close
Saúde

Meu cachorro teve cinomose, e agora? Conheça a história da Dory, uma sobrevivente da doença!

Atualizado · 18 de maio de 2020 · 12h45

Publicado · 07/10/2019 · 16h16

Dory e sua "patinha da sorte" é a alegria da família. Conheça essa história emocionante de sobrevivência da cinomose!
Dory e sua "patinha da sorte" é a alegria da família. Conheça essa história emocionante de sobrevivência da cinomose!

A Dory da Lata é quase uma “influencer digital” e sempre aparece nas redes sociais tirando uma soneca deliciosa na sua poltrona favorita ou aprontando todas em casa. Quem não conhece a história e vê essa cachorrinha levando uma vida normal, nem imagina a barra que ela e seus tutores enfrentaram. A Dory é uma sobrevivente da cinomose! A doença foi descoberta quatro dias depois de ter sido adotada pelo Pedro Drable e pela Laís Bittencourt, quando ainda era filhote, em um hemograma de rotina. Mesmo com o tratamento imediato, a Dory passou por todas as fases da doença - sintomas gástricos, pulmonares e neurológicos - e ficou com algumas sequelas. Da ninhada dela, dois outros filhotinhos não sobreviveram.

A cinomose tem cura! Se o seu cãozinho foi vítima da cinomose e sobreviveu ao tratamento, agora é a hora de aprender a lidar com as sequelas da doença e proporcionar mais qualidade de vida ao seu amigo. O animal pode viver normalmente após ser acometido pela cinomose canina. Conheça mais sobre a história da Dory, essa cadelinha especial que teve a doença e deu a volta por cima com todo amor e cuidado de seus donos.

Qual raça de gato você é?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

O que você mais gosta de fazer nos momentos de lazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se você pudesse se descrever com uma palavra, quais das opções a seguir escolheria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Alguém te chamou para sair para um lugar inusitado, o que você pensa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica depois de dormir pouco na noite anterior?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você viajou e se perdeu em uma cidade que não conhece muito: o que passa pela sua cabeça?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Quais dessas características você procuraria em um pet?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

O que seus amigos próximos pensam sobre você?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você gosta de curtir as férias?

Question Header Background

Sua personalidade aventureira combina com o Bobtail Japonês! Você é divertido assim como o gato Siamês! Sua personalidade ranzinza combina com o gato Maine Coon! Você é preguiçoso como um gatinho Persa!

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    O que é cinomose? Veterinária explica a doença!

    A cinomose é altamente contagiosa e pode causar muitos problemas à saúde ao cachorro. Nós conversamos com a veterinária Nathalia Breder, do Rio de Janeiro, que nos explicou como ocorre a doença: “A cinomose se dá por meio de um vírus, que é transmissível, e que pode levar o cão a óbito. Aqueles que são acometidos pela doença, podem ficar com sequelas pro resto da vida. Esse vírus afeta o sistema nervoso, atacando a bainha de mielina dos neurônios.”

    A sequela mais comum da cinomose é a mioclonia, que são espasmos ou tremores involuntários dos músculos. As contrações permanecem até o final da vida do pet, mas podem ser amenizadas com terapias como acupuntura, ozonioterapia, reiki, entre outras. Outra sequela comum são as convulsões, que podem ser pontuais ou contínuas.

     

    A patinha da sorte é a marca registrada da Dory. Ela tem uma vida normal e feliz!
    A patinha da sorte é a marca registrada da Dory. Ela tem uma vida normal e feliz!

    Cinomose canina: Dory tem uma “patinha da sorte” como lembrança da doença

    Mesmo com todo o tratamento, que durou cerca de sete meses, a Dory ainda teve sequelas: seus dentes são mais frágeis que o normal, ela ficou epiléptica e tem mioclonia na patinha dianteira direita. Algumas alergias de pele também apareceram, que podem ter relação com a fragilidade de seu sistema imunológico. A rotina dos pais da Dory é dedicada a cuidados específicos, mas nada disso importa. Eles apelidaram a mioclonia de “patinha da sorte”, como lembrança da vitória contra a doença.

