Gato

10 alimentos ricos em proteínas que gato pode comer e como oferecer

Publicado - 25 Outubro 2023 - 17h41

Atualizado - 29 Maio 2024 - 13h51

Todo tutor deve saber o que gato pode comer ou não, pois isso evita problemas de saúde causados por alimentos tóxicos para eles. Para que o pet tenha uma alimentação saudável, ele precisa ingerir uma determinada quantidade de proteínas, carboidratos e lipídios por dia. Essas substâncias são essenciais para o bom funcionamento do organismo, com destaque para as proteínas, que são consideradas a base da dieta dos felinos. O nutriente é responsável por dar energia, transportar moléculas e constituir e renovar os órgãos internos, dentre muitas outras funções.

Normalmente, o gato come rações feitas especialmente para eles. Mas você sabia que, além da ração, existem alguns alimentos que nós comemos que podem ser ingeridos pelos bichanos como complementação da dieta? Muitas comidas, quando preparadas corretamente, trazem diversos benefícios e são uma ótima fonte proteica para o animal. Quer saber quais são elas e o que gato filhote e adulto pode comer além de ração? O Patas da Casa preparou uma lista com 10 alimentos ricos em proteínas para gatos com dicas de como oferecê-los. Confira!

1) O peixe é uma carne repleta de proteínas que o gato pode comer

Você sabia que o peixe para gatos é um alimento que traz muitas vantagens nutricionais para a saúde animal? Essa carne é famosa principalmente por ser rica em ômega 3, nutriente que ajuda a fortalecer os ossos e o sistema imunológico dos bichanos. Mas, além disso, é um grande exemplo de alimento rico em proteínas para gatos, sendo assim um ótimo aliado no aumento da disposição do animal.

Imagem Quiz:Sachê para gatos: qual o nível de amor do seu bichano por ração úmida?

Sachê para gatos: qual o nível de amor do seu bichano por ração úmida?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

O peixe deve ser oferecido para o bichano cozido e sem ossos ou espinhos. Além disso, não pode estar cru e nem temperado. Vale ressaltar que não é todo peixe que o gato pode comer. Os enlatados estão proibidos, assim como o bacalhau, porque ele tem muito sal. Por outro lado, o gato pode comer truta, salmão, atum e sardinha (desde que não sejam em lata) sem problemas, como um tipo de petisco e sem substituir a refeição integralmente. Ah, e se você se pergunta qual é a comida preferida dos gatos, saiba que o gato ama atum, sardinha e outros tipos de carne!

2) O frango cozido é um exemplo de alimento rico em proteínas para gatos

Se você está se perguntando se o gato pode comer frango, a resposta é sim! Pode dar frango para gato. Mas, para isso, deve seguir as mesmas recomendações de preparo que o peixe: precisa ser cozido, sem ossos e sem temperos. Com esses cuidados, o bichano pode ingerir a carne sem problemas, mas sempre com moderação, já que o excesso pode causar problemas como obesidade felina.

O ideal é oferecer o franguinho na forma de petiscos, sem ultrapassar os 10% de calorias diárias que o animal deve consumir. Quando o gato come frango na medida certa, é muito beneficiado com o alto nível proteico que ajuda na saúde dos músculos. Além disso, é um alimento com muitas vitaminas do complexo B e com baixo nível de gordura (mas lembre-se que, ainda assim, excessos podem fazer mal).

Além do frango, o gato pode comer carne vermelha, no geral, desde que ela esteja cozida e sem temperos. Essa, inclusive, é uma das comidas humanas que gatos podem comer e que eles mais amam! Por outro lado, a carne crua para gatos não é recomendada em hipótese alguma, pois corre o risco de contaminar e intoxicar o pet.

3) A batata doce é a prova que comidas para gatos com proteína vão além da carne

Não é só a carne animal que pode ser considerada um alimento rico em proteínas para gatos. Muitos legumes são altamente proteicos e podem substituir a carne. Um grande exemplo é batata doce! Quando o gato come batata doce, ele ingere uma alta quantidade de proteínas que fazem parte da composição desse legume. Além disso, essa comida é rica em fibras, o que ajuda no funcionamento do sistema digestivo do gato.

