Verme

10 perguntas e respostas sobre a dirofilariose canina, o verme do coração que atinge os cães

Verme em cachorro: a dirofilariose canina é uma doença bastante séria que pode comprometer a saúde dos cães
Verme em cachorro: a dirofilariose canina é uma doença bastante séria que pode comprometer a saúde dos cães

O verme em cachorro é, sem dúvidas, uma das maiores preocupações de todo tutor. Não é à toa que se recomenda o vermífugo para cães filhotes logo nos primeiros meses de vida. Dentre os tipos de vermes que podem acometer a saúde do cachorro, o verme do coração é o mais preocupante de todos porque, como o próprio nome já indica, ele pode se alojar no sistema cardiovascular do animal. A dirofilariose canina é um problema sério, mas pouco conhecido. Por isso, reunimos 10 perguntas e respostas sobre o assunto.

1) O que é a dirofilariose canina?

Apesar do nome difícil e que normalmente causa estranhamento, a dirofilariose também é conhecida como a doença do verme do coração. Trata-se de uma zoonose que é causada por um parasita (Dirofilaria immitis) e que se aloja no órgão mais vital do corpo dos cães: o coração. É considerada uma doença bastante grave e que precisa ser controlada e tratada a tempo para garantir a sobrevivência do animal acometido.

2) Como ocorre a transmissão desse verme em cachorro?

Muitos tutores se perguntam como o cachorro “pega” o verme do coração, e a resposta para isso é simples: a transmissão da doença ocorre por meio da picada de mosquitos infectados. Estes, por sua vez, podem ser de diferentes espécies, e até mesmo o Aedes aegypti entra nessa lista. Então ao entrar em contato com um animal doente, o mosquito passa a carregar microfilárias em seu organismo. Quando ele pica um cão saudável, essas microfilárias são depositadas na corrente sanguínea do cachorro.

3) Cães que moram em apartamentos podem desenvolver a dirofilariose canina?

Sim, qualquer cachorro pode ser infectado por um mosquito transmissor. Quem mora em regiões litorâneas ou perto de matas e rios geralmente sofre uma exposição maior e, portanto, fica mais vulnerável. No entanto, nada impede que cães que moram em centros urbanos afastados da praia possam contrair o verme. Um simples passeio com o cachorro ou descuido com as janelas abertas podem atrair um mosquito para perto do seu amigo, e é muito difícil de saber quando o inseto é transmissor da dirofilariose canina ou não.

4) Quais são os principais sintomas de verme em cachorro?

Em um caso geral de cachorro com verme, o animal pode apresentar uma série de sinais que são bastante perceptíveis, como a presença de vômitos e diarreia. Além disso, a falta de apetite nos cães doentes é algo muito comum, o que pode levá-los a perda de peso e de energia. Quando esses sintomas de verme em cachorro são observados, é fundamental levar seu amigo para uma consulta médica.

5) Como saber se o cachorro está com dirofilariose canina?

Logo no início, a dirofilariose canina é uma doença silenciosa porque as microfilárias depositadas no organismo do cachorro ainda não se desenvolveram completamente. Sendo assim, somente depois de 6 meses de infecção - quando as larvas se tornam “adultas” - é que é possível notar alguns sintomas. A tosse de cachorro é bastante comum nesse quadro, assim como o cansaço, relutância para caminhar ou fazer exercícios físicos e dificuldade respiratória.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Cachorro com verme: regiões litorâneas ou próximas a matas e lagos são consideradas as mais perigosas para a dirofilariose canina
    Cachorro com verme: regiões litorâneas ou próximas a matas e lagos são consideradas as mais perigosas para a dirofilariose canina

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    6) Como é feito o diagnóstico da dirofilariose canina?

