Saúde

Depressão em cachorro: quais as causas, sinais mais comuns e como é feito o tratamento?

 Depressão em cachorro: descubra o que pode causar e como ajudar o seu amigo a superar o quadro
Depressão em cachorro: descubra o que pode causar e como ajudar o seu amigo a superar o quadro

Assim como os humanos, os cães não estão livres de problemas de caráter psicológico e emocional. A depressão em cachorro, por exemplo, é uma doença mais comum do que se imagina. Nesse caso, existe uma série de motivos que podem estar por trás de um cachorro depressivo, como mudanças de lar, a chegada de novos membros na família ou até mesmo a perda de entes queridos. A depressão canina pode se tornar grave se não receber o devido cuidado. Por isso, é importante observar o seu amigo para entender esse comportamento e, assim, encontrar a melhor forma de ajudá-lo.

O que causa a depressão em cachorro?

Ao contrário do que alguns tutores pensam, os cães também podem desenvolver um quadro de depressão. Quando isso acontece, é comum que o tutor note o seu amigo extremamente quieto, com olhar triste, sem apetite e com pouquíssima energia. De acordo com Renata Bloomfield, veterinária e comportamentalista animal. as causas para a doença podem variar desde a perda de um ente querido à uma mudança drástica na rotina. “Quando alguém da família falece ou muda de casa, seja uma pessoa ou um pet, o cão sofre com o luto que pode resultar em um quadro de depressão”, explica. Assim como a saída, a chegada de novos integrantes na casa também pode mexer com o psicológico do animal. “Um novo pet na casa, por exemplo, gera mudanças na rotina, o que pode fazer com que ele se sinta deixado de lado ou com ciúmes”. Por isso, é necessário dedicar uma parte do seu tempo ao seu amigo de quatro patas e até incentivar a aproximação entre ele e o novo membro (sempre com segurança, claro).

Além disso, a relação do tutor com o seu pet também pode influenciar bastante no quadro. Em alguns casos, a dominância exercida pelo humano pode fazer com que o animal sinta medo e receio de tomar qualquer atitude, resultando em um cãozinho deprimido e triste. Por isso, a especialista alerta: é preciso investir em um adestramento positivo e evitar comandos agressivos para garantir o bem-estar do seu bichinho.

Cachorro com depressão: sintomas devem ser observados pelo tutor

Quando se trata de um cachorro deprimido, o animal sempre vai dar sinais de que algo não vai bem. Renata esclarece: “O cachorro depressivo costuma ficar com as orelhas e a cauda abaixadas ao longo do dia. O hábito de abanar o rabo também é perdido”. Além disso, se você perceber que o seu cãozinho anda com um olhar triste e mais na dele, é importante ligar o sinal de alerta. Isso porque a falta de desinteresse também pode ser um sintoma da depressão em cachorro. “Um cão animado e brincalhão, por exemplo, pode passar a se isolar e não interagir tanto com a sua família”, alerta a comportamentalista. Outro sinal de que a saúde mental do seu cãozinho pode estar comprometida é a falta de apetite, já que um cão depressivo tende a perder o estímulo até pelos momentos mais prazerosos, como as refeições. 

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
      Cachorro depressivo: sintomas podem variar de sinais físicos até falta de apetite
    Cachorro depressivo: sintomas podem variar de sinais físicos até falta de apetite

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Como ajudar um cachorro com depressão? 

    Sabemos que nem sempre é fácil controlar as nossas emoções. Mas, no caso de um cachorro depressivo, vale adotar alguns hábitos e cuidados para dar ânimo à vida do seu amigo e, assim, ajudá-lo a lidar com doença. Nesse sentido, a comportamentalista lembra que os cães deprimidos devem ser estimulados com atividades na sua rotina. “Assim como acontece com os humanos, o tempo ocioso do animal pode ser o seu maior vilão. Por isso, é importante introduzir brincadeiras interativas para criar novas conexões e prazeres”, afirma. Experimente reservar um período do seu dia para passear com o seu cão. Durante a caminhada, permita que o animal se aproxime e interaja com outros pets e pessoas. No caso de um cachorro depressivo devido à perdas familiares, a melhor solução é tentar fortalecer ainda mais os vínculos com ele. Alguns minutinhos com a sua companhia vai ser bom para os dois.

    Depressão: cachorro pode superar o quadrocom alguns cuidados 

    Antes de iniciar o tratamento do quadro de depressão do seu amigo, é importante que o animal passe por uma avaliação médica para identificar a origem do problema. “O diagnóstico da depressão em cachorro é feito a partir do histórico do animal. Nesse caso, questões sobre a sua rotina, comportamento e mudanças recentes costumam ser feitas, já que cada detalhe pode fazer a diferença no processo do cão. Geralmente, a consulta de comportamento tem em torno de uma e meia”, afirma.

    Depois disso, é possível iniciar o tratamento que pode variar desde a inclusão de brincadeiras e atividades na rotina do animal até terapias com feromônios ou alopatias. No primeiro caso, as caminhadas e os passeios são uma ótima maneira de levantar o astral do animal. Já em situações em que o uso de medicamentos é recomendado, é importante manter o acompanhamento com o profissional para garantir a saúde e o bem-estar do cachorro. Além disso, vale ressaltar que os antidepressivos não devem ser usados como uma maneira de dopar o animal. As recomendações do médico veterinário devem ser seguidas à risca.

