Comportamento animal

Cachorro com a língua de fora: o que o ritmo de respiração de um cãozinho revela sobre ele?

Publicado - 24 Junho 2022 - 17h35

Atualizado - 19 Abril 2024 - 18h41

É muito comum ver o cachorro com língua de fora após um passeio ou uma brincadeira divertida com o dono. Afinal, ele acabou de realizar exercícios físicos, o que, naturalmente, deixa o cachorro ofegante. Porém, quando vemos o cachorro respirando muito rápido ou com outras dificuldades respiratórias ao longo do dia, é importante ficar alerta. Saber como funciona a respiração do cachorro te ajuda a entender quando o pet está bem e quando há algo de errado no funcionamento do seu corpo. O Patas da Casa te explica tudo sobre o ritmo respiratório do cão e conta o que o cachorro com dificuldade de respirar pode estar dizendo sobre a saúde dele. Confira!

Qual o ritmo de respiração do cachorro considerado normal?

O que mede o ritmo de respiração do cachorro é a frequência respiratória. A frequência respiratória considerada normal em um cão é de 10 a 35 respirações por minuto. Vale ressaltar que essa média pode variar. A frequência de respiração de cachorro de grande porte, por exemplo, costuma ser menor que a de um cão de pequeno porte. Além disso, certas situações podem alterar naturalmente o ritmo respiratório. Após a prática de exercícios físicos, vemos o cachorro com língua de fora porque sua respiração aumenta de forma natural. O mesmo acontece em dias de muito calor. Nesses casos, a respiração do cachorro deve voltar ao normal em pouco tempo. Se isso não acontecer, é sinal de que temos um cachorro com dificuldade de respirar por outro motivo.

O que causa o aumento ou diminuição da frequência de respiração de cachorro?

Algumas situações podem fazer a respiração do cachorro diminuir ou aumentar. Quando ela diminui, ficando com menos de 10 respirações por minuto, temos um quadro de bradipneia. Isso normalmente acontece após quadros de intoxicação, choques ou cansaço muscular. Já quando a frequência de respiração do cachorro passa de 35, temos um caso de taquipneia. Quando temos um caso de taquipneia e, ao mesmo tempo, um cachorro com dificuldade de respirar, o quadro se chama dispneia. As causas mais comuns são problemas respiratórios (como pneumonia), problemas no coração, anemia, colapso de traqueia e ansiedade.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Vale ressaltar que as  raças de cachorro braquicefálico, como Pug, Shih Tzu e Buldogue, costumam apresentar respiração ofegante com mais frequência. Elas têm naturalmente mais dificuldade de respirar por conta das alterações anatômicas. Assim, o cuidado deve ser redobrado, evitando atividades intensas e passear nos horários de mais calor.

cachorro com a língua de fora deitado na cama
<strong>Um cachorro com dificuldade de respirar pode apresentar outros sinais, como apatia, cansaço, tremores e salivação.</strong>

Cachorro com dificuldade de respirar: entenda o que pode causar cada situação 

É fundamental entender o que o cachorro com dificuldade de respirar diz sobre a saúde dele. Como explicamos, existem inúmeras causas para esse comportamento e, por isso, é importante ficar atento a outros sinais para compreender o que está por trás do problema. 

Cachorro com dificuldade de respirar e tremendo: normalmente, é sinal de intoxicação. Além do cachorro com dificuldade de respirar e tremendo, outros sintomas de envenenamento são salivação excessiva, vômito, desorientação e convulsão. Além disso, o cachorro com dificuldade de respirar e tremendo pode significar ansiedade ou algum sangramento.

Cachorro com respiração curta e rápida: quando isso acontece, é sinal de que o cão está hiperventilando. O pet está com falta de ar e por isso temos um cachorro com respiração curta. É uma tentativa do animal de buscar o ar. Além de problemas respiratórios, o cachorro com respiração curta e rápida pode ser sinal de estresse e ansiedade.

