close
Saúde

Hiperadrenocorticismo em cães: o que é, quais os sintomas e como tratar? Saiba tudo sobre a doença endócrina

Atualizado · 09 de junho de 2020 · 16h39

Publicado · 03/04/2020 · 18h05

 Hiperadrenocorticismo em cães: saiba mais sobre essa doença que costuma atingir cachorros idosos
Hiperadrenocorticismo em cães: saiba mais sobre essa doença que costuma atingir cachorros idosos

Assim como os humanos, os cachorros também podem desenvolver um quadro de hiperadrenocorticismo. Também chamada de Síndrome de Cushing, a doença ocorre quando a hipófise, glândula responsável por produzir hormônios que regulam o funcionamento da parte endócrina do organismo, passa a não funcionar corretamente. O hiperadrenocorticismo atinge, principalmente, os cachorros idosos - os sintomas costumam ser confundidos com o envelhecimento natural dos animais. Sendo assim, é importante ficar atento a qualquer sinal de que algo não está bem com o cachorro. Para entender melhor o assunto, o Patas da Casa conversou com a veterinária Gabriela Teixeira, que contou tudo sobre o hiperadrenocorticismo em cães. Confira!

O que é hiperadrenocorticismo canino? Entenda as causas dessa doença endócrina

Apesar do nome difícil, o hiperadrenocorticismo canino é uma doença mais comum do que se imagina quando se trata da saúde dos cachorros. Segundo Gabriela, “o quadro é caracterizado pela produção ou administração excessiva de glicocorticoides e seus efeitos no organismo”. Por exemplo, no caso de um cão saudável, a glândula hipófise produz um hormônio chamado ACTH que estimula a glândula adrenal a desenvolver o glicocorticoide, que é o hormônio responsável pelo funcionamento de alguns sistemas do organismo do animal. Nesse sentido, qualquer problema na glândula adrenal pode resultar no aumento de produção do glicocorticoide, resultando no desequilíbrio da produção do ACTH e, consequentemente, no hiperadrenocorticismo.

Ainda de acordo com a veterinária, as causas da doença podem variar bastante. “O hiperadrenocorticismo pode surgir devido a administração contínua de corticoides sem pausas ou diminuição gradual, quando há algum distúrbio adrenal primário - como um tumor - e quando há secreção inapropriada de ACTH”, esclarece. Além disso, o hiperadrenocorticismo canino costuma atingir animais mais velhos, a partir dos 6 anos de vida. Por isso, quem tem um cachorrinho idoso em casa deve redobrar os cuidados e a atenção com o pet. Mas, é importante ressaltar que, cães jovens não estão livres de desenvolver a doença e também merecem um acompanhamento regular.

Algumas raças de cães são mais afetadas pelo hiperadrenocorticismo

Além da idade, existe outro fator que pode influenciar na predisposição do hiperadrenocorticismo canino: a raça do cachorro. Algumas raças são mais propensas a desenvolver a doença. No caso de produção inapropriada de ATCH, as raças mais atingidas são Poodle, Dachshund e Boston Terrier. Já no quadro de problemas nas glândulas adrenais, os cães da raça Yorkshire e Pastor Alemão são os mais afetados. Por fim, os animais da raça Labrador e Boxer costumam sofrer com o hiperadrenocorticismo devido à administração contra-indicada ou excessiva de glicocorticoides e outros medicamentos.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
      O Poodle é uma das raças com predisposição para ter hiperadrenocorticismo
    O Poodle é uma das raças com predisposição para ter hiperadrenocorticismo

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Sintomas do hiperadrenocorticismo em cães incluem ganho de peso e perda de pelos. Saiba mais!

    Por se tratar de uma doença lenta, os primeiros sintomas clínicos do hiperadrenocorticismo em cães podem demorar meses ou até mesmo anos para serem notados. Por isso, embora os sinais da doença possam ser facilmente confundidos com velhice, é importante saber detalhadamente o que a anormalidade pode causar no seu amigo. De acordo com Gabriela, os sintomas mais comuns são:

    • Aumento de apetite

    • Sede excessiva e aumento do volume de urina

    • Ganho de peso e aumento da região da barriga, resultando no abdômen distendido

    • