Saúde

Tártaro em cachorro: tudo que você precisa saber sobre a doença que atinge os dentes dos cães

O tártaro no dente de cachorro pode trazer sérias consequências à saúde do animal
O tártaro no dente de cachorro pode trazer sérias consequências à saúde do animal

Os dentes do cachorro são fundamentais para o desenvolvimento canino. Durante toda a vida, eles usam as estruturas para se alimentar, roer, morder e até mesmo brincar. Logo, cuidar da saúde do pet inclui também uma série de cuidados bucais para prevenir problemas como o tártaro em cachorro. Mas do que se trata essa condição? Como identificar um cachorro com tártaro e quais tratamentos são indicados? Para esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto, o Patas da Casa conversou com a médica veterinária Mariana Lage-Marques, que é especialista em odontologia pela Universidade de São Paulo (USP) e atende no Centro Veterinário Pet Place.

Tártaro de cachorro: o que é e como se desenvolve?

De acordo com a especialista, o tártaro em cachorro é uma consequência da ausência de remoção da placa bacteriana, que é o acúmulo de bactérias na superfície do dente - também conhecido como biofilme. Isso acontece normalmente quando não há um cuidado com a saúde bucal do pet, fazendo com que restos de sujeira fiquem alojados nos dentes, o que posteriormente se transformam na placa bacteriana durante um período que varia entre 24 a 48 horas. “A escovação dentária diária é recomendada porque a placa bacteriana é removível. Com a escova, é possível fazer a remoção dessa placa, impedindo que ela consiga se aderir ainda mais ao dente. Mas a partir do momento em que a placa começa a aderência, ela se calcifica e vira o que a gente conhece como o tártaro no cachorro, que é um nome leigo. Tecnicamente, o certo é cálculo dentário”.

O principal motivo do surgimento do tártaro em cães é por conta da ausência de higiene bucal, que é uma prática que ajuda a remover a placa bacteriana causadora do problema. “O tártaro só se forma quando não há escovação dentária”, revela Mariana.

Como identificar um cachorro com tártaro?

Analisar a boca do seu cãozinho é um passo importante para saber se ele está com tártaro ou não. Segundo a dentista, alguns sinais clínicos se destacam, como o escurecimento dos dentes, a presença de halitose (também conhecido como mau hálito) e, em alguns casos, o quadro pode vir acompanhado de uma gengivite, que é o processo inflamatório gengival. “A não remoção do tártaro e da placa pode acabar gerando uma inflamação na gengiva. Como essa região é a principal responsável pela proteção do periodonto, uma gengiva inflamada perde a capacidade de proteger o osso e o ligamento dos dentes. Com isso, o cachorro pode desenvolver uma periodontite, que é o processo inflamatório ósseo”, explica. Sangramentos bucais são bem comuns nesses casos, então é bom ficar alerta. Outra característica da periodontite é que, com o passar do tempo, a inflamação dos ossos e dos ligamentos resultam em dentes com mobilidade que podem vir a cair.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    As manchas escuras nos dentes são indicativos do tártaro em cachorro
    As manchas escuras nos dentes são indicativos do tártaro em cachorro

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Como limpar tártaro de cachorro: o que você precisa saber sobre o tratamento

    Muitas pessoas se perguntam como eliminar tártaro de cachorro como se fosse algo simples e possível de ser feito em casa, mas não é bem assim. Se você tem um cachorro com tártaro, é necessário recorrer a um especialista no assunto para analisar a situação: “É importante que a limpeza dos dentes do cachorro seja realizada por um profissional especialista em odontologia veterinária, pois o tratamento não se trata apenas de uma limpeza, mas é uma investigação daquilo que a gente não consegue visualizar”. Dessa forma, há uma avaliação do que está escondido por baixo da gengiva também. “Eu falo que o dente é como se fosse um iceberg. A gente vê a parte de cima e a parte de baixo determina como está a saúde do periodonto. Utilizamos a radiografia intraoral, um procedimento que normalmente é feito apenas por especialistas”. 

