close
Saúde

Torção gástrica em cães: descubra o que é e como identificar a enfermidade

Atualizado · 16 de junho de 2020 · 19h30

Publicado · 16/06/2020 · 19h30

A   torção gástrica em cães pode oferecer grandes riscos à saúde do seu amigo. Saiba mais sobre a doença abaixo!
A torção gástrica em cães pode oferecer grandes riscos à saúde do seu amigo. Saiba mais sobre a doença abaixo!

A dilatação gástrica em cães - ou torção gástrica, como é popularmente conhecida - é uma doença mais perigosa do que se imagina e pode atingir a saúde de raças de cachorros grandes, como Pastor Alemão, Labrador e São Bernardo. Rápida e letal, ela é causada quase sempre por acúmulo de gases, alimentos ou líquidos no estômago do animal, que fazem com que o órgão gire e dilate. Quando não tratada a tempo, a doença pode se desenvolver rapidamente, comprometer a saúde do seu amigo e ser fatal. Para esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto, conversamos com o médico veterinário Frederico Lima, do Rio de Janeiro. Veja abaixo o que ele nos disse sobre a torção gástrica!

Torção gástrica em cães: entenda o que é e as principais causas da doença

Antes de mais nada, é preciso entender como funciona o estômago do seu amigo. Em condições normais, o cachorro ingere a comida e o órgão se encarrega de decompor os alimentos e, assim, esvaziar o estômago através dos seus próprios mecanismos fisiológicos. Nesse sentido, a torção gástrica nada mais é do que a torção do estômago em seu próprio eixo. Segundo o veterinário, o quadro é geralmente causado pela “frouxidão” dos ligamentos que sustentam o estômago e controlam a alimentação exagerada e rápida. O hábito é comum em cachorros jovens de raças grandes, por exemplo, que costumam ingerir muita comida ou líquidos de forma rápida. Além disso, o estresse também pode desencadear a dilatação gástrica em cães.

Dilatação gástrica canina: sintomas para ficar atento

Não é muito difícil identificar a torção gástrica em cães: a doença se caracteriza, principalmente, por um aumento do estômago do animal e a presença de gases. Além destes, o veterinário explica que outros sinais podem indicar que algo não vai bem com a saúde do seu amigo. “Muita dor abdominal, fraqueza intensa e alterações no comportamento também podem ser sintomas da doença”, conta. Por se tratar de um quadro perigoso e, muitas vezes, fatal, é importante observar o seu pet e procurar atendimento especializado ao perceber qualquer sintoma. “A dilatação gástrica em cães impede a circulação sanguínea dos vasos da região e estimula o aumento de compostos tóxicos no organismo do animal. Por isso, o tutor deve estar sempre atento para evitar a fatalidade do seu pet”, alerta.

Qual raça de gato você é?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

O que você mais gosta de fazer nos momentos de lazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se você pudesse se descrever com uma palavra, quais das opções a seguir escolheria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Alguém te chamou para sair para um lugar inusitado, o que você pensa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica depois de dormir pouco na noite anterior?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você viajou e se perdeu em uma cidade que não conhece muito: o que passa pela sua cabeça?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Quais dessas características você procuraria em um pet?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

O que seus amigos próximos pensam sobre você?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você gosta de curtir as férias?

Question Header Background

Sua personalidade aventureira combina com o Bobtail Japonês! Você é divertido assim como o gato Siamês! Sua personalidade ranzinza combina com o gato Maine Coon! Você é preguiçoso como um gatinho Persa!
      Dilatação gástrica em cães: a ingestão exagerada e afobada de líquidos pode causar a doença
    Dilatação gástrica em cães: a ingestão exagerada e afobada de líquidos pode causar a doença

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Como é feito o diagnóstico da torção gástrica em cães? 

    Ao observar a presença de dilatação excessiva do estômago do seu cãozinho, o primeiro passo é levá-lo para uma consulta com o veterinário. Só assim será possível saber o que está acontecendo e, então, dar início ao tratamento. “O diagnóstico pode ser feito com exames de imagem. Além disso, o exame clínico realizado de emergência pelo veterinário também pode constatar a torção gástrica em cães”, conta o profissional.

    Torção gástrica em cães: tratamento é feito através de cirurgia

    O tratamento para torção gástrica em cães é apenas um: cirurgia. “Dessa forma, é realizado o reposicionamento do órgão e o esvaziamento, se necessário. Além disso, a cirurgia também garante a fixação do estômago à parede do abdômen, aumentando a estabilidade do órgão”, explica Frederico. Vale ressaltar que não existem remédios caseiros e milagrosos que possam tratar e impedir o avanço da dilatação gástrica em cães. Por isso, assim que o tutor notar qualquer um dos sintomas da doença deve consultar um médico veterinário imediatamente. Lembre-se: quando tratada precocemente, a doença não apresenta riscos à vida do seu amigo. 

    Controlar a alimentação do seu amigo pode ajudar a prevenir a torção gástrica em cães

    Quando se trata de dilatação gástrica em cães, uma coisa é certa: a alimentação pode influenciar na saúde do seu amigo. Por isso, o veterinário ressalta: “É importante evitar a ingestão de alimento de maneira afoita ou exagerada”. Nesse caso, o uso de comedouro lento para cachorro pode ser uma boa opção para os cães que vão com “muita sede ao pote”. Além disso, é importante evitar corridas e brincadeiras após as refeições, principalmente em cães grandes. Também é bom evitar brincar ou mexer com o animal enquanto ele come. Assim como os humanos, os cães precisam gostam de tranquilidade durante as refeições. 

