Cuidados

Cachorro triste? Saiba identificar se há algum problema de saúde ou comportamental em seu pet

Descubra os sinais que demonstram que o seu cachorro está triste!
Descubra os sinais que demonstram que o seu cachorro está triste!

Cachorro triste é de partir o coração, não é mesmo? Às vezes, é só um charme para ganhar um petisco, mas e quando esse olhar triste não passa nem depois de ganhar um pedaço da sua pizza? Por mais que a gente ache que nosso cachorro tem a melhor vida do mundo, que está tudo em ordem, eles também podem sofrer de tristeza por diversos motivos: ficar longe dos seus donos, mudança na rotina (seja uma casa nova ou a chegada de novos membros na família), confinamento e até mesmo depressão. Para entender os sinais que o seu cachorro transmite quando está triste e o que você pode fazer para ajudá-lo, o Patas da Casa preparou uma matéria com os sintomas e como você ajudar em casa caso.

Cachorro triste: quando desconfiar que tem alguma coisa errada

No processo de domesticação dos cachorros, eles aprenderam que o olhar de tristeza pode fazer com eles “dominem” os seus donos. Assim, conseguem amolecer o coração dos humanos e ganha carinho, passeios e até mesmo comida. Mas, você sabe identificar quando essa carinha não é interesse e sim sintoma de tristeza real? Veja abaixo quais são os sinais que mostram que ele está de fato triste.

1) Mudança de comportamento: latir ou parar de latir bruscamente, não acordar no mesmo horário de sempre e deixar o brinquedo preferido de lado podem ser alguns sinais que seu cachorro não está bem;

2) Automutilação: lamber além do habitual, morder o corpo e o rabo a ponto de perder pelos também pode ser sinal que ele está triste;

3) Vômito e diarreia: se for acompanhado de outros sintomas suspeitos, o cachorro vomitando ou com diarreia podem ser sinais de tristeza. Episódios frequentes de vômito e diarreia podem indicar outras doenças. Consulte o veterinário para o diagnóstico e tratamento corretos;

4) Perda de apetite: se o seu cachorro não é de negar comida, a falta de apetite pode ser um sinal de alerta;

5) Destruição de móveis quando estiver sozinho em casa: esse é um sinal típico do cachorro que sofre com ansiedade de separação e pode causar tristeza extrema nos cachorros. Fique atento a arranhões nas portas, por exemplo.

Cachorro triste: saiba o que pode deixá-los assim

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças muito independentes Golden Retriever e Yorkshire são cães que gostam de curtir a companhia dos humanos Border Collie e Jack Russell Terrier são cheios de energia e amam aventura
    A viagem dos donos ou a chegada de um bebê na casa podem causar tristeza no cachorro
    A viagem dos donos ou a chegada de um bebê na casa podem causar tristeza no cachorro

    Mais Lidas

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cuidados dos animais

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente: estudos mostram que os carrapatos podem sobreviver até 200 dias em um lugar sem se alimentar. Pensando nisso, vamos te ensinar como acabar com carrapatos no quintal com ingredientes que você pode ter em casa.

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados dos animais

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    Caixa de areia de gato em apartamento: saiba qual o melhor lugar para colocar o sanitário felino
    Cuidados dos animais

    Caixa de areia de gato em apartamento: saiba qual o melhor lugar para colocar o sanitário felino

    A caixa de areia é só um objeto, mas para novos donos de gatos ela pode envolver uma série de dúvidas que ninguém sonhou em ter antes de ter um felino. Desde qual tipo de areia escolher até o tamanho e o formato do objeto, tudo isso influencia na forma como o gato vai usar a caixa. Como não poderia ser diferente, o lugar onde você coloca o sanitário do seu gatinho é primordial para que ele faça o xixi e cocô no lugar certo — principalmente se você mora em apartamentos e tem um espaço limitado. Hoje, o Patas da Casa vai te ajudar a resolver essa questão: dá uma olhada aqui embaixo!

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas
    Cuidados dos animais

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas

    Mesmo que muitas vezes sejam esquecidas na hora dos cuidados, as orelhas do seu cachorrinho são bem sensíveis e precisam de bastante atenção. De vez em quando, é comum que algum incômodo pontual faça o seu cachorro ficar coçando a orelha, mas quando isso se torna algo frequente e você percebe um incômodo maior no animal, vale a pena ficar atento.

