close
Saúde

Seu gato não consegue defecar? Veterinária explica as causas do problema e o que fazer

Atualizado · 27 de maio de 2021 · 18h49

Publicado · 27/05/2021 · 18h49

O que fazer quando o gato não consegue defecar? Tire todas as suas dúvidas com as recomendações de uma veterinária
O que fazer quando o gato não consegue defecar? Tire todas as suas dúvidas com as recomendações de uma veterinária

Fazer as necessidades na frequência certa é algo que indica como está a saúde do intestino do gato. Muitos tutores não sabem o que fazer quando é observado que o gato não consegue defecar. A situação pode estar associada a uma série de doenças e até mesmo a aspectos comportamentais. O Patas da Casa conversou com a médica veterinária Vanessa Zimbres, da clínica Gato é Gente Boa, para entender o que faz o gato ter dificuldde de evacuar e dar algumas dicas sobre o que fazer diante do problema. Confira!

Como identificar que o gato não consegue defecar?

Identificar que o gato não está defecando pode parecer simples, mas alguns tutores podem confundir a situação que o felino está passando. A médica veterinária Vanessa Zimbres relatou o quanto é comum o tutor achar que o gato está fazendo força para defecar, quando na verdade ele não está conseguindo urinar ou vice-versa.

Os sinais mais claros de que o gato não consegue defecar é quando o pet vai até a caixa de areia e fica forçando e também vocalizando. “Normalmente o tutor vai identificar que ele não está encontrando mais fezes na caixa, ou ao perceber menor quantidade. Pode ser um gato que fazia cocô duas vezes ao dia e está fazendo uma”, explica a veterinária. Também pode ocorrer do tutor observar uma frequência menor na necessidade de limpar a caixinha de areia. Qualquer pequeno sinal já deve ligar o alerta. 

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Gato não consegue defecar: manter a caixa de areia sempre limpa é um cuidado importante para que o gato não passe pelo problema
    Gato não consegue defecar: manter a caixa de areia sempre limpa é um cuidado importante para que o gato não passe pelo problema

    Mais Lidas

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Meu gato não consegue defecar: o que fazer?

    Mas afinal de contas, o que fazer quando o gato não consegue defecar? A veterinária alertou o quanto é necessário que o tutor leve o gatinho ao médico veterinário para identificar a razão do problema. O exame clínico é muito importante, principalmente para diagnosticar problemas graves, que necessitam de um tratamento específico e adequado para a melhora da saúde do animal.

    A médica veterinária também alertou sobre o perigo da tentativa de terapias caseiras sem a recomendação de um profissional. “O gato pode piorar ainda mais por conta de uma medicação que foi usada de forma equivocada. O que a gente jamais recomenda é o uso de óleo mineral, que muitos tutores usam achando que não tem problema. Na hora que você vai dar o óleo mineral para o gato, corre o risco dele salivar em excesso, não gostar, tentar fugir e acabar aspirando o óleo. Uma vez que esse óleo mineral é aspirado e vai para o pulmão, ele nunca mais vai sair de lá. O gato vai ter uma pneumonia por corpo estranho, vai evoluir para uma fibrose. Normalmente esse tipo de pneumonia leva a óbito porque não tem como limpar esse pulmão. Se o tutor não consegue identificar o que está acontecendo, é melhor não fazer nada e realmente buscar ajuda profissional”, alerta Vanessa.

    Alimentação rica em fibras e hidratação correta ajuda a melhorar (e até prevenir) o problema

    Por outro lado, existem algumas formas naturais de ajudar o gato que não consegue defecar. A causa mais comum do problema é a falta de fibras. Por isso, o aumento de fibras na dieta pode ajudar quando o gato não consegue defecar. A hidratação também é muito importante e a principal dica é oferecer uma ração úmida misturada a algum suplemento alimentício de fibras para o animal. 

    O aumento da ingestão de fibras pode ser resolvido com uma simples grama para gato. “Tem a opção também de oferecer uma ração para gatos de pelo longo, que tem um teor maior de fibras”, orientou a profissional. Manter a caixa de areia sempre limpa, a vermifugação em dia e oferecer água fresca e limpa a vontade para o felino também é muito importante para evitar o problema.

    Gato não consegue defecar: quais doenças estão associadas a esse problema?

    Existe uma série de doenças que podem deixar o gatinho sem conseguir defecar. Além dos quadros clínicos, alguns aspectos comportamentais também podem contribuir para a complicação. A obstrução intestinal em gatos, colite, intestino irritado, fecaloma, bolas de pelo, doença renal crônica, desidratação e verminoses são alguns dos problemas de saúde que podem deixar os felinos com dificuldade para defecar. Nos gatos mais velhinhos, que sofreram algum trauma ou estão fora do peso ideal, a dor articular pode fazer com que eles evitem defecar para não sentirem incômodos. Nesse caso, o ideal é trocar a caixa de areia por um modelo com as extremidades mais baixas para que ele consiga entrar e sair sem fazer muito esforço.

    Redação: Hyago Bandeira

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!

    Próxima matéria

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!

