Mais do que aprender a lidar com um cachorro medroso, todo tutor deve tentar entender de onde vem o medo do animal. Existem diferentes razões que explicam um cachorro assustado do nada, e geralmente isso tem a ver com o histórico e a criação que foi dada ao pet. Por isso, se você tem um cão que parece ter medo de tudo, é importante buscar desvendar o que desencadeia esse sentimento no animal como forma de tentar ajudá-lo a superar seus próprios medos. Veja abaixo algumas informações importantes sobre um cachorro medroso!

Traumas costumam ser o principal motivo por trás de um cachorro medroso

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Animais medrosos normalmente têm um histórico de situações traumáticas, principalmente se eles foram resgatados das ruas ou de condições precárias. Por isso, se você tem um cachorro com medo de chuva, por exemplo, é importante tentar entender se talvez isso não tenha relação com o período que o animal vivia nas ruas. De repente, o cão pode ter passado por alagamentos e outras dificuldades em um dia chuvoso.

Quando se trata de um animal medroso por causa de traumas, normalmente é possível perceber “gatilhos” que despertam esse sentimento assustador dentro dos doguinhos. Pode ser causado por uma situação específica - como quando começa a chover -, objetos do dia a dia - como objetos cortantes - e até mesmo pela simples interação com determinadas pessoas ou animais.

Criação também pode deixar um cachorro com medo de tudo

O cachorro assustado “do nada” nunca é exatamente “do nada”. Se qualquer experiência nova deixa o cachorro com medo, é porque provavelmente a criação dele não passou pelos processos de socialização e adestramento do jeito certo. Quando temos um filhote de cachorro, ele deve ser socializado e apresentado a diferentes pessoas, animais, ambientes e circunstâncias desde cedo. Se ele cresce acostumado com isso, dificilmente se tornará um cachorro medroso na vida adulta.

Já o adestramento de cães inspira a confiança do animal, deixando-o mais seguro diante de situações adversas. Isso deve ser feito com reforços positivos, ou seja, recompensando o animal sempre que ele tiver uma atitude esperada. O adestramento que castiga e pune pode deixar o cachorro medroso com ainda mais medo de tudo, gerando traumas às vezes irreversíveis no pet. Portanto, deve ser evitado.


Cachorro assustado do nada precisa de um lugar seguro para se proteger
Cachorro assustado do nada precisa de um lugar seguro para se proteger

Cachorro assustado: sintomas são bem variados

Nem todo mundo sabe reconhecer um cachorro medroso, mas os sinais que o pet demonstra costumam ser bastante claros. Um dos primeiros reflexos do animal medroso é tentar se esconder daquilo que o assusta - e isso pode ser percebido quando falamos de um cachorro com medo de fogos nas festas de fim de ano ou datas comemorativas. Além disso, o pet também pode se mostrar mais retraído ou até ameaçar atacar. Rosnados, tremores e latidos incessantes são outros “sintomas” para ficar atento.

Como acalmar um cachorro assustado?

Os animais medrosos, além de serem compreendidos, precisam ser cuidados. Mas como acalmar um cachorro nessas horas? O primeiro passo é ser paciente e gentil com o seu amigo. É capaz que nem ele entenda muito bem esse sentimento, então saber conduzir a situação com calma é importante. Em segundo lugar, é bom estabelecer um refúgio seguro para o pet, onde ele se sinta confortável e menos ansioso. Nesse espaço, ofereça distrações para o cachorro, como brinquedos e petiscos que ele goste. Aos poucos, ele vai se sentir menos assustado e ansioso.

Redação: Juliana Melo