Cachorro

Tártaro em cachorro: tudo que você precisa saber sobre a doença que atinge os dentes dos cães

Publicado - 29 Janeiro 2021 - 17h55

Atualizado - 08 Maio 2024 - 12h52

Mariana Lage Marques / Médica Veterinária Odontologia

CRMV CRMV: 15.719 SP

Formada em Medicina Veterinária pela UNIP em 2002 e pós-graduada em Cirurgia pela FMVZ-USP. Especializada em Odontologia Veterinária pela FMVZ-USP. Sócia Proprietária da Pet Place (Centro Veterinário)

Juliana Melo / Repórter

Jornalista formada pela Facha (Faculdades Integradas Hélio Alonso). Sempre amei o universo pet e meu sonho sempre foi ter um cachorro ou gato, mas essa ainda é uma realidade um pouco distante pra mim. Me sinto um pouco Felícia perto dos bichinhos, e acho fantástico poder entender um pouco melhor o comportamento deles e ajudar tantos tutores por aí!

A oportunidade de entrar na equipe do Patas da Casa foi incrível, porque apesar de não ter um pet, sempre tive muita vontade de conhecer e compreender melhor esse universo. Hoje me sinto praticamente uma ‘expert’ em comportamento de cães e gatos e uma das maiores incentivadoras da adoção animal.

• Filme com animal preferido: “Sempre ao Seu Lado”
• Uma raça de cachorro: Dachshund
• Uma raça de gato: Maine Coon
• A curiosidade favorita sobre cachorros: A maneira como um cão se comporta depende principalmente da criação que ele recebe
• A curiosidade favorita sobre gatos: Os gatos enxergam os humanos como seus semelhantes (basicamente como se fôssemos gatos gigantes)
• Sobre o que mais gosta de escrever no universo pet: Comportamento animal
• Um aprendizado: Adotar um cachorro ou gato é uma das decisões mais bonitas que alguém pode tomar, mas que precisa ser feita com muita responsabilidade
• Nome de pet favorito: Bilbo

Os dentes do cachorro são fundamentais para o desenvolvimento canino. Durante toda a vida, eles usam as estruturas para se alimentar, roer, morder e até mesmo brincar. Logo, cuidar da saúde do pet inclui também uma série de cuidados bucais para prevenir problemas como o tártaro em cachorro. Mas do que se trata essa condição? Como identificar um cachorro com tártaro e quais tratamentos são indicados? Para esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto, o Patas da Casa conversou com a médica veterinária Mariana Lage-Marques, que é especialista em odontologia pela Universidade de São Paulo (USP) e atende no Centro Veterinário Pet Place.

Tártaro de cachorro: o que é e como se desenvolve?

De acordo com a especialista, o tártaro em cachorro é uma consequência da ausência de remoção da placa bacteriana, que é o acúmulo de bactérias na superfície do dente - também conhecido como biofilme. Isso acontece normalmente quando não há um cuidado com a saúde bucal do pet, fazendo com que restos de sujeira fiquem alojados nos dentes, o que posteriormente se transformam na placa bacteriana durante um período que varia entre 24 a 48 horas. “A escovação dentária diária é recomendada porque a placa bacteriana é removível. Com a escova, é possível fazer a remoção dessa placa, impedindo que ela consiga se aderir ainda mais ao dente. Mas a partir do momento em que a placa começa a aderência, ela se calcifica e vira o que a gente conhece como o tártaro no cachorro, que é um nome leigo. Tecnicamente, o certo é cálculo dentário”.

O principal motivo do surgimento do tártaro em cães é por conta da ausência de higiene bucal, que é uma prática que ajuda a remover a placa bacteriana causadora do problema. “O tártaro só se forma quando não há escovação dentária”, revela Mariana.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Como identificar um cachorro com tártaro?

