Passeio

Como ensinar o cachorro a andar corretamente com a coleira anti-puxão?

A coleira anti puxão é uma alternativa para passeios mais tranquilos com os cães agitadinhos!
A coleira anti puxão é uma alternativa para passeios mais tranquilos com os cães agitadinhos!

Todo pai e mãe de pet sabe bem que os passeios precisam fazer parte do dia a dia de um cachorro, seja ele morador de um apartamento ou de casa. É na rua que eles colocam em prática tudo o que aprendem sobre socialização. Em muitos casos, esse também é o momento em que o animal se movimenta e se exercita. Para que esse momento tão necessário não se torne algo pesado e ruim tanto para você quanto para o seu amigo, a coleira anti puxão, que te dá mais controle sobre os movimentos do cachorro, acaba sendo uma das opções de acessórios que auxiliam e muito nas caminhadas e corridas. Para tirar dúvidas e ensinar como você pode fazer o seu cachorro, nós conversamos com a Renata Bloomfield, que é veterinária e comportamentalista animal. Olha o que ela contou! 

Coleira anti puxão: peitoral para cachorro, cabresto ou enforcador?

A primeira coisa que você precisa saber na hora de entrar no mundo das coleiras anti puxão é como funciona cada um dos modelos disponíveis. Entre a coleira peitoral, que é vestida no animal e tem o encaixe da guia na frente, o cabresto, que é colocado no focinho do cachorro, e o enforcador, que vai ficando mais justo conforme ele puxa existem algumas diferenças. “A coleira easy walker, que é a peitoral para cachorro, tira um pouco da estabilidade do animal para você ter mais controle na hora que ele fizer a puxada lateral. O cabresto segura bem no focinho, então te dá bastante controle sobre o animal. O enforcador para cachorro tem uma altura certa para ser colocado no pescoço e vai ficando mais justo se ele puxar muito”, explicou Renata.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças muito independentes Golden Retriever e Yorkshire são cães que gostam de curtir a companhia dos humanos Border Collie e Jack Russell Terrier são cheios de energia e amam aventura
    A coleira cabresto precisa ficar justinha para não machucar o cachorro
    A coleira cabresto precisa ficar justinha para não machucar o cachorro
    O enforcador para cachorro não é recomendado pelos profissionais
    O enforcador para cachorro não é recomendado pelos profissionais
    A coleira cabresto precisa ficar justinha para não machucar o cachorro
    O enforcador para cachorro não é recomendado pelos profissionais

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia
    Comportamento animal

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia

    Manter a frequência de passeios no dia a dia do seu amigo de quatro patas é algo necessário para todas as raças de cachorro. Além dos benefícios que a socialização desses momentos traz, para muitos animais, essa caminhada é atividade física suficiente para o gasto de energia diário. Raças mais preguiçosas, que só devem se movimentar para manter a saúde, não precisam de muito tempo dedicado a essa área, mas nem todas são assim: para equilibrar, existem algumas raças de cachorro têm energia de sobra. Pensando no bem da saúde do seu animal e buscando evitar que ele desconte essa disposição acumulada em outras partes da casa, nós separamos algumas raças que precisam de agitação para ficar bem no dia a dia. Dá uma olhada!

    Amor de gato: 10 formas do seu bichano dizer que você é muito importante para ele
    Comportamento animal

    Amor de gato: 10 formas do seu bichano dizer que você é muito importante para ele

    Se você tem um felino em casa, com certeza já deve ter se questionado como saber se seu gato te ama. Pelo fato dos felinos serem muito reservados, e às vezes independentes, fica mais difícil decifrar o amor de gato - diferente dos cães, que expressam isso de um jeito eufórico e quase exagerado. Os bichanos demonstram afeto pelos humanos de um jeito delicado e único, com atitudes que podem até passar despercebidas.

    Em quais casos a coleira anti puxão é recomendada e quando deve ser evitada?

    “A coleira anti puxão pode ser usada por qualquer animal, mas é mais indicada para cães que puxam e que não têm noção do que é a rua. Essa coleira também é uma boa para animais medrosos, que têm fobia e podem sair de uma coleira peitoral normal, por exemplo. O modelo dá um controle maior sobre o cão”, conta a profissional. 