    No caso da Dory, a maioria das pessoas nem repara que ela tem algum tipo de sequela se não prestar atenção, em especial se ela estiver solta e correndo. A única coisa que ela realmente não consegue fazer é pular de lugares mais altos, porque pode cair de mau jeito. Tirando isso, Dory tem uma vida normal e confortável. 

     

    Cinomose: sequelas precisam ser observadas para garantir o bem-estar do cão

    Nem todos os cães que se livram dessa doença conseguem ter a mesma vida que a Dory. Nathalia explica que a mioclonia tem vários níveis e, em alguns casos, as contrações musculares ocorrem com mais força e frequência - o que pode impedir que o animal volte a andar. Alguns cães também podem ter suas necessidades comprometidas, como se alimentar e evacuar. 

    Muitas pessoas ainda acham que a única opção para a cinomose é a eutanásia. Mas a verdade é que existem muitos tratamentos que podem ajudar na melhora do cachorro. “A eutanásia só pode ser uma opção quando não temos mais nenhuma forma de melhorar a vida do pet e ele perde totalmente a sua qualidade de vida e bem-estar. Se ele não consegue comer, beber, urinar ou defecar, ele tem toda a vida prejudicada”, explica Nathalia Breder.

    Vida depois da cinomose: Dory precisa de acompanhamento constante

    O tratamento após a doença é específico de acordo com as necessidades causadas pelas sequelas, explica a veterinária. No caso da Dory, ela toma três remédios diários - dois para epilepsia e um para os problemas de pele -, possui rotina de banhos para evitar alergias. Além disso, faz acompanhamento com veterinários específicos, como neurologista, zootecnista, nutricionista e dermatologista. A Dory tem uma alimentação natural específica para lidar com as crises convulsivas e uma boa suplementação pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico.

    Antes e depois da Dory: até as orelhas cresceram!
    Antes e depois da Dory: até as orelhas cresceram!

    Cinomose: tratamento é essencial para o animal

    Já existem diversos tipos de tratamento para a cinomose. Podemos encontrar terapias alternativas e até tratamentos com células-tronco. Nathalia, por exemplo, trabalha com ozonioterapia, que é uma técnica que faz uso do gás ozônio como anti-inflamatório e analgésico, aliviando também dores como artrites e artroses. Ela também recomenda a acupuntura, técnica milenar que pode ajudar o animal a voltar a andar.  

    Seja qual for o tratamento escolhido para ajudar o seu cãozinho, a prioridade é sempre mantê-lo vacinado e com a alimentação e a saúde em dia. Um sistema imunológico reforçado é essencial para segurar o animal em caso de uma gripe ou qualquer outra doença que possa enfraquecê-lo. Lembre-se sempre de consultar um médico veterinário de sua confiança!  

    Cinomose: vacina e outros cuidados depois da doença

    Depois de curado, o animal já pode receber a vacina de cinomose. Antes de introduzir outro animal no mesmo ambiente, é necessário esperar pelo menos 6 meses para erradicar o vírus do local. O lugar onde vivia o cachorro com cinomose precisa de uma limpeza com desinfetante a base de amônio quaternário. Além disso, o novo animalzinho precisa já estar com todo o ciclo de vacina completo, incluindo a vacina da cinomose. É importante sempre investir na vacina: cinomose em cachorro tem tratamento e a imunização é a principal forma de prevenção, principalmente em cães filhotes. 

    Redação: Júlia Cruz

     

    Quais são as raças de cachorro braquicefálico? Shih Tzu, Bulldogs, Pug e muito mais

    Próxima matéria

    Quais são as raças de cachorro braquicefálico? Shih Tzu, Bulldogs, Pug e muito mais

    Poodle: veja o infográfico e conheça todas as características da raça de cachorro
    Raças

    Poodle: veja o infográfico e conheça todas as características da raça de cachorro

    O Poodle é um dos cães mais populares do mundo, e não faltam motivos para isso. Além dos pelos encaracolados de diferentes cores, que são típicos da raça, a inteligência, curiosidade e obediência do cachorro Poodle são traços que chamam a atenção. Mas como será que esse cãozinho é no dia a dia? Quais são as principais características e que cuidados devem ser tomados com o animal?

