Saúde

Problema de pele em gatos: veja as doenças mais comuns

  Os problemas de pele em gatos são bastante comuns
Os problemas de pele em gatos são bastante comuns

Um gato com coceira quase sempre está relacionado com uma doença de pele. A condição pode ser causada por uma série de fatores diferentes, que vão desde o contato com parasitas até a produção excessiva de gordura. Muitas vezes incômodos e dolorosos, os problemas de pele em gatos são mais comuns do que se imagina. Ainda assim, normalmente os sintomas são muito genéricos e, por isso, é importante saber identificar cada doença para garantir o tratamento adequado para o seu amigo. Para te ajudar nessa tarefa, listamos os problemas de pele em gatos mais conhecidos. 

Doença de pele: gato pode apresentar quadros de acne causados pelo entupimento dos poros

Se engana quem pensa que a acne é um problema exclusivo dos humanos. Na verdade, essa é uma doença de pele de gato bastante comum. Causada pelo entupimento nos poros da pele do animal, que é uma consequência da produção em excesso de gordura, a acne felina costuma se manifestar em forma de pontinhos pretos que lembram cravos. Em alguns casos, eles podem inflamar e criar pus, ficando parecidos com espinhas. Geralmente, os primeiros sinais surgem no queixo e perto da boca do animal, que são lugares em que o seu bichano não consegue lamber. Além dos pontos inflamados, a doença também pode causar coceira e feridas na região afetada.

O tratamento pode variar de acordo com a evolução da doença. Nos casos mais simples, por exemplo, o aumento da frequência de limpeza das regiões afetadas pode ser o suficiente. Por outro lado, os quadros mais graves devem ser tratados com sabonetes e pomadas específicas. Sendo assim, é importante consultar um médico veterinário de confiança antes de iniciar o tratamento.

A dermatite é um dos problemas de pele em gatos mais comuns

Quando se trata de doença de pele de gato, a dermatite felina é certamente uma das mais conhecidas. Caracterizada como uma reação alérgica, ela pode ser causada por diversos agentes alérgenos, como ácaros, fungos, pólen, produtos químicos e até mesmo alimentos. Mas, independente do fator responsável pelo quadro, a coceira é o principal sintoma da dermatite em gatos. Sinais como otite, falha nos pelos, lambedura em excesso e manchas vermelhas também podem indicar esse tipo de doença de pele de gato. Apesar de não ter cura, a dermatite pode ser controlada com o uso de corticoides, imunoterapias ou shampoos específicos. Em alguns casos, a mudança na dieta do seu bichano também pode ser necessária. Para evitá-la, é importante manter o remédio antipulgas do seu gatinho sempre em dia, higienizar corretamente o ambiente em que ele vive com produtos hipoalergênicos e evitar plantas e flores nos locais em que o animal tem acesso.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    Doença de pele: gato se  coçando muito pode ser indício de vários problemas
    Doença de pele: gato se coçando muito pode ser indício de vários problemas

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Doença de pele: gato com sarna pode apresentar coceira e descamação

    Também conhecida como sarna negra, a sarna demodécica é um dos problemas de pele em gatos mais enfrentados pelos tutores. Diferente dos outros tipos de sarna, ela é a única que não é considerável transmissível, já que os ácaros causadores existem na pele dos felinos e se manifestam quando o sistema imunológico do animal está prejudicado. Além da coceira excessiva, o bichano também pode apresentar pele oleosa, manchas escuras na região afetada, descamação e vermelhidão. Na maioria das vezes, o tratamento da doença é feito com medicamentos parasiticidas na forma oral e tópica. Ainda assim, o ideal é consultar um médico veterinário para o diagnóstico e não medicar o seu gatinho por conta própria. 

    A micose é uma doença de pele de gato extremamente contagiosa 

    Um dos problemas de pele de gato que mais causam desconforto ao seu bichano, a micose é uma doença bastante contagiosa. Causada por fungos, como o Microsporum canis, o quadro está associado a coceiras, lambeduras e mordidas em excesso na região afetada. Geralmente, a orelha e o focinho são as áreas do corpo do animal que mais sofrem com a doença, mas o problema também pode se espalhar por outras partes. Além da coceira, esse tipo de doença de pele de gato também pode resultar em queda de pelos, descamações amareladas e o aparecimento de nódulos na pele. O tratamento pode variar e durar entre um e três meses, mas na maioria das vezes é feito com anti-infecciosos e anti-fúngicos associados a medicamentos tópicos, como cremes e pomadas.

    Redação: Úrsula Gomes

     

    10 mitos e verdades sobre a Leishmaniose canina!

    Próxima matéria

    10 mitos e verdades sobre a Leishmaniose canina!