    Redação: Úrsula Gomes

    5 coisas que você pode fazer para evitar a pancreatite canina

    Próxima matéria

    5 coisas que você pode fazer para evitar a pancreatite canina

    Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?
    Ração

    Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?

    É normal cometer alguns erros quando se trata da alimentação do cachorro, principalmente no caso de quem nunca teve um bichinho de estimação antes. Com o tempo e as orientações do veterinário, o tutor geralmente aprende o que o cão pode ou não pode comer, qual melhor ração para cachorro e a quantidade certa de comida que deve ser oferecida para o pet no dia a dia. O perigo é quando esses erros continuam acontecendo, porque isso pode acabar prejudicando a saúde do cachorro futuramente.

    Pug com alergia: saiba quais os tipos mais comuns da raça de cachorro pequeno
    Saúde

    Pug com alergia: saiba quais os tipos mais comuns da raça de cachorro pequeno

    Há quem pense que todos os cães enfrentam o mesmo tipo de problemas ao longo da vida, mas não é bem assim. Algumas raças de cachorro têm detalhes muito característicos na anatomia que favorecem o desenvolvimento de condições específicas. Uma prova disso são os casos de alergias em Pugs: por causa das dobrinhas e rugas que têm pelo corpo, eles acabam tendo uma propensão maior a desenvolver diferentes tipos de dermatites alérgicas. Por isso, ao dar as boas-vindas a um Pug na sua casa, o ideal é que você saiba o que pode causar essas alergias e como reagir caso o seu animalzinho apareça com algo do tipo. Hoje, o Patas da Casa vai ao seu socorro: descubra, aqui embaixo, mais sobre esse problema!

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses
    Verme

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses

    Os filhotes de cachorro são muito mais propensos a sofrerem com verme. Além da contaminação facilmente ocorrer pela amamentação, os filhotes ainda estão desenvolvendo o sistema imunológico e diversas funções do organismo. É por isso que a primeira dose do vermífugo para cachorro filhote deve ser feita aos 30 dias de vida, com reforço mensal até os seis meses, para garantir a saúde do pet. 

    Vulvovaginite em cadelas: veterinário explica as causas do problema e como é feito o tratamento
    Saúde

    Vulvovaginite em cadelas: veterinário explica as causas do problema e como é feito o tratamento

    A vulvovaginite em cadelas é um quadro inflamatório mais comum do que se pensa e que pode atingir as cachorras em qualquer fase da vida, inclusive filhotes. Essa doença pode ser causada por diferentes fatores, e, dependendo da causa, o tratamento pode variar. Por isso, ao observar qualquer vestígio de corrimento saindo da vagina da cadela, é importante ficar atento. Para esclarecer possíveis dúvidas sobre o assunto, entrevistamos o médico veterinário Frederico Lima, do Rio de Janeiro. Veja só o que mais ele disse sobre a vulvovaginite canina a seguir!

    Ver Todas >

    Dia do veterinário: 8 curiosidades sobre a profissão que é fundamental para saúde e bem-estar do seu pet
    Saúde animal

    Dia do veterinário: 8 curiosidades sobre a profissão que é fundamental para saúde e bem-estar do seu pet

    No dia 9 de setembro é comemorado o Dia do Veterinário. Quem é pai ou mãe de pet sabe a importância que esse profissional tem no cuidado dos nossos tão queridos animais de estimação. Por isso, nada mais justo que um dia do veterinário especial para eles! Apesar de a profissão ser muitas vezes vista apenas como o atendimento de animais, o veterinário pode atuar em diferentes áreas, ajudando até mesmo no cuidado da saúde humana! 

    FIV: gatos diagnosticados com a doença vivem quanto tempo?
    Saúde animal

    FIV: gatos diagnosticados com a doença vivem quanto tempo?

    A FIV em gatos é uma das doenças mais temidas pelos tutores. Por afetar principalmente o sistema imunológico, a doença deixa o felino mais suscetível a adquirir diversas complicações ao longo da vida. Como não tem cura, o gato com FIV precisa de tratamento a vida inteira. Mas, afinal, por quanto tempo o bichano diagnosticado consegue viver? O gato com FIV pode conviver com outros gatos? 

    Giárdia em cães: 10 perguntas e respostas sobre a doença de cachorro
    Saúde animal

    Giárdia em cães: 10 perguntas e respostas sobre a doença de cachorro

    A giardíase canina é uma doença que deixa muitos tutores de cachorro preocupados. Além de causar sintomas desagradáveis, a giárdia em cães pode até mesmo levar o animal à morte se não for tratada a tempo. Quais são os sintomas de giárdia em cães, o que ela causa no corpo do pet e como preveni-la são algumas das dúvidas que muitos pais e mães de pet têm sobre a doença. 

    Dermatite atópica canina: tudo que você precisa saber sobre a doença de pele em cachorro
    Saúde animal

    Dermatite atópica canina: tudo que você precisa saber sobre a doença de pele em cachorro

    A dermatite atópica canina é uma doença de pele em cachorro mais comum do que se imagina e pode afetar cães de diferentes raças. Uma das principais características desse quadro é a coceira intensa, que pode ou não vir acompanhada de vermelhidão no local. Ou seja, é basicamente como se fosse um tipo de alergia em cachorro. Apesar de não ser uma doença de pele muito grave, a dermatite atópica canina precisa de atenção porque pode interferir consideravelmente na qualidade de vida dos animais.

    Ver Todas >