Cachorro respirando muito rápido e com o coração acelerado: normalmente, é sinal de problemas no coração. Doenças cardíacas atrapalham o fluxo de oxigênio e, assim, temos um cachorro respirando muito rápido porque ele simplesmente não está recebendo oxigênio o suficiente para conseguir respirar.

Cachorro com língua de fora: quando acontece após exercícios ou em dias quentes, é uma reação natural do corpo que está tentando se equilibrar novamente. Nesse caso, é importante oferecer água e aliviar o calor do animal. Porém, caso a respiração demore a regular ou você perceba o cachorro com língua de fora o tempo todo, pode significar problemas respiratórios. 

Cachorro com dificuldade de respirar: o que fazer de imediato?

Um cachorro com respiração comprometida é sempre sinal de problema. Mas afinal: ao ver um cachorro com dificuldade de respirar, o que fazer? A primeira coisa é levar o pet a uma emergência veterinária. A respiração do cachorro irregular significa que o oxigênio não está chegando ao pulmão da forma como deveria. Se o oxigênio não chega aos pulmões, não passa para os outros órgãos. Logo, todas as células do corpo param de funcionar e os sistemas são comprometidos. Se chegar ao ponto de atingir o cérebro, a coisa fica ainda mais grave e pode até mesmo levar o animal a óbito. 

Portanto, se reparar o cachorro com dificuldade de respirar - principalmente se houver outros sintomas acontecendo ao mesmo tempo - não hesite e leve o pet até uma emergência. Conte tudo ao veterinário: se é um caso de cachorro com respiração curta, se é um cachorro com dificuldade de respirar e tremendo, se o coração está acelerado… Quanto mais informações, melhor para o especialista entender o que está acontecendo e tratar logo o problema. 

Redação: Maria Luísa Pimenta

Cachorro

Dogo Argentino: 10 curiosidades para conhecer o cachorro parecido com Pitbull

O Dogo Argentino é um cachorro grande e imponente. Em um primeiro momento, ele pode até assustar quem não conhece, principalmente po...

Cachorro

Pancreatite em cachorro: aprenda a reconhecer 6 sinais da doença que vão ajudar no diagnóstico mais rápido

A pancreatite em cachorro é uma doença que merece a atenção dos tutores. A patologia afeta o pâncreas, órgão essencial para a produç...

Adote um animal

Cachorro pequeno: essas são as 10 menores raças de cachorro do mundo todo

Ter um cachorro pequeno em casa é sinônimo de fofura e alegria. Como são menores, esses doguinhos se adaptam mais facilmente ao espa...

Comportamento

Gato miando: 8 segredos que não te contaram sobre a principal forma de comunicação dos felinos

Qualquer pai de pet está acostumado a ouvir o gato miando em casa pelos mais diversos motivos. Às vezes é fome, vontade de receber c...

Cachorro

Dogo Argentino: 10 curiosidades para conhecer o cachorro parecido com Pitbull

O Dogo Argentino é um cachorro grande e imponente. Em um primeiro momento, ele pode até assustar quem não conhece, principalmente po...

Cachorro

Pancreatite em cachorro: aprenda a reconhecer 6 sinais da doença que vão ajudar no diagnóstico mais rápido

A pancreatite em cachorro é uma doença que merece a atenção dos tutores. A patologia afeta o pâncreas, órgão essencial para a produç...

Adote um animal

Cachorro pequeno: essas são as 10 menores raças de cachorro do mundo todo

Ter um cachorro pequeno em casa é sinônimo de fofura e alegria. Como são menores, esses doguinhos se adaptam mais facilmente ao espa...

Comportamento

Gato miando: 8 segredos que não te contaram sobre a principal forma de comunicação dos felinos

Qualquer pai de pet está acostumado a ouvir o gato miando em casa pelos mais diversos motivos. Às vezes é fome, vontade de receber c...

Ver todas