    Cachorros são animais muito sensíveis. Qualquer mudança no dia a dia da família, seja material ou emocional, podem provocar diversos comportamentos no seu bichinho. Tudo varia de cachorro para cachorro, mas alguns motivos são mais comuns e podem te ajudar a identificar o motivo da tristeza mais rapidamente e, assim, buscar tratamento.

    1) Mudança de lar: uma mudança de casa pode deixar o cachorro sem referências. Ele perde o cantinho preferido para a soneca da tarde, por exemplo. Além disso, uma mudança sempre é acompanhada de pouca atenção dos donos devido ao cansaço e quantidade de tarefas. Aprender o novo local do xixi e do cocô também pode ser estressante para os cães mais velhos;

    2) Separação dos donos: normalmente, em um divórcio dos donos, o cachorro vai ficar com apenas um deles e, caso não tenha crianças na família, é bem provável que ele perca o contato com o outro. O cachorro provavelmente vai se acostumar com o tempo, mas no começo ele pode sofrer bastante;

    3) Viagem dos donos: nem sempre é possível incluir o cachorro na viagem de férias e eles acabam ficando em casa com alguma supervisão ou hospedagens para pets. O cão não tem a noção de quantos dias a família ficará fora e nem falam com os donos ao telefone para matar a saudade (isso até pode ser pior, já que o reconhecimento da voz pode resultar em frustração ao não encontrar o humano em casa). Por isso, o ideal é deixar o cachorro com alguém que ele tenha algum vínculo;

    4) Chegada de um novo membro na família: por mais feliz que a família esteja, a chegada de um novo animal ou bebê pode causar ciúmes no mais velho. Para isso, existem alguns truques: um deles é levar uma peça de roupa do bebê antes para o cachorro cheirar e se acostumar, sempre com muito carinho. Quando o recém-nascido já estiver em casa, deixe o cachorro se aproximar aos poucos, ou seja, quando ele demonstrar que está pronto. Não force o contato, isso pode piorar a situação. No caso de outro animal, brincar com os dois ao mesmo tempo pode ajudar;

    5) Morte de familiar: essa situação pode ser bem traumática para a família e para o animal. Como a perda do familiar vem acompanhada de muita tristeza em casa, os cachorros podem sentir e ficar deprimidos. Por mais difícil que seja, esse pode ser o momento de fortalecer esse vínculo: muitos carinhos e ficar na cama agarradinho podem fazer bem tanto ao cachorro quanto ao dono;

    6) Clima hostil em casa: o clima de hostilidade entre seus humanos pode deixar os cachorros bem tristes. Dependendo da situação, o animal pode ser negligenciado, além de perder seus momentos de brincadeiras e carinhos. Como são muito sensíveis, brigas em casa podem deixá-los agitados e, consequentemente, muito tristes.

    Meu cachorro está triste: saiba como você pode ajudar o seu animalzinho

    Além de muito carinho - e alguns petiscos -, os donos podem criar um ambiente mais acolhedor para o cachorro. Durante mudança de casa, por exemplo, você pode manter os brinquedos preferidos sempre acessíveis, ter calma em ensinar o novo cantinho do xixi, passear e mostrar como a casa nova também pode ser acolhedora. Em casos da chegada de um bebê, é importante não esquecer do carinho e mostrar que ele não vai perder o posto de “bom garoto” da casa, ele só ganhou um companheiro para a bagunça! Cada caso precisa ser analisado individualmente e, caso perceba que o quadro está durando muito tempo, procure ajuda veterinária para o diagnóstico correto e o melhor tratamento.

    Redação: Mariana Almeida 

    O que considerar na hora de comprar uma cama para cachorro?

    Próxima matéria

    O que considerar na hora de comprar uma cama para cachorro?

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante
    Grandes

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante

    Uma das raças de cachorros gigantes mais famosas é a do Dogue (ou Dog) Alemão, que também é conhecida como cão Dinamarquês. O motivo para isso é simples: trata-se da mesma raça do famoso personagem de desenho animado Scooby Doo. Mas a verdade é que o cão Dogue Alemão vai muito além do seu tamanho e aparência robusta: ele é um amigo de quatro patas extremamente leal, dócil e carinhoso. 