    A médica ainda destaca que o processo precisa de anestesia geral: “É preciso avaliar o subgengival e fazer a limpeza dos microrganismos que podem ter penetrado além da gengiva ou para baixo dela. Por isso, essa limpeza precisa ser feita de forma completa. Se houver necessidade de extração, isso também é algo que vai ser determinado pelo profissional”.

    Cachorro com tártaro: todos os cães estão aptos a este tratamento?

    Por se tratar de um procedimento que necessita de anestesia geral, muitos tutores se sentem inseguros e se questionam se o seu cãozinho está apto para passar pelo tratamento periodontal. Sobre essa dúvida, Mariana esclarece: “Todos os cães podem passar pela limpeza de tártaro desde que sejam examinados clinicamente. Não existe paciente que possa realizar o procedimento sem que tenha sido avaliado, então é recomendado que seja feito um exame clínico do animal como um todo - coração, fígado, rins - e também a realização de exames pré-cirúrgicos para detectar se existe alguma doença concomitante ou outra comorbidade que impeça ou aumente o risco anestésico durante esse procedimento”. 

    Tártaro: cães que não realizam o tratamento podem desenvolver outros problemas

    O tártaro em cachorro pode evoluir para quadros mais graves, como a gengivite e a periodontite, mas essas não são as únicas preocupações. “Quando a gengivite se instala, ela se torna uma porta de entrada para vários microrganismos. Eles tendem a cair na corrente sanguínea e, com isso, ocorre a disseminação dos microrganismos para o sistema geral, podendo migrar para órgãos previamente inflamados ou já com algum problema, como coração, rins, coluna, fígado e assim por diante”, acrescenta. Justamente por isso, o intuito é não permitir o acúmulo de tártaro no cachorro para que não ocorra uma gengivite e, consequentemente, não haja a disseminação ou translocação de microrganismos para o corpo do animal. “Com o passar do tempo, ocorre a perda óssea e o paciente vai perdendo os dentes. Isso além de ser um processo infeccioso crônico, também é um desconforto que precisa ser resolvido”, conclui Mariana

    O tártaro de cachorro pode ser prevenido com a escovação dentária
    O tártaro de cachorro pode ser prevenido com a escovação dentária

    É possível prevenir o tártaro no cachorro? Confira algumas dicas!

    Sim, é totalmente possível prevenir o tártaro de cachorro desde que o tutor tenha certos cuidados com a saúde bucal do seu amigo de quatro patas. Além da escovação dentária, que é essencial para manter o problema longe, a dentista Mariana conta que existem substâncias e produtos adjuvantes que podem ser utilizados, e também alguns brinquedos que podem ajudar a remover a placa bacteriana dos dentes do cão. Um exemplo disso são os mordedores para cachorro, que são ótimos para “limpar” o sorriso do animal enquanto ele se diverte. No entanto, aqui vai um alerta: “O tutor deve fugir dos ossos naturais e dos brinquedos de nylon, porque eles aumentam infinitamente a incidência de fraturas dentárias”.

    Sobre a escovação dos dentes do cachorro, a especialista destaca que essa é uma atividade que deve ser prazerosa tanto para o cão quanto para seu tutor. Sendo assim, vale premiar e dar uns mimos para o animal associar o momento a algo positivo. Para cães que não estão muito acostumados com o processo de escovação ou filhotes que passaram recentemente pela troca de dentição, aqui vai uma dica da Mariana: “Pode-se começar escovando o dente do cachorro com uma gaze enrolada no dedo e massageando a gengiva e o dente, e depois  substitui pela escova e pasta dentária veterinárias (não podem ser utilizadas pastas humanas). Essa escovação deve acontecer de forma gradual e sempre com carinho”. Veja como escovar o dente de cachorro com um passo a passo:

    1) Aproveite os momentos em que o cão está mais relaxado para iniciar a o processo de escovação gradualmente (sem pressa e com bastante paciência).

    2) Quanto mais confortável o cachorro se sentir ao ser tocado perto da região do focinho, melhor. Então, comece acariciando a cabeça do pet, o exterior da boca e, por fim, o seu interior.