    Vulvovaginite em cadelas: veterinário explica as causas do problema e como é feito o tratamento
    Saúde

    Vulvovaginite em cadelas: veterinário explica as causas do problema e como é feito o tratamento

    A vulvovaginite em cadelas é um quadro inflamatório mais comum do que se pensa e que pode atingir as cachorras em qualquer fase da vida, inclusive filhotes. Essa doença pode ser causada por diferentes fatores, e, dependendo da causa, o tratamento pode variar. Por isso, ao observar qualquer vestígio de corrimento saindo da vagina da cadela, é importante ficar atento. Para esclarecer possíveis dúvidas sobre o assunto, entrevistamos o médico veterinário Frederico Lima, do Rio de Janeiro. Veja só o que mais ele disse sobre a vulvovaginite canina a seguir!

    Tem problema atrasar a vacina do cachorro? Veterinária explica os riscos
    Vacina

    Tem problema atrasar a vacina do cachorro? Veterinária explica os riscos

    A vacina para cachorro é uma das principais formas de proteger o seu amigo de uma série de doenças que, além de serem realmente incômodas para o animal, podem ser fatais em alguns casos. Por isso, manter a carteira de vacinação do seu doguinho em dia é uma ótima maneira de cuidar para que ele se mantenha saudável. Ainda assim, os atrasos podem acontecer em uma série de casos diferente. Para explicar sobre as consequências, como agir quando isso acontece e o porquê das vacinas serem tão importantes, a gente conversou com a veterinária Renata Bloomfield.

    Gato vomitando: veja as possíveis causas do vômito e saiba o que fazer!
    Vômito

    Gato vomitando: veja as possíveis causas do vômito e saiba o que fazer!

    O gato vomitando não é motivo para desespero! Quem tem um felino para chamar de seu sabe que não é nada raro encontrar um vômito de gato espalhado pela casa, né? Felizmente, na maioria das vezes, a surpresinha desagradável pode estar associada a causas bem corriqueiras, tipo a bola de pelos ou uma simples regurgitação. Mesmo assim, é muito importante ficar atento ao comportamento do gato e se certificar de que o problema não é resultado de algo mais grave.

    Meu gato não quer comer, o que devo fazer? Dicas para cuidar da alimentação do felino
    Ração

    Meu gato não quer comer, o que devo fazer? Dicas para cuidar da alimentação do felino

    Um dos sinais mais comuns que os gatos demonstram que alguma coisa não vai bem com a saúde é não querer comer ou comer bem pouco. Os motivos podem ser os mais diversos, desde uma leve indisposição a problemas mais graves. Por isso, conhecer bem o comportamento do seu felino e ficar atento aos demais sinais é essencial para agir corretamente e buscar ajuda veterinária a tempo. Para ajudar, vamos tirar algumas dúvidas e dar dicas de como fazer o seu gato voltar a comer.

    Ver Todas >

    Gato pega cinomose? Descubra a resposta!
    Saúde animal

    Gato pega cinomose? Descubra a resposta!

    Você já ouviu falar de cinomose em gatos? Muito se sabe sobre a cinomose em cães, doença altamente contagiosa e que traz diversas complicações à saúde do cachorro. Essa condição é temida por muitos tutores de cães, mas também tutores de gatinhos. Existe uma doença conhecida por “cinomose em gatos”, que parece ser exatamente igual à que atinge os cães. Porém, existem muitas dúvidas se esse termo é realmente o mais adequado para se referir a essa condição. Afinal, a cinomose pega em gato ou a doença acontece unicamente com cães? O Patas da Casa te explica tudo sobre a “cinomose em gatos”!

    Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina
    Saúde animal

    Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina

    Você já ouviu falar em doença do verme do coração? Se você é tutor de cachorro, é bom se preocupar com ela. A dirofilariose é uma doença muito perigosa, que pode afetar órgãos vitais dos cãezinhos e levá-los à morte. Diferente de outras doenças causadas por verminoses, o verme do coração é transmitido pela picada de mosquitos e, por isso, acaba sendo mais incidente no verão. Mas como identificar o verme no coração do cachorro? Dirofilariose tem cura? Como é feito o tratamento? E o mais importante: como manter o pet longe da doença? Descubra tudo sobre verme do coração em cães a seguir.

    Coleira antipulgas e carrapatos: tudo sobre o acessório de gato
    Saúde animal

    Coleira antipulgas e carrapatos: tudo sobre o acessório de gato

    Se você tem um bichinho de estimação, provavelmente já ouviu falar da coleira antipulgas para gatos. Essa é uma forma bem eficaz de proteger os pets contra pulgas, carrapatos e outros parasitas indesejados - e sim, é isso mesmo: quando se trata da coleira antipulgas, cachorro não é o único animal que pode se beneficiar. Embora a maioria dos felinos domésticos tenha menos chances de sofrer com infestações de parasitas, a coleira antipulga também pode ser usada pelos bichanos.

    Doença do carrapato é contagiosa?
    Saúde animal

    Doença do carrapato é contagiosa?

    A doença do carrapato é capaz de atacar todo o organismo do animal, o deixando frágil e debilitado. Por isso, é considerada uma das doenças mais graves que podem afetar um cão. Além da doença do carrapato em cachorro, existe a doença do carrapato em humanos, que causa sintomas parecidos e também é bastante grave. Entender a causa do problema é sempre a melhor maneira de evitar que ele apareça. Como o próprio nome sugere, a doença do carrapato é contagiosa por conta do aracnídeo. 

    Ver Todas >