Cachorro

Veterinário explica tudo sobre a úlcera de córnea em cães

Publicado - 12 Fevereiro 2021 - 17h46

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

Anna Carolina Tinti / Clínica e cirurgia de pequenos animais

CRMV CRMV: 25614-SP

Formada em Medicina Veterinária pela Universidade Anhembi Morumbi em 2008 e pós-graduada em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pela Instituto Quallitas, em 2012.

Juliana Melo / Repórter

Jornalista formada pela Facha (Faculdades Integradas Hélio Alonso). Sempre amei o universo pet e meu sonho sempre foi ter um cachorro ou gato, mas essa ainda é uma realidade um pouco distante pra mim. Me sinto um pouco Felícia perto dos bichinhos, e acho fantástico poder entender um pouco melhor o comportamento deles e ajudar tantos tutores por aí!

A oportunidade de entrar na equipe do Patas da Casa foi incrível, porque apesar de não ter um pet, sempre tive muita vontade de conhecer e compreender melhor esse universo. Hoje me sinto praticamente uma ‘expert’ em comportamento de cães e gatos e uma das maiores incentivadoras da adoção animal.

• Filme com animal preferido: “Sempre ao Seu Lado”
• Uma raça de cachorro: Dachshund
• Uma raça de gato: Maine Coon
• A curiosidade favorita sobre cachorros: A maneira como um cão se comporta depende principalmente da criação que ele recebe
• A curiosidade favorita sobre gatos: Os gatos enxergam os humanos como seus semelhantes (basicamente como se fôssemos gatos gigantes)
• Sobre o que mais gosta de escrever no universo pet: Comportamento animal
• Um aprendizado: Adotar um cachorro ou gato é uma das decisões mais bonitas que alguém pode tomar, mas que precisa ser feita com muita responsabilidade
• Nome de pet favorito: Bilbo

Se um cisco no olho já é capaz de causar bastante incômodo, imagina uma ferida a região ocular? Assim como acontece com os humanos, os animais também podem sofrer com esse tipo de problema, como é o caso da úlcera de córnea em cachorro, lesão ocular bastante perigosa e que pode deixar o cãozinho cego se não for tratada adequadamente. Mas como surge a enfermidade e quais são as opções de tratamento para esse tipo de úlcera em cachorro? Que cuidados são necessários após a cirurgia e como é possível prevenir a úlcera de córnea? Para esclarecer todas essas questões, o Patas da Casa conversou com a Anna Carolina Tinti, que é médica veterinária do Hospital Vet Popular. Veja o que ela disse a seguir!

Úlcera de córnea em cães: o que é e como o problema se desenvolve?

A córnea é a região mais externa dos olhos dos cães e, por isso, fica mais exposta e vulnerável a diversos tipos de problemas. “Trata-se de uma estrutura transparente que permite a passagem de luz e que protege o olho. Uma lesão nessa região pode causar uma ulceração (ferida), comprometendo a função ocular”, explica a veterinária.

Embora seja um problema relativamente comum, é fundamental buscar a ajuda de um especialista para evitar que o quadro piore ainda mais: “É um dos tipos de problemas oculares mais comuns na medicina veterinária e pode levar o animal à cegueira se não tratada precocemente”. Vale destacar ainda que esse tipo de úlcera em cachorro pode ser superficial ou profunda, e a gravidade da ferida deve ser analisada imediatamente.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

As causas da úlcera de córnea são variadas

Como os cães são animais naturalmente curiosos e que gostam de interagir bastante com o ambiente ao seu redor, qualquer contato inesperado com os olhos pode resultar numa ferida. “As causas mais comuns da úlcera de córnea são: lesões ou traumatismos, presença de corpo estranho ou contato com substâncias tóxicas. O problema também pode ocorrer devido à deficiências no canal lacrimal, deformidade anatômicas oculares, presença de tumores oculares ou palpebrais e infecções”, revela Anna Carolina.

Além disso, a médica veterinária destaca que cães braquicefálicos são mais predispostos a esse tipo de problema por causa da anatomia ocular. Como os olhos desses cachorros são “saltados”, a exposição maior do globo ocular favorece as agressões externas. Por isso é muito comum ocorrer a úlcera de córnea em raças como Shih Tzu, Pug, Bulldog Francês e Lhasa Apso.

úlcera de córnea em cães: olhos de cachorro shih tzu
A úlcera de córnea em cães Shih Tzu, Bulldogs e Pugs é muito comum

Úlcera de córnea: cachorro costuma apresentar lacrimação excessiva como sintoma

 

Para identificar a úlcera de córnea em cães não é muito difícil. De acordo com a veterinária, os sintomas mais comuns são dor intensa, lacrimação excessiva, sensibilidade à luz, enoftalmia (retração anormal do olho) e blefarospasmos (espasmos musculares ao redor dos olhos). “Em alguns casos, também pode ocorrer inchaço local e aparecimento de vasos sanguíneos na córnea”, acrescenta.

Ao perceber um ou mais sintomas, é necessário marcar uma consulta com o veterinário para a confirmação do diagnóstico. Nesse meio tempo, é importante tomar conta do cãozinho para que ele não lesione o olho ainda mais. “Os sintomas e histórico clínico são muito importantes para o diagnóstico, além da utilização do teste de fluoresceína. Esta substância é aplicada em gota ou fita no olho afetado e vai colorir de verde a zona da úlcera da córnea”, explica a profissional.

