Comportamento animal

Por que cachorros comem cocô? Saiba mais sobre a coprofagia

Publicado - 13 Setembro 2019 - 18h17

Atualizado - 18 Abril 2024 - 15h45

Por mais que seja desconfortável de pensar, precisamos encarar a realidade: alguns cachorros comem cocô e o seu pode estar incluído nessa lista. A diferença deles pra gente é que na cabeça do cachorro essa prática não é, nem de longe, tão absurda — não é à toa que ela tem até nome científico: coprofagia. Ainda assim, pode ser prejudicial para a saúde do animal se a gente pensar que através das fezes, ele pode se infectar com algum microorganismo. Além disso, não é nada confortável se o seu peludo gosta de espalhar lambeijos sempre que te vê, certo? Descubra, aqui embaixo, por que ele faz isso e como você pode ajudar seu cachorro a parar com isso! 

Afinal de contas, por que cachorros comem cocô? 

As raças de cachorro que têm os lobos selvagens como ancestrais podem ter a coprofagia como um comportamento herdado geneticamente, mas depois de anos de evolução e da domesticação desses animais, as coisas mudaram de figura. Hoje em dia, existem três motivos principais para o seu cachorro comer as próprias fezes: 

  • Problemas de comportamento: em boa parte dos casos, o cachorro come cocô por causa de questões psicológicas e comportamentais. Animais que passam muito tempo sozinhos, não se exercitam ou permanecem presos por períodos longos, por exemplo, têm uma grande probabilidade de comer as fezes. Um outro gatilho para essa atitude é o medo de ter feito cocô no lugar errado: se você briga com ele de forma agressiva quando isso acontece, pode ser que ele pense que precisa esconder as fezes antes da sua chegada. A falta de lugar separado para se alimentar e outro para fazer xixi e cocô também pode ser confusa na cabeça do animal — tente, ao máximo, dividir esses ambientes;

    Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

    Quais raças de cachorro mais combinam com você?

    Preencha todos os campos para participar.

    É só preencher e começar!

    Escolha uma opção abaixo

  • Falta de nutrientes: causada por uma dieta desequilibrada, desnutrição, fome ou algum problema durante a digestão que faz com que os nutrientes dos alimentos não sejam absorvidos e saiam todos nas fezes, a falta de nutrientes no corpo também pode fazer seu cachorro comer cocô. Instintivamente, ele se alimenta das fezes para tentar repor o que está em falta;

  • Doenças: além da falta de nutrientes, outra condição física que pode fazer o seu cachorro comer cocô com frequência são as doenças que fazem com que ele sinta mais fome. Por isso, ele acaba comendo cocô para se saciar — a atitude é comum em animais com diabetes ou problemas na tireóide e deve ser acompanhada de perto por um veterinário. 

Como ensinar o cachorro a parar com a coprofagia

 

Cachorro cheira suas próprias fezes enquanto tutor as recolhe da grama

 

Para cada uma das causas, você pode encontrar uma forma diferente de ajudar o seu animal a dar um basta na prática da coprofagia. O caso das doenças é o mais simples: você vai precisar da ajuda de um veterinário para o diagnóstico correto e para receber a receita de medicamentos para tratar a condição, controlando o apetite do animal. 

Uma dieta balanceada é exatamente o que o animal vai precisar se a causa da coprofagia for a falta de nutrientes. Você também vai precisar fazer uma visita ao veterinário: ele vai passar exames que vão mostrar o que está em falta no organismo do seu cachorro e como repor isso de uma forma mais saudável do que comendo as fezes. Em muitos casos, trocar a ração e oferecer suplementos é o suficiente para a melhora. 

Se o caso é de um desvio de comportamento, você precisa descobrir exatamente o que está causando o problema. Para começar, evite brigar quando ele fizer cocô no lugar errado: prefira recolher o cocô sem olhar para ele e faça o reforço positivo sempre que o cachorro acertar o lugar. Assim, você evita um quadro de ansiedade e medo que pode fazer com que ele coma as fezes. Manter o seu cachorro bem ativo e evitar o tédio também ajuda — principalmente se ele passa o dia todo sozinho enquanto você trabalha. Tente encaixar na rotina passeios diários, corridas e deixe brinquedinhos diversos sempre por perto. Acostumar o animal a fazer as necessidades na rua também ajuda: é só levar um saquinho e recolher o cocô dele na hora! 

Se você tem um gato convivendo com o cachorro, vale prestar atenção

Como a ração dos felinos é composta por ingredientes diferentes, é normal que os cachorros mais gulosos se sintam atraído por ela - e isso não acontece apenas no estado normal: o interesse também chega até o cocô do gato. Nesse caso, a única explicação possível é que ele acha saboroso mesmo. Lembra que o olfato dos cães é muito diferente do nosso? Especialistas afirmam que as fezes podem ainda ter cheiro dos alimentos mesmo depois de todo o processo de digestão. 

Por isso, além de tomar cuidado para um animal não comer no prato do outro no momento das refeições, se a caixa de areia do seu gato ficar num lugar de fácil acesso para o cachorro, o ideal é recolher o cocô dele o mais rápido quanto for possível. Caso contrário, pode ser que quando você chegar, não tenha mais nada para retirar.

Redação: Ariel Cristina Borges

Comportamento

Mais rápido do mundo: gato skatista quebra recorde impressionante e entra para o Guinness

Sabia que existem vários gatos recordistas por aí? Algum tempo atrás, uma gata de 27 anos foi reconhecida pelo Guinness Book como o ...

Comportamento

São mais de 100 sons diferentes: a incrível capacidade de comunicação dos gatos vai te deixar de queixo caído

Com certeza o som de gato mais conhecido é o miado. Mas você sabia que os gatos são capazes de emitir mais de 100 sons diferentes? I...

Brinquedos

Esse brinquedo de gato faz tanto sucesso na minha casa que meus gatos não querem parar de brincar: diversão garantida!

Não é preciso muito para deixar os felinos felizes e relaxados. Basta um brinquedo de gato que instigue os instintos da espécie e os...

Raças

Inteligência Artificial imagina como seriam os cachorros famosos de desenhos animados: Scooby-Doo, Snoopy, Patrulha Canina…

Vários cachorros famosos da ficção são inspirados em raças de cachorros reais. A raça do Scooby Doo, por exemplo, é o Dogue Alemão, ...

Comportamento

Mais rápido do mundo: gato skatista quebra recorde impressionante e entra para o Guinness

Sabia que existem vários gatos recordistas por aí? Algum tempo atrás, uma gata de 27 anos foi reconhecida pelo Guinness Book como o ...

Comportamento

São mais de 100 sons diferentes: a incrível capacidade de comunicação dos gatos vai te deixar de queixo caído

Com certeza o som de gato mais conhecido é o miado. Mas você sabia que os gatos são capazes de emitir mais de 100 sons diferentes? I...

Brinquedos

Esse brinquedo de gato faz tanto sucesso na minha casa que meus gatos não querem parar de brincar: diversão garantida!

Não é preciso muito para deixar os felinos felizes e relaxados. Basta um brinquedo de gato que instigue os instintos da espécie e os...

Raças

Inteligência Artificial imagina como seriam os cachorros famosos de desenhos animados: Scooby-Doo, Snoopy, Patrulha Canina…

Vários cachorros famosos da ficção são inspirados em raças de cachorros reais. A raça do Scooby Doo, por exemplo, é o Dogue Alemão, ...

Ver todas