close
Vacina

Vacinação de cachorro: pode passear com o pet no mesmo dia? Entenda os cuidados!

Atualizado · 09 de julho de 2021 · 17h40

Publicado · 09/07/2021 · 17h34

O filhote de cachorro não pode passear até que tenha tomado todas as vacinas obrigatórias
O filhote de cachorro não pode passear até que tenha tomado todas as vacinas obrigatórias

Todo pai ou mãe de pet quer ver seu cãozinho saudável e a vacina de cachorro é a principal forma de manter seu animal de estimação protegido de várias doenças bem graves. O dia da vacinação de cachorro é muito especial, pois significa que seu pet ficará livre para sair de casa sem risco de contrair as doenças mais comuns. Mas afinal, quanto tempo depois da vacina pode passear com o cachorro? É preciso esperar ou já pode sair no mesmo dia? O protocolo é o mesmo no caso de filhotes e adultos? O Patas da Casa te responde essa e outras dúvidas sobre os cuidados necessários para passear com cachorro depois das vacinas.

Vacina de cachorro: Saiba quando tomar e qual é o período entre as doses

A primeira vacina de cachorro que deve ser tomada é a V8 ou a V10. Elas previnem contra as seguintes doenças: Adenovirose, Cinomose, Coronavirose, Hepatite Infecciosa Canina, Leptospirose e Parvovirose. A diferença entre elas é que enquanto a V8 protege contra dois tipos de leptospirose, a V10 protege contra quatro. O veterinário vai indicar qual é a mais adequada para seu pet, de acordo com a região onde vocês vivem.

A primeira dose da vacina V8 ou V10 deve ser aplicada aos 45 dias de vida do animal. Após 21 dias, deve ser aplicada a segunda dose, e após mais 21 dias será aplicada a terceira. Outra vacina fundamental e obrigatória é a antirrábica, que protege contra a raiva canina. Ela deve ser tomada apenas depois do fim da aplicação da V8 ou V10, aos 4 meses de vida. Tanto a V8/V10 quanto a antirrábica precisam de reforço anual. Existem ainda outras vacinas como a da gripe, leishmaniose e giardíase, que não são obrigatórias, mas recomendadas - principalmente em algumas regiões do Brasil. Elas possuem mais de uma dose e também precisam de reforço anual.

Vacinação de cachorro e socialização: entenda a relação entre esses dois fatores muito importantes na infância do pet

Passear com o cachorro é muito divertido e saudável, tanto para o animal quanto para o tutor. Mas quando o cãozinho sai na rua, pode contrair doenças por meio do contato com animais, pessoas e objetos contaminados. Por isso, é preciso esperar que ele esteja completamente protegido com a vacina de cachorro antes de passear por aí. Quando o cachorro é filhote, não pode sair de casa antes de tomar todas as vacina. A exposição ao ambiente externo quando ainda não possui uma defesa potente é perigosa. Porém, é nessa fase que o animal mais precisa de socialização. Quanto mais cedo ele aprende a ter contato com animais e pessoas, melhor será sua relação com eles no futuro. Por isso, é tão importante que a vacina para filhote de cachorro seja aplicada assim que permitido (aos 45 dias de vida). Dessa forma, o processo de socialização pode ser iniciado o quanto antes.

Quanto tempo depois da vacina o cachorro pode passear?

Não é à toa que as vacinas de cachorro precisam ser tomadas em mais de uma dose. A primeira começa a produção de anticorpos no bichinho, mas as outras reforçam e potencializam essa ação. Se tomar a primeira dose e não tomar a segunda, seu pet não estará protegido - a segurança total surge apenas após tomar todas as doses. Mas quantos dias depois da última vacina o cachorro pode passear? Depois da última dose da vacina, o cachorro pode passear após 7 ou 10 dias. É recomendado aguardar esse período para que a vacina atinja seu efeito total e o animal fique completamente protegido. Por isso, espere que a vacina para cachorro filhote faça efeito para então iniciar os passeios na rua.

