close
Saúde

Formiga no xixi do cachorro é sinal de diabetes canina! Veterinária tira dúvidas sobre a doença

Atualizado em 09 de setembro de 2021 às 11h03

Publicado em 31 de agosto de 2021 às 16h04

A formiga no xixi do cachorro acontece por causa da presença de glicose na urina
A formiga no xixi do cachorro acontece por causa da presença de glicose na urina

Assim como os humanos, a diabetes em cachorro é uma doença perigosa e que precisa de vários cuidados ao longo da vida do animal. Mas como saber se um cãozinho está diabético? Acredita-se que um dos primeiros indícios que podem indicar um cão doente é a presença de formiga na urina do cachorro, mas vários outros sintomas também estão associados ao problema. O Patas da Casa conversou com a médica veterinária Nayara Cristina, que é especializada em endocrinologia veterinária, para esclarecer melhor algumas dúvidas sobre a diabetes canina. Veja abaixo o que ela nos disse!

Encontrou formiga no xixi do cachorro? É hora de ligar o alerta!

Quando se trata da diabetes em cães, sintomas são sempre um ponto importante e que facilitam a percepção da doença. Conforme a especialista explica, a formiga no xixi do cachorro pode, sim, ser um sinal de diabetes canina por causa da quantidade de açúcar encontrada no líquido. “Isso acontece devido a presença de glicose na urina (glicosúria), que não é uma situação normal. Uma das causas desse problema é que, devido ao aumento da glicose no sangue (hiperglicemia), ultrapassa o limiar de absorção renal e acaba desencadeando a glicosúria. A glicose na urina, por sua vez, pode atrair as formigas”.

Excesso de sede é um dos sintomas de diabetes em cachorro

Além da presença de formiga na urina do cachorro, outro indicativo da diabetes é quando o cãozinho ingere muito mais água do que o habitual. “A sede excessiva é uma das manifestações clínicas observadas em casos de diabetes canina. Com a glicose na urina, o animal tende a fazer muito xixi, o que denominamos como poliúria. Para compensar isso fisiologicamente, o animal fica com mais sede, por isso ele bebe mais água”, revela a médica veterinária.

5 sintomas de diabetes em cães para ficar de olho!

A observação do tutor é muito importante para identificar se o cachorro tem diabetes ou não. Mudanças no comportamento animal podem ser percebidas, assim como alterações no corpo do cachorro. Segundo Nayara, os sintomas de diabetes em cachorro mais comuns são:

  • Formiga na urina do cachorro
  • Fazer muito xixi (poliúria)
  • Cachorro bebendo muita água (polidipsia)
  • Excesso de fome (polifagia)
  • Perda de peso
Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Diabetes canina: prática de atividades físicas ajuda a controlar a doença
    Diabetes canina: prática de atividades físicas ajuda a controlar a doença

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Por que alguns cães sofrem com a diabetes canina?

    Muitas dúvidas podem surgir quando o assunto é o desenvolvimento da diabetes. Cachorro pode apresentar dois tipos da doença: diabetes tipo I ou tipo II. De acordo com a médica veterinária, a causa da diabetes mellitus é multifatorial, mas cada tipo ocorre de forma diferente. “A diabetes canina tipo I é de causa imunomediada e leva a deficiência relativa ou absoluta da insulina. Já a causa mais comum do tipo II é devido à obesidade, que leva à resistência insulínica e, com isso, provoca a hiperglicemia, desencadeando manifestações clínicas”.

    De forma resumida, a diabetes canina consiste no aumento do nível glicêmico no sangue do paciente que pode derivar de uma deficiência do organismo para produzir insulina ou a um “defeito” na insulina, que não consegue reduzir as taxas de açúcar do sangue. Para confirmar o diagnóstico, Nayara destaca: “O diagnóstico de diabetes é realizado com as manifestações clínicas, hiperglicemia e glicosúria”.

    A catarata é uma das complicações da diabetes em cachorro

    Sem o tratamento da diabetes, cachorro pode ter outros problemas de saúde, como a catarata. “O excesso de glicose presente no cristalino dos olhos - devido à hiperglicemia - é convertido em sorbitol, o que provoca um aumento do influxo de água no cristalino. O aumento da água, por sua vez, provoca uma quebra das fibras da lente e ruptura da estrutura normal. As lentes tornam-se turvas, resultando em perda de visão, geralmente em ambos os olhos”, conta a especialista.

    Além da catarata em cachorro, outra possível complicação da diabetes canina é um quadro denominado cetoacidose diabética, que acontece quando não há insulina no corpo. “É um problema grave que pode ocasionar vômitos, diarreia e inapetência. O animal precisa ser internado para o tratamento adequado nesses casos”.

    Como é o tratamento da diabetes canina?