    Mesmo que todos os animais possam usar esse tipo de coleira, existem algumas condições que fazem o uso dela não ser recomendado, como explica Renata: “a coleira peitoral para cachorro anti puxão não é indicada para animais com artrose, artrite, alguma dor de locomoção ou problema ósseos — principalmente se isso acontecer nas patas da frente. A cabresto só não é indicada para animais que têm o focinho muito curto porque fica desconfortável: para não machucar, ela precisa ficar justinha (com folga de um ou dois dedos) e ela não vai ficar bem presa no rosto desses cachorros. O enforcador, por sua vez, não é recomendado porque se não for usado da maneira correta você pode enforcar ou causar uma lesão na cervical do cachorro”.

    Como todos os modelos podem causar algum tipo de dano ao animal (e isso deve chamar sua atenção na hora de escolher), depois de levar em consideração as restrições indicadas pela veterinária, você deve descobrir qual coleira vai te ajudar a lidar melhor com o cachorro passeando. “Isso vai muito da dupla dono/animal. Se você tem uma boa interação com a easy walker, não precisa usar a cabresto. Se é uma pessoa idosa, que tem algum problema no braço ou que não quer fazer muita força, a cabresto é recomendada — principalmente no caso de animais que puxam muito ou que estão na fase de aprender a andar do lado”, explica Renata. 

    Como ensinar o cachorro a andar com a coleira anti puxão? 

    Depois de descobrir qual é o melhor modelo de coleira anti puxão para você e o seu cachorro, chega o momento de ensinar o peludo a ficar bem enquanto estiver usando o acessório. “A primeira coisa que os pais de pet têm que fazer é acostumar o animal com a ferramenta: ele tem que associar a coleira a uma coisa legal e boa. Muitos deles não estão acostumados a ter alguma coisa no focinho ou no corpo, então já podem começar relutantes por isso. Coloque a coleira em casa, deixe um pouquinho ou o dia inteiro, dê a comida com ele de coleira, brinque com o cachorro usando a guia… estimule o animal, mostrando que a coleira não é punição ou algo ruim — tudo sempre começa em casa”, conta a profissional. 

    Depois da etapa de ensino em casa, você vai precisar começar a treinar seu amigo o costume com a coleira na rua: “Quando você for na rua, leve o petisco ou a ração junto e tente dar uma das refeições ao animal fora de casa. Ande um pouquinho e vá dando comida — isso vai te ajudar a criar uma conexão com o cão na rua. A atenção dele em você deve ser trabalhada dessa forma para ficar mais fácil de te olhar e entender o que aconteceu quando for corrigido”. 

    Redação: Ariel Cristina Borges 

    Descubra em infográfico como o rabo de cachorro funciona na linguagem corporal canina!

    Próxima matéria

    Descubra em infográfico como o rabo de cachorro funciona na linguagem corporal canina!

    Aprenda em 8 passos como ensinar cachorro a fazer as necessidades no lugar certo (infográfico)
    xixi

    Aprenda em 8 passos como ensinar cachorro a fazer as necessidades no lugar certo (infográfico)

    Ter um cãozinho vai muito além dos momentos de diversão e fofura: é preciso também saber como ensinar cachorro a fazer as necessidades no lugar certo. Caso contrário, uma situação que pode se tornar muito comum (e desagradável) é encontrar xixi de cachorro pela casa toda. Felizmente, existem algumas técnicas que são bastante úteis na hora de ensinar o animal a fazer xixi e cocô no local adequado.

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação
    Saúde

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação

    Seja porque ele comeu muito rápido ou tentou engolir alguma coisa que não devia, se deparar com um cachorro engasgado em casa é sempre um momento de desespero para qualquer pai de pet. Não saber como resolver essa situação é super comum e, ao mesmo tempo, um hábito perigoso: nunca se sabe quando você vai precisar socorrer o seu amigo em casa, certo? Para te ajudar a solucionar esse problema caso ele aconteça, a gente conversou com a veterinária Renata Bloomfield: afinal de contas, o que fazer quando o cachorro engasga?

