Gato

6 motivos para não permitir que seu gato saia de casa

Publicado - 28 Outubro 2019 - 13h11

Atualizado - 20 Abril 2024 - 17h11

O gato é um animal muito curioso e, por isso, gosta de explorar o ambiente dentro e fora de casa. O problema é que o mundo externo traz diversos riscos para a saúde dos felinos, tornando ainda maior a necessidade de instalar uma tela de proteção para gatos em sua casa. Quer saber quais são os principais motivos para manter o seu gato em casa? Confira abaixo!

1) Os gatos podem entrar em contato com pulgas, carrapatos e outros parasitas

Manter o gato dentro de casa é uma ótima maneira de impedir ou, pelo menos, reduzir bastante o risco dele ser infestado por pulgas, carrapatos e outros tipos de parasitas que seriam facilmente encontrados no mundo exterior, especialmente em parques, praças e outras áreas arborizadas, geralmente muito frequentadas por outros animais. Alguns parasitas, inclusive, trazem riscos para os tutores, como a toxoplasmose, uma doença que o gato pode contrair na carne de hospedeiros intermediários (como pombos e ratos) ou nas fezes de outros gatos já infectados.

2)Gatos podem ser infectados com FIV ou FELV

Além dos parasitas, outro risco para a saúde dos gatos que saem de casa é entrar em contato com doenças como FIV e FELV, respectivamente uma versão da AIDS e da leucemia felinas. Ambas as doenças são causadas por vírus, incuráveis e altamente transmissíveis entre os gatos, seja pela saliva, sangue ou urina. A melhor forma de prevenção é manter seu pet longe de gatos desconhecidos, já que eles podem ou não carregar a doença.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

3) Brigas com outros animais podem causar lesões sérias e até mesmo infecções

Os gatos domésticos têm personalidades bem variadas, mas, em geral, costumam ser bem territorialistas. Dentro de casa, esse comportamento pode gerar algumas brigas relativamente amistosas com outro pet, mas, na rua, interagindo com animais desconhecidos, as consequências podem ser muito mais graves. Gatos podem voltar para casa com arranhões sérios, que podem infeccionar e até mesmo botar a vida do pet em risco.

 

Gato deitado em sofá descansando confortavelmente

 

4) Gatos não acostumados com o mundo externo podem ser atropelados

O conceito de atravessar na faixa, quando o sinal está vermelho, infelizmente não é inato para todas as espécies. Por isso, mesmo os ágeis gatos podem se ver em uma situação inesperada no meio da rua e, por serem animais pequenos, podem ser atropelados, especialmente em vias movimentadas ou mal iluminadas. Além do perigo nas ruas, os gatos podem se machucar em cercas e grades.

5) Os gatos geralmente voltam para casa, mas podem acabar se perdendo em suas aventuras

Gatos tem um bom senso de direção e, no geral, conseguem retornar para casa, especialmente por serem animais que valorizam o território seguro, com disponibilidade de alimento, água fresca e afeto. No entanto, mesmo esses exímios navegadores podem acabar se perdendo em suas aventuras, ou até mesmo podem ser “resgatados” por alguma alma caridosa. Por isso, especialmente se você mora em uma casa ou um apartamento no térreo, é importante que seu pet use uma coleira de gato com identificação, com suas informações de contato, para que consigam te localizar caso o felino fuja de casa.

6) Pessoas podem oferecer riscos ao seu gato

Outras pessoas podem ser um fator de risco para gatos que saem de casa para explorar o mundo. Infelizmente, alguns humanos não gostam de animais e se sentem no direito de colocar veneno misturado com alimentos em suas casas, o que pode intoxicar e até mesmo matar o seu felino. Para garantir que seu gato esteja protegido dessas pessoas ruins, faça sua parte e deixe o pet em casa, onde você sabe que ele será protegido e amado!

Redação: Gerhard Brêda

Gato

Gato que frequentava Universidade se forma e recebe título de "Doutor em Litter-ature"

Histórias de bichinhos de estimação frequentando a universidade sempre ganham um lugar especial no nosso coração. Foi o que acontece...

Adote um animal

Esses são os gatos mais caros do mundo - e filhote de um deles pode custar mais de R$600 mil

Os gatos de origem genética rara e aparência exótica conquistam cada vez mais o coração dos gateiros. Além de encantadores na aparên...

Gato

Areia para gato que não deixa cheiro: tutora de 10 gatos indica o melhor tipo e dá dicas de como limpar

Para tutores de muitos gatinhos, a escolha de uma areia para gato que não deixa cheiro por toda a casa é crucial para manter o ...

Gato

Esse vegetal inofensivo é capaz de provocar uma reação perturbadora no seu gato

Julgar os sentimentos e medos de um gato é injusto e não é nada legal. Enquanto os humanos sentem medo de coisas consideradas “bobas...

Comportamento

Cachorro e gato deixam as desavenças de lado e se unem para missão que parecia impossível

Existe uma crença de que cachorro e gato são inimigos naturais. Ao longo dos anos, a relação entre as duas espécies foi retratada na...

Cachorro

Com quantos anos você descobriu que é possível descobrir a idade de cachorro pelos dentes?

Em casos de adoção animal, em que a maioria dos cães são resgatados da rua, é inevitável surgir a curiosidade de qual é a idade do p...

Adote um animal

As 7 raças de cachorro mais engraçadas que existem - o último da lista chama atenção por um detalhe curioso

Cada raça de cachorro tem características físicas únicas e muito particulares. São esses traços que muitas vezes nos ajudam a difere...

Gato

Gato que frequentava Universidade se forma e recebe título de "Doutor em Litter-ature"

Histórias de bichinhos de estimação frequentando a universidade sempre ganham um lugar especial no nosso coração. Foi o que acontece...

Ver todas