Ração

5 cuidados que todo tutor deve ter com a alimentação do gato

  A alimentação do gato precisa ser de qualidade e na medida certa
A alimentação do gato precisa ser de qualidade e na medida certa

A alimentação do gato é sempre uma preocupação para os tutores. Afinal, os felinos são animais extremamente exigentes quando o assunto é comida e, por isso, agradar paladar rigoroso deles nunca é uma tarefa fácil. Não é à toa que é preciso seguir alguns critérios desde a escolha da ração para gato até os petiscos e sachês oferecidos para garantir a saúde e o bem-estar do seu bichano. Como esse é um assunto que geralmente desperta muitas dúvidas, nós reunimos cinco dicas preciosas sobre os cuidados fundamentais com a alimentação do seu gatinho. 

1) Invista em uma ração de gato saudável e sem corantes

Na hora de escolher a melhor ração para gatos, é importante levar alguns fatores em consideração. Entre eles, é o uso de corantes no alimento. Diferente do que muitos tutores pensam, a ração colorida não é a prova de que o seu bichano está tendo uma alimentação mais saudável. Pelo contrário, a presença de corantes na ração de gato é apenas um artifício estético, ou seja, não é sinônimo de nutrição para o seu felino. Além disso, o excesso de sódio e outros componentes químicos podem resultar em uma série de problemas na saúde do animal, como disfunção renal e urinária. Por isso, a ração precisa ser de qualidade e indicada para a fase de vida do animal para oferecer a quantidade de nutrientes e proteínas necessárias para o bom funcionamento do organismo dele. 

2) Fique atento aos alimentos que gatos podem comer ou não

Embora existam as tradicionais rações para gatos, alguns tutores também buscam alternativas mais naturais, como frutas e legumes, para oferecer como petiscos e variar na alimentação. Nesse caso, o primeiro passo é saber os alimentos que gatos podem ou não comer. Afinal, por mais saudáveis e saborosos que eles parecem, alguns deles podem fazer mal ao seu amigo. Frutas como melancia, melão, morango, maçã e pera não prejudicam a saúde do animal e pode ser oferecidas desde que seja com moderação. Além delas, outros alimentos como ovo, queijo, iogurte desnatado, cenoura e alface também podem garantir uma alimentação natural e saudável para o seu pet. Por outro lado, frutas cítricas, abacate, uva e uva passas devem ser evitados.

3) Evite oferecer petiscos para gatos de maneira excessiva

Os petiscos para gatos são, certamente, os alimentos que dão mais prazer aos bichanos. No entanto, é preciso que você controle a quantidade oferecida ao animal. Os excessos podem trazer alguns prejuízos para a saúde do animal. Isso porque os petiscos possuem uma quantidade maior de açúcares e gordura que podem causar obesidade, hipertensão, diabetes e outros problemas de saúde. Sendo assim, já sabe, né? Só ofereça esse tipo de agrado como recompensa e jamais substitua as refeições diárias pelos petiscos. 

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    Os petiscos para gatos devem ser oferecidos de maneira consciente e moderada
    Os petiscos para gatos devem ser oferecidos de maneira consciente e moderada

    Mais Lidas

    Cachorro pode comer banana? Descubra os benefícios da fruta e como inserir na alimentação do seu peludo!
    Alimentação animal

    Cachorro pode comer banana? Descubra os benefícios da fruta e como inserir na alimentação do seu peludo!

    As frutas para cachorro são ótimas opções de petiscos para agradar o seu amigo de quatro patas. Os pets podem sim tirar proveito da ingestão de determinadas frutas que são liberadas e não fazem mal. Mas afinal, cachorro pode comer banana? Quais os benefícios dessa fruta para cachorros? Qual a quantidade correta? Posso fazer um petisco para cachorro com esses alimentos? Veja as respostas para todas essas dúvidas!

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção
    Alimentação animal

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção

    Cuidar da alimentação do gato é dever de todo tutor, e para isso é importante saber o que o animal pode ou não comer. Além das tradicionais rações para gatos, algumas pessoas também gostam de oferecer outras opções de comida para o seu bichano e procuram alternativas mais naturais, como frutas e legumes. Porém, por mais saudáveis que esses alimentos sejam para os humanos, é importante ter em mente que o organismo dos felinos não funciona da mesma maneira que o nosso e algumas frutas para gatos, por exemplo, podem fazer mal ao seu amigo de quatro patas. Para sanar todas as dúvidas sobre o assunto, confira as frutas que gatos podem comer a seguir!

