Histórias reais

Quarentena com o cachorro: 5 mudanças no comportamento canino observados durante o isolamento

Comportamento canino: cachorro latindo muito? Estressado? Carente? Veja os efeitos mais comuns da quarentena nos cães
Comportamento canino: cachorro latindo muito? Estressado? Carente? Veja os efeitos mais comuns da quarentena nos cães

Lidar com o comportamento canino na quarentena pode ser uma tarefa mais difícil do que se pensa. Os cachorros são animais que naturalmente demandam mais atenção do tutor, diferente dos gatos, que são mais independentes. Mas a presença constante dos humanos em casa em junção com os passeios reduzidos acabam mudando totalmente a rotina dos bichinhos, e isso pode se desdobrar em várias mudanças de comportamento no animal. Como os tutores passam praticamente o tempo todo dentro de casa com o cachorro, alguns puderam observar quais foram as mudanças mais significativas durante a quarentena. Enquanto uns se mostraram mais carentes e interativos, outros ficaram mais estressados e ansiosos. Confira a seguir algumas histórias reais de cachorro nesse período!

1) Cachorro ansioso e estressado: Rico acabou parando no veterinário

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Cachorro ansioso: o Rico teve problemas de estresse e ansiedade na quarentena, mas está se recuperando
    Cachorro ansioso: o Rico teve problemas de estresse e ansiedade na quarentena, mas está se recuperando

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia
    Comportamento animal

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia

    Manter a frequência de passeios no dia a dia do seu amigo de quatro patas é algo necessário para todas as raças de cachorro. Além dos benefícios que a socialização desses momentos traz, para muitos animais, essa caminhada é atividade física suficiente para o gasto de energia diário. Raças mais preguiçosas, que só devem se movimentar para manter a saúde, não precisam de muito tempo dedicado a essa área, mas nem todas são assim: para equilibrar, existem algumas raças de cachorro têm energia de sobra. Pensando no bem da saúde do seu animal e buscando evitar que ele desconte essa disposição acumulada em outras partes da casa, nós separamos algumas raças que precisam de agitação para ficar bem no dia a dia. Dá uma olhada!

    Ver um cachorro estressado não é muito comum, já que esses animais normalmente são muito bem humorados e brincalhões. Mas a quarentena com cachorro deixa tudo muito imprevisível e o comportamento canino pode ser facilmente alterado. O Rico, que é um dos cachorrinhos do João Bastos, foi o que mais sofreu com essa mudança de rotina: “Antes passeávamos todo dia, de manhã e à noite. Ficamos sem passear por 3 semanas e achamos que era melhor voltar com o passeio ao menos uma vez por dia. O Rico só fazia as necessidades na rua e teve que aprender a fazer em casa. Ele era bem mais calmo e agora tá mais ansioso e agitado”.

    Uma das principais observações feitas pelo tutor foi que o cãozinho, que não tinha o hábito de latir, passou a latir bastante. Além disso, na última semana, João percebeu que seu amigo de quatro patas passou a apresentar um tremor involuntário na boca. “Levamos ele ao neurologista para fazer os testes. Ele disse que o Rico não tem nenhum problema neurológico, mas pode ter desenvolvido o tremor por causa da ansiedade e do estresse, e passou um remédio para melhorar o nível de serotonina”, esclarece. 

    2) Cachorro carente: alguns animais tendem a ficar mais próximos da família

    Comportamento canino: a Lua adora um colinho (e uma roupinha fofa!)
    Comportamento canino: a Lua adora um colinho (e uma roupinha fofa!)
    O comportamento canino é curioso: a Kiara, além de mais carente, ficou super protetora com a sua tutora
    O comportamento canino é curioso: a Kiara, além de mais carente, ficou super protetora com a sua tutora
    O Guerrero pode não parecer cachorro carente, mas ele adora o carinho da família
    O Guerrero pode não parecer cachorro carente, mas ele adora o carinho da família
    Comportamento canino: a Lua adora um colinho (e uma roupinha fofa!)
    O comportamento canino é curioso: a Kiara, além de mais carente, ficou super protetora com a sua tutora
    O Guerrero pode não parecer cachorro carente, mas ele adora o carinho da família

    Querer atenção é algo típico do comportamento canino, mas muitos tutores têm observado que seus companheiros estão ainda mais carentes nesta quarentena. É o caso da Kiara, cachorrinha da Orlanda Almeida, que não sai de perto da sua tutora nem por um segundo, e até mesmo desenvolveu um lado mais ciumento. “Aonde eu vou, ela sempre está do meu lado. Sala, cozinha... e até no banheiro ela vai junto. Ela também está super ciumenta”, conta Orlanda. 