    Como ensinar o cachorro a fazer cocô no lugar certo?
    Adestramento

    Como ensinar o cachorro a fazer cocô no lugar certo?

    Não importa a idade do cachorro: quando ele chega num lugar novo, sendo filhote ou adulto, aprender a fazer as necessidades no lugar certo é sempre parte da adaptação. Para quem mora em casas em que o animal fica no lado de fora a maior parte do tempo, esse processo acaba sendo mais simples, mas quem divide os cômodos com ele normalmente precisa de um pouco mais de paciência.

    Como acabar com pulgas de cachorro: um guia completo sobre tipos de remédios e coleiras antipulgas
    Pulga

    Como acabar com pulgas de cachorro: um guia completo sobre tipos de remédios e coleiras antipulgas

    Quem tem um cachorro sociável, que costuma frequentar lugares com outros animais, sabe que o cuidado com a higiene do animal é necessário não apenas por causa do conforto, mas também é uma questão de saúde. Em ambientes como esses, as infestações de insetos como o carrapato e a pulga de cachorro acontecem com a maior facilidade do mundo e, depois disso, cada dono vai ter que escolher a melhor maneira de lidar com o problema. Se você ainda não sabe como acabar com pulgas de cachorro na sua casa, descubra mais sobre as diferentes soluções para esse problema!

    Ver Todas >

    Comportamento canino: como fazer um cachorro parar de comer a ração dos outros animais da casa?
    Comportamento animal

    Comportamento canino: como fazer um cachorro parar de comer a ração dos outros animais da casa?

    Quem tem mais de um pet provavelmente tem que lidar com o intrigante comportamento do cachorro de comer a ração dos outros animais da casa, seja com o cachorro comendo a ração do gato, ou o cachorro grande comendo a ração do filhote e vice-versa. Muitos tutores ficam sem saber o que fazer com esse comportamento de cachorro, que pode ser comum. Para saber como resolver essa situação e sanar todas as dúvidas sobre o assunto, o Patas da Casa conversou com a veterinária Renata Bloomfield. Vem dar uma olhada no que ela contou!

    Seu gato come barata e outros bichinhos? Veja quais os perigos desse hábito do bichano e como evitar
    Comportamento animal

    Seu gato come barata e outros bichinhos? Veja quais os perigos desse hábito do bichano e como evitar

    Todo tutor se preocupa com a saúde do gato. Não é à toa que muitos investem em uma alimentação de qualidade e sempre procuram a melhor ração para dar aos bichanos. No entanto, parece que às vezes mesmo com as melhores comidas à sua disposição, os gatos insistem em procurar outros bichinhos para se alimentar. Baratas, ratos e até mesmo passarinhos acabam sofrendo nas mãos de um gato caçador. Mas por que isso acontece? Esse comportamento pode trazer prejuízos para o organismo do felino? Como evitar gato comendo rato, barata e outros bichos? Para tirar as principais dúvidas sobre o assunto, preparamos uma matéria especial para você. Veja a seguir!

    Por que o cachorro
    Comportamento animal

    Por que o cachorro "cisca" depois de fazer as necessidades? Entenda esse comportamento canino!

    De todos os comportamentos do cachorro mais inusitados, um que chama bastante atenção é o ato de “ciscar” depois de fazer xixi e cocô, principalmente na rua. Alguns doguinhos nascem sabendo fazer isso, já outros cachorros filhotes podem adquirir esse comportamento observando cachorros adultos. Em todos os casos, é algo que desperta muita curiosidade nos tutores.

    Como recolher o cocô de cachorro sem agredir o meio ambiente? Veja opções sustentáveis!
    Comportamento animal

    Como recolher o cocô de cachorro sem agredir o meio ambiente? Veja opções sustentáveis!

    Passear com cachorro na rua é essencial para saúde e o bem-estar do doguinho. Mas o que fazer com o cocô de cachorro? Certamente deixar na rua não é a forma mais educada. Você deve estar se perguntando: existe algum problema com os saquinhos de plástico? A resposta é sim! Acontece que esses materiais demoram muito tempo para se decompor no meio ambiente. Por isso, uma possível solução é buscar opções mais sustentáveis na hora de descartar o cocô de cachorro. 

    Ver Todas >