Histórias reais

Quarentena com o cachorro: 5 mudanças no comportamento canino observados durante o isolamento

Comportamento canino: cachorro latindo muito? Estressado? Carente? Veja os efeitos mais comuns da quarentena nos cães
Comportamento canino: cachorro latindo muito? Estressado? Carente? Veja os efeitos mais comuns da quarentena nos cães

Lidar com o comportamento canino na quarentena pode ser uma tarefa mais difícil do que se pensa. Os cachorros são animais que naturalmente demandam mais atenção do tutor, diferente dos gatos, que são mais independentes. Mas a presença constante dos humanos em casa em junção com os passeios reduzidos acabam mudando totalmente a rotina dos bichinhos, e isso pode se desdobrar em várias mudanças de comportamento no animal. Como os tutores passam praticamente o tempo todo dentro de casa com o cachorro, alguns puderam observar quais foram as mudanças mais significativas durante a quarentena. Enquanto uns se mostraram mais carentes e interativos, outros ficaram mais estressados e ansiosos. Confira a seguir algumas histórias reais de cachorro nesse período!

1) Cachorro ansioso e estressado: Rico acabou parando no veterinário

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    Cachorro ansioso: o Rico teve problemas de estresse e ansiedade na quarentena, mas está se recuperando
    Cachorro ansioso: o Rico teve problemas de estresse e ansiedade na quarentena, mas está se recuperando

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia
    Comportamento animal

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia

    Manter a frequência de passeios no dia a dia do seu amigo de quatro patas é algo necessário para todas as raças de cachorro. Além dos benefícios que a socialização desses momentos traz, para muitos animais, essa caminhada é atividade física suficiente para o gasto de energia diário. Raças mais preguiçosas, que só devem se movimentar para manter a saúde, não precisam de muito tempo dedicado a essa área, mas nem todas são assim: para equilibrar, existem algumas raças de cachorro têm energia de sobra. Pensando no bem da saúde do seu animal e buscando evitar que ele desconte essa disposição acumulada em outras partes da casa, nós separamos algumas raças que precisam de agitação para ficar bem no dia a dia. Dá uma olhada!

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Amor de gato: 10 formas do seu bichano dizer que você é muito importante para ele
    Comportamento animal

    Amor de gato: 10 formas do seu bichano dizer que você é muito importante para ele

    Se você tem um felino em casa, com certeza já deve ter se questionado como saber se seu gato te ama. Pelo fato dos felinos serem muito reservados, e às vezes independentes, fica mais difícil decifrar o amor de gato - diferente dos cães, que expressam isso de um jeito eufórico e quase exagerado. Os bichanos demonstram afeto pelos humanos de um jeito delicado e único, com atitudes que podem até passar despercebidas.

    Ver um cachorro estressado não é muito comum, já que esses animais normalmente são muito bem humorados e brincalhões. Mas a quarentena com cachorro deixa tudo muito imprevisível e o comportamento canino pode ser facilmente alterado. O Rico, que é um dos cachorrinhos do João Bastos, foi o que mais sofreu com essa mudança de rotina: “Antes passeávamos todo dia, de manhã e à noite. Ficamos sem passear por 3 semanas e achamos que era melhor voltar com o passeio ao menos uma vez por dia. O Rico só fazia as necessidades na rua e teve que aprender a fazer em casa. Ele era bem mais calmo e agora tá mais ansioso e agitado”.

    Uma das principais observações feitas pelo tutor foi que o cãozinho, que não tinha o hábito de latir, passou a latir bastante. Além disso, na última semana, João percebeu que seu amigo de quatro patas passou a apresentar um tremor involuntário na boca. “Levamos ele ao neurologista para fazer os testes. Ele disse que o Rico não tem nenhum problema neurológico, mas pode ter desenvolvido o tremor por causa da ansiedade e do estresse, e passou um remédio para melhorar o nível de serotonina”, esclarece. 

    2) Cachorro carente: alguns animais tendem a ficar mais próximos da família

    Comportamento canino: a Lua adora um colinho (e uma roupinha fofa!)
    Comportamento canino: a Lua adora um colinho (e uma roupinha fofa!)
    O comportamento canino é curioso: a Kiara, além de mais carente, ficou super protetora com a sua tutora
    O comportamento canino é curioso: a Kiara, além de mais carente, ficou super protetora com a sua tutora
    O Guerrero pode não parecer cachorro carente, mas ele adora o carinho da família
    O Guerrero pode não parecer cachorro carente, mas ele adora o carinho da família
    Comportamento canino: a Lua adora um colinho (e uma roupinha fofa!)
    O comportamento canino é curioso: a Kiara, além de mais carente, ficou super protetora com a sua tutora
    O Guerrero pode não parecer cachorro carente, mas ele adora o carinho da família

    Querer atenção é algo típico do comportamento canino, mas muitos tutores têm observado que seus companheiros estão ainda mais carentes nesta quarentena. É o caso da Kiara, cachorrinha da Orlanda Almeida, que não sai de perto da sua tutora nem por um segundo, e até mesmo desenvolveu um lado mais ciumento. “Aonde eu vou, ela sempre está do meu lado. Sala, cozinha... e até no banheiro ela vai junto. Ela também está super ciumenta”, conta Orlanda. 

