close
Saúde

Depressão em cachorro: quais as causas, sinais mais comuns e como é feito o tratamento?

Atualizado · 14 de agosto de 2020 · 16h05

Publicado · 14/08/2020 · 16h04

 Depressão em cachorro: descubra o que pode causar e como ajudar o seu amigo a superar o quadro
Depressão em cachorro: descubra o que pode causar e como ajudar o seu amigo a superar o quadro

Assim como os humanos, os cães não estão livres de problemas de caráter psicológico e emocional. A depressão em cachorro, por exemplo, é uma doença mais comum do que se imagina. Nesse caso, existe uma série de motivos que podem estar por trás de um cachorro depressivo, como mudanças de lar, a chegada de novos membros na família ou até mesmo a perda de entes queridos. A depressão canina pode se tornar grave se não receber o devido cuidado. Por isso, é importante observar o seu amigo para entender esse comportamento e, assim, encontrar a melhor forma de ajudá-lo.

O que causa a depressão em cachorro?

Ao contrário do que alguns tutores pensam, os cães também podem desenvolver um quadro de depressão. Quando isso acontece, é comum que o tutor note o seu amigo extremamente quieto, com olhar triste, sem apetite e com pouquíssima energia. De acordo com Renata Bloomfield, veterinária e comportamentalista animal. as causas para a doença podem variar desde a perda de um ente querido à uma mudança drástica na rotina. “Quando alguém da família falece ou muda de casa, seja uma pessoa ou um pet, o cão sofre com o luto que pode resultar em um quadro de depressão”, explica. Assim como a saída, a chegada de novos integrantes na casa também pode mexer com o psicológico do animal. “Um novo pet na casa, por exemplo, gera mudanças na rotina, o que pode fazer com que ele se sinta deixado de lado ou com ciúmes”. Por isso, é necessário dedicar uma parte do seu tempo ao seu amigo de quatro patas e até incentivar a aproximação entre ele e o novo membro (sempre com segurança, claro).

Além disso, a relação do tutor com o seu pet também pode influenciar bastante no quadro. Em alguns casos, a dominância exercida pelo humano pode fazer com que o animal sinta medo e receio de tomar qualquer atitude, resultando em um cãozinho deprimido e triste. Por isso, a especialista alerta: é preciso investir em um adestramento positivo e evitar comandos agressivos para garantir o bem-estar do seu bichinho.

Cachorro com depressão: sintomas devem ser observados pelo tutor

Quando se trata de um cachorro deprimido, o animal sempre vai dar sinais de que algo não vai bem. Renata esclarece: “O cachorro depressivo costuma ficar com as orelhas e a cauda abaixadas ao longo do dia. O hábito de abanar o rabo também é perdido”. Além disso, se você perceber que o seu cãozinho anda com um olhar triste e mais na dele, é importante ligar o sinal de alerta. Isso porque a falta de desinteresse também pode ser um sintoma da depressão em cachorro. “Um cão animado e brincalhão, por exemplo, pode passar a se isolar e não interagir tanto com a sua família”, alerta a comportamentalista. Outro sinal de que a saúde mental do seu cãozinho pode estar comprometida é a falta de apetite, já que um cão depressivo tende a perder o estímulo até pelos momentos mais prazerosos, como as refeições. 

Qual raça de gato você é?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

O que você mais gosta de fazer nos momentos de lazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se você pudesse se descrever com uma palavra, quais das opções a seguir escolheria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Alguém te chamou para sair para um lugar inusitado, o que você pensa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica depois de dormir pouco na noite anterior?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você viajou e se perdeu em uma cidade que não conhece muito: o que passa pela sua cabeça?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Quais dessas características você procuraria em um pet?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

O que seus amigos próximos pensam sobre você?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você gosta de curtir as férias?

Question Header Background

Sua personalidade aventureira combina com o Bobtail Japonês! Você é divertido assim como o gato Siamês! Sua personalidade ranzinza combina com o gato Maine Coon! Você é preguiçoso como um gatinho Persa!
      Cachorro depressivo: sintomas podem variar de sinais físicos até falta de apetite
    Cachorro depressivo: sintomas podem variar de sinais físicos até falta de apetite

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Como ajudar um cachorro com depressão? 

    Sabemos que nem sempre é fácil controlar as nossas emoções. Mas, no caso de um cachorro depressivo, vale adotar alguns hábitos e cuidados para dar ânimo à vida do seu amigo e, assim, ajudá-lo a lidar com doença. Nesse sentido, a comportamentalista lembra que os cães deprimidos devem ser estimulados com atividades na sua rotina. “Assim como acontece com os humanos, o tempo ocioso do animal pode ser o seu maior vilão. Por isso, é importante introduzir brincadeiras interativas para criar novas conexões e prazeres”, afirma. Experimente reservar um período do seu dia para passear com o seu cão. Durante a caminhada, permita que o animal se aproxime e interaja com outros pets e pessoas. No caso de um cachorro depressivo devido à perdas familiares, a melhor solução é tentar fortalecer ainda mais os vínculos com ele. Alguns minutinhos com a sua companhia vai ser bom para os dois.

    Depressão: cachorro pode superar o quadrocom alguns cuidados 

    Antes de iniciar o tratamento do quadro de depressão do seu amigo, é importante que o animal passe por uma avaliação médica para identificar a origem do problema. “O diagnóstico da depressão em cachorro é feito a partir do histórico do animal. Nesse caso, questões sobre a sua rotina, comportamento e mudanças recentes costumam ser feitas, já que cada detalhe pode fazer a diferença no processo do cão. Geralmente, a consulta de comportamento tem em torno de uma e meia”, afirma.

