close
Passeio

Passear com cachorro: qual o tempo ideal para gastar a energia do cãozinho?

O tempo do passeio de cachorro vai depender de vários fatores, como idade, porte e raça do cão
O tempo do passeio de cachorro vai depender de vários fatores, como idade, porte e raça do cão

Passear com o cachorro é um dos momentos mais importantes da rotina de um pet. Além de ser uma atividade super propícia para estreitar os laços com o cãozinho com brincadeiras ao ar livre, também é uma forma de incentivá-lo a fazer novos aumigos e gastar toda a energia acumulada. Os passeios são excelentes aliados para manter a saúde física e mental do pet, mas será que você sabe qual é o tempo ideal para passear com cachorro? Isso é algo que vai depender de uma série de fatores, como idade, porte e raça do animal. 

Passeando com cachorro: o porte e a raça do animal influenciam no tempo do passeio

Cada raça de cachorro tem necessidades específicas quando o assunto é gastar energia, e o porte do animal normalmente influencia bastante nisso. Os cachorros pequenos normalmente precisam de menos tempo de passeio do que os cachorros grandes porque eles se cansam com mais facilidade e o corpo não aguenta atividades muito intensas e/ou prolongadas.

No entanto, é importante ficar atento também à raça do cachorro, já que algumas raças, mesmo que sejam consideradas pequenas, têm bastante pique, como é o caso do Yorkshire, Dachshund e Maltês, sendo recomendado passeios com duração de até 30 minutos para eles. Já no caso de cães braquicefálicos, como o Bulldog Francês e o Pug, não é indicado fazer um passeio muito longo devido às limitações respiratórias. Por outro lado, os cachorros grandes, como o Golden Retriever e o Dálmata, precisam de cerca de 40 a 60 minutos de exercício físico diariamente.

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Passear com cachorro idoso é algo que deve fazer parte da rotina, mas sem ultrapassar o limite de 20 minutos de duração
    Passear com cachorro idoso é algo que deve fazer parte da rotina, mas sem ultrapassar o limite de 20 minutos de duração

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Passeio de cachorro: idade do pet é um fator que ajuda a determinar o tempo de caminhada

    As recomendações citadas acima geralmente se aplicam a cachorros adultos, mas no caso de filhotes de cachorro ou cães idosos, o cenário muda completamente. Para começar, os filhotinhos só podem iniciar os passeios depois de vacinados e vermifugados para garantir a segurança e a saúde deles. Além disso, como os doguinhos ainda não vão estar acostumados com o ambiente externo, é importante que esse primeiro contato com a rua seja feito gradativamente para observar como o cão se comporta nessas horas. O ideal é que nas primeiras semanas, o passeio de cachorro dure em torno de 10 a 20 minutos. Depois de um tempo, é só aumentar gradualmente até chegar aos 30 minutos de caminhada, ou uma hora - dependendo da raça e do porte, claro.

    Conforme ficam mais velhos, o pique dos cães também diminui. Por isso, os cachorros idosos devem fazer dois passeios por dia, com duração de 20 minutos cada um. Não ultrapasse esse limite, porque caminhadas muito longas geralmente exigem mais do cachorro e ele acaba ficando mais cansado do que deveria.

    O nível de energia e a personalidade do cãozinho também devem ser levados em consideração

    Geralmente, o nível de energia do cachorro é um fatores que está intimamente ligado à raça, mas também pode depender da quantidade de estímulos que o animal recebe na sua rotina. Ou seja, um cão que vive em um ambiente enriquecido com brinquedos e outras atividades gasta uma parte da sua energia durante o dia, mesmo que não saia de casa, então ele pode acabar se cansando com maior facilidade quando vai à rua. 

    No entanto, é preciso levar em conta também a personalidade do seu amigo de quatro patas. Um cachorro agitado e que não para quieto nem por um segundo nem hesita quando é a hora de passear, tem disposição de sobra para isso. Já se é um cachorro preguiçoso e que não faz muita questão de se movimentar, os passeios acabam se tornando um momento quase indiferente.

    Redação: Juliana Melo

    Arranhador para gatos: benefícios, todos os tipos e modelos e como fazer

    Próxima matéria

    Arranhador para gatos: benefícios, todos os tipos e modelos e como fazer

    Não pode passear com o cachorro na quarentena? Veja 6 dicas para gastar a energia do seu amigo em casa
    Passeio

    Não pode passear com o cachorro na quarentena? Veja 6 dicas para gastar a energia do seu amigo em casa

    Em um período de quarentena, será que realmente vale a pena arriscar e passear com cachorro na rua? Desde que o novo coronavírus surgiu, as recomendações dos principais órgãos de saúde são para que a população evite ao máximo sair de casa. Entretanto, para quem tem um bichinho que está acostumado com os passeios diários, isso pode ser um problema. Mas e se a gente te dissesse que é totalmente possível resolver isso? Existem várias formas de fazer o seu doguinho gastar energia dentro de casa - ou até mesmo dentro do prédio - e, em tempos de quarentena, essa é a melhor maneira de garantir que tanto você quanto o seu pet vão estar seguros! Confira algumas dicas a seguir!

