close
Verme

10 perguntas e respostas sobre a dirofilariose canina, o verme do coração que atinge os cães

Verme em cachorro: a dirofilariose canina é uma doença bastante séria que pode comprometer a saúde dos cães
Verme em cachorro: a dirofilariose canina é uma doença bastante séria que pode comprometer a saúde dos cães

O verme em cachorro é, sem dúvidas, uma das maiores preocupações de todo tutor. Não é à toa que se recomenda o vermífugo para cães filhotes logo nos primeiros meses de vida. Dentre os tipos de vermes que podem acometer a saúde do cachorro, o verme do coração é o mais preocupante de todos porque, como o próprio nome já indica, ele pode se alojar no sistema cardiovascular do animal. A dirofilariose canina é um problema sério, mas pouco conhecido. Por isso, reunimos 10 perguntas e respostas sobre o assunto.

1) O que é a dirofilariose canina?

Apesar do nome difícil e que normalmente causa estranhamento, a dirofilariose também é conhecida como a doença do verme do coração. Trata-se de uma zoonose que é causada por um parasita (Dirofilaria immitis) e que se aloja no órgão mais vital do corpo dos cães: o coração. É considerada uma doença bastante grave e que precisa ser controlada e tratada a tempo para garantir a sobrevivência do animal acometido.

2) Como ocorre a transmissão desse verme em cachorro?

Muitos tutores se perguntam como o cachorro “pega” o verme do coração, e a resposta para isso é simples: a transmissão da doença ocorre por meio da picada de mosquitos infectados. Estes, por sua vez, podem ser de diferentes espécies, e até mesmo o Aedes aegypti entra nessa lista. Então ao entrar em contato com um animal doente, o mosquito passa a carregar microfilárias em seu organismo. Quando ele pica um cão saudável, essas microfilárias são depositadas na corrente sanguínea do cachorro.

3) Cães que moram em apartamentos podem desenvolver a dirofilariose canina?

Sim, qualquer cachorro pode ser infectado por um mosquito transmissor. Quem mora em regiões litorâneas ou perto de matas e rios geralmente sofre uma exposição maior e, portanto, fica mais vulnerável. No entanto, nada impede que cães que moram em centros urbanos afastados da praia possam contrair o verme. Um simples passeio com o cachorro ou descuido com as janelas abertas podem atrair um mosquito para perto do seu amigo, e é muito difícil de saber quando o inseto é transmissor da dirofilariose canina ou não.

4) Quais são os principais sintomas de verme em cachorro?

Em um caso geral de cachorro com verme, o animal pode apresentar uma série de sinais que são bastante perceptíveis, como a presença de vômitos e diarreia. Além disso, a falta de apetite nos cães doentes é algo muito comum, o que pode levá-los a perda de peso e de energia. Quando esses sintomas de verme em cachorro são observados, é fundamental levar seu amigo para uma consulta médica.

5) Como saber se o cachorro está com dirofilariose canina?

Logo no início, a dirofilariose canina é uma doença silenciosa porque as microfilárias depositadas no organismo do cachorro ainda não se desenvolveram completamente. Sendo assim, somente depois de 6 meses de infecção - quando as larvas se tornam “adultas” - é que é possível notar alguns sintomas. A tosse de cachorro é bastante comum nesse quadro, assim como o cansaço, relutância para caminhar ou fazer exercícios físicos e dificuldade respiratória.

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Cachorro com verme: regiões litorâneas ou próximas a matas e lagos são consideradas as mais perigosas para a dirofilariose canina
    Cachorro com verme: regiões litorâneas ou próximas a matas e lagos são consideradas as mais perigosas para a dirofilariose canina

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    6) Como é feito o diagnóstico da dirofilariose canina?

    Existem vários exames disponíveis para detectar o verme em cachorro e um dos mais recomendados é o exame de sangue 4DX, que é capaz de indicar rapidamente se há ou não a contaminação da doença. Além dele, o teste de antígenos também é outra possibilidade, visto que os hemogramas nem sempre apontam a presença de microfilárias nos primeiros meses de infecção. Um dos testes mais comuns é chamado de ELISA, que observa se há produção de anticorpos contra o microrganismo no corpo do animal. Ecocardiogramas e radiografias torácicas também podem ser solicitadas para identificar se há o comprometimento dos órgãos do cachorro. 

    7) O vermífugo para cachorro é a melhor opção de tratamento?

    Por incrível que pareça, o vermífugo para cães não é o mais recomendado para os cachorros infectados. Essa pode até ser uma boa medida preventiva, mas se o cãozinho já está com o verme do coração alojado no seu organismo, o vermífugo comum não é tão eficaz e a melhor forma de tratar é com medicamentos prescritos pelo veterinário. Ele vai analisar a situação do cãozinho e, de acordo com a gravidade de cada caso, vai indicar o melhor tratamento possível. O tempo de duração também pode variar, sendo que em quadros mais complexos de insuficiência cardíaca, o cãozinho pode ter que tomar remédio para o resto da vida.

    8) Verme: cachorro pode sofrer com a infestação por quanto tempo?

    Mesmo que essa seja uma doença silenciosa no início, as microfilárias atingem a maturidade depois de seis meses e começam um processo de reprodução constante, liberando cada vez mais microfilárias na corrente sanguínea do animal. Depois de se alojar no cachorro, esses parasitas conseguem viver até setet anos, o que os torna um risco enorme para a saúde dos cães e que pode, inclusive, levá-los a óbito se não houver o tratamento adequado durante esse período.

    9) O vermífugo para cães ajuda a prevenir a doença?