    Chihuahua: personalidade, saúde, cuidados e mais... saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Chihuahua: personalidade, saúde, cuidados e mais... saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno

    Quem nunca viu aquele cãozinho simpático de “Legalmente Loira”? Se você não lembra desse filme (ou não é da sua geração), deixou de conhecer uma das mais brilhantes atuações de um Chihuahua, o menor - e mais corajoso - cão do mundo. O cachorro é pequeno, mas sua origem é cercada de teorias e histórias: não se sabe ao certo se ele é descendente do Techichi, um cão selvagem do México pré-colonial, se surgiu na China e foi levado por comerciantes espanhóis para o restante do mundo ou se é resultado de cruzamentos do Techichi com alguma raça minúscula chinesa.

    Shar Pei: personalidade, características e saúde... saiba tudo sobre a raça de cachorro
    Raças

    Shar Pei: personalidade, características e saúde... saiba tudo sobre a raça de cachorro

    Ainda que carregue a fama de cachorro triste e melancólico pelo formato da cabeça e focinho, o Shar Pei tem personalidade para se tornar um grande companheiro de vida. Muito conhecido pela aparência do corpo cheio de dobrinhas, essa raça de cachorro costuma ser muito amorosa e protetora com a família. Por outro lado, é um cachorro que precisa de atenção em relação a socialização e obediência, pois tem a tendência de ser bem teimoso. 

    American Bully: característica físicas, temperamento e saúde... saiba tudo sobre a raça de cachorro
    Raças

    American Bully: característica físicas, temperamento e saúde... saiba tudo sobre a raça de cachorro

    Ainda que carregue a fama de cachorro bravo pela sua aparência, o American Bully tem se tornado uma raça popular entre as famílias brasileiras. Isso porque, em casa com a família, o comportamento é completamente diferente: ele é carinhoso, companheiro e fiel — e isso as fotos de American Bully que você encontra por aí nem sempre mostram! Original dos Estados Unidos, o cão é uma mistura entre o American Pit Bull Terrier e American Staffordshire Terrie. E, é claro que, ter um American Bully em casa é sinônimo de proteção e muita dedicação. Vem saber mais sobre essa nova raça aqui embaixo!

    Ver Todas >

    Como funciona a areia biodegradável para gatos? Vale à pena?
    Cuidados dos animais

    Como funciona a areia biodegradável para gatos? Vale à pena?

    Os felinos são conhecidos por serem animais extremamente higiênicos e, portanto, precisam de um cuidado especial quando o assunto são as suas necessidades fisiológicas. A caixa de areia para gatos é o acessório ideal para isso, mas quando se trata especificamente do tipo de areia, muitos tutores podem ficar em dúvida sobre qual é a melhor opção. Uma delas é a areia biodegradável para gatos, que pode ser encontrada em diferentes tamanhos e granulações. Mas será que esse material realmente vale à pena? Quais são os diferenciais dele? A seguir, te contamos o que você precisa saber sobre esse tipo de areia de gato!

    Como funciona o repelente de mosquitos para cachorro?
    Cuidados dos animais

    Como funciona o repelente de mosquitos para cachorro?

    Os insetos podem ser muito prejudiciais para os cachorros. Se engana quem pensa que os mosquitos só podem causar coceira e vermelhidão nos doguinhos: as picadas de inseto podem transmitir doenças sérias como a dirofilariose,leishmaniose visceral, berne e miíase. Além dessas doenças, alguns pets desenvolvem quadros de alergia ao serem picados por mosquitos. Por isso, é muito importante usar algum produto para prevenir o problema, como o repelente para cachorro contra mosquitos.

    Bebedouro para gatos de plástico é a melhor opção?
    Cuidados dos animais

    Bebedouro para gatos de plástico é a melhor opção?

    Todo mundo sabe que os gatos são animais difíceis de beber água. Não é à toa que os problemas renais são uma preocupação frequente na vida de quem tem um bigodudo em casa. Por isso, o bebedouro de gato é um acessório indispensável na hora de cuidar desses animais, até mesmo para incentivá-los a manter a hidratação em dia. Existe uma infinidade de opções de bebedouros para gatos nos pet shops.

    Seu cachorro adulto dorme demais? Aprenda a identificar o padrão de sono do seu cãozinho
    Cuidados dos animais

    Seu cachorro adulto dorme demais? Aprenda a identificar o padrão de sono do seu cãozinho

    É praticamente impossível ver um cachorro dormindo e não ficar com o coração quentinho com tanta fofura. Eles adoram se esparramar pelos cantos da casa para tirar o famoso cochilinho, e para quem adora registrar tudo o que o seu amigo de quatro patas faz, a posição que o cachorro dorme até pode render fotos engraçadinhas em alguns casos.

    Ver Todas >