    A Lua, cadelinha da Amanda Villela, por outro lado, teve que lidar com diferentes mudanças: antes da quarentena, elas mudaram de casa. Mas desde que o isolamento começou, a adaptação tem melhorado, já que a família sempre está por perto. “Por estarmos em casa com mais frequência, ela não tem sentido medo. Ela é bastante carinhosa e gosta muito de colo, então tem ficado mais agarrada conosco também”, diz Amanda. Outro cachorrinho que também ficou mais carente (e obediente) com a quarentena foi Guerrero, cão da Dandara Franco. “Ele quer ficar o tempo inteiro do nosso lado. Além disso, ele não costumava obedecer ordens e sempre estava muito agitado, mas na quarentena eu percebi que ele está muito mais tranquilo”, reflete Dandara.

    3) Cachorro mordendo a pata: Bartô também passa por um momento de estresse

    O Bartô tem ficado mais tempo na janela observando o movimento da rua
    O Bartô tem ficado mais tempo na janela observando o movimento da rua

    Um cachorro estressado ou ansioso pode piorar em situações como a quarentena ou qualquer mudança na rotina. Com a diminuição dos passeios (que agora ocorrem poucas vezes na semana e em menos tempo), o Bartô tem ficado mais ansioso ainda. Segundo a tutora Luana Lopes, o cãozinho passou a ter alguns comportamentos mais compulsivos. "Ele já gostava de ficar na janela, mas agora passa mais tempo ainda, como se estivesse esperando algum cachorro passar na rua pra latir desesperadamente. Tem hora que preciso fechar tudo e direcionar a atenção dele pra outra coisa, como um brinquedo ou petisco", contou. A dona também observou que ele está desenvolvendo um hábito de mordiscar e lamber as próprias patas, sinal claro de estresse canino: "geralmente observo isso pela manhã, que é justamente a hora em que costumávamos passear todo santo dia. Ainda não criou nenhuma ferida, mas tenho monitorado para colocar um colar elisabetano ou consultar um veterinário se for necessário.”

    4) Cachorro apático: Chico ficou com problemas para socializar

    Comportamento canino: Chico e o Luke estão doidos para esse período de isolamento acabar!
    Comportamento canino: Chico e o Luke estão doidos para esse período de isolamento acabar!

    O Chico, cachorrinho da Patrícia Barros, já é figura conhecida: ele viralizou na internet depois de destruir totalmente o colchão da sua tutora. Brincalhão e travesso: foi assim que todo mundo conheceu o cãozinho. No entanto, Patrícia conta que o Chico tinha uma rotina de treinamentos e passeios que não foi possível continuar na quarentena, e acabou atrapalhando o lado sociável do animal: “Chico é um cachorro adotado e ele sempre foi muito assustado. Mas tínhamos uma rotina de passeios e treinamentos toda semana com um adestrador. Ele estava super bem. De repente, com o isolamento, sentimos que ele piorou e agora fica muito grudado comigo. Estamos tentando fazer interações com ele em casa que tem ajudado, como correr e brinquedos interativos, mas a questão da socialização deu uma regredida”.

    5) Cachorro entediado e dormindo muito: Drake e Luke tem dormido bastante

    Cachorro entediado: o Drake começou a quarentena bem, mas agora só quer saber de dormir
    Cachorro entediado: o Drake começou a quarentena bem, mas agora só quer saber de dormir

    O Lucas Monteiro, tutor do Drake, observou que o cãozinho começou o isolamento bem animado: “Nos primeiros dias de quarentena ele era felicidade pura por estar sempre perto de todos nós”. Mas com o passar do tempo, o cachorro acabou se acostumando com a presença da família por perto e, hoje em dia, tem preferido dormir. “Tenho percebido que ele tem dormido bem mais. Antes ele ficava ansioso por sempre estar esperando alguém, agora isso não acontece”. Outro bichinho que também tem passado os dias dormindo é o Luke, que é o outro cão da Patrícia. Segundo ela, o cachorro é idoso e o único momento do dia em que ele se anima é quando a tutora indica que eles vão para um passeio: “Se eu falar a palavra “passear”, ele fica todo feliz”.

    Redação: Juliana Melo

    Você tem um gato fujão? Veja dicas de como manter o pet dentro de casa

    Próxima matéria

    Você tem um gato fujão? Veja dicas de como manter o pet dentro de casa

    Comportamento canino: como socializar cachorros com outros cães?
    Adestramento

    Comportamento canino: como socializar cachorros com outros cães?