    Ajuda bastante. Essa, na verdade, é uma das melhores formas de afastar qualquer possibilidade do cachorro com verme, mas não é qualquer vermífugo. O cachorro precisa tomar mensalmente um vermífugo que, além de agir contra os vermes mais conhecidos, também protege da ação das microfilárias. Por isso, é fundamental falar com um especialista antes de comprar qualquer remédio achando que vai funcionar. Também é importante não atrasar o medicamento, porque cada mês que o cachorro fica sem tomar o vermífugo para cães é equivalente a três meses de vulnerabilidade.

    10) Além do vermífugo, cachorro precisa de repelentes na prevenção da dirofilariose?

    Precisa sim! De fato, a regularidade dos vermífugos pode impedir a presença do verme do coração, mas ainda assim é importante investir em estratégias que afastem as picadas de mosquito, principalmente nas regiões litorâneas ou com muita mata ao redor. Para isso, os repelentes são uma alternativa bastante eficaz, e o melhor de tudo é que, além dos produtos específicos para cães, também é possível investir em acessórios que garantem o mesmo efeito, como a coleira antiparasitária

    Redação: Juliana Melo

    Dirofilariose canina: saiba mais sobre o verme do coração que atinge os cães

    Próxima matéria

    Dirofilariose canina: saiba mais sobre o verme do coração que atinge os cães

    Dirofilariose canina: saiba mais sobre o verme do coração que atinge os cães
    Saúde

    Dirofilariose canina: saiba mais sobre o verme do coração que atinge os cães

    A dirofilariose canina é uma doença silenciosa que pode afetar gravemente a saúde dos pets. Conhecida popularmente como a patologia do verme do coração, a transmissão da doença acontece por meio de uma simples picada de mosquito e pode levar o cachorro a óbito de maneira repentina. Para lidar com a dirofilariose, todo cuidado é pouco! 

    Dirofilariose canina: conheça o
    Verme

    Dirofilariose canina: conheça o "verme do coração" e saiba como prevenir a doença!

    Você sabe o que é a dirofilariose canina? Esse termo difícil pode ser resumido em três palavras: verme do coração. Essa definição já é capaz de explicar o motivo da doença ser tão complexa e perigosa. A contaminação ocorre quando um mosquito infectado pela doença - de alguns tipos, e até mesmo o Aedes Aegypit - pica o cachorro e despeja microfilárias na corrente sanguínea do animal. Esses vermes se desenvolvem à medida que o cão vai crescendo e, em determinado momento, invadem o ventrículo direito do coração.

    Vira-lata: tudo o que você precisa saber sobre os cães sem raça definida (SRD)
    Adoção

    Vira-lata: tudo o que você precisa saber sobre os cães sem raça definida (SRD)

    O vira-lata é o cachorro mais querido e presente nos lares brasileiros. E não é pra menos, né? Esperto, brincalhão e cheio de amor para dar, ele é um ótimo candidato a transformar a sua casa em um lugar mais divertido e, de quebra, ser um companheiro para todas as horas. Oficialmente chamado de sem raça definida (SRD), o cachorro vira-lata não tem uma origem clara e possui características que o tornam único. O cãozinho SRD desperta muitas dúvidas entre os tutores: quanto tempo vive um vira-lata? 

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Ver Todas >

    Fluidoterapia em gatos: tudo que você precisa saber sobre o tratamento usado em gatos renais crônicos
    Saúde animal

    Fluidoterapia em gatos: tudo que você precisa saber sobre o tratamento usado em gatos renais crônicos

    Você já ouviu falar em fluidoterapia em gatos? Muito comum em casos de insuficiência renal em gatos, a fluidoterapia em felinos é um tratamento de suporte que promove a hidratação do animal. É um procedimento versátil que pode ser aplicado de diversas maneiras e com fluidos específicos para cada situação. Para tirar todas as dúvidas sobre a fluidoterapia em gatos, o Patas da Casa conversou com a veterinária especialista em gato e dona do Diário Felino Jéssica de Andrade.

    Gato com FIV pode conviver com outros gatos?
    Saúde animal

    Gato com FIV pode conviver com outros gatos?

    A FIV felina é considerada uma das doenças mais perigosas. Além de toda a preocupação ao resgatar ou adotar um gatinho, existe outra questão que precisa de cuidado: a fácil transmissão. Existem testes que detectam a patologia, e é necessário realizá-los antes de levar um novo gato para casa - especialmente se tiver outros gatos. O gato com FIV pode acabar transmitindo a doença para os outros residentes se não houver nenhum tipo de cuidado.

    Vermes em gatos: saiba mais sobre a dirofilariose felina
    Saúde animal

    Vermes em gatos: saiba mais sobre a dirofilariose felina

    A dirofilariose em gatos é uma doença em que os parasitas se alojam na corrente sanguínea do pet e pode chegar até o coração - por isso também é chamada de doença do verme de coração. O problema é uma das doenças causadas por tipos vermes de gato. A dirofilariose também pode atingir os cães e é temida por ser uma complicação de saúde muito perigosa para ambos os pets. 

    Dermatofitose em gatos: saiba mais sobre essa doença muito comum e silenciosa
    Saúde animal

    Dermatofitose em gatos: saiba mais sobre essa doença muito comum e silenciosa

    A dermatofitose em gatos é uma doença de pele silenciosa, porém muito comum de acontecer com os felinos. Mesmo que muitas vezes seja difícil de ser identificada, essa doença é altamente contagiosa e é classificada como uma zoonose, ou seja, também é transmissível para os humanos. Por isso, saber mais sobre os sintomas de dermatofitose é muito importante não só para o bem-estar de seu gato, como também do próprio tutor.

    Ver Todas >