto de um animal saudável com fluidos de um gatinho infectado, sendo a saliva o principal meio de transmissão. O compartilhamento de como bebedouros e comedouros também facilita a transmissão. A rinotraqueíte felina pode ser grave e a melhor maneira de preveni-la é com a vacinação, feita nas primeiras semanas de vida.

FIV - É uma doença de gato equivalente à AIDS humana. Causada pelo vírus da imunodeficiência felina, a FIV é transmitida pelo contato com secreções de gatos contaminados, como saliva ou sangue. A doença tem diferentes estágios, e inicialmente o gato com FIV pode ter febre e aumento de linfonodos. Em seguida, ele passa por uma fase assintomática, e a terceira e última fase é caracterizada por infecções, lesões na pele e doenças secundárias que podem afetar todo o organismo do animal. O gato precisa ser testado logo filhote para saber se é positivo ou negativo para a FIV felina, e, em caso positivo, receber o tratamento adequado.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Na idade dos gatos, um felino de 8 anos já é considerado idoso
    Na idade dos gatos, um felino de 8 anos já é considerado idoso

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Na idade dos gatos adultos, redobre a atenção com o calicivírus e intoxicação

    gato adulto costuma ter o imunológico mais bem preparado, então tem menor propensão a adoecer. Mas atenção: isso não significa que o felino nunca vai ficar doente. Então, fique de olho sempre e não descuide. Dentre os problemas mais comuns estão:

    Calicivirose felina - É uma doença respiratória altamente contagiosa e pode ser muito grave, já que evolui rapidamente. O contágio da calicivirose felina acontece por meio do contato direto com animais infectados ou com seus fluidos. Sendo assim, a inalação do mesmo ar, troca de salivas e compartilhamento de brinquedos são pontos de atenção. A principal forma de prevenção da calicivirose felina é com a aplicação de vacina.

    Intoxicação - É uma reação do corpo a alguma substância nociva. Para o problema surgir, basta a ingestão ou o contato direto com produtos considerados tóxicos para gatos - como alguns alimentos, plantas, remédios ou produtos de limpeza. O gato intoxicado deve ser levado imediatamente ao veterinário para evitar problemas mais sérios.

    A insuficiência renal em gatos é um problema sério nos animais idosos ou geriátricos

    Alguns cuidados são necessários com os gatos mais velhos, pois a idade avançada deixa o organismo felino mais fragilizado e vulnerável a várias doenças. Algumas das principais enfermidades que acometem o gato idoso são: 

    Insuficiência renal crônica - Essa doença começa com lesões nos rins, impedindo o animal de filtrar os resíduos presentes no sangue. A insuficiência renal em gatos é silenciosa, então os primeiros sintomas não são percebidos facilmente. Por ser um quadro comum em felinos mais velhos, é importante que os gatos façam check-ups preventivos a partir dos 8 anos.  

    Doença inflamatória intestinal - Ainda não se sabe exatamente o que causa essa enfermidade, mas trata-se de uma inflamação no trato gastrointestinal. Vômitos, diarreia, perda de peso e anorexia estão entre os principais sintomas da doença. Mais frequente em gatos idosos, a inflamação pode ser controlada com o tratamento indicado pelo veterinário, e o acompanhamento é fundamental para manter o quadro estável.

    Redação: Maria Luísa Pimenta 

    Gatos braquicefálicos: como o problema se manifesta, quais os cuidados e raças que têm o focinho achatado

    Próxima matéria

    Gatos braquicefálicos: como o problema se manifesta, quais os cuidados e raças que têm o focinho achatado

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir
    Saúde

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir

    Assim como nos cães, a Giárdia em gatos é uma zoonose muito comum. Os felinos, então, não estão imunes a contrair essa doença, que muitas vezes passa despercebida ao ser confundida com uma simples diarreia. Por isso, é muito importante prestar atenção aos sintomas da giárdia em gatos e, também, buscar formas de prevenir a contaminação. Para esclarecer mais as dúvidas quanto ao assunto, conversamos com a médica veterinária Carolina Mouco Moretti, que é diretora geral do Hospital Veterinário Vet Popular, de São Paulo.

    Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?
    Ração

    Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?