O legume também é repleto de vitaminas A, C e do complexo B, além de minerais como cálcio, magnésio e potássio. Ou seja, é uma ótima comida para gato! Sem dúvidas, a batata doce é um grande exemplo de alimentos que são fontes de proteína e carboidratos para cães e gatos, mas lembre-se: sempre ofereça cozida, com moderação e sem temperos.

4) Gato pode comer fígado de boi ou de galinha em pequenas quantidades para ganhar proteína

O gato pode comer fígado de boi e o tutor também pode dar fígado de galinha para gato em pequenas porções. Essas carnes são fontes de proteína e carboidratos para os pets, mas precisam de moderação porque contêm muita vitamina A, o que, em excesso, pode fazer mal para os bichanos e causar intoxicação. 

Portanto, se você pensa em incluir fígado de frango para gatos - ou de boi - em dietas de alimentação natural, siga os devidos cuidados: cozinhar, não temperar e dar porções pequenas. O fígado é uma comida para gato repleta de proteínas, vitamina C (que ajuda na imunidade), selênio e zinco. Não é bom dar fígado para gato com anemia nem com outros problemas de saudade. Na verdade, o ideal é que o gato coma fígado apenas como um petisco em ocasiões especiais.

5) O ovo cozido é uma das maiores fontes de proteína que um gato pode comer

O ovo é uma das maiores fontes de proteína magra que existem, tanto que está sempre presente na dieta de pessoas que praticam muitas atividades físicas e querem ganhar massa muscular. No caso dos bichanos, o ovo também pode ser um grande aliado para a saúde! As proteínas presentes no alimento ajudam a dar energia e disposição ao animal, e por isso essa uma boa opção de o que dar para gato comer.

Além disso, o ovo tem a vantagem de ser uma das melhores comidas para gatos em relação ao nível de gordura, pois a concentração de lipídios presente nele é bem baixa. Por fim, também é rico em cálcio e ferro, o que garante uma maior saúde dos ossos. Vale ressaltar que o gato pode comer ovo desde que ele seja cozido, e não é bom exagerar na quantidade.

 

Gato comendo ovo, carne e brócolis em pote prateado
O que gato pode comer: frango, peixe, batata doce e ovo são exemplos de alimentos proteicos

 

6) O iogurte desnatado é um alimento bem proteico que está permitido na alimentação do gato

 

Muitas pessoas se perguntam se o gato pode comer iogurte e a resposta é não, já que o leite (principal ingrediente da composição) é um alimento extremamente proibido para os felinos. Porém, o iogurte desnatado está sim permitido! Ele não tem conservantes e nem açúcares, e ainda tem um percentual de gordura bem baixo, então não faz mal ao pet. Além disso, essa versão do iogurte conta com bactérias que ajudam na digestão do gato, o que é mais uma grande vantagem.

Outro benefício do iogurte desnatado é justamente o fato de ser um alimento natural extremamente rico em proteínas e vitaminas C, D e do complexo B. Portanto, essa é uma comida que gato pode comer, mas sempre tomando o cuidado de não exagerar.

7) Os miúdos são alimentos que o gato come e recebe uma alta concentração de proteína

Não sabe o que gatos podem comer além de ração? Miúdos, como moela e coração, são boas opções de comidas para gato repletas de proteínas. Esses alimentos, além de serem extremamente proteicos, são ricos em ferro. Por isso, se você se pergunta “tenho um gato com anemia: o que comer para melhorar?”, saiba que os miúdos são uma ótima sugestão! O ferro é um dos principais componentes da hemoglobina, que faz parte das células sanguíneas. Então, o consumo é essencial para casos de anemia em gatos.

Além das proteínas e da alta concentração de ferro, o gato pode comer miúdos porque eles também são ricos em outros nutrientes como magnésio, selênio e zinco. Apenas lembre-se de seguir aquelas dicas: a carne deve estar cozida, sem temperos e em pequenas quantidades.

8) A ervilha é um alimento rico em proteínas para gatos de fácil digestão

Outro exemplo de o que gato pode comer com muita proteína sem ser carne animal é a ervilha. Essa leguminosa traz inúmeros benefícios para a saúde, a começar pelo alto nível proteico. A proteína vegetal presente na ervilha é muito fácil de ser digerida pelo pet e, por isso, é uma ótima opção de alimento saudável para incluir na dieta.

