Saúde

Torção gástrica em cães: descubra o que é e como identificar a enfermidade

A   torção gástrica em cães pode oferecer grandes riscos à saúde do seu amigo. Saiba mais sobre a doença abaixo!
A torção gástrica em cães pode oferecer grandes riscos à saúde do seu amigo. Saiba mais sobre a doença abaixo!

A dilatação gástrica em cães - ou torção gástrica, como é popularmente conhecida - é uma doença mais perigosa do que se imagina e pode atingir a saúde de raças de cachorros grandes, como Pastor Alemão, Labrador e São Bernardo. Rápida e letal, ela é causada quase sempre por acúmulo de gases, alimentos ou líquidos no estômago do animal, que fazem com que o órgão gire e dilate. Quando não tratada a tempo, a doença pode se desenvolver rapidamente, comprometer a saúde do seu amigo e ser fatal. Para esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto, conversamos com o médico veterinário Frederico Lima, do Rio de Janeiro. Veja abaixo o que ele nos disse sobre a torção gástrica!

Torção gástrica em cães: entenda o que é e as principais causas da doença

Antes de mais nada, é preciso entender como funciona o estômago do seu amigo. Em condições normais, o cachorro ingere a comida e o órgão se encarrega de decompor os alimentos e, assim, esvaziar o estômago através dos seus próprios mecanismos fisiológicos. Nesse sentido, a torção gástrica nada mais é do que a torção do estômago em seu próprio eixo. Segundo o veterinário, o quadro é geralmente causado pela “frouxidão” dos ligamentos que sustentam o estômago e controlam a alimentação exagerada e rápida. O hábito é comum em cachorros jovens de raças grandes, por exemplo, que costumam ingerir muita comida ou líquidos de forma rápida. Além disso, o estresse também pode desencadear a dilatação gástrica em cães.

Dilatação gástrica canina: sintomas para ficar atento

Não é muito difícil identificar a torção gástrica em cães: a doença se caracteriza, principalmente, por um aumento do estômago do animal e a presença de gases. Além destes, o veterinário explica que outros sinais podem indicar que algo não vai bem com a saúde do seu amigo. “Muita dor abdominal, fraqueza intensa e alterações no comportamento também podem ser sintomas da doença”, conta. Por se tratar de um quadro perigoso e, muitas vezes, fatal, é importante observar o seu pet e procurar atendimento especializado ao perceber qualquer sintoma. “A dilatação gástrica em cães impede a circulação sanguínea dos vasos da região e estimula o aumento de compostos tóxicos no organismo do animal. Por isso, o tutor deve estar sempre atento para evitar a fatalidade do seu pet”, alerta.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
      Dilatação gástrica em cães: a ingestão exagerada e afobada de líquidos pode causar a doença
    Dilatação gástrica em cães: a ingestão exagerada e afobada de líquidos pode causar a doença

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Como é feito o diagnóstico da torção gástrica em cães? 

    Ao observar a presença de dilatação excessiva do estômago do seu cãozinho, o primeiro passo é levá-lo para uma consulta com o veterinário. Só assim será possível saber o que está acontecendo e, então, dar início ao tratamento. “O diagnóstico pode ser feito com exames de imagem. Além disso, o exame clínico realizado de emergência pelo veterinário também pode constatar a torção gástrica em cães”, conta o profissional.

    Torção gástrica em cães: tratamento é feito através de cirurgia

    O tratamento para torção gástrica em cães é apenas um: cirurgia. “Dessa forma, é realizado o reposicionamento do órgão e o esvaziamento, se necessário. Além disso, a cirurgia também garante a fixação do estômago à parede do abdômen, aumentando a estabilidade do órgão”, explica Frederico. Vale ressaltar que não existem remédios caseiros e milagrosos que possam tratar e impedir o avanço da dilatação gástrica em cães. Por isso, assim que o tutor notar qualquer um dos sintomas da doença deve consultar um médico veterinário imediatamente. Lembre-se: quando tratada precocemente, a doença não apresenta riscos à vida do seu amigo. 

    Controlar a alimentação do seu amigo pode ajudar a prevenir a torção gástrica em cães

    Quando se trata de dilatação gástrica em cães, uma coisa é certa: a alimentação pode influenciar na saúde do seu amigo. Por isso, o veterinário ressalta: “É importante evitar a ingestão de alimento de maneira afoita ou exagerada”. Nesse caso, o uso de comedouro lento para cachorro pode ser uma boa opção para os cães que vão com “muita sede ao pote”. Além disso, é importante evitar corridas e brincadeiras após as refeições, principalmente em cães grandes. Também é bom evitar brincar ou mexer com o animal enquanto ele come. Assim como os humanos, os cães precisam gostam de tranquilidade durante as refeições. 