    Existem vários exames disponíveis para detectar o verme em cachorro e um dos mais recomendados é o exame de sangue 4DX, que é capaz de indicar rapidamente se há ou não a contaminação da doença. Além dele, o teste de antígenos também é outra possibilidade, visto que os hemogramas nem sempre apontam a presença de microfilárias nos primeiros meses de infecção. Um dos testes mais comuns é chamado de ELISA, que observa se há produção de anticorpos contra o microrganismo no corpo do animal. Ecocardiogramas e radiografias torácicas também podem ser solicitadas para identificar se há o comprometimento dos órgãos do cachorro. 

    7) O vermífugo para cachorro é a melhor opção de tratamento?

    Por incrível que pareça, o vermífugo para cães não é o mais recomendado para os cachorros infectados. Essa pode até ser uma boa medida preventiva, mas se o cãozinho já está com o verme do coração alojado no seu organismo, o vermífugo comum não é tão eficaz e a melhor forma de tratar é com medicamentos prescritos pelo veterinário. Ele vai analisar a situação do cãozinho e, de acordo com a gravidade de cada caso, vai indicar o melhor tratamento possível. O tempo de duração também pode variar, sendo que em quadros mais complexos de insuficiência cardíaca, o cãozinho pode ter que tomar remédio para o resto da vida.

    8) Verme: cachorro pode sofrer com a infestação por quanto tempo?

    Mesmo que essa seja uma doença silenciosa no início, as microfilárias atingem a maturidade depois de seis meses e começam um processo de reprodução constante, liberando cada vez mais microfilárias na corrente sanguínea do animal. Depois de se alojar no cachorro, esses parasitas conseguem viver até setet anos, o que os torna um risco enorme para a saúde dos cães e que pode, inclusive, levá-los a óbito se não houver o tratamento adequado durante esse período.

    9) O vermífugo para cães ajuda a prevenir a doença?

    Ajuda bastante. Essa, na verdade, é uma das melhores formas de afastar qualquer possibilidade do cachorro com verme, mas não é qualquer vermífugo. O cachorro precisa tomar mensalmente um vermífugo que, além de agir contra os vermes mais conhecidos, também protege da ação das microfilárias. Por isso, é fundamental falar com um especialista antes de comprar qualquer remédio achando que vai funcionar. Também é importante não atrasar o medicamento, porque cada mês que o cachorro fica sem tomar o vermífugo para cães é equivalente a três meses de vulnerabilidade.

    10) Além do vermífugo, cachorro precisa de repelentes na prevenção da dirofilariose?

    Precisa sim! De fato, a regularidade dos vermífugos pode impedir a presença do verme do coração, mas ainda assim é importante investir em estratégias que afastem as picadas de mosquito, principalmente nas regiões litorâneas ou com muita mata ao redor. Para isso, os repelentes são uma alternativa bastante eficaz, e o melhor de tudo é que, além dos produtos específicos para cães, também é possível investir em acessórios que garantem o mesmo efeito, como a coleira antiparasitária

    Redação: Juliana Melo

    Como funciona a coleira antipulgas para cachorro?

    Próxima matéria

    Como funciona a coleira antipulgas para cachorro?

    Dirofilariose canina: conheça o
    Verme

    Dirofilariose canina: conheça o "verme do coração" e saiba como prevenir a doença!

    Você sabe o que é a dirofilariose canina? Esse termo difícil pode ser resumido em três palavras: verme do coração. Essa definição já é capaz de explicar o motivo da doença ser tão complexa e perigosa. A contaminação ocorre quando um mosquito infectado pela doença - de alguns tipos, e até mesmo o Aedes Aegypit - pica o cachorro e despeja microfilárias na corrente sanguínea do animal. Esses vermes se desenvolvem à medida que o cão vai crescendo e, em determinado momento, invadem o ventrículo direito do coração.

    Vira-lata: tudo o que você precisa saber sobre os cães sem raça definida (SRD)
    Adoção

    Vira-lata: tudo o que você precisa saber sobre os cães sem raça definida (SRD)

    O vira-lata é o cachorro mais querido e presente nos lares brasileiros. E não é pra menos, né? Esperto, brincalhão e cheio de amor para dar, ele é um ótimo candidato a transformar a sua casa em um lugar mais divertido e, de quebra, ser um companheiro para todas as horas. Oficialmente chamado de sem raça definida (SRD), o cachorro vira-lata não tem uma origem clara e possui características que o tornam único. O cãozinho SRD desperta muitas dúvidas entre os tutores: quanto tempo vive um vira-lata? 