Além disso, a ervilha é uma boa comida para gato, pois também é rica em fibras, ferro, potássio e vitaminas do complexo B. Você pode dar a ervilha congelada, crua ou cozida, apenas tenha o cuidado de conferir se ela não está muito dura.

9) O queijo é um exemplo de comida para gato com alto nível proteico

A dúvida se gato pode comer queijo ou não é uma das mais comuns entre pais e mães de pet. Muitos bichanos são intolerantes à lactose e, nesse caso, o queijo é altamente proibido. Porém, existem felinos que não tem essa intolerância. Se esse for o caso do seu gatinho, não há problema algum em oferecer, desde que em pequenas quantidades. Como esse alimento tem uma quantidade de gordura considerável, é bom evitar excessos.

O queijo é uma boa ideia de comida para gato (sem intolerância) porque tem uma grande concentração de proteínas e cálcio, o que ajuda a fortalecer o sistema ósseo do animal. O ideal é oferecer aqueles queijos de consistência mais durinha e que têm menos sal na composição. A ricota é uma das melhores opções.

10) O que gato pode comer: ração continua sendo o alimento mais completo da lista

Por mais que comidas de humanos possam ser ótimas fontes de proteína e carboidratos para cães e gatos, é importante ter em mente que nenhuma substitui a ração. Ela é formulada com todos os nutrientes essenciais para o bom desenvolvimento do corpo do bichano. Isso quer dizer que a ração para gatos (seca ou úmida) é o alimento mais completo para o pet e é o único que contém a quantidade exata de proteínas indicadas para cada fase da vida, já que existem versões específicas de acordo com a idade do animal.

Como os alimentos humanos não são preparados pensando nos bichanos, podem não conter todas as substâncias importantes para o pet e, muitas vezes, elas existem em proporções inadequadas para a dieta felina. Por isso, frango, batata-doce, queijo ou qualquer outra comida presente nessa lista pode sim ser oferecida, mas com acompanhamento veterinário e não como prato principal na alimentação do gato.

Publicado originalmente em: 05/04/2023 
Atualizado em: 25/10/2023

Adoção

8 características do Gato de Pelo Curto Inglês (British Shorthair)

Você conhece o gato de Pelo Curto Inglês? Esse é um felino bastante apreciado por gateiros no geral, principalmente por conta da sua...

Cuidados

Quantos anos vive um gato? 5 perguntas e respostas sobre a idade dos gatos

Uma pergunta que, mais cedo ou mais tarde, todo tutor faz é: quantos anos vive um gato? E a verdade é que se o pet receber todos os ...

Comportamento

Filme para assistir com meu gato: 11 filmes protagonizados por gatinhos para ver acompanhado do seu pet

Quem precisa de uma noite badalada quando você pode aproveitar o momento para assistir filmes do lado do seu bichinho de estimação, ...

Gato

Tipos de gato Savannah: curiosidades sobre a raça híbrida que é uma das mais caras do mundo

Considerado um dos felinos mais caros do mundo, o gato Savannah é cheio de curiosidades e características impressionantes. A raça, q...

Cachorro

Qual o significado de sonhar com cachorro atacando?

O significado de sonhar com cachorro é muito variado. Não é possível dizer que isso sempre vai representar algo positivo ou negativo...

Cachorro

Quais são os tipos da doença do carrapato em cachorro? Conheça as características de cada uma

A doença do carrapato em cachorro é um dos maiores temores dos tutores. O que nem todo mundo sabe é que existem diferentes tipos da ...

Cachorro

Como identificar a doença do carrapato em cachorro? Vets recomendam prestar atenção a esses 8 sinais na rotina do pet

A doença do carrapato em cachorro é uma das enfermidades mais perigosas e traiçoeiras que existem no universo canino. Infelizmente, ...

Cachorro

Sarna em cachorro: 5 sinais para identificar a doença de pele e opções de tratamento

A sarna em cachorro é uma das doenças mais conhecidas entre os tutores, mas as características dela ainda geram muitas dúvidas. Prov...

Ver todas