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos
    Alimentação animal

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos

    Os cachorros têm fama de serem comilões e, na maioria dos casos, eles não abrem mão das refeições - seja a ração ou um snack. Todo dono de cachorro, provavelmente, já passou pela situação de estar comendo enquanto o amigo de quatro patas fica pedindo um pedaço do lanche. Mas, e quando o apetite do seu cachorro parece desaparecer, você sabe o que fazer?

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos
    Alimentação animal

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos

    Mesmo que os gatinhos não tenham aquela gula característica dos cachorros, eles podem amar alguns alimentos. A dúvida, porém, sempre permanece nessa hora: além da ração, sachê e petiscos específicos, o que gato pode comer? A não ser que seu gatinho tenha um problema de saúde, você pode oferecer algumas frutas, legumes e proteínas de vez em quando. Mas atenção! Não são todos os alimentos que os gatos podem comer. O chocolate, por exemplo, está na lista dos itens proibidos pelo risco de intoxicar o seu pet.

    4) Redobre a atenção com a alimentação do gato castrado

    A castração é um procedimento que traz uma série de mudanças ao seu gatinho. Uma delas é o ganho de peso após a cirurgia. Nesse caso, é necessário redobrar os cuidados com a alimentação do gato para evitar prejuízos à saúde e bem-estar do seu bichano. A ração para gatos castrados, por exemplo, é uma das maneiras de prevenir a obesidade e outros problemas. Com a quantidade de nutrientes e calorias necessárias para o novo estilo de vida do seu animal, ela evita o excesso de calorias e, consequentemente, o aumento de peso. 

    5) Ofereça a quantidade certa de ração de gato para prevenir a obesidade 

    Além de escolher a melhor ração para gatos, é fundamental estar atento com a quantidade de comida oferecia ao seu felino. Na hora de alimentar o gato filhote, por exemplo, é preciso ter em mente que a fase do animal exige cuidados nutricionais duplicados, já que sua capacidade digestiva é menor. Nesse caso, a ração para gato filhote é a garantia de que seu pet receberá os nutrientes essenciais para um desenvolvimento saudável. No caso de gatos adultos ou idosos, também é importante manter uma dieta equilibrada e capaz de suprir as suas necessidades diárias. Quanto à quantidade, vale levar em consideração o peso do seu bichano e seguir as orientações da embalagem da ração de gato escolhida para não errar a mão, já que a quantidade de calorias e nutrientes pode variar de uma ração para outra. 

    6) Mantenha a ração para cachorro longe do seu bichano 

    Para quem tem gatos e cães em casa, separar a alimentação dos bichinhos nem sempre é uma tarefa fácil. Afinal, não é muito difícil encontrar um gatinho que se arrisque por um pouco de ração para cachorro, certo? Com isso, surge a dúvida: o gato pode comer ração de cachorro? A resposta para essa pergunta é não. Cada tipo de alimento serve para atender as necessidades específicas de cada espécie. Ou seja: ela dificilmente terá ingredientes importantes para a manutenção da saúde dos gatos, como a taurina - responsável pelo funcionamento do sistema digestivo do animal. Por isso, é importante ficar de olho nos seus pets enquanto os comedouros estiverem expostos.

    Redação: Úrsula Gomes

    Frutas para cachorros: um guia completo dos alimentos que podem ser acrescentados na dieta dos pets

    Próxima matéria

    Frutas para cachorros: um guia completo dos alimentos que podem ser acrescentados na dieta dos pets

    Meu gato não quer comer, o que devo fazer? Dicas para cuidar da alimentação do felino
    Ração

    Meu gato não quer comer, o que devo fazer? Dicas para cuidar da alimentação do felino

    Um dos sinais mais comuns que os gatos demonstram que alguma coisa não vai bem com a saúde é não querer comer ou comer bem pouco. Os motivos podem ser os mais diversos, desde uma leve indisposição a problemas mais graves. Por isso, conhecer bem o comportamento do seu felino e ficar atento aos demais sinais é essencial para agir corretamente e buscar ajuda veterinária a tempo. Para ajudar, vamos tirar algumas dúvidas e dar dicas de como fazer o seu gato voltar a comer.

