close
Saúde

Gato vomitando: saiba as causas, como identificar, problemas de saúde relacionados e o que fazer

Atualizado em 16 de novembro de 2021 às 17h36

Publicado em 16 de novembro de 2021 às 17h36

"Meu gato está vomitando": caso o vômito ocorra associado com outros sintomas, é imprescendível buscar ajuda de um profissional
"Meu gato está vomitando": caso o vômito ocorra associado com outros sintomas, é imprescendível buscar ajuda de um profissional

O gato vomitando não é uma situação muito incomum. Apesar de muitas vezes estar relacionado à eliminação bolas de pelo, é importante ficar atento à frequência e aspecto dos vômitos de gato, já que é um sintoma comum a alguns problemas de saúde. Se você tem um gato vomitando amarelo, espuma branca ou ração, é provável que ele esteja com algum desequilíbrio no organismo que precisa ser investigado. Se o vômito incluir sangue ou fezes, o atendimento precisa ser imediato. Doenças como linfoma, insuficiência renal e diabetes são algumas das complicações de saúde que podem ser apontadas com o vômito de gato. O Patas da Casa preparou um guia com tudo que você precisa saber sobre o gato vomitando!

“Meu gato está vomitando”: observar aspecto do vômito é fundamental

Para identificar o que o vômito de gato significa é necessário olhar de perto o aspecto do conteúdo que saiu pela boca do pet. Se for uma eliminação de bola de pelos, não será difícil identificar os pelos emaranhados junto com um líquido amarelo. Mas outros aspectos e colorações podem  estar associadas a uma causa diferente. Além disso, é importante prestar atenção no momento em que o gato vomita, para saber se o vômito está ocorrendo após uma refeição ou ter tomado algum remédio, por exemplo. As características mais comuns do vômito de gato são:

  • Vômito amarelo: geralmente o gato vomitando amarelo indica que o estômago do animal está vazio e a única substância que restou para ser expelida é o líquido biliar. Problemas de gastrite também podem estar associados ao vômito de gato amarelo, que costuma ocorrer após episódios frequentes de vômitos de cor marrom.

  • Espuma branca: o gato vomitando espuma branca pode indicar alguma irritação no sistema digestivo. A frequência dos vômitos desse tipo deve ser observada pelo tutor. Caso esteja ocorrendo de forma recorrente, o ideal é procurar a ajuda de um profissional para verificar o caso do seu pet, já que existem várias possibilidades associadas com esse tipo de vômito de gato.

  • Vômito marrom: em casos graves, a coloração marrom pode indicar parasitas, linfomas alimentares, gastrite e complicações no sistema gastrointestinal. Entretanto, esse tipo de vômito também pode estar associado a algo menos grave, como os casos de gato vomitando ração. Nesse caso, é possível identificar os grãos que foram mal digeridos. 

  • Vômito vermelho: a cor vermelha está associada a problemas de coagulação, tumores, lombrigas, tênias e outras questões. O gato vomitando sangue precisa ser examinado por um médico veterinário com urgência, pois pode se tratar de um caso mais grave. 

  • Vômito com fezes: esse é um dos quadros que mais indica a necessidade de urgência no atendimento veterinário. O vômito de gato com fezes pode ser causado por algum tipo de obstrução no estômago.

Gato vomitando: o que pode ser?

Por mais que o aspecto do vômito indique qual a gravidade do problema, existem várias doenças que podem ser associada a mesma característica do vômito de gato. O gato vomitando ração, por exemplo, na maioria das vezes não apresenta grandes ameaças à saúde animal. Entretanto, a regurgitação também pode indicar má formação do canal esofágico, alergia a ração ou a ingestão de algum objeto estranho. As doenças e condições mais comuns associadas ao vômito de gato são:

  • insuficiência renal
  • envenenamento
  • pancreatite
  • diabetes
  • lipidose hepática felina
  • doença inflamatória intestinal felina
  • alergia alimentar
  • tumores
Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Vômito de gato: observar o aspecto do que foi eliminado ajuda a descobrir gravidade do problema
    Vômito de gato: observar o aspecto do que foi eliminado ajuda a descobrir gravidade do problema

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Gato vomitando: o que fazer?

    É necessário que os tutores mantenham a calma quando o gato vomita. Depois de analisar o aspecto do vômito, é importante observar o comportamento do gato depois de passar mal. É normal e esperado que o felino fique mais quietinho e demonstrando cansaço após o ocorrido. Mesmo assim, o mais indicado é tirar a água e a ração do pet para que ele não volte a vomitar. A ingestão de água ou comida deve ser feita aos poucos para evitar isso. O felino também não pode ficar desidratado, até porque o vômito faz com que ele perca certos nutrientes e alimentos.

    Se o gato não apresentar nenhuma mudança de comportamento, pode ser que tenha sido apenas um vômito isolado. De qualquer forma, manter o check-up do seu gatinho sempre em dia é a melhor forma de prevenir doenças e fazer diagnósticos precoces. 

    Como lidar com o gato vomitando bolas de pelo?

