Gato

Alopecia em gatos: o que é, causas, tratamentos e muito mais sobre a queda de pelos em felinos

Publicado - 20 Julho 2022 - 17h43

Atualizado - 22 Maio 2024 - 09h23

A queda de pelo em gatos nem sempre é um quadro preocupante, mas é algo que precisa de atenção quando ocorre com uma frequência intensa ou deixa falhas no corpo do animal. Nesses casos, são altas as chances do gato estar sofrendo com o que chamamos de alopecia felina. O quadro é caracterizado pela perda excessiva de pelos, provocando pequenos “buracos” na pelagem, e pode ter diferentes causas associadas. Por esse motivo, é necessário uma investigação e avaliação profissional.

O problema é mais frequente do que a gente imagina, e cabe ao tutor ficar atento a qualquer alteração ou anormalidade na pelagem dos bichanos. Para saber exatamente do que se trata esse quadro, quais as causas da alopecia em gatos, como tratar e outras recomendações, o Patas da Casa preparou uma matéria especial sobre o assunto. Dá só uma olhada!

O que é a alopecia em gatos?

Os gatos, assim como os cães, passam por períodos de troca de pelagem, um processo totalmente natural de renovação dos pelos que não é motivo de alerta. Geralmente, essas trocas acontecem duas vezes por ano. Logo, é possível ver o gato soltando muito pelo na primavera e outono, e os pelos caem de forma uniforme por aproximadamente 30 dias. Quando isso ocorre, o animal não apresenta falhas localizadas, calvície nem nada do tipo. Já quando a perda de pelo em gatos acontece de forma excessiva, fora das estações mencionadas e deixando buracos aparentes pelo corpo do animal, é um sinal de alopecia felina.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Quais são as causas da alopecia felina?

A queda de pelos em gatos muitas vezes se manifesta como o sintoma de doenças ou está relacionada a outras condições de saúde, como infestação de parasitas ou estresse. Somente um profissional poderá descobrir a origem do problema e, então, indicar o tratamento mais apropriado para o seu amigo de quatro patas. Dentre as principais causas da alopecia em gatos, podemos destacar:

1) Dermatites - A dermatite em gatos é bem comum. O quadro clínico geralmente surge a partir do contato com substâncias alérgenas, como plástico, mofo, poeira, pólen, borracha, medicamentos, produtos de limpeza, entre outros.

2) Dermatofitose - A dermatofitose em gatos (ou micose) é caracterizada por infecções fúngicas na pele do pet. A doença é altamente contagiosa - inclusive para humanos - e precisa ser diagnosticada o quanto antes.

3) Foliculite - A foliculite é uma infecção bacteriana que afeta o folículo piloso, local onde o pelo é produzido. Com a inflamação da região, a produção de pelos fica comprometida e ocorrem falhas na pelagem.

4) Infestação de parasitas - A presença de pulgas e carrapatos em gatos é outra situação que pode provocar a alopecia. Gato, nesses casos, se coça tanto até formar um buraco nos pelos para tentar afastar o incômodo.

 

Veterinário apontando alopecia em gato laranja
A queda de pelos em gato pode acontecer forma natural durante a troca de pelagem

 

5) Alergia alimentar - Saber o que o gato pode comer é essencial para evitar que ele sofra com um quadro de alergia alimentar ou uma intoxicação. No caso de alergias, a alopecia pode se manifestar como um dos sintomas.

6) Queimadura de sol - A exposição solar frequente e sem nenhum tipo de proteção pode provocar queimaduras na pele, especialmente em gatos brancos ou com a pelagem clara. Como consequência ocorre a perda de pelos.

7) Hipotricose congênita - Trata-se de uma doença rara em que os felinos nascem com pouquíssimo pelo. A perda de pelos em gatos costuma ser simétrica e envolve a cabeça, tronco e região ventral.

8) Tricotilomania - Também chamada de alopecia psicogênica felina, a tricotilomania é um transtorno geralmente desencadeado pelo estresse. As lambeduras compulsivas do gato estressado fazem com que o animal arranque os próprios pelos e provoque feridas na pele.

9) Gestação e amamentação - Por fim, a gestação de gato é marcada por uma série de mudanças hormonais que também podem causar a perda de pelos. Nesse cenário, é indispensável ter o acompanhamento de um médico veterinário de confiança.

Alopecia em gatos: sintomas precisam de atenção

Além da queda de pelo, gato pode ter outros sintomas associados que devem ser observados pela família. No caso de alergias, dermatites ou presença de pulgas de gato, por exemplo, é comum ver o animal com uma coceira intensa e a pele com aspecto avermelhado (podendo ou não haver descamação da região). Já quando a alopecia é derivada da tricotilomania, o gato estressado também apresenta vários outros sintomas, como isolamento, diminuição do apetite, comportamentos compulsivos, vocalização excessiva e agressividade.

Avaliar a condição de saúde do animal e quaisquer outras alterações comportamentais e/ou físicas é de suma importância, pois pode ajudar a identificar a causa do problema com mais facilidade. No entanto, lembramos que essas suposições não substituem o diagnóstico feito por um profissional, de forma que a consulta veterinária é indispensável no tratamento correto do seu bichinho de estimação.

