Verme

Ancylostoma caninum: entenda mais sobre esse tipo de verminose em cachorro pouco conhecido

Verminose em cães: o  Ancylostoma caninum  é uma das principais causas do problema
Verminose em cães: o Ancylostoma caninum é uma das principais causas do problema

O nome pode até parecer difícil, mas o verme Ancylostoma caninum é, na verdade, uma das principais causas da verminose em cães. Esses pequenos vermes costumam atingir filhotes de cachorro que ainda não foram vermifugados, mas também podem acometer cães adultos e até mesmo nós, humanos. A ancilostomíase (verminose provocada pelo Ancylostoma caninum) requer muita atenção, desde a sua transmissão até o tratamento da doença. Por isso, separamos as principais informações sobre este tipo de verminose em cachorro e tudo que você precisa saber sobre o assunto. Chega mais!

Ancylostoma caninum: transmissão ocorre por contato direto com as larvas

Os cães portadores do Ancylostoma caninum eliminam vários ovos desse mesmo parasita pelas fezes. No entanto, o perigo está no ciclo de vida do verme, já que o Ancylostoma caninum, depois de expelido, pode viver por vários meses em gramados e terras úmidas como pequenas larvas. Desta forma, cães que tenham contato com as fezes infectadas ou com essas áreas onde as larvas vivem podem acabar se infectando também.

Em alguns casos, também é possível que os filhotes de cachorro já nasçam infectados pelo Ancylostoma caninum. Esse tipo de transmissão geralmente acontece da mãe (que está infectada) para o seu filhote por meio da placenta ou até mesmo da amamentação.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
     Ancylostoma caninum : transmissão ocorre, geralmente, pelo contato do animal com gramas e terras úmidas infectadas
    Ancylostoma caninum : transmissão ocorre, geralmente, pelo contato do animal com gramas e terras úmidas infectadas

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Verminose em cachorro: 5 sinais para identificar o problema causado pelo Ancylostoma Caninum

    A ancilostomose é uma doença que atinge principalmente o trato digestório do animal. Antes do verme chegar ao intestino, porém, os sintomas podem acabar passando despercebidos, causando apenas pequenas reações inflamatórias e, em alguns casos, tosse seca nos cães. Além disso, também é comum que os cachorros adultos apresentem um quadro de anemia causado por essa verminose canina.

    Mas quando observamos que se trata de um problema agudo, o cachorro com verme pode desenvolver os seguintes sintomas:

    - Cansaço;

    - Vômito;

    - Alterações no apetite;

    - Diarreia;

    - Queda de pelos;

    Ancylostoma caninum: tratamento requer acompanhamento de veterinário

    Se você suspeitar que seu cãozinho pode ter sido contaminado pelo verme Ancylostoma caninum, não deixe de consultar um médico veterinário. Ele provavelmente vai realizar uma série de exames para confirmar o diagnóstico e, então, indicará o melhor tratamento para o seu amigo de quatro patas. A forma mais comum de tratamento da doença é com medicamentos anti-helmínticos, mas ainda assim a automedicação nunca deve ser uma opção. É preciso seguir a risca as orientações médicas e as doses do remédio precisam ser prescritas pelo profissional para evitar qualquer transtorno, já que esse tipo de verminose canina pode levar o cãozinho a óbito se não for tratada corretamente. Além dessas medicações, o vermífugo para cachorro também é uma opção que deve ser considerada não apenas para auxiliar no tratamento da doença, como também como medida preventiva para que o pet não tenha mais problemas com esse tipo de verminose em cachorro.

    Vermifugar seu cãozinho é a melhor forma de prevenir a verminose canina!

    É muito difícil impedir que o seu cachorro tenha contato com o Ancylostoma caninum, já que esse verme é capaz de viver por meses alojado nos gramados e em terras úmidas. Portanto, a melhor forma de evitar que o animal seja contaminado é vermifugando o seu cãozinho regularmente e respeitando o intervalo entre as doses. Geralmente, o mais recomendado é que sejam oferecidas três doses de vermífugo para o cachorro por ano. Em caso de dúvidas e outras orientações, sempre procure um médico veterinário.

    Redação: Juliana Melo

    Quais são os cuidados com gatos renais crônicos?

    Próxima matéria

    Quais são os cuidados com gatos renais crônicos?