    Os gatos são extremamente higiênicos. Eles mesmos fazem a própria limpeza com a língua, o que pode resultar na eliminação de bolas de pelo. Também chamada tricobezoar, a bola de pelo vai se formando no estômago conforme a língua áspera do felino remove a poeira e pelos soltos. No caso do gato de pelo longo, é comum que a eliminação via oral ocorra pelo menos uma vez por semana, principalmente na primavera e no outono. O único problema é quando essas bolas não conseguem ser eliminadas e acabam ficando presas no intestino do animal, podendo causar dor abdominal, diarreia ou fezes ressecadas, falta de apetite, apatia e vômitos. A melhor forma de evitar as bolas de pelo é escovando o bichano frequentemente para remover pelos mortos. A alimentação do gato também pode ajudar: uma ração rica em fibras ajuda a facilitar o trânsito dos pelos no sistema digestivo do pet

    Vômito de gato frequente: tratamento depende da causa do problema

    Se o felino está vomitando frequentemente é necessário que o tutor busque um profissional. Isso é essencial para descobrir a origem do problema e fazer o tratamento adequado. As soluções caseiras muitas vezes acabam atrasando a melhora. Nos casos graves, antibióticos e outros medicamentos podem ser indicados, dependendo da causa. O diagnóstico preciso só poderá ser feito pelo médico veterinário. De modo geral, evitar comidas gordurosas e açucaradas na dieta do felino é algo que pode ser adotado para evitar o caso de gato vomitando. Se além do vômito o felino apresenta outros sintomas, o tutor deve se preocupar um pouco mais. Diarreia, inchaço, febre, sinais de depressão felina, gengivas pálidas ou amareladas são alguns dos sinais que devem deixar o tutor alerta para quadros mais graves.

    Redação: Hyago Bandeira

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Próxima matéria

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Gato vomitando: veja as possíveis causas do vômito e saiba o que fazer!
    Vômito

    Gato vomitando: veja as possíveis causas do vômito e saiba o que fazer!

    O gato vomitando não é motivo para desespero! Quem tem um felino para chamar de seu sabe que não é nada raro encontrar um vômito de gato espalhado pela casa, né? Felizmente, na maioria das vezes, a surpresinha desagradável pode estar associada a causas bem corriqueiras, tipo a bola de pelos ou uma simples regurgitação. Mesmo assim, é muito importante ficar atento ao comportamento do gato e se certificar de que o problema não é resultado de algo mais grave.

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Gatos Bengal: características, personalidade, saúde... saiba tudo sobre a raça (+ galeria com 30 fotos)
    Raças

    Gatos Bengal: características, personalidade, saúde... saiba tudo sobre a raça (+ galeria com 30 fotos)

    É impossível não reconhecer o gato Bengal. As manchinhas da pelagem do Gato-de-Bengala são únicas, assim como o seu rabo comprido, traços finos e olhos claros. Ele parece até um gato leopardo! A inteligência da raça Bengal é uma das suas características mais marcantes, junto com as diferentes maneiras de vocalizar e a facilidade em ser adestrado. Além disso, o Gato de Bengala pode ser dividido em alguns níveis de acordo com seu parentesco, dos mais próximos aos selvagens aos mais domesticados.

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante
    Grandes

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante

    Uma das raças de cachorros gigantes mais famosas é a do Dogue (ou Dog) Alemão, que também é conhecida como cão Dinamarquês. O motivo para isso é simples: trata-se da mesma raça do famoso personagem de desenho animado Scooby Doo. Mas a verdade é que o cão Dogue Alemão vai muito além do seu tamanho e aparência robusta: ele é um amigo de quatro patas extremamente leal, dócil e carinhoso. 

    Ver Todas >

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?
    Saúde animal

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?

    Se você reparar seu gato com sangue nas fezes, é importante ficar atento. Essa situação é um sintoma comum a inúmeras doenças que podem afetar o bichano. Ao defecar fezes com sangue, o gato pode estar com uma inflamação no cólon ou até mesmo com um tumor no sistema digestivo. O sangue nas fezes do gato é um sintoma presente até mesmo nas verminoses mais comuns. Seja qual for a causa do gato fazendo fezes com sangue, sempre significa que algo está errado com o animal. 

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação
    Saúde animal

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação

    Saber um pouquinho de primeiros socorros veterinários vai ser muito útil se você acha que um cachorro parece engasgado - inclusive, é algo que pode salvar a vida do seu pet nessas horas! Seja porque ele comeu muito rápido ou tentou engolir alguma coisa que não devia, se deparar com um cachorro engasgado em casa é sempre um momento de desespero para qualquer pai de pet. Não saber como resolver essa situação é super comum e, ao mesmo tempo, um hábito perigoso: nunca se sabe quando você vai precisar socorrer o seu amigo em casa. 

    Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!
    Saúde animal

    Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!

    Os sintomas de cinomose canina são facilmente confundidos com outras doenças de cachorro e infelizmente pode até mesmo levar o animal à morte. Mais comum em filhotes não vacinados, a cinomose é altamente contagiosa e em alguns casos pode deixar sequelas que vão acompanhar o pet por toda a vida. É importante estar atento a qualquer sinal da cinomose em cães que ainda não completaram o calendário de vacinação, pois é uma doença que evolui rapidamente para um quadro grave. Ou seja, é uma situação de emergência!

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir
    Saúde animal

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir

    A giárdia canina é uma doença com alta contaminação entre os cães. O cachorro que a contrai sente bastante desconforto no sistema digestivo, com diarreia e vômitos frequentes. Comum principalmente no verão, a giardíase canina pode se apresentar de maneira mais leve ou mais grave. Sem tratamento, a giárdia canina pode matar o cachorro contaminado se ele não receber o tratamento adequado logo no início da infecção. Além disso, a giárdia canina pega em humanos e tem maior chance de atacar filhotes de cachorro. 

    Ver Todas >