    Redação: Úrsula Gomes

    5 formas de acabar com as pulgas de gatos

    Próxima matéria

    5 formas de acabar com as pulgas de gatos

    Vira-lata: tudo o que você precisa saber sobre os cães sem raça definida (SRD)
    Adoção

    Vira-lata: tudo o que você precisa saber sobre os cães sem raça definida (SRD)

    O vira-lata é o cachorro mais querido e presente nos lares brasileiros. E não é pra menos, né? Esperto, brincalhão e cheio de amor para dar, ele é um ótimo candidato a transformar a sua casa em um lugar mais divertido e, de quebra, ser um companheiro para todas as horas. Oficialmente chamado de sem raça definida (SRD), o cachorro vira-lata não tem uma origem clara e possui características que o tornam único. O cãozinho SRD desperta muitas dúvidas entre os tutores: quanto tempo vive um vira-lata? 

    O que o cachorro não pode comer? Descubra quais alimentos são proibidos para os cães!
    Alimentação

    O que o cachorro não pode comer? Descubra quais alimentos são proibidos para os cães!

    Sabemos que é quase impossível resistir àquele olhar do nosso cachorro pedindo um pedaço da comida quando estamos fazendo alguma refeição. Mas antes de dar qualquer coisa além da ração, é importante saber o que é permitido e o que é proibido na alimentação dos pets, já que existem alimentos humanos que são tóxicos e prejudiciais para a saúde do cão. E fique de olho! Quanto menor for seu cachorro, maiores as chances de um pedacinho de algo proibido fazer mal a ele.

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral
    Saúde

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral

    Uma das doenças virais de cachorro mais sérias e comuns que existem, o vírus da parvovirose atinge, principalmente, animais que não foram imunizados contra este e outros vírus. Entre os principais sintomas da parvovirose, o vômito, a diarreia com sangue, e a desidratação podem ser destacados, ou seja: mesmo que o diagnóstico chegue bem cedo, o tratamento deve começar o quanto antes, já que a parvovirose pode ser fatal. Para esclarecer todas dúvidas sobre a parvovirose canina, nós conversamos com a veterinária Jackeline Ribeiro. Dá uma olhada no que ela contou!

    Latido de cachorro: saiba identificar os tipos e descubra o que seu pet quer dizer
    Cuidados

    Latido de cachorro: saiba identificar os tipos e descubra o que seu pet quer dizer

    Alguns cãezinhos latem sempre, outros são tão silenciosos que ouvir a voz deles já é sinal de que algo não está muito bem, mas uma coisa é certa: o som de latido de cachorro é algo inevitável para quem tem esse amigo de quatro patas em casa. Por serem uma das principais maneiras que eles têm de se comunicar, os latidos podem significar várias coisas diferentes, como muita alegria, perigo, agitação ou, até mesmo, dor. Saber interpretar os tipos de latido de cachorro é essencial para que você consiga ajudar o seu amigo sempre que ele precisar. Por isso, nós juntamos aqui embaixo os sinais que identificam cada um deles: dá uma olhada!

    Ver Todas >

    Quais doenças os filhotes de gato têm mais chances de contrair?
    Saúde animal

    Quais doenças os filhotes de gato têm mais chances de contrair?

    Além de preparar a casa para receber o novo companheiro de quatro patas, adotar um gato requer cuidados importantes com a saúde do animal logo no início: vacinas, vermífugo e visitas ao veterinário para checkups são alguns deles. Essa atenção é algo ainda mais essencial quando se trata da adoção de um gato filhote. Afinal, os gatinhos são mais suscetíveis a contraírem certas doenças nos primeiros meses de vida. 

    10 mitos e verdades sobre a Leishmaniose canina!
    Saúde animal

    10 mitos e verdades sobre a Leishmaniose canina!

    A leishmaniose canina pode trazer sérios problemas para a saúde do animal. A doença é classificada como uma zoonose (ou seja, seres humanos também podem contraí-la) e os cães domésticos são os principais hospedeiros. A transmissão ocorre pela picada do mosquito-palha infectado com o protozoário Leishmania infantum chagasi. A prevenção é muito importante, já que a doença pode levar humanos e cachorros à morte ou causar sérias sequelas. 

    Como identificar um gato desidratado?
    Saúde animal

    Como identificar um gato desidratado?

    Embora não apreciem muito esse hábito, beber água é fundamental para a saúde do gato. Os tutores devem ter bastante atenção na rotina dos bichanos: eles precisam de uma quantidade adequada de líquidos para não desenvolverem complicações no sistema urinário que podem levar à falência dos rins. A curto prazo, um gato desidratado, normalmente em decorrência de algum outro problema de saúde, precisa receber bastante atenção para não chegar a um estado mais grave. 

    Pente para pulga de cachorro funciona? Conheça o acessório!
    Saúde animal

    Pente para pulga de cachorro funciona? Conheça o acessório!

    Manter o seu cachorrinho livre de pulgas pode não ser uma tarefa muito fácil, mas é essencial para saúde e bem-estar dele. As pulgas em cachorro podem não só causar coceira no animal, como também transmitir bactérias e verminoses, além de provocar dermatites. O pente para pulga é um acessório de uso prático para o tutor , confortável para os animais e até mais sustentável

    Ver Todas >