    Mastocitoma em cães: saiba mais sobre esse tumor que atinge os caninos
    Saúde

    Mastocitoma em cães: saiba mais sobre esse tumor que atinge os caninos

    O mastocitoma em cães é um dos tipos de tumores mais comuns nos nossos amigos de quatro patas. Ainda assim, muitos pais de pets não têm muita noção sobre o que ele realmente é, como reconhecer que o seu animal desenvolveu um deles e o que fazer com o seu amigo depois do diagnóstico. Para te ajudar numa situação como essa, nós conversamos com a veterinária Fernanda Pereira Risoli, que atende no hospital Vet Popular, em São Paulo. Dá uma olhada no que ela explicou sobre o mastocitoma canino!

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!
    Carrapato

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!

    Os carrapatos são o pesadelo de qualquer dono de cachorro! Além de provocar coceiras, alergias e outros incômodos, o parasita também é responsável por transmitir doenças muito graves aos cães. Mesmo que seja algo relativamente comum entre os animais, o problema não deve ser subestimado pelos tutores. A doença do carrapato, como é popularmente conhecida, pode se manifestar de quatro maneiras diferentes, dependendo da espécie do parasita infectado. A Babesiose canina é uma das principais formas de manifestação da enfermidade. Por isso, preparamos um guia completo sobre tudo o que você precisa saber!

    Ver Todas >

    Quais doenças de cachorro são mais comuns no inverno?
    Saúde animal

    Quais doenças de cachorro são mais comuns no inverno?

    Não são só os humanos que ficam mais propensos a ficar doentes no inverno. Algumas doenças de cachorro também são mais frequentes e intensas durante a época mais fria do ano. Isso acontece porque as defesas do organismo tendem a cair com as temperaturas mais baixas. Portanto, é importante manter seu cãozinho agasalhado e sempre com as vacinas em dia. Os problemas mais comuns são aquelas que acometem o sistema respiratório, mas cachorros com problemas nas articulações também sofrem.

    Pneumonia felina: entenda como a doença se manifesta nos gatos
    Saúde animal

    Pneumonia felina: entenda como a doença se manifesta nos gatos

    Assim como nos humanos, a pneumonia em gatos é uma doença bastante comum e pode surgir como uma consequência de gripes comuns. O problema ocorre quando há uma infecção no pulmão, e pode ter causas associadas a fatores externos ou internos. O tratamento precisa ser imediato, pois é uma doença que evolui rapidamente e pode até levar a óbito. O Patas da Casa reuniu informações essenciais para entender como a pneumonia felina se manifesta.

    Quais as doenças de gato mais perigosas?
    Saúde animal

    Quais as doenças de gato mais perigosas?

    É inevitável se preocupar com a saúde do gato, até porque nenhum tutor gosta de ver o próprio bichinho doente. E, às vezes, mesmo com todos os cuidados necessários, ainda corre o risco dos bichanos adoecerem inesperadamente. Mas quais são as doenças de gato consideradas mais graves e que precisam de maior atenção? A FIV e FeLV são bons exemplos disso, pois o diagnóstico positivo requer mudanças na rotina do pet. 

    Cachorro não quer comer? Veja os problemas de saúde mais relacionados com o sintoma
    Saúde animal

    Cachorro não quer comer? Veja os problemas de saúde mais relacionados com o sintoma

    A falta de apetite é um sintoma comum a muitas doenças que acometem os cães. É normal um tutor relatar "meu cachorro não quer comer", mas algumas vezes o cão apenas tem apetite seletivo ou o dia está muito quente. Porém, se a situação se estender e vier acompanhada de outros sintomas, pode significar uma infecção viral ou bacteriana, contaminação por parasita, problemas digestivos ou renais e até mesmo questões psicológicas. 

    Ver Todas >