close
Adulto

Mais dominante ou submisso? Saiba identificar o padrão de comportamento do seu cachorro

Atualizado · 23 de fevereiro de 2022 · 08h44

Publicado · 15/10/2019 · 11h47

Cachorro manso e medroso? Cachorro bravo e mais imponente? Conheça as principais características dos cachorros dominantes e submissos para descobrir a personalidade do seu!
Cachorro manso e medroso? Cachorro bravo e mais imponente? Conheça as principais características dos cachorros dominantes e submissos para descobrir a personalidade do seu!

É normal ouvir expressões como “cachorro bravo” e “cachorro manso” por aí para definir a personalidade desses bichinhos. No entanto, o que muitos donos não sabem é que esses adjetivos que descrevem o jeitinho de cada um não são por acaso: em geral, eles ajudam a indicar se um cão é mais dominante ou submisso. Cachorro que briga com outros animais ou mais medroso, que late demais em casa ou chora por tudo? Tudo isso pode contribuir para uma definição. Não tem ideia do grupo em que seu doguinho se enquadra? A gente te ajuda! Confira algumas dicas para descobrir de uma vez por todas de qual turma ele faz parte:

Cão dominante: postura corporal altiva e proteção ao dono estão entre os principais traços dessa personalidade

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
     Cachorro dominante: a postura imponente é uma das principais características desses cães!
    Cachorro dominante: a postura imponente é uma das principais características desses cães!

    Mais Lidas

    A cor da pelagem do gato determina a personalidade dele? Veja o que a ciência tem a dizer!
    Comportamento animal

    A cor da pelagem do gato determina a personalidade dele? Veja o que a ciência tem a dizer!

    Gato cinza, branco, preto, laranja, rajado ou com cores misturadas: o que não falta é variedade quando o assunto é a cor do gato. Esse, inclusive, acaba sendo um dos maiores critérios que os tutores usam na hora de adotar um bichano e, acredite se quiser, isso pode ajudar bastante a entender o comportamento do animal no dia a dia. Nem todo mundo sabe, mas é possível definir a personalidade dos gatos pela cor (ou pelo menos chegar muito próximo disso).

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Linguagem canina: por que seu cachorro vira a cabeça quando você fala com ele?
    Comportamento animal

    Linguagem canina: por que seu cachorro vira a cabeça quando você fala com ele?

    A linguagem corporal canina é tão expressiva que às vezes é possível entender os cães mesmo que eles não falem. Seja qual for a personalidade do cachorro, todos têm um comportamento canino tão revelador que, só de movimentar as orelhas, já dá para perceber o que o pet sente ou quer. Porém, não são apenas os humanos que compreendem a linguagem de cachorro. Já aconteceu de você falar algo com seu cãozinho e ele, imediatamente, virar a cabeça?

    Se o seu cachorro tem o costume de encarar as pessoas, vive com o pelo eriçado, exibe a cauda erguida e sempre se impõe quando está junto com outros bichinhos, é bem provável que ele faça parte do grupo dominante. Mas a postura do corpo e o modo como ele age perto de outros cães não são os únicos detalhes que denunciam esse padrão de comportamento: notar pequenas atitudes no dia a dia também fazem toda a diferença para te ajudar a ter essa definição.

    O cachorro agressivo pode estar dentro dessa denominação. Dentre as características mais comuns, estão: grunhido para conseguir o que quer; defesa do dono em qualquer situação, mesmo que ele não esteja correndo perigo; insistência para brincadeiras; tolerância quase zero para ordens; e um passo à frente de quem quer que seja que o leve para passear. Em geral, esse cachorro também costuma latir muito para estranhos, considera que alguns lugares da casa de seus donos são seus – como a própria cama deles, por exemplo – e sempre avança para pegar a comida que deseja, mesmo que não tenham lhe oferecido nada.