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno

    Para quem procura por raças de cachorro pequeno, o Pequinês pode ser a companhia perfeita. Além de se adaptar muito bem a apartamentos e outros espaços reduzidos, esse pequeno cãozinho é dotado de uma personalidade carinhosa, amigável e extremamente leal aos seus humanos. Apesar da baixa estatura, o cachorro Pequinês também é super corajoso, e uma das maiores provas de que tamanho não é documento. 

    Boston Terrier: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequena
    Pequenos

    Boston Terrier: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequena

    Para quem sempre sonhou em ter um cachorro de raça pequeno, o Boston Terrier é a companhia certa! Embora ele ainda seja muito confundido com o Bulldog Inglês, o cãozinho desta raça tem qualidades únicas e excepcionais. Amigáveis, brincalhões e com muita energia, os cachorros da raça Boston Terrier são muito fáceis de lidar no dia a dia e amam agradar seus tutores. Além disso, eles são super adaptáveis e conseguem conviver bem em praticamente qualquer lugar. 

    Tudo sobre o cachorro Pug: origem, saúde, personalidade, características físicas e muito mais
    Pequenos

    Tudo sobre o cachorro Pug: origem, saúde, personalidade, características físicas e muito mais

    É praticamente impossível não se apaixonar por um cachorro da raça Pug! Com os famosos olhos esbugalhados, focinho achatado e corpo compacto e rechonchudo, o cãozinho é um dos queridinhos dos brasileiros. São tantas características que fazem do Pug um animal único, que fica até difícil saber por onde começar. Pensando nisso, o Patas da Casa preparou uma matéria bem especial para todos os amantes da raça Pug. A seguir, descubra mais sobre a origem, personalidade, cuidados com a saúde e qual é o preço desse doguinho tão carismático!

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante
    Grandes

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante

    Uma das raças de cachorros gigantes mais famosas é a do Dogue (ou Dog) Alemão, que também é conhecida como cão Dinamarquês. O motivo para isso é simples: trata-se da mesma raça do famoso personagem de desenho animado Scooby Doo. Mas a verdade é que o cão Dogue Alemão vai muito além do seu tamanho e aparência robusta: ele é um amigo de quatro patas extremamente leal, dócil e carinhoso. 

    Ver Todas >

    Icterícia em cães: entenda o que é o problema e os sinais mais comuns
    Saúde animal

    Icterícia em cães: entenda o que é o problema e os sinais mais comuns

    Se você nunca ouviu falar na icterícia em cães, chegou a hora de entender um pouco mais sobre o problema que, embora não seja uma doença, é um sinal clínico que pode indicar que a saúde do cachorro não vai muito bem. Mas então, como identificar a icterícia canina e quais são as principais causas associadas a esse sintoma?

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?
    Saúde animal

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?

    Com a chegada do verão, é necessário redobrar os cuidados com o cachorro e também com a sua saúde. Os peludos costumam aproveitar bastante essa época, já que os passeios e banhos de mar ou piscina são mais frequentes. No entanto, a mudança de rotina vem acompanhada de uma grande preocupação, que é a proliferação de certas doenças de cachorro que ocorrem nessa época. Otite canina, desidratação e até mesmo infestação de pulgas e carrapatos são problemas bastante comuns no verão. 

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses
    Saúde animal

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses

    Os filhotes de cachorro são muito mais propensos a sofrerem com verme. Além da contaminação facilmente ocorrer pela amamentação, os filhotes ainda estão desenvolvendo o sistema imunológico e diversas funções do organismo. É por isso que a primeira dose do vermífugo para cachorro filhote deve ser feita aos 30 dias de vida, com reforço mensal até os seis meses, para garantir a saúde do pet. 

    Otite canina: qual a diferença entre a inflamação interna, média e externa?
    Saúde animal

    Otite canina: qual a diferença entre a inflamação interna, média e externa?

    Ter um cãozinho é tudo de bom, mas além da parte divertida e do companheirismo que o animal nos oferece, é preciso ficar atento a alguns detalhes a respeito da saúde do cachorro. A otite canina é um problema bastante comum que pode afetar o ouvido dos cães e que costuma vir acompanhada de muita coceira e incômodo na região. Existem três tipos de inflamação, e cada um deles é associado a um diferente grau de gravidade. 

    Ver Todas >