Saúde

Torção gástrica em cães: descubra o que é e como identificar a enfermidade

A   torção gástrica em cães pode oferecer grandes riscos à saúde do seu amigo. Saiba mais sobre a doença abaixo!
A torção gástrica em cães pode oferecer grandes riscos à saúde do seu amigo. Saiba mais sobre a doença abaixo!

A dilatação gástrica em cães - ou torção gástrica, como é popularmente conhecida - é uma doença mais perigosa do que se imagina e pode atingir a saúde de raças de cachorros grandes, como Pastor Alemão, Labrador e São Bernardo. Rápida e letal, ela é causada quase sempre por acúmulo de gases, alimentos ou líquidos no estômago do animal, que fazem com que o órgão gire e dilate. Quando não tratada a tempo, a doença pode se desenvolver rapidamente, comprometer a saúde do seu amigo e ser fatal. Para esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto, conversamos com o médico veterinário Frederico Lima, do Rio de Janeiro. Veja abaixo o que ele nos disse sobre a torção gástrica!

Torção gástrica em cães: entenda o que é e as principais causas da doença

Antes de mais nada, é preciso entender como funciona o estômago do seu amigo. Em condições normais, o cachorro ingere a comida e o órgão se encarrega de decompor os alimentos e, assim, esvaziar o estômago através dos seus próprios mecanismos fisiológicos. Nesse sentido, a torção gástrica nada mais é do que a torção do estômago em seu próprio eixo. Segundo o veterinário, o quadro é geralmente causado pela “frouxidão” dos ligamentos que sustentam o estômago e controlam a alimentação exagerada e rápida. O hábito é comum em cachorros jovens de raças grandes, por exemplo, que costumam ingerir muita comida ou líquidos de forma rápida. Além disso, o estresse também pode desencadear a dilatação gástrica em cães.

Dilatação gástrica canina: sintomas para ficar atento

Não é muito difícil identificar a torção gástrica em cães: a doença se caracteriza, principalmente, por um aumento do estômago do animal e a presença de gases. Além destes, o veterinário explica que outros sinais podem indicar que algo não vai bem com a saúde do seu amigo. “Muita dor abdominal, fraqueza intensa e alterações no comportamento também podem ser sintomas da doença”, conta. Por se tratar de um quadro perigoso e, muitas vezes, fatal, é importante observar o seu pet e procurar atendimento especializado ao perceber qualquer sintoma. “A dilatação gástrica em cães impede a circulação sanguínea dos vasos da região e estimula o aumento de compostos tóxicos no organismo do animal. Por isso, o tutor deve estar sempre atento para evitar a fatalidade do seu pet”, alerta.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
      Dilatação gástrica em cães: a ingestão exagerada e afobada de líquidos pode causar a doença
    Dilatação gástrica em cães: a ingestão exagerada e afobada de líquidos pode causar a doença

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Como é feito o diagnóstico da torção gástrica em cães? 

    Ao observar a presença de dilatação excessiva do estômago do seu cãozinho, o primeiro passo é levá-lo para uma consulta com o veterinário. Só assim será possível saber o que está acontecendo e, então, dar início ao tratamento. “O diagnóstico pode ser feito com exames de imagem. Além disso, o exame clínico realizado de emergência pelo veterinário também pode constatar a torção gástrica em cães”, conta o profissional.

    Torção gástrica em cães: tratamento é feito através de cirurgia

    O tratamento para torção gástrica em cães é apenas um: cirurgia. “Dessa forma, é realizado o reposicionamento do órgão e o esvaziamento, se necessário. Além disso, a cirurgia também garante a fixação do estômago à parede do abdômen, aumentando a estabilidade do órgão”, explica Frederico. Vale ressaltar que não existem remédios caseiros e milagrosos que possam tratar e impedir o avanço da dilatação gástrica em cães. Por isso, assim que o tutor notar qualquer um dos sintomas da doença deve consultar um médico veterinário imediatamente. Lembre-se: quando tratada precocemente, a doença não apresenta riscos à vida do seu amigo. 

    Controlar a alimentação do seu amigo pode ajudar a prevenir a torção gástrica em cães

    Quando se trata de dilatação gástrica em cães, uma coisa é certa: a alimentação pode influenciar na saúde do seu amigo. Por isso, o veterinário ressalta: “É importante evitar a ingestão de alimento de maneira afoita ou exagerada”. Nesse caso, o uso de comedouro lento para cachorro pode ser uma boa opção para os cães que vão com “muita sede ao pote”. Além disso, é importante evitar corridas e brincadeiras após as refeições, principalmente em cães grandes. Também é bom evitar brincar ou mexer com o animal enquanto ele come. Assim como os humanos, os cães precisam gostam de tranquilidade durante as refeições. 