    A Lua, cadelinha da Amanda Villela, por outro lado, teve que lidar com diferentes mudanças: antes da quarentena, elas mudaram de casa. Mas desde que o isolamento começou, a adaptação tem melhorado, já que a família sempre está por perto. “Por estarmos em casa com mais frequência, ela não tem sentido medo. Ela é bastante carinhosa e gosta muito de colo, então tem ficado mais agarrada conosco também”, diz Amanda. Outro cachorrinho que também ficou mais carente (e obediente) com a quarentena foi Guerrero, cão da Dandara Franco. “Ele quer ficar o tempo inteiro do nosso lado. Além disso, ele não costumava obedecer ordens e sempre estava muito agitado, mas na quarentena eu percebi que ele está muito mais tranquilo”, reflete Dandara.

    3) Cachorro mordendo a pata: Bartô também passa por um momento de estresse

    O Bartô tem ficado mais tempo na janela observando o movimento da rua
    O Bartô tem ficado mais tempo na janela observando o movimento da rua

    Um cachorro estressado ou ansioso pode piorar em situações como a quarentena ou qualquer mudança na rotina. Com a diminuição dos passeios (que agora ocorrem poucas vezes na semana e em menos tempo), o Bartô tem ficado mais ansioso ainda. Segundo a tutora Luana Lopes, o cãozinho passou a ter alguns comportamentos mais compulsivos. "Ele já gostava de ficar na janela, mas agora passa mais tempo ainda, como se estivesse esperando algum cachorro passar na rua pra latir desesperadamente. Tem hora que preciso fechar tudo e direcionar a atenção dele pra outra coisa, como um brinquedo ou petisco", contou. A dona também observou que ele está desenvolvendo um hábito de mordiscar e lamber as próprias patas, sinal claro de estresse canino: "geralmente observo isso pela manhã, que é justamente a hora em que costumávamos passear todo santo dia. Ainda não criou nenhuma ferida, mas tenho monitorado para colocar um colar elisabetano ou consultar um veterinário se for necessário.”

    4) Cachorro apático: Chico ficou com problemas para socializar

    Comportamento canino: Chico e o Luke estão doidos para esse período de isolamento acabar!
    Comportamento canino: Chico e o Luke estão doidos para esse período de isolamento acabar!

    O Chico, cachorrinho da Patrícia Barros, já é figura conhecida: ele viralizou na internet depois de destruir totalmente o colchão da sua tutora. Brincalhão e travesso: foi assim que todo mundo conheceu o cãozinho. No entanto, Patrícia conta que o Chico tinha uma rotina de treinamentos e passeios que não foi possível continuar na quarentena, e acabou atrapalhando o lado sociável do animal: “Chico é um cachorro adotado e ele sempre foi muito assustado. Mas tínhamos uma rotina de passeios e treinamentos toda semana com um adestrador. Ele estava super bem. De repente, com o isolamento, sentimos que ele piorou e agora fica muito grudado comigo. Estamos tentando fazer interações com ele em casa que tem ajudado, como correr e brinquedos interativos, mas a questão da socialização deu uma regredida”.

    5) Cachorro entediado e dormindo muito: Drake e Luke tem dormido bastante

    Cachorro entediado: o Drake começou a quarentena bem, mas agora só quer saber de dormir
    Cachorro entediado: o Drake começou a quarentena bem, mas agora só quer saber de dormir

    O Lucas Monteiro, tutor do Drake, observou que o cãozinho começou o isolamento bem animado: “Nos primeiros dias de quarentena ele era felicidade pura por estar sempre perto de todos nós”. Mas com o passar do tempo, o cachorro acabou se acostumando com a presença da família por perto e, hoje em dia, tem preferido dormir. “Tenho percebido que ele tem dormido bem mais. Antes ele ficava ansioso por sempre estar esperando alguém, agora isso não acontece”. Outro bichinho que também tem passado os dias dormindo é o Luke, que é o outro cão da Patrícia. Segundo ela, o cachorro é idoso e o único momento do dia em que ele se anima é quando a tutora indica que eles vão para um passeio: “Se eu falar a palavra “passear”, ele fica todo feliz”.

    Redação: Juliana Melo

    5 dicas para educar um cachorro desobediente

    Próxima matéria

    5 dicas para educar um cachorro desobediente

    Comportamento canino: entenda os diferentes tipos de personalidade e aprenda a identificar o padrão do seu pet
    Adestramento

    Comportamento canino: entenda os diferentes tipos de personalidade e aprenda a identificar o padrão do seu pet

    Assim como os humanos, os cães também tem um jeitinho próprio de se comunicar com o mundo ao seu redor. É algo que faz parte da personalidade deles e, por isso, é importante entender alguns aspectos do comportamento canino para estreitar a relação com esses animais. Será que você tem um cachorro mais destemido ou medroso? Comunicativo ou tímido? Amigável ou agressivo? 