Para diagnosticar a alopecia, gato precisa ser avaliado por especialista

Para quem não sabe, é o veterinário dermatologista que é o profissional mais indicado para diagnosticar e tratar problemas de pele em gatos e cães. Portanto, se houver qualquer suspeita de alopecia felina, não deixe de consultar um veterinário de confiança, de preferência especializado na área. É ele que será responsável por fazer uma análise minuciosa da situação, uma vez que a alopecia em gatos é um problema que ocorre dentro da pele, na parte não visível, e que pode ter diferentes causas.

A anamnese é a primeira parte da consulta, que consiste em uma entrevista com o tutor para colher mais informações sobre a nutrição do animal, estilo de vida, grau de exposição a parasitas e saúde geral do paciente. Além disso, é realizado um exame físico do gatinho com alopecia e podem ser solicitados também exames complementares, como exames de sangue ou da pele (biópsia para histopatologia).

 

Gato laranja com alopecia em consultório veterinário
Para tratar a alopecia felina, é importante consultar um veterinário

 

Alopecia em gatos: como tratar o quadro?

Antes de se render a internet e procurar por “alopecia gato tratamento” nas páginas de busca, tenha em mente que automedicar o seu bichinho de estimação pode ser muito arriscado! Receitas caseiras e o uso indiscriminado de medicamentos podem acabar piorando a situação do paciente, portanto não são recomendados. Então como tratar alopecia em gatos e acabar com a queda de pelos no animal?

Para saber a resposta, é importante descobrir o que originou o problema, pois os tratamentos não são feitos da mesma forma para todos os casos. Se a queda de pelos em gatos foi decorrente de pulgas, carrapatos e outros parasitas, geralmente a ação de remédios antiparasitários é suficiente para aliviar a situação. Medicamentos tópicos também podem ser indicados, de acordo com a avaliação do paciente. Ainda assim, é importante que todo e qualquer remédio para alopecia em gatos seja prescrito por um profissional.

Ração para queda de pelo em gatos funciona?

A alimentação dos gatos têm um papel importante na saúde destes animais, e isso também vale para casos de queda de pelo. Gato deve receber todos os nutrientes necessários e na quantidade certa para que o organismo funcione corretamente, mas também existem rações fortalecidas para cuidar da pelagem do animal. Antes de inseri-las na dieta do seu amigo, é importante consultar o veterinário para maiores orientações

Para trocar a ração de gato, o processo deve ser feito de forma gradual para não sofrer rejeições pelo bichano. A proporção nos primeiros dias deve ser a seguinte:

  • 1º e 2º dia: colocar 75% da ração antiga e 25% da nova;
  • 3º e 4º dia: colocar 50% da ração antiga e 50% da nova;
  • 5º e 6º dia: colocar 25% da ração antiga e 75% da nova;
  • 7º dia: colocar 100% da ração nova.

4 cuidados para prevenir a alopecia em gatos

1) Investir em uma dieta nutritiva e balanceada. Isso ajudará a manter seu gatinho saudável, com a imunidade fortalecida e livre de vários problemas de saúde, inclusive a alopecia em gatos.

2) Manter o controle de parasitas no organismo do pet. Além de provocarem a alopecia felina, as pulgas, carrapatos e ácaros podem transmitir uma série de doenças perigosas para a saúde do animal.

3) Evitar o contato com substâncias alérgenas. Como a dermatite de contato é uma das principais causas da alopecia, gato deve ficar distante de substâncias que possam ser prejudiciais e acarretar em quadros alérgicos.

4) Consultar o médico veterinário para check-ups regulares. Parece óbvio, mas o hábito de visitar um especialista pelo menos uma vez por ano pode fazer uma diferença danada na hora de cuidar da saúde e bem-estar do seu amigo de quatro patas.

Redação: Juliana Melo

Gato

O gato Bengal é selvagem, híbrido ou doméstico? Curiosidades sobre os instintos da raça que parece um leopardo

O gato Bengal é uma das raças mais exóticas que existem por uma razão simples: eles são bem parecidos visualmente com o leopardo, um...

Adote um animal

8 características do Sphynx, o gato sem pelo

A aparência única e charmosa do Sphynx gera muita curiosidade. Afinal, não é todo dia que a gente encontra um gato sem pelo por aí, ...

Cachorro

Quais são os tipos da doença do carrapato em cachorro? Conheça as características de cada uma

A doença do carrapato em cachorro é um dos maiores temores dos tutores. O que nem todo mundo sabe é que existem diferentes tipos da ...

Cachorro

Como identificar a doença do carrapato em cachorro? Vets recomendam prestar atenção a esses 8 sinais na rotina do pet

A doença do carrapato em cachorro é uma das enfermidades mais perigosas e traiçoeiras que existem no universo canino. Infelizmente, ...

Gato

O gato Bengal é selvagem, híbrido ou doméstico? Curiosidades sobre os instintos da raça que parece um leopardo

O gato Bengal é uma das raças mais exóticas que existem por uma razão simples: eles são bem parecidos visualmente com o leopardo, um...

Adote um animal

8 características do Sphynx, o gato sem pelo

A aparência única e charmosa do Sphynx gera muita curiosidade. Afinal, não é todo dia que a gente encontra um gato sem pelo por aí, ...

Adote um animal

Qual é o maior cachorro do mundo? Conheça 6 raças gigantes que batem recordes no quesito tamanho

Você já se perguntou qual é o maior cachorro do mundo? Existe uma grande variedade de raças com características físicas diferentes, ...

Cachorro

Qual o significado de sonhar com cachorro atacando?

O significado de sonhar com cachorro é muito variado. Não é possível dizer que isso sempre vai representar algo positivo ou negativo...

Ver todas