    Este tipo de atitude altiva é até saudável para estabelecer a relação entre cães – mas pode trazer complicações para a convivência com seus donos, já que o cachorro com essa personalidade costuma ter dificuldade para obedecer ordens se não for devidamente educado e treinado. A solução é procurar estabelecer limites para fazer seu amigo de estimação entender que, entre família, não há necessidade de tentar controlar o grupo. O adestramento pode ajudar nessa tarefa!

    Cão Submisso: pouco contato visual e orelhas baixas caracterizam um cachorro mais manso

     O cachorro submisso costuma ficar com as orelhinhas abaixadas e gosta de deixar o corpo mais próximo do chão
    O cachorro submisso costuma ficar com as orelhinhas abaixadas e gosta de deixar o corpo mais próximo do chão

    Cachorro manso? Cachorro medroso? Se todos costumam falar que o seu tem essas características, é bem provável que ele faça parte do grupo dos submissos. Assim como acontece com os dominantes, os doguinhos que exibem esse traço de personalidade também dão inúmeros sinais para que seus donos possam identificá-lo. A postura corporal também está entre elas – mas, aqui, no lugar da posição imponente, está a tendência a se curvar e a evitar outras pessoas e animais. Orelhas baixas, pouco contato visual, barriguinha virada para cima e micção - que é o ato de expelir urina voluntariamente ou não - estão entre os principais indicativos.

    Sabe o gesto de dar a patinha para o dono apertar ou a tentativa de beijar o rosto dele? Também são consideradas características marcantes dos cachorros mais mansos - embora, em algumas situações, os dominantes também possam acabar exibindo tais práticas.

    Em geral, os cães que fazem parte do grupo dos submissos tendem a demonstrar mais ansiedade. Por isso, é preciso que o proprietário tome alguns cuidados para que ele se mantenha tranquilo e não apresente complicações emocionais mais sérias no futuro. Além de evitar atitudes agressivas, uma dica para não intimidá-los com o contato visual e a aproximação inesperada é se curvar para que as alturas fiquem niveladas durante uma “conversa” - além de fazer muito carinho para ele se sentir à vontade, é claro.

    O dominante virou submisso e vice-versa? Personalidades podem variar em contato com outros animais

    Embora existam muitas diferenças de personalidade entre cachorros dominantes e submissos , os papéis podem se inverter em grupos com outros cães - e quem tem dois ou mais cachorros em casa pode perceber isso facilmente.

    O que acontece é bem simples: quem é dominante pode se tornar submisso perto de um cachorro que late muito ou que seja mais agressivo, enquanto um submisso pode se tornar mais bravo perto de outro doguinho medroso. Assim como no mundo dos humanos, isso serve para criar uma espécie de hierarquia, que faz com que a convivência entre vários animais juntos seja possível.

    Redação: Nívia Passos

    Gato-do-deserto: a raça de gato selvagem que fica com tamanho de filhote durante toda a vida

    Próxima matéria

    Gato-do-deserto: a raça de gato selvagem que fica com tamanho de filhote durante toda a vida

    Comportamento canino: entenda os diferentes tipos de personalidade e aprenda a identificar o padrão do seu pet
    Adestramento

    Comportamento canino: entenda os diferentes tipos de personalidade e aprenda a identificar o padrão do seu pet

    Assim como os humanos, os cães também tem um jeitinho próprio de se comunicar com o mundo ao seu redor. É algo que faz parte da personalidade deles e, por isso, é importante entender alguns aspectos do comportamento canino para estreitar a relação com esses animais. Será que você tem um cachorro mais destemido ou medroso? Comunicativo ou tímido? Amigável ou agressivo? 