    Redação: Úrsula Gomes

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    Próxima matéria

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    Vira-lata: tudo o que você precisa saber sobre os cães sem raça definida (SRD)
    Adoção

    Vira-lata: tudo o que você precisa saber sobre os cães sem raça definida (SRD)

    O vira-lata é o cachorro mais querido e presente nos lares brasileiros. E não é pra menos, né? Esperto, brincalhão e cheio de amor para dar, ele é um ótimo candidato a transformar a sua casa em um lugar mais divertido e, de quebra, ser um companheiro para todas as horas. Oficialmente chamado de sem raça definida (SRD), o cachorro vira-lata não tem uma origem clara e possui características que o tornam único. O cãozinho SRD desperta muitas dúvidas entre os tutores: quanto tempo vive um vira-lata? 

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral
    Saúde

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral

    Uma das doenças virais de cachorro mais sérias e comuns que existem, o vírus da parvovirose atinge, principalmente, animais que não foram imunizados contra este e outros vírus. Entre os principais sintomas da parvovirose, o vômito, a diarreia com sangue, e a desidratação podem ser destacados, ou seja: mesmo que o diagnóstico chegue bem cedo, o tratamento deve começar o quanto antes, já que a parvovirose pode ser fatal. Para esclarecer todas dúvidas sobre a parvovirose canina, nós conversamos com a veterinária Jackeline Ribeiro. Dá uma olhada no que ela contou!

    Tapete higiênico para cães: tudo o que você precisa saber sobre o acessório
    Cuidados

    Tapete higiênico para cães: tudo o que você precisa saber sobre o acessório

    O tapete higiênico para cachorro é um acessório que surgiu para facilitar a vida dos tutores. Para lidar com a sujeira e mau cheiro na casa, o tapete higiênico pet se tornará um grande aliado daqueles que cuidam de cães. O acessório colabora com a higiene não só da casa, como também do doguinho. Mas apesar de apresentar comodidade para os pais de pets, ainda existem muitas dúvidas sobre o uso do tapete higiênico. Para sanar todas elas, o Patas da Casa reuniu todas as informações importantes sobre este acessório. Confira abaixo!

    Cães e gatos pretos: por que eles são mais rejeitados na hora da adoção?
    Histórias reais

    Cães e gatos pretos: por que eles são mais rejeitados na hora da adoção?

    Na hora de adotar um pet, muita gente nem imagina a dificuldade que é conseguir arranjar uma família para os bichinhos de pelagem mais escura. Seja um gato preto filho ou um cachorro preto grande: eles raramente são escolhidos pelos adotantes. Mas por que isso acontece, afinal? Pesquisas feitas pela ASPCA, American Society for the Prevention of Cruelty to Animals, revelam pelo menos dois motivos para que os animais de cor preta sejam mais rejeitados na hora da adoção: a Síndrome do Grande Cachorro Preto e a ideia de que o gato preto está ligado a superstições.

    Ver Todas >

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?
    Saúde animal

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?

    A giárdia canina é uma doença infecciosa causada por um protozoário que pode acometer cães, gatos e seres humanos. Essa zoonose ocorre quando o cachorro ingere cistos do protozoário, que podem estar presentes na água e alimentos. Além disso, como os cachorrinhos são animais que usam a boca para diversas funcionalidades, é possível que o pet colete o parasita lambendo um brinquedo, bebendo água de uma poça ou mastigando algum objeto. Ficar de olho em como prevenir a doença é muito importante, visto que a giárdia em cães é transmitida para outros animais com facilidade. 

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?
    Saúde animal

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?

    A sarna em gatos é um dos problemas de pele mais comuns que podem afetar o bichano. Causada por ácaros que ficam na pelagem dos felinos, a doença também pode acometer cachorros e até mesmo humanos. O gato com sarna sofre bastante com coceiras e problemas na pele. Felizmente, existe tratamento de sarna em gatos capaz de eliminar os parasitas e garantir conforto ao peludo. 

    Tosse de cachorro: o que pode ser?
    Saúde animal

    Tosse de cachorro: o que pode ser?

    O cachorro com tosse é algo que pode assustar muitos tutores, principalmente quando acontece de forma recorrente e não tem um motivo aparente. O sintoma indica algum incômodo no sistema respiratório canino e pode estar associado a diferentes causas que variam desde problemas mais simples, como um engasgo na hora de comer, até algo mais sério, como doenças cardíacas e vermes pulmonares.

    O que o anticoncepcional para gatos pode causar?
    Saúde animal

    O que o anticoncepcional para gatos pode causar?

    O anticoncepcional para gatos é usado por muitos tutores como alternativa à castração. A injeção é vista por muitas pessoas como um método mais barato e menos invasivo de impedir o cio de gata. Mas é comum surgir a dúvida sobre o anticoncepcional para gatos: quando aplicar é recomendado? A verdade é que o anticoncepcional para gatas traz muitos problemas à saúde e nunca é a solução para o cio de gato. O Patas da Casa te explica quais os perigos da injeção anticoncepcional para gatos e porque a castração é a melhor opção. Confira!

    Ver Todas >