Saúde

Leishmaniose canina: como é o tratamento ao longo da vida do animal?

Leishmaniose canina: o Mussum, esse Rottweiler da foto, conviveu com a doença por alguns anos
Leishmaniose canina: o Mussum, esse Rottweiler da foto, conviveu com a doença por alguns anos

A leishmaniose canina é uma doença muito séria. Durante muito tempo, a eutanásia foi a única opção para os cachorros com leishmaniose: até 2016, era uma obrigação determinada pelo Ministério Público. Com o avanço da medicina veterinária, essa alternativa foi desconsiderada e, por isso, investir no tratamento correto com o acompanhamento de um veterinário é crucial para garantir que o cachorro tenha qualidade de vida - e que essa zoonose não seja transmitida para humanos. Já temos aqui no Patas da Casa um guia completo com tudo que você precisa saber sobre essa doença. Agora, vamos te explicar como é feito o tratamento dessa enfermidade e porque é importante que você se dedique a cuidar do seu pet enquanto ele viver. Confira!

Leishmaniose canina tem cura?

Infelizmente, a leishmaniose não tem cura. O animal que se tornou um reservatório da doença precisa receber tratamento constante e ter cuidados específicos com relação ao ambiente onde vive. Tudo isso porque a doença é transmitida pelo Lutzomyia longipalpis (mosquito-palha) e, caso esse mosquito volte a picar o animal infectado, pode levar a doença para outros animais e pessoas. Lembrando que a leishmaniose é uma zoonose, ou seja, ela atinge animais e humanos - mas o cachorro não é o transmissor da doença e sim o mosquito. Por isso, o tratamento e a prevenção da doença são essenciais.

Leishmaniose canina: tratamento é feito pelo resto da vida do animal

É necessário e muito importante que se tenha o acompanhamento constante de um veterinário depois do diagnóstico da leishmaniose canina. Maycon explica que, uma vez que o exame de leishmaniose for positivo, não há necessidade de repetir para ter certeza do diagnóstico a cada consulta, mas sim fazer outros tipos de exame para controle da doença. “Um cachorro diagnosticado deve receber tratamento: leishmaniose canina pode gerar problemas renais e hepáticos, porque acaba comprometendo o sistema orgânico do animal. Se ele parar o tratamento, a doença pode se manifestar novamente. É um tratamento que não tem fim e deve ser imediato, ou seja, assim que o tutor receber o diagnóstico”, explica o veterinário Maycon Farias de Barros, do Rio de Janeiro. Ele acrescenta que existe a necessidade de manter esse animal isolado, em um ambiente telado e sempre limpo.

Leishmaniose canina: tratamento caseiro com fruto da amazônia pode simplificar a terapia da doença

Pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), em 2018, começaram a estudar um possível medicamento que pode simplificar o tratamento da leishmaniose em humanos e animais. A matéria-prima da inovação é o Jucá, um fruto amazônico que já é utilizado por ribeirinhos na forma de chá para tratamento de diversas doenças. Segundo as pesquisas, a emulsão do fruto permite a manipulação em formato de creme para o combate de úlceras e feridas, que são sintomas característicos da doença. 

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    O Mussum fazia um tratamento para leishmaniose com medicamentos diários
    O Mussum fazia um tratamento para leishmaniose com medicamentos diários

    Mais Lidas

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio
    Saúde animal

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio

    Você certamente já ouviu falar em vermífugo para cães. Mas sabe, exatamente, para que ele serve? Quem tem animal de estimação precisa estar atento a uma série de cuidados para manter a saúde do bichinho em dia - e usar esse remédio no período certo é uma dessas medidas indispensáveis para a proteção do pet. Como o nome já indica, o medicamento previne doenças causadas por vermes, como a Dirofilaria immitis, Toxocara canis e Giárdia sp.

    Leishmaniose em cachorro: o Mussum foi portador da doença e recebeu o tratamento até o fim

    A Carolina Igi, administradora que mora no Mato Grosso do Sul (a segunda região com índice endêmico da doença), tinha um Rottweiler chamado Mussum. Ele era positivo para leishmaniose canina. Mesmo tomando a vacina todo ano e usando coleiras repelentes, não foi possível prevenir a doença. Como ele tinha uma saúde muito boa, demorou para que o diagnóstico fosse positivo. Ela nos contou que, assim que recebeu a confirmação da doença, teve que começar um tratamento com um único remédio regulamentado pela Anvisa para a enfermidade. 

    O problema é que esse remédio é muito caro. Cada rodada do tratamento, que dura cerca de um mês, fica na faixa de R$1000 e R$5000 - de acordo com o peso do cachorro. Somente esse remédio pode ajudar na fase inicial da doença. Além dele, há um outro remédio que deve ser dado todos os dias para o resto da vida do animal, que é de manutenção do sistema imunológico. “A leishmaniose faz com que o cachorro não tenha imunidade a nenhuma doença. Qualquer coisa que acontece, a doença volta mais forte. Você tem que fazer mais rodadas do medicamento dependendo do caso”, conta Carol. 

    A família do Mussum investiu no tratamento da doença até o momento onde o animal não teve mais qualidade de vida. Quando ele tinha cerca de 9 anos de idade, precisou ser eutanasiado. “Ele desenvolveu a leishmaniose em placas em volta do pescoço e não conseguia mais engolir. Essas feridas abrem a pele do animal, até ficar em carne viva, é horroroso. Quando isso acontece não tem mais jeito de regredir a doença”, lamentou. 