    Ragamuffin: características, temperamento, cuidados... conheça essa raça de gato que tem a pelagem longa
    Raças

    Ragamuffin: características, temperamento, cuidados... conheça essa raça de gato que tem a pelagem longa

    O Ragamuffin é uma raça de gato muito amável e carinhosa. Não muito conhecido no Brasil, o gato ragamuffin se originou a partir do cruzamento com felinos da raça Ragdoll. É considerado um gato gigante e pode chegar até os 9kg. O "Ragamuffin cat" pode ter a pelagem e olhos de diferentes cores. Uma característica marcante é o jeito brincalhão e o fato de amar colo. O Ragamuffin é ideal para famílias com crianças e outros animais.

    Gata prenha: quais os principais cuidados que você deve ter durante e depois da gestação?
    Saúde

    Gata prenha: quais os principais cuidados que você deve ter durante e depois da gestação?

    Com uma gestação de gato à vista, é fundamental que o tutor tome alguns cuidados para que a gravidez da felina transcorra da melhor maneira possível. Mesmo que os gatos sejam animais autossuficientes na maioria dos casos, há diversas tarefas simples, mas essenciais, que você pode fazer para deixar a gata prenha confortável, feliz e tranquila. Após dar à luz, a mamãe e seus gatinhos recém-nascidos continuam precisando de atenção, especialmente se algo fora da normalidade ocorrer e você precisar ligar para o veterinário. Se sua gata está esperando uma ninhada, não se preocupe! O Patas da Casa reuniu as informações necessárias para que você prepare a futura mamãe para a chegada dos filhotes, além de dicas pós-parto. Confira!

    Castração de gato: todos os cuidados que o felino precisa ter antes da cirurgia
    Castração

    Castração de gato: todos os cuidados que o felino precisa ter antes da cirurgia

    A castração de gato é importante por inúmeros fatores: previne doenças, evita fugas, marcação de territórios, entre outras vantagens.. Muitos donos adiam a castração de gatos por conta do preço, mas sabia que a esterilização pode ser feita gratuitamente em órgãos públicos ou entidades não-governamentais? Muitas universidades de veterinária também oferecem o serviço a preço popular.

    Ver Todas >

    Cachorro vegetariano? Descubra se cães podem ou não seguir uma dieta sem carnes
    Alimentação animal

    Cachorro vegetariano? Descubra se cães podem ou não seguir uma dieta sem carnes

    Cuidar da alimentação do cachorro é de suma importância para manter um doguinho forte e saudável. E existem diferentes tipos de ração que podem atender as necessidades fisiológicas do animal, sempre indicadas de acordo com o porte e idade do pet. Além disso, um assunto relativamente recente é em relação ao tipo de dieta que os cães podem seguir. Como se sabe, os cachorros são animais onívoros, que é a mesma do ser humano. 

    Ração de gato: quantas vezes por dia você deve alimentar seu bichano?
    Alimentação animal

    Ração de gato: quantas vezes por dia você deve alimentar seu bichano?

    Cuidar da alimentação do gato é, certamente, uma das tarefas mais difíceis para os gateiros de plantão. Diferente dos cães, os felinos possuem um paladar extremamente criterioso e não costumam comer tudo o que veem pela frente. Justamente por isso, é importante ter em mente quantas vezes por dia o gato deve comer e, principalmente, qual a quantidade certa de ração e sachê para gatos que deve ser oferecida ao seu bichano. 

    Como escolher o melhor comedouro de cachorro a partir do comportamento dele?
    Alimentação animal

    Como escolher o melhor comedouro de cachorro a partir do comportamento dele?

    Cuidar da alimentação do cachorro não se trata apenas de escolher a melhor ração para o seu doguinho: é preciso pensar também no local em que você vai disponibilizar o alimento. O comedouro para cachorro é um acessório indispensável na rotina desses animais, e é possível encontrar diferentes modelos no mercado de pets. Tem os mais tradicionais, que são basicamente potes para preencher com a ração mesmo, e tem aqueles que são mais modernos, como o comedouro lento para cachorro. 

    Gato pode comer ovo? Descubra se o alimento é liberado ou não!
    Alimentação animal

    Gato pode comer ovo? Descubra se o alimento é liberado ou não!

    Quando o assunto é alimentação dos gatos, é comum que os tutores tenham dúvidas sobre o que pode ou não fazer parte da dieta do bichano. Afinal, ter em mente quais são os alimentos liberados para os felinos é fundamental antes de sair oferecendo qualquer tipo de comida ao seu pet, como o ovo. Assim como os cães, existem alguns felinos que são simplesmente apaixonados pelo alimento, enquanto outros não dão a mínima.

    Ver Todas >