    A socialização de cães é uma das maiores preocupações dos donos de animais em geral. Saber que você pode levar o seu cachorrinho para locais públicos sem que ele fique agressivo ou amedrontado na presença de outros animais é o ideal, tanto para você, quanto para ele. Mesmo assim, por causa do instinto de liderança e territorialismo, muitos deles têm dificuldades para se relacionar em ambientes como esse. Por isso, o que não faltam são táticas e truques que você pode colocar em prática para ajudar no comportamento do seu cachorrinho. Confira, aqui embaixo, as dicas do Patas da Casa!

    Seu cachorro morde durante as brincadeiras? Adestrador explica o que motiva esse comportamento e como corrigir
    Adestramento

    Seu cachorro morde durante as brincadeiras? Adestrador explica o que motiva esse comportamento e como corrigir

    O seu cachorro morde muito? Ao adotar um filhote de cachorro, já esperamos muitas bagunças, dentinhos afiados roendo móveis e até mordidinhas durante as brincadeiras. No entanto, mesmo os cachorros adultos continuam com a mania de morder as pessoas da casa, tanto para brincar como para chamar a atenção. Seja qual for o propósito, as mordiscadas não são nada agradáveis e devem ser corrigidas o quanto antes.

    Como acostumar o cachorro a ficar sozinho novamente depois da quarentena?
    Adestramento

    Como acostumar o cachorro a ficar sozinho novamente depois da quarentena?

    Nesse período de quarentena, você provavelmente está passando a maior parte do tempo em casa. Enquanto o isolamento pode ser difícil para algumas pessoas, quem provavelmente está adorando ter companhia em tempo integral são os cachorros. Com certeza o seu cão ama ter a família por perto. Se ele costumava passar o dia sozinho, deve estar muito feliz agora. Mas será que o seu companheiro de quatro patas vai ter dificuldade para se readaptar a rotina quando a quarentena acabar? Essa é uma das maiores preocupações para os tutores de cães ao fim do período de isolamento. Para responder algumas dúvidas sobre esse assunto, o Patas da Casa conversou com o adestrador Max Pablo. Confira as dicas que ele deu!

    Dois cães em casa: o cachorro mais novo aprende alguns comportamentos com o cão mais velho?
    Adoção

    Dois cães em casa: o cachorro mais novo aprende alguns comportamentos com o cão mais velho?

    A chegada de um novo cachorro é motivo de muita alegria e, ao mesmo tempo, de observar o comportamento dos animais que já moram na casa. Adotar cachorro filhote é sempre uma experiência inusitada, pois os pequenos não têm vícios de comportamento e são quase uma “caixinha de surpresas”: nunca sabemos qual postura ele vai assumir conforme for crescendo. É comum, porém, que o recém-chegado comece a imitar o cão que já mora no local. Afinal, esse novo membro precisa entender que ali, naquela família, existem regras. O veterano da casa já sabe disso e pode auxiliar o novo filhote a se comportar do jeito que a família deseja.

    Ver Todas >

    Cachorro protetor: quando o instinto deixa de ser saudável para o animal e a família?
    Comportamento animal

    Cachorro protetor: quando o instinto deixa de ser saudável para o animal e a família?

    Ter um cachorro protetor pode ser bem útil às vezes, já que não importa o que aconteça, você sabe que seu amigo de quatro patas vai estar lá pronto para te defender e avisar se houver algo de errado. No entanto, alguns cães acabam exagerando na superproteção e, nesses casos, o comportamento do cachorro pode começar a se tornar problemático para quem convive com ele. 

    Devo investir em um arranhador para gatos com andares e outros acessórios?
    Comportamento animal

    Devo investir em um arranhador para gatos com andares e outros acessórios?

    São tantas opções de arranhadores para gatos nas prateleiras dos pet shops que fica até difícil escolher o melhor para o seu bichano, né? O arranhador vertical é um dos mais populares. Entre os modelos, alguns têm andares que simulam um "prédio felino", com tocas, redes e outros acessórios para o animal explorar à vontade. Mas será que realmente vale a pena investir em um arranhador vertical para gatos com andares? 

    Como evitar que o seu gato destrua as plantas de casa?
    Comportamento animal

    Como evitar que o seu gato destrua as plantas de casa?

    Se você tem plantas e gatos em casa, com certeza já deve ter se deparado com o animal tentando brincar ou morder uma folha. Embora seja carnívoro, o gato come planta para desintoxicar o organismo ou até mesmo para se divertir. Além de causar destruição, é preciso tomar cuidado com as plantas tóxicas para gatos. Algumas espécies bem comuns em jardins, quintais e vasinhos podem até mesmo matar o bichano. 

    Quando o psicólogo de cachorro é necessário?
    Comportamento animal

    Quando o psicólogo de cachorro é necessário?

    Assim como os humanos, os cães também podem passar por momentos que mexem muito com a saúde mental e emocional deles. Isso pode acontecer, por exemplo, durante os períodos de adaptação a um novo lar ou até mesmo em casos onde o animal passa muito tempo sozinho. Para ajudá-los a passar por isso, hoje é possível encontrar um psicólogo para cachorro - termo popular que, na prática, se refere a comportamentalistas caninos ou psicólogos comportamentais e treinadores de cães.

    Ver Todas >