    Leishmaniose em cachorro: atenção para os sinais da doença

    A leishmaniose em cães tem alguns sinais específicos. O animal pode apresentar problemas de pele - com feridas que nunca saram - unhas que crescem além do normal (um problema chamado de onicogrifose) e secreção ocular. Além disso, também pode haver um aumento de creatina dos coxins (as almofadinhas das patas), gerando um processo de hiperqueratose, que é quando a pele fica mais áspera. Esses sinais também são cruciais para que o veterinário possa diagnosticar a doença corretamente, com o auxílio de um exame de sangue. 

    Redação: Júlia Cruz

    Conheça algumas vacinas para gatos não obrigatórias

    Próxima matéria

    Conheça algumas vacinas para gatos não obrigatórias

    Leishmaniose canina: o que é, sintomas, tratamento, vacina e formas de prevenção da doença
    Saúde

    Leishmaniose canina: o que é, sintomas, tratamento, vacina e formas de prevenção da doença

    A leishmaniose canina é uma doença causada por um protozoário chamado Leishmania. Mesmo que seja comum em animais, a leishmaniose também pode ser transmitida para humanos e, nos dois casos, pode debilitar o organismo o suficiente para ser fatal. Para falar mais sobre a doença e esclarecer dúvidas sobre o contágio, remédios, prevenção e tratamento para leishmaniose canina, nós conversamos com Priscila Larrussa, veterinária do grupo Vet Popular.

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral
    Saúde

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral

    Uma das doenças virais de cachorro mais sérias e comuns que existem, o vírus da parvovirose atinge, principalmente, animais que não foram imunizados contra este e outros vírus. Entre os principais sintomas da parvovirose, o vômito, a diarreia com sangue, e a desidratação podem ser destacados, ou seja: mesmo que o diagnóstico chegue bem cedo, o tratamento deve começar o quanto antes, já que a parvovirose pode ser fatal. Para esclarecer todas dúvidas sobre a parvovirose canina, nós conversamos com a veterinária Jackeline Ribeiro. Dá uma olhada no que ela contou!

    Gripe canina, tosse canina ou tosse dos canis: conheça mais sobre as causas, sintomas e tratamento da doença
    Saúde

    Gripe canina, tosse canina ou tosse dos canis: conheça mais sobre as causas, sintomas e tratamento da doença

    Em algumas regiões do país, dizer que alguém está com “tosse de cachorro” é sinal de que a pessoa está com tosse seca, geralmente provocada por alguma irritação na garganta. O que muita gente não sabe é que, no mundo dos animais, o cachorro com tosse muitas vezes está doente — e a condição dele é bem parecida com algo comum para humanos: a gripe. Mesmo que, geralmente, a gripe canina

    Displasia coxofemoral em cães: como melhorar a qualidade de vida do animal diagnosticado com o problema?
    Saúde

    Displasia coxofemoral em cães: como melhorar a qualidade de vida do animal diagnosticado com o problema?

    Há uma série de doenças que podem comprometer a mobilidade dos nossos amigos de quatro patas. Entre elas, a displasia coxofemoral em cães. A patologia, que atinge as patas traseiras do animal, exige um tratamento acompanhado de perto por veterinários pelo resto da vida do cãozinho. Por isso, entender o processo de evolução da doença é fundamental para saber quais medidas tomar para garantir o conforto e o bem-estar do seu pet.

    Ver Todas >

    Secreção no pênis do cachorro é normal? Quando deve ser motivo de preocupação?
    Saúde animal

    Secreção no pênis do cachorro é normal? Quando deve ser motivo de preocupação?

    Não é muito difícil perceber quando algo está errado com a saúde do cachorro. Geralmente, o próprio cão dá indícios disso, ainda mais se for na região genital: ele tende a lamber essa área de forma exagerada, mostrando que tem alguma coisa o está incomodando. Mas além disso, também é possível perceber que, em alguns casos, o cachorro libera uma secreção pelo pênis, o que costuma preocupar bastante os tutores. Será que essa é uma situação normal ou pode ser indicativo de doença? 

    A cor do xixi de cachorro pode indicar alguma doença no trato urinário? Entenda!
    Saúde animal

    A cor do xixi de cachorro pode indicar alguma doença no trato urinário? Entenda!

    Quando o assunto é um cachorro fazendo xixi, é normal que uma das maiores preocupações do tutor seja com o animal fazendo suas necessidades no lugar certo. Mas outro fator que também merece a atenção dos humanos é quanto ao aspecto da urina dos cães. A cor do xixi do cachorro é capaz de indicar vários problemas de saúde no seu amigo de quatro patas e, por isso, é importante conseguir identificar quando o líquido está saudável ou não. 

    Compensa contratar um plano de saúde para cachorro sem internação?
    Saúde animal

    Compensa contratar um plano de saúde para cachorro sem internação?

    Cuidar da saúde do cachorro é dever de todo tutor. Mas, é comum alguns gastos inesperados com veterinário podem surgirem no meio do caminho. Justamente por isso, algumas empresas passaram a ofertar plano de saúde para cachorro com um preço fixo e mensal. Com o serviço, é possível garantir que o seu cãozinho terá acesso a uma série de benefícios veterinários dentro da rede credenciada. 

    PIF felina: 5 efeitos da doença nos gatos infectados
    Saúde animal

    PIF felina: 5 efeitos da doença nos gatos infectados

    Uma das doenças mais graves que pode atingir os gatos é a Peritonite Infecciosa Felina (PIF). Embora não tenha cura e nem um tratamento específico, o diagnóstico precoce é fundamental para controlar os sinais clínicos do problema e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida do gatinho doente. Por isso, é importante ficar atento quanto aos efeitos da PIF felina para buscar o auxílio de um médico veterinário caso haja qualquer suspeita da doença.

    Ver Todas >