    É normal cometer alguns erros quando se trata da alimentação do cachorro, principalmente no caso de quem nunca teve um bichinho de estimação antes. Com o tempo e as orientações do veterinário, o tutor geralmente aprende o que o cão pode ou não pode comer, qual melhor ração para cachorro e a quantidade certa de comida que deve ser oferecida para o pet no dia a dia. O perigo é quando esses erros continuam acontecendo, porque isso pode acabar prejudicando a saúde do cachorro futuramente.

    Quais são os vermes em gatos mais comuns?
    Saúde

    Quais são os vermes em gatos mais comuns?

    Uma situação mais comum do que se pensa é encontrar um gato com verme. Até mesmo os bichanos que não têm o hábito de sair de casa com frequência podem acabar desenvolvendo esse tipo de problema, pois os ovos desses parasitas podem ser facilmente transportados para dentro de casa em sapatos e roupas. Além disso, se o seu gatinho tem mania de comer outros bichinhos, como insetos ou roedores, ele também fica mais vulnerável aos vermes em gatos. Portanto, é importante saber quais são os tipos de vermes de gato mais comuns e como eles podem afetar a saúde dos felinos. Para maiores esclarecimentos, preparamos uma matéria com o que você precisa saber sobre o assunto.

    Quais as doenças genéticas de cachorro mais comuns?
    Saúde

    Quais as doenças genéticas de cachorro mais comuns?

    Uma das melhores coisas para os pais e mães de pet é ver seus filhos de quatro patas fortes e saudáveis. Contudo, às vezes mesmo com todos os cuidados necessários para cuidar da saúde do animal, o cachorro pode acabar adoecendo, e, em alguns casos, o principal motivo para isso é a herança genética. Como muitos sabem, algumas raças de cachorro são mais predispostas para o desenvolvimento de certas doenças e, por isso, é preciso ter um cuidado redobrado com esses cães. A seguir, reunimos as doenças genéticas de cachorro consideradas mais comuns e quais as principais raças que são afetadas por elas.

    Ver Todas >

    Cio de cadela: quanto tempo dura, quais as fases, quando começa e quando termina? Saiba tudo!
    Saúde animal

    Cio de cadela: quanto tempo dura, quais as fases, quando começa e quando termina? Saiba tudo!

    O cio de cachorro costuma ser um momento delicado tanto para o tutor quanto para a cadela. Com os hormônios aflorados, o comportamento da cadela no cio passa por mudanças - o que pode demandar alguns cuidados mais específicos para garantir o bem-estar do animal. Além disso, caso o tutor não tenha interesse na procriação, a atenção deve ser redobrada para evitar o cruzamento durante o cio da cadela.

    Coleira contra leishmaniose: como funciona?
    Saúde animal

    Coleira contra leishmaniose: como funciona?

    Você provavelmente já conhece a coleira antiparasitária, mas sabia que alguns modelos têm ação contra a leishmaniose? O acessório indicado para doença é usado para afastar parasitas e insetos como o mosquito-palha, que é o vetor da leishmaniose canina. A doença está entre uma das maiores preocupações dos pais de pet, uma vez que se trata de um quadro capaz de debilitar bastante o organismo do cãozinho, podendo até mesmo levar à morte. 

    5 formas de prevenir a infecção urinária em gatos
    Saúde animal

    5 formas de prevenir a infecção urinária em gatos

    A infecção urinária em gatos é uma das doenças mais comuns que podem atingir os felinos. Geralmente, a doença se desenvolve devido à baixa ingestão de água. Ela causa dor, desconforto e afeta órgãos fundamentais para o bom funcionamento do corpo do animal. A infecção urinária, apesar de atingir muitos bichanos, pode ser prevenida com cuidados especiais e muito simples.

    Acupuntura veterinária: entenda como a terapia é utilizada para melhorar a saúde e bem-estar dos cães
    Saúde animal

    Acupuntura veterinária: entenda como a terapia é utilizada para melhorar a saúde e bem-estar dos cães

    A acupuntura é uma especialidade médica muito conhecida no mundo dos humanos, mas você sabia que ela também pode ser muito benéfica para a saúde do cachorro? É isso mesmo: a acupuntura em cães pode ajudar os bichinhos de diversas formas, desde que seja aplicada por um profissional qualificado. Para entender um pouco melhor sobre a acupuntura veterinária, os benefícios e quando a terapia é indicada, o Patas da Casa conversou com a médica veterinária Ana Carolina Villela.

    Ver Todas >