Analisar a boca do seu cãozinho é um passo importante para saber se ele está com tártaro ou não. Segundo a dentista, alguns sinais clínicos se destacam, como o escurecimento dos dentes, a presença de halitose (também conhecido como mau hálito) e, em alguns casos, o quadro pode vir acompanhado de uma gengivite, que é o processo inflamatório gengival. “A não remoção do tártaro e da placa pode acabar gerando uma inflamação na gengiva. Como essa região é a principal responsável pela proteção do periodonto, uma gengiva inflamada perde a capacidade de proteger o osso e o ligamento dos dentes. Com isso, o cachorro pode desenvolver uma periodontite, que é o processo inflamatório ósseo”, explica. Sangramentos bucais são bem comuns nesses casos, então é bom ficar alerta. Outra característica da periodontite é que, com o passar do tempo, a inflamação dos ossos e dos ligamentos resultam em dentes com mobilidade que podem vir a cair.

 

Dente de cachorro com mancha escura amarelada
As manchas escuras nos dentes são indicativos do tártaro em cachorro

 

Como limpar tártaro de cachorro: o que você precisa saber sobre o tratamento

 

Muitas pessoas se perguntam como eliminar tártaro de cachorro como se fosse algo simples e possível de ser feito em casa, mas não é bem assim. Se você tem um cachorro com tártaro, é necessário recorrer a um especialista no assunto para analisar a situação: “É importante que a limpeza dos dentes do cachorro seja realizada por um profissional especialista em odontologia veterinária, pois o tratamento não se trata apenas de uma limpeza, mas é uma investigação daquilo que a gente não consegue visualizar”. Dessa forma, há uma avaliação do que está escondido por baixo da gengiva também. “Eu falo que o dente é como se fosse um iceberg. A gente vê a parte de cima e a parte de baixo determina como está a saúde do periodonto. Utilizamos a radiografia intraoral, um procedimento que normalmente é feito apenas por especialistas”. 

A médica ainda destaca que o processo precisa de anestesia geral: “É preciso avaliar o subgengival e fazer a limpeza dos microrganismos que podem ter penetrado além da gengiva ou para baixo dela. Por isso, essa limpeza precisa ser feita de forma completa. Se houver necessidade de extração, isso também é algo que vai ser determinado pelo profissional”.

Cachorro com tártaro: todos os cães estão aptos a este tratamento?

Por se tratar de um procedimento que necessita de anestesia geral, muitos tutores se sentem inseguros e se questionam se o seu cãozinho está apto para passar pelo tratamento periodontal. Sobre essa dúvida, Mariana esclarece: “Todos os cães podem passar pela limpeza de tártaro desde que sejam examinados clinicamente. Não existe paciente que possa realizar o procedimento sem que tenha sido avaliado, então é recomendado que seja feito um exame clínico do animal como um todo - coração, fígado, rins - e também a realização de exames pré-cirúrgicos para detectar se existe alguma doença concomitante ou outra comorbidade que impeça ou aumente o risco anestésico durante esse procedimento”. 

Tártaro: cães que não realizam o tratamento podem desenvolver outros problemas

O tártaro em cachorro pode evoluir para quadros mais graves, como a gengivite e a periodontite, mas essas não são as únicas preocupações. “Quando a gengivite se instala, ela se torna uma porta de entrada para vários microrganismos. Eles tendem a cair na corrente sanguínea e, com isso, ocorre a disseminação dos microrganismos para o sistema geral, podendo migrar para órgãos previamente inflamados ou já com algum problema, como coração, rins, coluna, fígado e assim por diante”, acrescenta. Justamente por isso, o intuito é não permitir o acúmulo de tártaro no cachorro para que não ocorra uma gengivite e, consequentemente, não haja a disseminação ou translocação de microrganismos para o corpo do animal. “Com o passar do tempo, ocorre a perda óssea e o paciente vai perdendo os dentes. Isso além de ser um processo infeccioso crônico, também é um desconforto que precisa ser resolvido”, conclui Mariana

 

Tutor escovando os dentes de cachorro
O tártaro de cachorro pode ser prevenido com a escovação dentária

 

É possível prevenir o tártaro no cachorro? Confira algumas dicas!