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir
    Saúde

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir

    Assim como nos cães, a Giárdia em gatos é uma zoonose muito comum. Os felinos, então, não estão imunes a contrair essa doença, que muitas vezes passa despercebida ao ser confundida com uma simples diarreia. Por isso, é muito importante prestar atenção aos sintomas da giárdia em gatos e, também, buscar formas de prevenir a contaminação. Para esclarecer mais as dúvidas quanto ao assunto, conversamos com a médica veterinária Carolina Mouco Moretti, que é diretora geral do Hospital Veterinário Vet Popular, de São Paulo.

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!
    Carrapato

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!

    Os carrapatos são o pesadelo de qualquer dono de cachorro! Além de provocar coceiras, alergias e outros incômodos, o parasita também é responsável por transmitir doenças muito graves aos cães. Mesmo que seja algo relativamente comum entre os animais, o problema não deve ser subestimado pelos tutores. A doença do carrapato, como é popularmente conhecida, pode se manifestar de quatro maneiras diferentes, dependendo da espécie do parasita infectado. A Babesiose canina é uma das principais formas de manifestação da enfermidade. Por isso, preparamos um guia completo sobre tudo o que você precisa saber!

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!
    Saúde

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!

    A diabetes é muito comum entre os humanos, mas você sabia que os felinos também podem sofrer com a doença? A diabetes em gatos é uma doença grave e capaz de atrapalhar a qualidade de vida do felino em vários níveis se não for tratada corretamente. A patologia requer acompanhamento médico, tratamento constante e, muitas vezes, aplicação de insulina diariamente. É um caso específico de endocrinologia, que requer atenção para não prejudicar mais ainda a saúde do animal, principalmente se ele for um gato obeso. Para tirar todas as dúvidas sobre o assunto e aprender a cuidar de gato com a doença, nós conversamos com o médico veterinário Rafael Cunha, do Rio de Janeiro!

    As 8 raças de cachorro com mais predisposição genética para ter problemas de pele
    Raças

    As 8 raças de cachorro com mais predisposição genética para ter problemas de pele

    Os cuidados com a saúde do seu bichinho de estimação devem vir em primeiro lugar sempre. E na hora de escolher uma raça de cachorro para comprar ou adotar, é fundamental saber tudo sobre o animal, desde os padrões de comportamento até a genética dele. Alguns problemas de saúde podem se manifestar com mais facilidade em determinadas raças, que carregam genes “defeituosos”. É por isso que as doenças de pele geralmente têm um fator congênito por trás.

    Ver Todas >

    Como identificar um gato desidratado?
    Saúde animal

    Como identificar um gato desidratado?

    Embora não apreciem muito esse hábito, beber água é fundamental para a saúde do gato. Os tutores devem ter bastante atenção na rotina dos bichanos: eles precisam de uma quantidade adequada de líquidos para não desenvolverem complicações no sistema urinário que podem levar à falência dos rins. A curto prazo, um gato desidratado, normalmente em decorrência de algum outro problema de saúde, precisa receber bastante atenção para não chegar a um estado mais grave. 

    Pente para pulga de cachorro funciona? Conheça o acessório!
    Saúde animal

    Pente para pulga de cachorro funciona? Conheça o acessório!

    Manter o seu cachorrinho livre de pulgas pode não ser uma tarefa muito fácil, mas é essencial para saúde e bem-estar dele. As pulgas em cachorro podem não só causar coceira no animal, como também transmitir bactérias e verminoses, além de provocar dermatites. O pente para pulga é um acessório de uso prático para o tutor , confortável para os animais e até mais sustentável

    5 fatos sobre a diabetes em cães que precisam da sua atenção
    Saúde animal

    5 fatos sobre a diabetes em cães que precisam da sua atenção

    A diabetes em cachorro é um quadro delicado e que precisa de atenção e muito cuidado. A doença se desenvolve a partir de alterações nos níveis de produção de insulina pelo corpo do animal, com apresentações diferentes de acordo com o tipo de diabetes. Apesar de ser muito parecida com a ação em humanos, a diabetes em cães causa muitas dúvidas nos tutores, que podem acabar caindo em alguns mitos sobre a doença. Quanto antes o tratamento for iniciado, porém, mais chances o cachorro tem de conseguir viver com a doença, sem afetar tanto a sua qualidade de vida. Para te ajudar com isso, reunimos 5 fatos sobre a diabetes canina para sanar todas as suas incertezas sobre a doença. Confira abaixo!

    Cardiomiopatia hipertrófica felina: saiba mais sobre a doença cardíaca que atinge os gatos
    Saúde animal

    Cardiomiopatia hipertrófica felina: saiba mais sobre a doença cardíaca que atinge os gatos

    Alguma vez você já se preocupou com a saúde do coração do seu gato? A cardiomiopatia hipertrófica felina uma doença cardíaca bem comum quando falamos desses animais. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia Veterinária (SBCV), também é a principal cardiopatia causadora de morte entre os felinos. Basicamente, é caracterizada por uma hipertrofia no ventrículo esquerdo e acredita-se que tem bastante influência genética. 

    Ver Todas >