    Depois disso, é possível iniciar o tratamento que pode variar desde a inclusão de brincadeiras e atividades na rotina do animal até terapias com feromônios ou alopatias. No primeiro caso, as caminhadas e os passeios são uma ótima maneira de levantar o astral do animal. Já em situações em que o uso de medicamentos é recomendado, é importante manter o acompanhamento com o profissional para garantir a saúde e o bem-estar do cachorro. Além disso, vale ressaltar que os antidepressivos não devem ser usados como uma maneira de dopar o animal. As recomendações do médico veterinário devem ser seguidas à risca.

    Redação: Úrsula Gomes

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    Próxima matéria

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?
    Ração

    Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?

    É normal cometer alguns erros quando se trata da alimentação do cachorro, principalmente no caso de quem nunca teve um bichinho de estimação antes. Com o tempo e as orientações do veterinário, o tutor geralmente aprende o que o cão pode ou não pode comer, qual melhor ração para cachorro e a quantidade certa de comida que deve ser oferecida para o pet no dia a dia. O perigo é quando esses erros continuam acontecendo, porque isso pode acabar prejudicando a saúde do cachorro futuramente.

    Pug com alergia: saiba quais os tipos mais comuns da raça de cachorro pequeno
    Saúde

    Pug com alergia: saiba quais os tipos mais comuns da raça de cachorro pequeno

    Há quem pense que todos os cães enfrentam o mesmo tipo de problemas ao longo da vida, mas não é bem assim. Algumas raças de cachorro têm detalhes muito característicos na anatomia que favorecem o desenvolvimento de condições específicas. Uma prova disso são os casos de alergias em Pugs: por causa das dobrinhas e rugas que têm pelo corpo, eles acabam tendo uma propensão maior a desenvolver diferentes tipos de dermatites alérgicas. Por isso, ao dar as boas-vindas a um Pug na sua casa, o ideal é que você saiba o que pode causar essas alergias e como reagir caso o seu animalzinho apareça com algo do tipo. Hoje, o Patas da Casa vai ao seu socorro: descubra, aqui embaixo, mais sobre esse problema!

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses
    Verme

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses

    Os filhotes de cachorro são muito mais propensos a sofrerem com verme. Além da contaminação facilmente ocorrer pela amamentação, os filhotes ainda estão desenvolvendo o sistema imunológico e diversas funções do organismo. É por isso que a primeira dose do vermífugo para cachorro filhote deve ser feita aos 30 dias de vida, com reforço mensal até os seis meses, para garantir a saúde do pet. 

    Vulvovaginite em cadelas: veterinário explica as causas do problema e como é feito o tratamento
    Saúde

    Vulvovaginite em cadelas: veterinário explica as causas do problema e como é feito o tratamento

    A vulvovaginite em cadelas é um quadro inflamatório mais comum do que se pensa e que pode atingir as cachorras em qualquer fase da vida, inclusive filhotes. Essa doença pode ser causada por diferentes fatores, e, dependendo da causa, o tratamento pode variar. Por isso, ao observar qualquer vestígio de corrimento saindo da vagina da cadela, é importante ficar atento. Para esclarecer possíveis dúvidas sobre o assunto, entrevistamos o médico veterinário Frederico Lima, do Rio de Janeiro. Veja só o que mais ele disse sobre a vulvovaginite canina a seguir!

    Ver Todas >

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?
    Saúde animal

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?

    A giárdia canina é uma doença infecciosa causada por um protozoário que pode acometer cães, gatos e seres humanos. Essa zoonose ocorre quando o cachorro ingere cistos do protozoário, que podem estar presentes na água e alimentos. Além disso, como os cachorrinhos são animais que usam a boca para diversas funcionalidades, é possível que o pet colete o parasita lambendo um brinquedo, bebendo água de uma poça ou mastigando algum objeto. Ficar de olho em como prevenir a doença é muito importante, visto que a giárdia em cães é transmitida para outros animais com facilidade. 

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?
    Saúde animal

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?

    A sarna em gatos é um dos problemas de pele mais comuns que podem afetar o bichano. Causada por ácaros que ficam na pelagem dos felinos, a doença também pode acometer cachorros e até mesmo humanos. O gato com sarna sofre bastante com coceiras e problemas na pele. Felizmente, existe tratamento de sarna em gatos capaz de eliminar os parasitas e garantir conforto ao peludo. 

    Tosse de cachorro: o que pode ser?
    Saúde animal

    Tosse de cachorro: o que pode ser?

    O cachorro com tosse é algo que pode assustar muitos tutores, principalmente quando acontece de forma recorrente e não tem um motivo aparente. O sintoma indica algum incômodo no sistema respiratório canino e pode estar associado a diferentes causas que variam desde problemas mais simples, como um engasgo na hora de comer, até algo mais sério, como doenças cardíacas e vermes pulmonares.

    O que o anticoncepcional para gatos pode causar?
    Saúde animal

    O que o anticoncepcional para gatos pode causar?

    O anticoncepcional para gatos é usado por muitos tutores como alternativa à castração. A injeção é vista por muitas pessoas como um método mais barato e menos invasivo de impedir o cio de gata. Mas é comum surgir a dúvida sobre o anticoncepcional para gatos: quando aplicar é recomendado? A verdade é que o anticoncepcional para gatas traz muitos problemas à saúde e nunca é a solução para o cio de gato. O Patas da Casa te explica quais os perigos da injeção anticoncepcional para gatos e porque a castração é a melhor opção. Confira!

    Ver Todas >