 

Sim, é totalmente possível prevenir o tártaro de cachorro desde que o tutor tenha certos cuidados com a saúde bucal do seu amigo de quatro patas. Além da escovação dentária, que é essencial para manter o problema longe, a dentista Mariana conta que existem substâncias e produtos adjuvantes que podem ser utilizados, e também alguns brinquedos que podem ajudar a remover a placa bacteriana dos dentes do cão. Um exemplo disso são os mordedores para cachorro, que são ótimos para “limpar” o sorriso do animal enquanto ele se diverte. No entanto, aqui vai um alerta: “O tutor deve fugir dos ossos naturais e dos brinquedos de nylon, porque eles aumentam infinitamente a incidência de fraturas dentárias”.

Sobre a escovação dos dentes do cachorro, a especialista destaca que essa é uma atividade que deve ser prazerosa tanto para o cão quanto para seu tutor. Sendo assim, vale premiar e dar uns mimos para o animal associar o momento a algo positivo. Para cães que não estão muito acostumados com o processo de escovação ou filhotes que passaram recentemente pela troca de dentição, aqui vai uma dica da Mariana: “Pode-se começar escovando o dente do cachorro com uma gaze enrolada no dedo e massageando a gengiva e o dente, e depois  substitui pela escova e pasta dentária veterinárias (não podem ser utilizadas pastas humanas). Essa escovação deve acontecer de forma gradual e sempre com carinho”. Veja como escovar o dente de cachorro com um passo a passo:

1) Aproveite os momentos em que o cão está mais relaxado para iniciar a o processo de escovação gradualmente (sem pressa e com bastante paciência).

2) Quanto mais confortável o cachorro se sentir ao ser tocado perto da região do focinho, melhor. Então, comece acariciando a cabeça do pet, o exterior da boca e, por fim, o seu interior.

3) Massageie as gengivas com o  dedo, depois com uma gaze e, só depois disso, utilize a escova com a pasta de dente para cachorro.

4) Inicie a escovação com movimentos circulares e, em seguida, direcione o movimento da gengiva para as pontas dos dentes.

5) Se você notar que o doguinho está confortável com a situação, tente escovar os dentes pelo lado da língua. Prontinho!

Redação: Juliana Melo

Saúde

O que acontece no corpo da gata no cio? Dos miados estridentes aos picos hormonais, veja todas as mudanças que ela enfrenta

Não precisa ser expert no universo felino para conseguir identificar uma gata no cio. Dos miados estridentes aos picos hormonais, o ...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Histórias reais

Vira-lata caramelo invade festa junina e faz participação especial na hora quadrilha

Não tem jeito: o vira-lata caramelo sempre dá um jeito de abrilhantar qualquer enredo. Se há algum tempo viralizaram histórias de ca...

Cachorro

Esses são os 6 sinais que seu cachorro te ama mais visíveis - e provam que você é a "casca de bala" dele e vice-versa

Frases para cachorro de amor podem revelar muito sobre os sentimentos humanos sobre os fortes vínculos que são criados com os pets. ...

Comportamento

Aprenda a interpretar cada miado de gato: foi com essas dicas que consegui me aproximar mais ainda do meu pet

Mesmo que os gatos não saibam falar, a linguagem felina é muito rica e expressiva. Além da postura corporal, o miado de gato tem uma...

Saúde

O que acontece no corpo da gata no cio? Dos miados estridentes aos picos hormonais, veja todas as mudanças que ela enfrenta

Não precisa ser expert no universo felino para conseguir identificar uma gata no cio. Dos miados estridentes aos picos hormonais, o ...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Comportamento

"Amor de gato": foi assim que aprendi a interpretar as emoções do meu gatinho e percebi que sou o amor da vida dele

O amor de gato é um sentimento especial e gratificante que os bichanos demonstram por seus donos. Mas ao contrário dos cães, eles ex...

Ver todas