A caixa de areia para gatos é um item super importante na rotina dos felinos domésticos. Por puro instinto, os gatinhos aprendem desde cedo que aquele é o lugar certo para fazer as necessidades - e também aprendem a enterrar o xixi e as fezes. Mas você, humano, sabe como cuidar da caixinha de areia do jeito correto? Já avisamos que não vale colocar a areia no recipiente e esquecer que ela existe: o banheiro dos gatos precisa de manutenção quase diária e uma limpeza mais pesada com certa frequência, o que depende muito do material escolhido para o seu gato (ou seja, areia tradicional, sílica ou granulado de madeira). Para te ajudar nessa missão, vamos ensinar como fazer a limpeza correta e de quanto em quanto tempo a caixa de areia deve ser higienizada.

Areia para gato sílica exige pouca manutenção

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Sempre rola a dúvida de qual a melhor areia para gato: sílica é o nome de um tipo de preenchimento para a caixinha. Embora seja mais cara que os outros materiais, tem a vantagem de durar mais do que a areia convencional. Isso porque a areia sílica é composta de um gel que facilita a absorção do xixi do gato e evita o mau cheiro. Assim, ela pode ser utilizada por cerca de duas semanas sem necessitar de troca. As fezes precisam ser recolhidas diariamente para o seu gatinho não ficar incomodado e se recusar a usar a caixa de areia.

Areia higiênica para gatos precisa de limpeza mais frequente

A principal vantagem da areia higiênica para gatos é o preço. É possível encontrar algumas versões bem baratas e que os gatos se adaptam bem. O problema é que esse tipo de material para a caixa de areia de gato precisa de manutenção diária. Dependendo da marca, o granulado não absorve bem o xixi do gato, molhando grande parte do material. A areia molhada precisa ser retirada para não causar mau cheiro.

A dica é escolher uma caixinha mais alta, colocar cerca de 5 centímetros de areia e ir retirando a parte usada depois que o gatinho usar - podendo colocar mais areia por cima ou não. No entanto, pelo menos uma vez por semana você vai ter que jogar tudo fora e lavar a caixa com água e sabão. É possível encontrar opções que podem ser descartadas no vaso sanitário, verifique na embalagem.


A areia para gato silica exige pouca manutenção e evita mau cheiro
A areia para gato silica exige pouca manutenção e evita mau cheiro

Granulado de madeira para gatos rende bastante

O granulado higiênico de madeira é uma opção que tem chamado bastante a atenção dos gateiros, principalmente pelo fato do material ser biodegradável - ou seja, causa poucos impactos na natureza quando descartado. Outras vantagens importantes do granulado de madeira para gatos incluem um custo baixo e o alto rendimento. O granulado se transforma em um pó ao entrar em contato com a urina do gato, que é facilmente peneirada durante a limpeza e não acumula líquido no recipiente. Ainda assim, esse pó e as fezes precisam ser recolhidas diariamente para evitar mau cheiro.

A caixa de areia do gato precisa ser lavada com certa frequência

Independente da manutenção, sempre que fizer a troca do material da caixinha é fundamental lavar o recipiente com água e sabão antes de colocar a nova areia de gato. Esse hábito impede o acúmulo de sujeiras e mau cheiro (mesmo os materiais mais resistentes não aguentam tanto tempo sem lavagem). Além disso, o próprio gato pode se recusar a usar a caixinha se ela não estiver adequada para o uso. Os felinos são bem exigentes com a higiene e é importante observar o comportamento dele em relação à caixa de areia, até mesmo para saber qual o tipo de areia preferido do animal.

Redação: Luana Lopes