Úlcera de córnea em cães: tratamento vai depender da gravidade do problema

Existem duas opções de tratamento para a úlcera em cachorro, que é com o uso de medicamentos ou por meio de uma intervenção cirúrgica para a correção da úlcera de córnea. “O tipo de tratamento dependerá da gravidade da úlcera de córnea. Úlceras superficiais podem ser tratadas com antibiótico tópico (colírio) e remoção da causa. Colírios cicatrizantes também podem ser indicados para acelerar o processo de cura. As úlceras se resolvem em aproximadamente uma semana”, orienta a médica veterinária.

No caso de uma profunda úlcera em cães, tratamento é bastante semelhante a este método terapêutico, mas se a lesão ultrapassar mais da metade da espessura da córnea, a melhor solução é a cirurgia. A recuperação e cicatrização dura cerca de um mês. “Em ambos os casos, o animal deve usar o colar elizabetano durante todo o período de tratamento, pois devido ao incômodo e dor local, é comum os animais coçarem e causarem mais danos no local”.

Para quem gosta de procurar alternativas mais acessíveis, como um remédio caseiro para úlcera de córnea em cães, é importante ter atenção. Esse tipo de atitude pode prejudicar ainda mais a visão do seu amigo, ainda que a intenção seja das melhores. Jamais pense em automedicar seu pet, pois a supervisão de um veterinário faz toda a diferença para cuidar da saúde do cachorro.

úlcera de córnea em cachorro: cão sendo examinado no veterinário
A úlcera de córnea em cães: tratamento deve ser orientado por médico veterinário

Cirurgia de úlcera de córnea em cães requer cuidados no pós-operatório

Nos casos mais severos em que a cirurgia é a única opção, o tutor deve se preparar financeiramente e ter alguns cuidados no pós-cirúrgico. Assim como a maioria dos procedimentos, quando se trata da cirurgia de úlcera de córnea em cães, valor pode variar de acordo com o profissional e com a gravidade da situação. Além disso, a solicitação de exames complementares e o uso de remédios durante a recuperação também acabam interferindo no resultado final.

Sobre os cuidados com o cão, Anna Carolina destaca: “É importante o animal ficar de repouso, usar o colar elizabetano até o dia da alta cirúrgica, evitar banhos para evitar que produtos tóxicos entrem em contato com os olhos e manter rigorosamente o tratamento e orientações prescritas pelo médico veterinário”.

Como prevenir a úlcera de córnea em cães?

Existem algumas formas de evitar que a úlcera canina afete o seu amigo de quatro patas. Uma delas é supervisionando sempre todas as brincadeiras do cãozinho, principalmente se ele faz parte do grupo de raças braquicefálicas, para garantir que nenhum objeto vai entrar em contato com o globo ocular do animal. “Também é importante evitar o contato com substâncias tóxicas aos olhos”, recomenda Anna Carolina. Produtos químicos, como shampoos humanos, estão incluídos nessa lista, assim como produtos de limpeza. 

Além disso, outro cuidado muito importante é realizar visitas regulares ao médico veterinário para um check-up geral. Assim é possível realizar uma avaliação do globo ocular para identificar alterações que podem levar ao surgimento de uma úlcera de córnea em cães, conforme a especialista explica.

Redação: Juliana Melo

Adote um animal

Nomes para cachorro com a letra A: mais de 100 ideias para nomear o seu pet

Pesquisar e selecionar nomes para cachorro para o mais novo integrante da família é uma das partes mais divertidas do processo de ad...

Adote um animal

Maltês: 12 coisas que você precisa saber antes de ter um

Se você está em busca de um cachorro fofo e cheio de personalidade, o Maltês talvez seja a escolha perfeita. Esperto, dócil e brinca...

Adote um animal

Fiapo de manga: a nova "raça" de cachorro vira-lata que tem feito sucesso na internet

Há quem diga que vira-lata caramelo representa mais o Brasil do que samba e futebol - não à toa que existem propostas de lei para el...

Cachorro

Cruzamento de cachorro: tudo que você precisa saber sobre o assunto

O cruzamento de cachorro é um assunto que desperta a curiosidade da maioria dos tutores. Enquanto alguns se preocupam em evitar que ...

Gato

Os melhores gatos para famílias com crianças: veja a lista com as 10 raças mais indicadas

Quando se trata de escolher um bichano para as crianças, algumas raças de gato se destacam por serem os companheiros ideais. Com per...

Comportamento

Tem um gato arranhando o sofá? Cientistas identificaram as causas desse comportamento e mostram como fazer o pet parar

Conviver com um gato arranhando o sofá é um problema que vários tutores têm dificuldade de corrigir. Apesar de ser um instinto nato ...

Adote um animal

Nomes para cachorro com a letra A: mais de 100 ideias para nomear o seu pet

Pesquisar e selecionar nomes para cachorro para o mais novo integrante da família é uma das partes mais divertidas do processo de ad...

Adote um animal

Maltês: 12 coisas que você precisa saber antes de ter um

Se você está em busca de um cachorro fofo e cheio de personalidade, o Maltês talvez seja a escolha perfeita. Esperto, dócil e brinca...

Ver todas