Qual raça de gato você é?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

O que você mais gosta de fazer nos momentos de lazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se você pudesse se descrever com uma palavra, quais das opções a seguir escolheria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Alguém te chamou para sair para um lugar inusitado, o que você pensa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica depois de dormir pouco na noite anterior?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você viajou e se perdeu em uma cidade que não conhece muito: o que passa pela sua cabeça?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Quais dessas características você procuraria em um pet?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

O que seus amigos próximos pensam sobre você?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você gosta de curtir as férias?

Question Header Background

Sua personalidade aventureira combina com o Bobtail Japonês! Você é divertido assim como o gato Siamês! Sua personalidade ranzinza combina com o gato Maine Coon! Você é preguiçoso como um gatinho Persa!
    A vacina de cachorro precisa ser reforçada anualmente para garantir a proteção. Não deixe atrasar!
    A vacina de cachorro precisa ser reforçada anualmente para garantir a proteção. Não deixe atrasar!

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Reforço anual: quanto tempo depois da última vacina o cachorro pode passear?

    Além de tomar as vacinas para cachorro filhotes, é necessário aplicar o reforço anual. Sem ele, a vacina perde sua eficiência e o animal volta a ficar desprotegido. No caso do reforço, quanto tempo depois da vacina pode passear? O reforço anual é aplicado apenas em uma dose, então basta tomá-lo e esperar de 7 a 10 dias também. Após esse período, o cão já estará seguro novamente para passear e brincar com outros cachorros.

    Vacinação de cachorro adulto: qual protocolo seguir?

    Grande parte dos cachorros resgatado são adultos e nunca receberam vacina (ou não tem como saber o histórico de imunização do pet). Nesses casos, como proceder com a vacinação? A vacina V8 ou V10 precisam ser aplicadas o mais rápido possível. As três doses costumam ser aplicadas, mas alguns veterinários recomendam apenas duas. Por isso, converse com um veterinário de confiança para que ele indique o melhor procedimento para o seu novo cachorrinho. Mas lembre-se que antes de vacinar é preciso fazer exames para checar a saúde do animal. Se ele estiver doente, a vacina de cachorro não pode ser aplicada. Primeiro a doença deve ser tratada para então iniciar o protocolo de vacinação. 

    Atenção ao calendário de vacinação: a aplicação da vacina de cachorro não pode atrasar

    Atrasar a vacina nunca é uma boa ideia. Ela tem um período de validade, então se acabar esse tempo, acaba a proteção. É perigoso sair com seu cachorro se ele não está protegido. Por isso, evite ao máximo atrasar a vacinação de cachorro. É claro que imprevistos podem acontecer e caso você precise atrasar, deixe seu cão dentro de casa. O mesmo vale para o intervalo entre doses das primeiras vacinas. Caso seja aplicada a primeira dose e o tutor só leve o cão para tomar a segunda após os 21 dias necessários, a contagem se iniciará novamente. Essa dose, que seria a segunda, passará a ser a primeira de um novo protocolo de imunização.

    Redação: Maria Luísa Pimenta 

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    Próxima matéria

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    Bullmastiff: origem, características e cuidados... conheça a raça de cachorro do Reino Unido
    Raças

    Bullmastiff: origem, características e cuidados... conheça a raça de cachorro do Reino Unido

    A raça Bullmastiff é um cachorro grande e robusto, mas que não deixa a desejar no temperamento afetuoso e gentil. Esse cãozinho britânico, que surgiu no século XIX, conquista as pessoas por onde passa. Sempre em alerta, ativo, companheiro e fiel aos tutores, o Bullmastiff estará sempre pronto para proteger a família e seu território. Por não ser uma raça de cachorro tão comum no Brasil, elaboramos um guia com todas as informações que você precisa saber sobre o Bulmastiff, que também é chamado por Bulmastife e Bulmastife Boxer. 