    3) Massageie as gengivas com o  dedo, depois com uma gaze e, só depois disso, utilize a escova com a pasta de dente para cachorro.

    4) Inicie a escovação com movimentos circulares e, em seguida, direcione o movimento da gengiva para as pontas dos dentes.

    5) Se você notar que o doguinho está confortável com a situação, tente escovar os dentes pelo lado da língua. Prontinho!

    Redação: Juliana Melo

    Gato obeso: como saber se o seu pet está acima do peso?

    Próxima matéria

    Gato obeso: como saber se o seu pet está acima do peso?

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno

    Para quem procura por raças de cachorro pequeno, o Pequinês pode ser a companhia perfeita. Além de se adaptar muito bem a apartamentos e outros espaços reduzidos, esse pequeno cãozinho é dotado de uma personalidade carinhosa, amigável e extremamente leal aos seus humanos. Apesar da baixa estatura, o cachorro Pequinês também é super corajoso, e uma das maiores provas de que tamanho não é documento. 

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande

    Você já ouviu falar no Dogo Argentino? Essa é uma raça de cachorro que teve origem em um país vizinho ao nosso, a Argentina. Embora pareçam sérios, os cães desta raça são uns amores e têm tudo para te conquistar, principalmente se o que você procura é um amigo de quatro patas bem leal e parceiro. Mas antes de comprar ou adotar um cachorro desta raça, que tal conhecê-lo um pouco mais a fundo? 

    Norueguês da Floresta: tudo o que você precisa saber sobre a raça de gato
    Raças

    Norueguês da Floresta: tudo o que você precisa saber sobre a raça de gato

    O gato Norueguês da Floresta chama a atenção por onde passa, principalmente por conta do seu porte. Essa é uma raça de gato grande e que tem o corpo bem robusto, coberto por pelos longos e lisos, que deixam o bichano com uma aparência bem fofa e apertável. Também é um animal super gentil e carinhoso, e por isso consegue conquistar a todos com facilidade. 

    Ver Todas >

    Lúpus canino: como a doença autoimune em cães se desenvolve e quais as raças mais afetadas?
    Saúde animal

    Lúpus canino: como a doença autoimune em cães se desenvolve e quais as raças mais afetadas?

    Uma doença conhecida entre os humanos que também atinge os nossos amigos de quatro patas é o lúpus em cachorro. Essa doença autoimune em cães acontece quando células saudáveis do organismo atacam a si mesmas, deixando o sistema imunológico canino fragilizado e propenso a contrair diversos problemas de saúde. O lúpus canino não é muito conhecido e nem sempre é fácil detectar os sintomas clínicos.

    Sarcoma de aplicação em felinos: veterinária tira todas as dúvidas sobre esse tipo de tumor em gatos
    Saúde animal

    Sarcoma de aplicação em felinos: veterinária tira todas as dúvidas sobre esse tipo de tumor em gatos

    O sarcoma de aplicação em felinos é um tipo de tumor de pele bastante preocupante e que precisa de muita atenção. Embora não se saiba ao certo qual a causa do problema, o sarcoma de aplicação pode afetar significativamente a saúde do gato e por isso é importante observar qualquer alteração no corpo do animal, especialmente se houver reações inflamatórias em forma de nódulos.

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos
    Saúde animal

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    A infecção urinária em gatos é um problema muito comum. A bexiga do gato é um dos órgãos mais atingidos por infecções que são capazes de debilitar todo o sistema excretor. Esse órgão com habilidade de expandir seu tamanho é fundamental no bom funcionamento do organismo de um gato, sendo um dos principais responsáveis pela eliminação da urina. Mas você sabe onde fica a bexiga do gato? Ou qual é sua função? E você tem ideia de que doenças mais afetam essa região?

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes
    Saúde animal

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes

    A síndrome de wobbler é uma doença que afeta principalmente raças de cachorro de grande porte. Ela atinge as vértebras e a medula espinhal do cachorro, desencadeando problemas neurológicos e de locomoção. O tratamento precisa ser o mais rápido possível, pois a síndrome de wobbler pode avançar para estágios mais graves e trazer consequências sérias ao animal. .

    Ver Todas >