    Comportamento canino: como socializar cachorros com outros cães?
    Adestramento

    Comportamento canino: como socializar cachorros com outros cães?

    A socialização de cães é uma das maiores preocupações dos donos de animais em geral. Saber que você pode levar o seu cachorrinho para locais públicos sem que ele fique agressivo ou amedrontado na presença de outros animais é o ideal, tanto para você, quanto para ele. Mesmo assim, por causa do instinto de liderança e territorialismo, muitos deles têm dificuldades para se relacionar em ambientes como esse. Por isso, o que não faltam são táticas e truques que você pode colocar em prática para ajudar no comportamento do seu cachorrinho. Confira, aqui embaixo, as dicas do Patas da Casa!

    Seu cachorro morde durante as brincadeiras? Adestrador explica o que motiva esse comportamento e como corrigir
    Adestramento

    Seu cachorro morde durante as brincadeiras? Adestrador explica o que motiva esse comportamento e como corrigir

    O seu cachorro morde muito? Ao adotar um filhote de cachorro, já esperamos muitas bagunças, dentinhos afiados roendo móveis e até mordidinhas durante as brincadeiras. No entanto, mesmo os cachorros adultos continuam com a mania de morder as pessoas da casa, tanto para brincar como para chamar a atenção. Seja qual for o propósito, as mordiscadas não são nada agradáveis e devem ser corrigidas o quanto antes.

    Gato idoso: tudo que você precisa saber sobre saúde, cuidados, alimentação e mudanças de comportamento
    Idoso

    Gato idoso: tudo que você precisa saber sobre saúde, cuidados, alimentação e mudanças de comportamento

    Com uma média de 16 anos de expectativa de vida, o gato idoso precisa de alguns cuidados específicos para uma velhice tranquila. A fase de vida requer algumas mudanças alimentação do gato, exercícios físicos, brincadeiras e cuidados básicos. A idade mais avançada ainda requer mais visitas ao veterinário, já que o bichano mais velhinho está propenso a desenvolver alguns problemas de saúde, como a Síndrome da Disfunção Cognitiva.

    Ver Todas >

    Quer ter um cachorro surfista? Saiba como iniciar, os cuidados que deve ter e acessórios indispensáveis
    Comportamento animal

    Quer ter um cachorro surfista? Saiba como iniciar, os cuidados que deve ter e acessórios indispensáveis

    Existem cachorros que amam nadar e brincar na água, então qualquer passeio em trilhas com cachoeiras, praias ou mesmo uma piscina vira uma grande festa. Mas você sabia que existe cachorro que surfa? Os esportes com cachorro são uma ótima forma de estreitar laços entre o tutor e o animal e o surf é uma modalidade que pode fazer muito bem ao animal. Sem falar que os cachorros surfistas chamam atenção pela fofura e habilidade na prancha.

    Por que os gatos
    Comportamento animal

    Por que os gatos "mamam" no cobertor? Descubra se o comportamento é prejudicial ou não

    Não é difícil encontrar um gato que tenha a mania de ficar mordendo o cobertor, como se estivesse se alimentando da mamãe gata (e os cães também podem apresentar o mesmo comportamento). Um gato mordendo cobertor pode ser considerado um momento muito fofo para alguns gateiros, mas outros tutores podem se perguntar se esse comportamento do felino é prejudicial ou revela alguma vulnerabilidade do bichano. 

    Como ganhar a confiança de um cachorro? Veja dicas para se aproximar de cães desconhecidos
    Comportamento animal

    Como ganhar a confiança de um cachorro? Veja dicas para se aproximar de cães desconhecidos

    Adotar um cachorro é sempre um desafio tanto para os humanos, que precisam adaptar a casa para receber o novo hóspede, quanto para o cãozinho, que ainda precisa de um tempo para se acostumar com o ambiente e com sua nova família. No caso de cães abandonados e que foram resgatados por ONGs ou outras instituições, ganhar a confiança do doguinho nem sempre é uma tarefa fácil - principalmente se tratando de um cachorro medroso ou traumatizado. 

    Cachorro castrado fica mais calmo? Veja as diferenças de comportamento antes e depois da cirurgia
    Comportamento animal

    Cachorro castrado fica mais calmo? Veja as diferenças de comportamento antes e depois da cirurgia

    A castração de cachorro é muito indicada pelos profissionais da medicina veterinária. Entretanto, muitos tutores ainda sentem muito receio de realizar a cirurgia pelas mudanças de comportamento do cachorro castrado. Não é mito que algumas mudanças comportamentais ocorrem após a castração, tanto para machos quanto para fêmeas. Mas afinal, o que muda no cachorro castrado?

    Ver Todas >