Saúde

Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

Cachorro ofegante pode significar muitas coisas. Aprenda a identificar o que esse sintoma pode indicar.
Cachorro ofegante pode significar muitas coisas. Aprenda a identificar o que esse sintoma pode indicar.

Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

Cachorro ofegante: entenda o sistema respiratório dos caninos

Antes de qualquer coisa, precisamos compreender que os cães não respiram (e nem transpiram) como os humanos. É com a respiração que o cachorro perde calor, ou seja: o cachorro respirando rápido e com a boca aberta significa que ele está equilibrando a temperatura corporal. “A respiração resulta de uma interação complexa entre o centro respiratório no cérebro e os músculos intercostais e diafragma. Isso tem um objetivo e é coordenado principalmente para oxigenar o sangue que preenche os pulmões”, explica Ricardo.

Um cachorro ofegante à noite, por exemplo, pode estar sentindo a mudança da temperatura do ambiente. Nesses casos, basta tornar o clima mais agradável para o seu amigo lidar com o calor. Cada estação do ano requer um cuidado especial com o seu cãozinho.

Cachorro ofegante e cansado depois de um estímulo não é motivo para preocupação

O cachorro cansado e ofegante, principalmente depois de um passeio ou brincadeiras nos dias mais quentes, é muito normal. Ainda assim é preciso observar a frequência e duração. “Ele simplesmente pode estar ofegante por causa de agitação, estresse ou calor. O proprietário deve observar se a respiração é normal, sem aparentar dificuldade e mantê-lo em local calmo e evitar o calor. Se não houver melhora, o veterinário deve ser notificado”, pontua o veterinário.

Esse tipo de sintoma, geralmente não vem acompanhado de limitações no comportamento do cão. “Ao contrário de cães com doenças respiratórias, cães ofegantes movimentam-se naturalmente, sem restrição de posição e, apesar do aumento da frequência respiratória, os movimentos do tórax são normais e não aparentam esforço anormal para respirar”, acrescenta.

Cachorro tremendo e ofegante: o que isso quer dizer? 

Se você perceber um cachorro ofegante e tremendo, é melhor ficar atento, principalmente se ele não tiver recebido nenhum estímulo para ficar mais cansado. Cães podem tremer por muitas razões e nem sempre são indicativos de doenças mais graves: é o caso de cachorros ansiosos, que manifestam mais agitação durante alguma brincadeira ou antes do passeio. Nesse caso, a tremedeira é mais psicológica e o adestramento de cães pode ajudar.

O cachorro muito ofegante e com tremedeira pode indicar doenças, principalmente se surgirem outros sintomas. Se há uma frequência na tremedeira, pode ser que ele esteja doente. Você deve observar se há outros sinais junto da tremedeira - como vômito, diarreia, febre, apatia e perda de apetite. 

Cachorro ofegante: quais problemas pode indicar?

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    Cachorro ofegante: os cães de focinho curto precisam de mais cuidados, pois naturalmente têm dificuldade para respirar
    Cachorro ofegante: os cães de focinho curto precisam de mais cuidados, pois naturalmente têm dificuldade para respirar

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Cachorro ofegante: quais problemas pode indicar?

    Um cachorro que está ofegante pode ser indicativo de doenças, como problemas cardíacos, colapso de traquéia, falta de ar e até envenenamento. É necessário observar a língua do cachorro e perceber se ela não está roxa, um processo que pode ocorrer e que se chama cianose. Um cachorro com esse problema, na maioria das vezes, apresenta um caso de falta de ar que pode levar a óbito caso não receba a intervenção adequada a tempo. 

    Alguns cães apresentam, naturalmente, dificuldade para respirar e podem ficar ofegantes. É o caso dos cães braquicefálicos, como Pug, Boxer, Shih TzuBulldog, que possuem o focinho achatado. Em algumas situações mais graves pode ser necessário fazer uma cirurgia, como uma rinoplastia, que vai ajudar o animal a respirar melhor. 

    Cachorro com dificuldade para respirar: o que fazer?

    Para identificar o cachorro com dificuldade de respirar e ofegante, observe alguns sinais: “Cães com dificuldade para respirar apresentam expressão de ansiedade, não conseguem se locomover adequadamente e, principalmente, podem ter um padrão respiratório anormal, com aumento da frequência respiratória”, explica o veterinário Ricardo. 

    Nem sempre um cachorro com dificuldade para respirar pode ter uma doença respiratória. É comum que, durante episódios de ansiedade, os cães engasguem com alguma coisa, que pode ser ração ou até um pedaço de brinquedo. É importante sempre supervisionar cães que têm tendência a esse tipo de comportamento. 

    Redação: Júlia Cruz

    10 mitos e verdades sobre a Leishmaniose canina!