    Tudo sobre o cachorro Boxer: origem, personalidade, saúde, características físicas e cuidados
    Grandes

    Tudo sobre o cachorro Boxer: origem, personalidade, saúde, características físicas e cuidados

    Se você sempre sonhou em ter um cachorro grande dentro de casa, a raça Boxer certamente é uma opção que não vai te decepcionar. Por trás da aparência robusta e que pode ser considerada até um pouco intimidante para alguns, existe um cãozinho companheiro e com muito amor para oferecer aos seus humanos. Conheça um pouco mais sobre o comportamento da raça, cuidados com a saúde e quanto custa um cachorro Boxer.

    Tudo sobre o Dálmata: conheça as características, personalidade e cuidados com essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Tudo sobre o Dálmata: conheça as características, personalidade e cuidados com essa raça de cachorro grande

    Um cachorro Dálmata é facilmente reconhecido graças a sua aparência particular e também ao filme “101 Dálmatas”, desenho que se tornou muito popular na década de 60 e que faz um grande sucesso até hoje. Mas o que esse cãozinho tem de tão especial, além das suas famosas manchas? Para quem sempre quis ter um Dálmata para chamar de seu, chegou o momento de desvendar tudo sobre essa raça de cachorro grande: características físicas, temperamento, personalidade, que cuidados são necessários, preço e como é a saúde desse animal. Vem que a gente te conta!

    Hotel pet friendly: como funcionam as hospedagens que aceitam cachorros?
    Passeio

    Hotel pet friendly: como funcionam as hospedagens que aceitam cachorros?

    Viajar com cachorro é uma experiência incrível, mas que precisa de atenção. O primeiro passo é procurar por um hotel pet friendly - isto é, um hotel ou pousada que aceita animais de estimação - para que tudo seja perfeito. Existe hotel que aceita cachorro, mas que tem algumas limitações como quantidade de pets por quarto e que tem restrições quanto ao porte do animal (a maioria costuma aceitar apenas animais pequenos ou, no máximo, de porte médio). No entanto, também existem hotéis totalmente pet friendly que são praticamente o paraíso na terra para os nossos amiguinhos de quatro patas.

    Ver Todas >

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?
    Saúde animal

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?

    A giárdia canina é uma doença infecciosa causada por um protozoário que pode acometer cães, gatos e seres humanos. Essa zoonose ocorre quando o cachorro ingere cistos do protozoário, que podem estar presentes na água e alimentos. Além disso, como os cachorrinhos são animais que usam a boca para diversas funcionalidades, é possível que o pet colete o parasita lambendo um brinquedo, bebendo água de uma poça ou mastigando algum objeto. Ficar de olho em como prevenir a doença é muito importante, visto que a giárdia em cães é transmitida para outros animais com facilidade. 

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?
    Saúde animal

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?

    A sarna em gatos é um dos problemas de pele mais comuns que podem afetar o bichano. Causada por ácaros que ficam na pelagem dos felinos, a doença também pode acometer cachorros e até mesmo humanos. O gato com sarna sofre bastante com coceiras e problemas na pele. Felizmente, existe tratamento de sarna em gatos capaz de eliminar os parasitas e garantir conforto ao peludo. 

    Tosse de cachorro: o que pode ser?
    Saúde animal

    Tosse de cachorro: o que pode ser?

    O cachorro com tosse é algo que pode assustar muitos tutores, principalmente quando acontece de forma recorrente e não tem um motivo aparente. O sintoma indica algum incômodo no sistema respiratório canino e pode estar associado a diferentes causas que variam desde problemas mais simples, como um engasgo na hora de comer, até algo mais sério, como doenças cardíacas e vermes pulmonares.

    O que o anticoncepcional para gatos pode causar?
    Saúde animal

    O que o anticoncepcional para gatos pode causar?

    O anticoncepcional para gatos é usado por muitos tutores como alternativa à castração. A injeção é vista por muitas pessoas como um método mais barato e menos invasivo de impedir o cio de gata. Mas é comum surgir a dúvida sobre o anticoncepcional para gatos: quando aplicar é recomendado? A verdade é que o anticoncepcional para gatas traz muitos problemas à saúde e nunca é a solução para o cio de gato. O Patas da Casa te explica quais os perigos da injeção anticoncepcional para gatos e porque a castração é a melhor opção. Confira!

    Ver Todas >