    Kelpie Australiano: saiba tudo sobre a raça de cachorro
    Raças

    Kelpie Australiano: saiba tudo sobre a raça de cachorro

    O que não faltam são raças de cachorro para a gente se apaixonar, e o Kelpie Australiano é só mais um doguinho dessa lista! De origem australiana, esse é um dos poucos cães que foram desenvolvidos no país - mas isso não foi um impedimento para logo depois conquistarem muitos fãs ao redor do mundo. Com um jeitinho bem amigável, brincalhão e inteligente, o Kelpie Australiano - também chamado de Australian Kelpie - tem tudo para ser uma companhia incrível para o seu dia a dia. 

    Boston Terrier: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequena
    Pequenos

    Boston Terrier: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequena

    Para quem sempre sonhou em ter um cachorro de raça pequeno, o Boston Terrier é a companhia certa! Embora ele ainda seja muito confundido com o Bulldog Inglês, o cãozinho desta raça tem qualidades únicas e excepcionais. Amigáveis, brincalhões e com muita energia, os cachorros da raça Boston Terrier são muito fáceis de lidar no dia a dia e amam agradar seus tutores. Além disso, eles são super adaptáveis e conseguem conviver bem em praticamente qualquer lugar. 

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante
    Grandes

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante

    Uma das raças de cachorros gigantes mais famosas é a do Dogue (ou Dog) Alemão, que também é conhecida como cão Dinamarquês. O motivo para isso é simples: trata-se da mesma raça do famoso personagem de desenho animado Scooby Doo. Mas a verdade é que o cão Dogue Alemão vai muito além do seu tamanho e aparência robusta: ele é um amigo de quatro patas extremamente leal, dócil e carinhoso. 

    Ver Todas >

    Gato arrepiado: o que o comportamento significa?
    Comportamento animal

    Gato arrepiado: o que o comportamento significa?

    O pelo de gato exerce uma função importante tanto na proteção do corpo e da pele, como também na linguagem corporal felina. Sim, é isso mesmo: mesmo sem um vocabulário, os bichanos são capazes de expressar sentimentos e vontades com movimentos, posições específicas e até mesmo com o estado da pelagem. Se você já viu um gato arrepiado, deve entender do que estamos falando!

    Como treinar cachorro para frequentar locais pet friendly?
    Comportamento animal

    Como treinar cachorro para frequentar locais pet friendly?

    O termo “pet friendly” nunca esteve tão em alta quanto agora. Todo mundo sabe que os cães são grandes companheiros dos humanos e carregam até o título de melhores amigos. Mas, mesmo fazendo parte da nossa família há tanto tempo, foi recentemente que esses pets conquistaram um “espaço” definitivo nos momentos de lazer dos tutores. É aqui que entra a ideia de pet friendly: hotéis, pousadas, restaurantes, shoppings, mercados e vários outros estabelecimentos hoje em dia recebem os peludos de braços abertos (em alguns cidades, como no Rio de Janeiro, é lei!).

    Gatos famosos: conheça os 10 personagens felinos mais icônicos da ficção
    Comportamento animal

    Gatos famosos: conheça os 10 personagens felinos mais icônicos da ficção

    Ao decidir abrir as portas de casa para um bichano, vários tutores se inspiram em nomes de gatos famosos para apelidar o próprio pet. E acredite: existem muitas referências de gatinhos bem populares, principalmente quando entramos no mundo da ficção. Filmes, séries, quadrinhos, gibis, animações: em todos esses cenários é possível encontrar personagens totalmente icônicos.

    Comportamento do gato: aprenda alguns exercícios para estimular a cognição do seu pet
    Comportamento animal

    Comportamento do gato: aprenda alguns exercícios para estimular a cognição do seu pet

    Oferecer brinquedos interativos para gatos e investir em exercícios mentais normalmente são uma excelente forma de estimular as habilidades cognitivas do seu amigo de quatro patas. Afinal, mesmo que os felinos não tenham a mesma capacidade de raciocínio dos seres humanos, eles são bem inteligentes e capazes de aprender muita coisa. Além do mais, quando os instintos selvagens dos gatos são instigados, a cognição também é estimulada. 

    Ver Todas >