    Redação: Úrsula Gomes

    5 coisas que você pode fazer para evitar a pancreatite canina

    Próxima matéria

    5 coisas que você pode fazer para evitar a pancreatite canina

    Vira-lata: tudo o que você precisa saber sobre os cães sem raça definida (SRD)
    Adoção

    Vira-lata: tudo o que você precisa saber sobre os cães sem raça definida (SRD)

    O vira-lata é o cachorro mais querido e presente nos lares brasileiros. E não é pra menos, né? Esperto, brincalhão e cheio de amor para dar, ele é um ótimo candidato a transformar a sua casa em um lugar mais divertido e, de quebra, ser um companheiro para todas as horas. Oficialmente chamado de sem raça definida (SRD), o cachorro vira-lata não tem uma origem clara e possui características que o tornam único. O cãozinho SRD desperta muitas dúvidas entre os tutores: quanto tempo vive um vira-lata? 

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral
    Saúde

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral

    Uma das doenças virais de cachorro mais sérias e comuns que existem, o vírus da parvovirose atinge, principalmente, animais que não foram imunizados contra este e outros vírus. Entre os principais sintomas da parvovirose, o vômito, a diarreia com sangue, e a desidratação podem ser destacados, ou seja: mesmo que o diagnóstico chegue bem cedo, o tratamento deve começar o quanto antes, já que a parvovirose pode ser fatal. Para esclarecer todas dúvidas sobre a parvovirose canina, nós conversamos com a veterinária Jackeline Ribeiro. Dá uma olhada no que ela contou!

    Cães e gatos pretos: por que eles são mais rejeitados na hora da adoção?
    Histórias reais

    Cães e gatos pretos: por que eles são mais rejeitados na hora da adoção?

    Na hora de adotar um pet, muita gente nem imagina a dificuldade que é conseguir arranjar uma família para os bichinhos de pelagem mais escura. Seja um gato preto filho ou um cachorro preto grande: eles raramente são escolhidos pelos adotantes. Mas por que isso acontece, afinal? Pesquisas feitas pela ASPCA, American Society for the Prevention of Cruelty to Animals, revelam pelo menos dois motivos para que os animais de cor preta sejam mais rejeitados na hora da adoção: a Síndrome do Grande Cachorro Preto e a ideia de que o gato preto está ligado a superstições.

    Gato envenenado: aprenda a identificar os sintomas e o que fazer de imediato!
    Saúde

    Gato envenenado: aprenda a identificar os sintomas e o que fazer de imediato!

    Infelizmente, a ideia de que os gatos estão 100% seguros dentro de casa é uma ilusão. Os felinos são animais curiosos e suas peripécias podem acabar transformando qualquer ambiente controlado em um mar de perigos. Por isso, é muito importante se manter atento aos sinais comportamentais e físicos do animal para identificar possíveis problemas, como intoxicações e envenenamentos. Em momentos como esses, pensar rápido e saber agir de imediato pode fazer toda a diferença! Por isso, descubra o que fazer caso o seu gato seja envenenado ou intoxicado!

    Ver Todas >

    Dia do veterinário: 8 curiosidades sobre a profissão que é fundamental para saúde e bem-estar do seu pet
    Saúde animal

    Dia do veterinário: 8 curiosidades sobre a profissão que é fundamental para saúde e bem-estar do seu pet

    No dia 9 de setembro é comemorado o Dia do Veterinário. Quem é pai ou mãe de pet sabe a importância que esse profissional tem no cuidado dos nossos tão queridos animais de estimação. Por isso, nada mais justo que um dia do veterinário especial para eles! Apesar de a profissão ser muitas vezes vista apenas como o atendimento de animais, o veterinário pode atuar em diferentes áreas, ajudando até mesmo no cuidado da saúde humana! 

    FIV: gatos diagnosticados com a doença vivem quanto tempo?
    Saúde animal

    FIV: gatos diagnosticados com a doença vivem quanto tempo?

    A FIV em gatos é uma das doenças mais temidas pelos tutores. Por afetar principalmente o sistema imunológico, a doença deixa o felino mais suscetível a adquirir diversas complicações ao longo da vida. Como não tem cura, o gato com FIV precisa de tratamento a vida inteira. Mas, afinal, por quanto tempo o bichano diagnosticado consegue viver? O gato com FIV pode conviver com outros gatos? 

    Giárdia em cães: 10 perguntas e respostas sobre a doença de cachorro
    Saúde animal

    Giárdia em cães: 10 perguntas e respostas sobre a doença de cachorro

    A giardíase canina é uma doença que deixa muitos tutores de cachorro preocupados. Além de causar sintomas desagradáveis, a giárdia em cães pode até mesmo levar o animal à morte se não for tratada a tempo. Quais são os sintomas de giárdia em cães, o que ela causa no corpo do pet e como preveni-la são algumas das dúvidas que muitos pais e mães de pet têm sobre a doença. 

    Dermatite atópica canina: tudo que você precisa saber sobre a doença de pele em cachorro
    Saúde animal

    Dermatite atópica canina: tudo que você precisa saber sobre a doença de pele em cachorro

    A dermatite atópica canina é uma doença de pele em cachorro mais comum do que se imagina e pode afetar cães de diferentes raças. Uma das principais características desse quadro é a coceira intensa, que pode ou não vir acompanhada de vermelhidão no local. Ou seja, é basicamente como se fosse um tipo de alergia em cachorro. Apesar de não ser uma doença de pele muito grave, a dermatite atópica canina precisa de atenção porque pode interferir consideravelmente na qualidade de vida dos animais.

    Ver Todas >