    Apesar de não haver cura, é possível controlar a diabetes canina com alguns cuidados. O intuito é melhorar a qualidade de vida do paciente. “O tratamento para diabetes em cachorro consiste no uso da insulina, dieta adequada e atividade física. A insulina é feita com aplicação subcutânea a cada 12 horas após a alimentação, e deve ser de uso contínuo ”, orienta a veterinária. Quando se trata de um quadro de diabetes do tipo II pode haver a remissão da doença: “O tipo II costuma afetar cadelas que ficaram diabéticas no cio, e com a castração se retira a condição hormonal que estava fazendo a resistência insulínica. Como a insulina volta ao normal, isso leva ao quadro de remissão. No entanto, a remissão é mais comum em gatos do que em cães”.

    A diabetes canina não pode ser provocada externamente, mas pequenas atitudes fazem toda a diferença para prevenir o quadro. “O ponto mais importante da abordagem  preventiva é a conscientização dos tutores para os cuidados com a alimentação, evitar petiscos calóricos, estimular atividade física, cuidados com o peso e saúde oral do animal.”

    Redação: Juliana Melo

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Próxima matéria

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Neoplasia testicular canina: veterinária tira todas as dúvidas sobre o câncer de testículo em cachorros
    Sênior

    Neoplasia testicular canina: veterinária tira todas as dúvidas sobre o câncer de testículo em cachorros

    O câncer em cachorro é a principal causa de morte em cães acima dos dez anos de idade. No caso da neoplasia testicular canina – popularmente conhecida como câncer de testículo –, a doença afeta principalmente cachorros machos idosos não castrados. Além da idade avançada, a presença de testículos não descidos (criptorquidismo) é outro fator que contribui para a formação de tumor de cachorro no sistema genital.

    Insuficiência renal em gatos: veterinária tira todas as dúvidas sobre essa doença grave que atinge os felinos!
    Saúde

    Insuficiência renal em gatos: veterinária tira todas as dúvidas sobre essa doença grave que atinge os felinos!

    A insuficiência renal em gatos é uma doença que pode ser muito comum quando falamos de felinos. Sem cura, o problema precisa de acompanhamento constante e cuidados especiais para evitar complicações. Apesar de ser uma doença grave, o gato com problema renal pode ter qualidade de vida. Para tirar as dúvidas sobre a insuficiência renal em gatos, o Patas da Casa conversou com a médica veterinária Débora Nunes, do Rio de Janeiro. Vem conferir!

    Cachorro vomitando espuma branca: o que pode ser? Veterinária tira dúvidas sobre o assunto!
    Vômito

    Cachorro vomitando espuma branca: o que pode ser? Veterinária tira dúvidas sobre o assunto!

    O vômito de cachorro nunca é um fim nele mesmo: dependendo do tipo ou da cor, ele pode significar uma série de coisas diferentes. Um dos mais comuns no cachorro vomitando é o que tem o aspecto de uma espuma branca e, por isso, também acaba sendo o que mais causa dúvidas nos pais de pets quando aparece. Para te deixar mais tranquilo e ajudar na reação quando o seu cãozinho passar por isso, nós conversamos com a veterinária Renata Bloomfield, do Rio de Janeiro, sobre a situação. Dá uma olhada!

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Ver Todas >

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?
    Saúde animal

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?

    Se você reparar seu gato com sangue nas fezes, é importante ficar atento. Essa situação é um sintoma comum a inúmeras doenças que podem afetar o bichano. Ao defecar fezes com sangue, o gato pode estar com uma inflamação no cólon ou até mesmo com um tumor no sistema digestivo. O sangue nas fezes do gato é um sintoma presente até mesmo nas verminoses mais comuns. Seja qual for a causa do gato fazendo fezes com sangue, sempre significa que algo está errado com o animal. 

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação
    Saúde animal

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação

    Saber um pouquinho de primeiros socorros veterinários vai ser muito útil se você acha que um cachorro parece engasgado - inclusive, é algo que pode salvar a vida do seu pet nessas horas! Seja porque ele comeu muito rápido ou tentou engolir alguma coisa que não devia, se deparar com um cachorro engasgado em casa é sempre um momento de desespero para qualquer pai de pet. Não saber como resolver essa situação é super comum e, ao mesmo tempo, um hábito perigoso: nunca se sabe quando você vai precisar socorrer o seu amigo em casa. 

    Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!
    Saúde animal

    Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!

    Os sintomas de cinomose canina são facilmente confundidos com outras doenças de cachorro e infelizmente pode até mesmo levar o animal à morte. Mais comum em filhotes não vacinados, a cinomose é altamente contagiosa e em alguns casos pode deixar sequelas que vão acompanhar o pet por toda a vida. É importante estar atento a qualquer sinal da cinomose em cães que ainda não completaram o calendário de vacinação, pois é uma doença que evolui rapidamente para um quadro grave. Ou seja, é uma situação de emergência!

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir
    Saúde animal

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir

    A giárdia canina é uma doença com alta contaminação entre os cães. O cachorro que a contrai sente bastante desconforto no sistema digestivo, com diarreia e vômitos frequentes. Comum principalmente no verão, a giardíase canina pode se apresentar de maneira mais leve ou mais grave. Sem tratamento, a giárdia canina pode matar o cachorro contaminado se ele não receber o tratamento adequado logo no início da infecção. Além disso, a giárdia canina pega em humanos e tem maior chance de atacar filhotes de cachorro. 

    Ver Todas >