    Quanto custa manter um cachorro? Um guia completo com a média de gastos mensais com um cão
    Adoção

    Quanto custa manter um cachorro? Um guia completo com a média de gastos mensais com um cão

    Ter um cachorro em casa é uma experiência incrível para mães e pais de pet, mas os momentos de alegria vêm acompanhados de muitas responsabilidades… e gastos (muitos gastos). Ração, vacina, brinquedos, remédios e veterinário são os principais custos que você precisa ter frequentemente com o animal. É justamente por isso que, antes de comprar ou adotar um pet, é preciso pensar nos gastos que isso vai demandar - e que devem entrar no orçamento da família. Para te ajudar a bater o martelo e decidir se consegue ou não arcar com um amigo de quatro patas, montamos um guia completo com uma média dos gastos que você provavelmente terá. Chega mais!

    Como escolher a bolinha para cachorro ideal de acordo com a idade, tamanho e energia do seu pet?
    Brinquedos

    Como escolher a bolinha para cachorro ideal de acordo com a idade, tamanho e energia do seu pet?

    Quem nunca viu um cachorro correndo atrás de uma bola? A  bolinha para cachorro  é clássica e um dos brinquedos preferidos desses animais. Qualquer cãozinho quando vê uma bola se diverte bastante, principalmente aqueles mais energéticos e ativos. Porém, engana-se quem pensa que toda bolinha é igual, porque há uma infinidade de modelos que podem ser comprados. Não existe um melhor que o outro, mas sim o que é mais adequado para cada tipo de cachorro, levando em conta a idade, tamanho e nível de energia.

    Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?
    Ração

    Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?

    É normal cometer alguns erros quando se trata da alimentação do cachorro, principalmente no caso de quem nunca teve um bichinho de estimação antes. Com o tempo e as orientações do veterinário, o tutor geralmente aprende o que o cão pode ou não pode comer, qual melhor ração para cachorro e a quantidade certa de comida que deve ser oferecida para o pet no dia a dia. O perigo é quando esses erros continuam acontecendo, porque isso pode acabar prejudicando a saúde do cachorro futuramente.

    Ver Todas >

    Cachorro que come fezes: quais são as causas da coprofagia canina?
    Comportamento animal

    Cachorro que come fezes: quais são as causas da coprofagia canina?

    O cachorro que come fezes é uma situação que pode acontecer por diferentes motivos, mas sempre causa estranhamento entre os tutores. O hábito, também chamado de coprofagia canina, às vezes é encarado como algo engraçadinho, mas precisa de muita atenção. Isso porque a ingestão de fezes a longo prazo pode ser um verdadeiro problema para a saúde do seu amigo de quatro patas, que pode ser facilmente infectado por parasitas, bactérias e outros microrganismos presentes no dejeto.

    Gato Siamês e vira-lata: como identificar cada um?
    Comportamento animal

    Gato Siamês e vira-lata: como identificar cada um?

    O gato Siamês é uma das raças mais populares no Brasil. Já a raça de gato SRD (Sem Raça Definida), o famoso gato vira lata, também não fica para trás. Você com certeza já deve ter se esbarrado por aí com um filhote de gato vira-lata que tem as características do gato Siamês (olhos azuis, pelagem acinzentada e extremidades num tom mais escuro). Esse é um Siamês mestiço, conhecido como Sialata, uma mistura entre os dois. Mas como diferenciar os tipos de gatos siameses e vira-latas? 

    Qual a diferença entre o Pastor Alemão e o Pastor Belga?
    Comportamento animal

    Qual a diferença entre o Pastor Alemão e o Pastor Belga?

    As raças Pastor Alemão e Pastor Belga se parecem tanto que é comum que as pessoas confundam as duas raças de cachorro. Apesar de compartilharem algumas semelhanças, eles são bem diferentes em vários aspectos. Dá até para fazer uma lista de diferenças entre os dois cachorros, mas o ponto principal para conseguir distinguir um do outro é observar os detalhes do corpo de cada um. Tanto as características físicas quanto os aspectos comportamentais desses animais são bastante particulares. 

    Filhote de Pitbull: saiba o que esperar sobre o comportamento da raça
    Comportamento animal

    Filhote de Pitbull: saiba o que esperar sobre o comportamento da raça

    O filhote de Pitbull é um cãozinho que, assim como qualquer outro, precisa ser tratado com afeto. Apesar dos estereótipos que acompanham o American Pitbull Terrier — ou só Pitbull mesmo, como é conhecido por aqui —, as coisas nem sempre são o que parecem e o comportamento do Pitbull pode te surpreender. Além de fortes e super inteligentes, eles são carinhosos e apegados aos donos, principalmente às crianças.

    Ver Todas >