Comportamento

Comportamento dos gatos: felinos ficam irritados com seus humanos o tempo todo em casa?

Veja como os gatinhos estão lidando com a presença constante dos humanos durante a quarentena!
Veja como os gatinhos estão lidando com a presença constante dos humanos durante a quarentena!

Como seu gato está lidando com a quarentena? Observou o gato estressado ou meio tristinho? Entender o comportamento dos gatos parece uma tarefa impossível de vez em quando. Em alguns dias, o felino está mais bem humorado e comunicativo. Já em outros, é melhor manter distância. A rotina dos humanos fora de casa, no geral, ajuda a preservar o espaço do animal, mas em tempos de quarentena, isso pode acabar se tornando um problema. Não é à toa que alguns tutores têm observado uma mudança de comportamento por parte dos animais nesse período de isolamento social. Mas será que os gatos realmente ficam mais estressados com a companhia dos humanos o tempo todo? Será que os bichanos querem a casa “de volta” só para eles? Veja o que alguns tutores compartilharam com a gente!

Quarentena com pets: o que pode mudar no comportamento do gato?

Todo mundo sabe o quanto os gatos são reservados e como eles gostam de ter o seu próprio espaço. Mas em um período de distanciamento social, a convivência com os tutores torna-se inevitável, o que pode acabar gerando alguns conflitos. Silvia Medeiros, tutora do gatinho Luci, conta que no início não teve problemas com o animal e ele até costumava pedir carinho com frequência. Contudo, depois de um tempo, ela percebeu que o seu amigo ficou mais estressado do que o normal: “Ele se recusa a comer e fica miando pra gente, rasgando o saco de ração e ameaçando morder quando tentamos tirar ele de perto”. Além disso, outro comportamento observado pela tutora é que o bichano passou a fazer as necessidades fora do lugar, comportamento que ele só teve em momentos da vida em que ele estava muito estressado.

Já o gato da Allexia Anjos, o Pipoca, teve que lidar com a quarentena e a adoção de outra gatinha simultaneamente, então a adaptação está sendo ainda mais difícil. Segundo a tutora, ele era acostumado a ficar sozinho e agora sente que perdeu isso, tendo que procurar outros lugares da casa para conseguir seu espaço. “Ele nunca foi de se esconder debaixo da cama, mas agora ele tem feito isso”, conta Allexia. Além do mais, ela também percebeu que, antigamente, o gatinho aproveitava mais a companhia da família e sempre buscava colo e carinho, mas depois da quarentena o bichano se tornou mais apático.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    Comportamento dos gatos: o Pipoca sente falta de um espacinho só dele. A cara de emburrado não nega!
    Comportamento dos gatos: o Pipoca sente falta de um espacinho só dele. A cara de emburrado não nega!

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia
    Comportamento animal

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia

    Manter a frequência de passeios no dia a dia do seu amigo de quatro patas é algo necessário para todas as raças de cachorro. Além dos benefícios que a socialização desses momentos traz, para muitos animais, essa caminhada é atividade física suficiente para o gasto de energia diário. Raças mais preguiçosas, que só devem se movimentar para manter a saúde, não precisam de muito tempo dedicado a essa área, mas nem todas são assim: para equilibrar, existem algumas raças de cachorro têm energia de sobra. Pensando no bem da saúde do seu animal e buscando evitar que ele desconte essa disposição acumulada em outras partes da casa, nós separamos algumas raças que precisam de agitação para ficar bem no dia a dia. Dá uma olhada!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Quarentena: presença de humanos pode deixar o gato estressado?

    Como estão acostumados a passar parte do dia sozinhos, os gatos podem estranhar a presença constante dos humanos no período de quarentena. O Luci, gatinho da Silvia, por exemplo, sempre foi do tipo que precisa do espaço dele e de um momento sozinho, mas agora isso não está mais sendo possível: “Para onde ele vai na casa, tem alguém e tem alguma movimentação. Ele sempre se abalou muito com mudanças repentinas e leva tempo para ele digerir tudo isso”.

    Com o Pipoca, isso não foi diferente e tanto estresse e ansiedade até afetou a imunidade do bichano. “Levei ele no médico recentemente porque ele estava passando mal. A veterinária disse que isso aconteceu porque ele está mais agitado do que o normal. Essa mudança toda de rotina na vida dele fez com que ele ficasse estressado, afetando a sua imunidade. Por isso ele ficou doentinho”, conta Allexia.

    Cuidado com a alimentação do gato nesse período

    O comportamento dos gatos pode variar, mas é importante ficar de olho na alimentação deles. Alguns podem apresentar mudanças no apetite. Busque maneiras de incentivar o interesse pela comida, seja introduzindo uma ração diferente na dieta do animal ou oferecendo petiscos ocasionais. Já em outros casos, o gato pode acabar comendo mais do que deveria, como é o caso do Pipoca. “Ele quer comer o tempo inteiro, então ele engordou bastante”, comenta Allexia. É importante ficar de olho nessas situações também, já que o gato obeso pode desenvolver vários problemas de saúde.

    Como acalmar um gato estressado e melhorar a convivência?

    Antes de mais nada, é fundamental entender que essa mudança abala bastante os animais, principalmente os gatos, que têm mais apego com a rotina. Por isso, é preciso um tempo para que o bichano possa digerir tudo isso para, enfim, se adaptar às novas circunstâncias. Aprender como acalmar um gato não é difícil: a regra é respeitar o espaço dele e não forçar a barra. Se ele quiser atenção e carinho, ele vai pedir. 