    Bullmastiff: origem, características e cuidados... conheça a raça de cachorro do Reino Unido
    Raças

    Bullmastiff: origem, características e cuidados... conheça a raça de cachorro do Reino Unido

    A raça Bullmastiff é um cachorro grande e robusto, mas que não deixa a desejar no temperamento afetuoso e gentil. Esse cãozinho britânico, que surgiu no século XIX, conquista as pessoas por onde passa. Sempre em alerta, ativo, companheiro e fiel aos tutores, o Bullmastiff estará sempre pronto para proteger a família e seu território. Por não ser uma raça de cachorro tão comum no Brasil, elaboramos um guia com todas as informações que você precisa saber sobre o Bulmastiff, que também é chamado por Bulmastife e Bulmastife Boxer. 

    Samoieda: conheça tudo sobre a raça de cachorro originária da Sibéria
    Raças

    Samoieda: conheça tudo sobre a raça de cachorro originária da Sibéria

    O cachorro Samoieda é sem dúvidas um dos pets mais companheiros que existem. Com seu porte médio e as características físicas marcantes e típicas da raça, a raça de cachorro conquista admiradores por onde passa. O alto nível de energia também é um traço forte desse pet, que não possui nada de tímido. Ficou curioso para conhecer mais sobre a raça originária da Sibéria? Então dá só uma olhada no guia que preparamos com tudo sobre esse doguinho: origem, personalidade, cuidados básicos de rotina, saúde e muito mais.

    Tudo sobre o Terra Nova: conheça todas as características desse cachorro grande
    Grandes

    Tudo sobre o Terra Nova: conheça todas as características desse cachorro grande

    O Terra Nova é uma raça de cachorro grande que, apesar do corpo musculoso e robusto, é muito dócil e amigável. Ele chama bastante atenção por conta do seu tamanho e também ser bem peludinho, lembrando bastante um ursinho de pelúcia - ou, nesse caso, um ursão. Dentre uma das características mais marcantes da raça, podemos destacar o seu lado atlético e a paixão que o cachorro Terra Nova tem por água. É isso mesmo: esta é uma das raças de cachorro que mais gosta de nadar e brincar na água.

    Ver Todas >

    Mordida de cachorro: o que fazer ao ser atacado por um cão?
    Saúde animal

    Mordida de cachorro: o que fazer ao ser atacado por um cão?

    Levar uma mordida de cachorro é sempre uma situação inesperada. Seja de um animal desconhecido ou do seu próprio pet, um ataque pode ser muito perigoso. Pela mordida, o cachorro pode transmitir muitas doenças ao homem, sejam infecções mais brandas ou doenças graves, como a raiva. Como não podemos prever que um cão vai nos atacar, é importante estar sempre preparado. 

    Pancreatite canina: como é a recuperação da doença?
    Saúde animal

    Pancreatite canina: como é a recuperação da doença?

    Quando o cachorro desenvolve pancreatite canina, é muito importante começar a tratar desde cedo. A doença é considerada uma das mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro, além de uma das mais graves. A pancreatite no cachorro acomete o pâncreas e debilita todo o sistema digestivo, trazendo sintomas bem desconfortáveis ao animal. A demora no diagnóstico pode acabar levando o animal a óbito. O cachorro com pancreatite canina precisa iniciar o tratamento o quanto antes para conseguir se recuperar. 

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?
    Saúde animal

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    A pasta e a escova de dente para gatos são os principais aliados para a boa higiene bucal dos felinos. Escovar os dentes do gato evita doenças, previne o mau hálito e preserva os dentinhos. Seja quando o gato troca de dente ou quando já é um bichano idoso, a dentição felina requer cuidados especiais em todas as fases da vida. Saber como escovar os dentes do gato corretamente é o primeiro passo para garantir a higiene bucal, além de uma alimentação balanceada. 

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?
    Saúde animal

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?

    A giárdia canina é uma doença infecciosa causada por um protozoário que pode acometer cães, gatos e seres humanos. Essa zoonose ocorre quando o cachorro ingere cistos do protozoário, que podem estar presentes na água e alimentos. Além disso, como os cachorrinhos são animais que usam a boca para diversas funcionalidades, é possível que o pet colete o parasita lambendo um brinquedo, bebendo água de uma poça ou mastigando algum objeto. Ficar de olho em como prevenir a doença é muito importante, visto que a giárdia em cães é transmitida para outros animais com facilidade. 

    Ver Todas >