    Próxima matéria

    10 mitos e verdades sobre a Leishmaniose canina!

    Cachorro mancando? Veja quais problemas de saúde o sintoma pode indicar
    Saúde

    Cachorro mancando? Veja quais problemas de saúde o sintoma pode indicar

    Quem tem um cão em casa, sabe bem o quanto brincar, correr e saltar são atividades saudáveis presentes no dia a dia do animal. Sendo assim, encontrar o cachorro mancando pode ser um sinal de que algo não vai bem com o seu pet. Desde um simples machucado à quadros mais graves, como displasia coxofemoral e artrite, o sintoma pode indicar várias condições diferentes. Por isso, é importante ficar atento a qualquer comportamento diferente no seu amigo. Para entender um pouco mais sobre o que causa esse problema e como tratá-lo, separamos os principais problemas de saúde que o sintoma pode indicar.

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão
    Cuidados

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão

    Os cães são animais que, na maior parte do tempo, não gostam de ficar sozinhos - afinal, antes de serem domesticados, eles viviam livres em matilhas. Com a vida urbana, muitos cães acabam não recebendo os estímulos adequados para gastar energia e socializar com outros animais e pessoas. Para auxiliar a vida do tutor, que nem sempre consegue estar perto de seu pet durante o dia, existem muitas alternativas. Uma delas é a creche para cachorro: uma acomodação diária em que você pode deixar seu amigo em um lugar totalmente adaptado para cães.

    Pelo de cachorro pela casa? Veja quais raças soltam mais e como minimizar o problema
    Raças

    Pelo de cachorro pela casa? Veja quais raças soltam mais e como minimizar o problema

    Amor à primeira vista é um sentimento comum ao adotar ou comprar um cãozinho. Mas, também é normal deixar para segundo plano uma pesquisa completa sobre as características e comportamentos de determinadas raças. E é em casa, depois de alguns dias que se percebe um incômodo: a queda de pelo em cachorro. De repente, aparecem vários tufos pela casa e você sequer entende como é possível o bichinho soltar tanto pelo.

    Ver Todas >

    Como identificar um gato desidratado?
    Saúde animal

    Como identificar um gato desidratado?

    Embora não apreciem muito esse hábito, beber água é fundamental para a saúde do gato. Os tutores devem ter bastante atenção na rotina dos bichanos: eles precisam de uma quantidade adequada de líquidos para não desenvolverem complicações no sistema urinário que podem levar à falência dos rins. A curto prazo, um gato desidratado, normalmente em decorrência de algum outro problema de saúde, precisa receber bastante atenção para não chegar a um estado mais grave. 

    Pente para pulga de cachorro funciona? Conheça o acessório!
    Saúde animal

    Pente para pulga de cachorro funciona? Conheça o acessório!

    Manter o seu cachorrinho livre de pulgas pode não ser uma tarefa muito fácil, mas é essencial para saúde e bem-estar dele. As pulgas em cachorro podem não só causar coceira no animal, como também transmitir bactérias e verminoses, além de provocar dermatites. O pente para pulga é um acessório de uso prático para o tutor , confortável para os animais e até mais sustentável

    5 fatos sobre a diabetes em cães que precisam da sua atenção
    Saúde animal

    5 fatos sobre a diabetes em cães que precisam da sua atenção

    A diabetes em cachorro é um quadro delicado e que precisa de atenção e muito cuidado. A doença se desenvolve a partir de alterações nos níveis de produção de insulina pelo corpo do animal, com apresentações diferentes de acordo com o tipo de diabetes. Apesar de ser muito parecida com a ação em humanos, a diabetes em cães causa muitas dúvidas nos tutores, que podem acabar caindo em alguns mitos sobre a doença. Quanto antes o tratamento for iniciado, porém, mais chances o cachorro tem de conseguir viver com a doença, sem afetar tanto a sua qualidade de vida. Para te ajudar com isso, reunimos 5 fatos sobre a diabetes canina para sanar todas as suas incertezas sobre a doença. Confira abaixo!

    Cardiomiopatia hipertrófica felina: saiba mais sobre a doença cardíaca que atinge os gatos
    Saúde animal

    Cardiomiopatia hipertrófica felina: saiba mais sobre a doença cardíaca que atinge os gatos

    Alguma vez você já se preocupou com a saúde do coração do seu gato? A cardiomiopatia hipertrófica felina uma doença cardíaca bem comum quando falamos desses animais. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia Veterinária (SBCV), também é a principal cardiopatia causadora de morte entre os felinos. Basicamente, é caracterizada por uma hipertrofia no ventrículo esquerdo e acredita-se que tem bastante influência genética. 

    Ver Todas >