    Isso não quer dizer que você deve deixar o seu amigo desamparado, hein? Cuidar da alimentação e hidratação do bichano é uma tarefa diária dos tutores. Outra dica é brincar bastante com o gato, incentivando ele a interagir e relaxar.

    Redação: Juliana Melo

    Cachorro entende quando o outro morre? Como os cães reagem quando perdem um amigo de quatro patas?

    Próxima matéria

    Cachorro entende quando o outro morre? Como os cães reagem quando perdem um amigo de quatro patas?

    Adoção

    "Quero adotar um gato": tudo o que você precisa saber e fazer antes de levar um felino para casa

    Se você procura um bichinho independente, carinhoso e de personalidade forte, talvez seja o momento certo de adotar um gatinho. Com um jeito próprio de demonstrar todo o seu amor, os felinos têm conquistado cada vez mais o coração das mães e dos pais de pet de plantão. Mas, na hora de decidir isso, é preciso ter em mente que incluir um novo membro à sua família implica uma série de fatores, tanto para o animal quanto para os tutores e, principalmente, para o lugar que será o seu novo lar. Para te ajudar nesse momento, nós separamos um guia completo com tudo que você precisa saber na hora de adotar um gato. Dá uma olhada!

    Insuficiência renal em gatos: veterinária tira todas as dúvidas sobre essa doença grave que atinge os felinos!
    Saúde

    Insuficiência renal em gatos: veterinária tira todas as dúvidas sobre essa doença grave que atinge os felinos!

    A insuficiência renal em gatos é uma doença que pode ser muito comum quando falamos de felinos. Sem cura, o problema precisa de acompanhamento constante e cuidados especiais para evitar complicações. Apesar de ser uma doença grave, o gato com problema renal pode ter qualidade de vida. Para tirar as dúvidas sobre a insuficiência renal em gatos, o Patas da Casa conversou com a médica veterinária Débora Nunes, do Rio de Janeiro. Vem conferir!

    Gato Angorá: conheça todas as características da raça!
    Raças

    Gato Angorá: conheça todas as características da raça!

    Pelagem branca, olhos claros, orelhas grandes e pontiagudas: essas são as características mais comuns do gato Angorá. A raça é muito antiga e esbanja beleza por onde passa. De origem turca, hoje em dia é até raro encontrar por aí um felino dessa raça - os Angorás chegaram até a ser considerados extintos depois da Segunda Guerra Mundial. A elegância desse gatinho tem tudo a ver com a sua personalidade: muito sociável, o gato Angorá é uma ótima companhia e ama um bom carinho. Para conhecer mais sobre essa raça, preparamos um material com as principais informações sobre ela, desde curiosidades até os principais cuidados com a saúde. Chega mais!

    Já ouviu falar no gato escaminha? É uma raça de gato ou um padrão de cor? Tire todas as suas dúvidas!
    Raças

    Já ouviu falar no gato escaminha? É uma raça de gato ou um padrão de cor? Tire todas as suas dúvidas!

    A definição de gato Escaminha, também conhecido como “gato escama de tartaruga”, ainda causa estranheza. Com sua pelagem em tons pretos e laranja, é difícil não reparar no felino. Mas, afinal, do que se trata o gato Escaminha? Ele é uma raça de gato, ou não passa de um padrão de cores do animal? O fato é que muita gente tem dúvidas sobre o gato Escaminha e, ao procurar na internet, poucas informações são dadas a respeito do felino.

    Ver Todas >

    Conheça todos os tipos de coleira para cachorro e como usar: modelos, funções e adestramento
    Comportamento animal

    Conheça todos os tipos de coleira para cachorro e como usar: modelos, funções e adestramento

    Cuidar de cachorro é um dos maiores prazeres na vida de qualquer tutor. Tanto é que muitas vezes os cães passam a ser considerados como “filhos” pelos humanos. O que poucos percebem é que, além dos cuidados com a alimentação e saúde do animal, também é importante se atentar a alguns acessórios essenciais para lidar com o cachorro no dia a dia, como é o caso da coleira para cães.

    Como funciona a memória dos cães? Veja essa e outras curiosidades sobre o cérebro do cachorro
    Comportamento animal

    Como funciona a memória dos cães? Veja essa e outras curiosidades sobre o cérebro do cachorro

    Já parou para se perguntar como funciona o cérebro do cachorro? Essa é uma questão que pode intrigar muitos tutores, já que esses animais muitas vezes nos surpreendem com alguns comportamentos. Afinal, não dá para negar que, embora irracionais, os cães conseguem ser muito inteligentes! Eles são capazes de aprender vários tipos de comandos e muitas vezes parecem nos entender como ninguém. Então, como será que funciona a memória e o cérebro de cachorro?

    Quais são as raças de cachorro que vivem mais tempo?
    Comportamento animal

    Quais são as raças de cachorro que vivem mais tempo?

    No mundo canino, a proporção da idade do cachorro é totalmente diferente do que conhecemos entre os humanos. A média de vida de um cãozinho é de 10 a 13 anos, mas isso pode mudar de acordo com o tamanho, raça e cuidados que o animal recebeu ao longo da vida. No entanto, algumas raças de cachorro são conhecidas pela alta expectativa de vida. Um fator absolutamente genético! 

    Como é o temperamento do Poodle?
    Comportamento animal

    Como é o temperamento do Poodle?

    O Poodle é um dos cachorros mais populares do Brasil e um dos motivos para isso está relacionado ao fato desta raça ser super “família”. Muito companheiro e leal aos donos, ele gosta de participar de todos os momentos, desde uma confraternização até um cochilo no sofá. Não importa se estamos falando de um Poodle toy, anão, médio ou standard: todos os tamanhos são muito sociáveis e gostam de fazer novos amigos.

    Ver Todas >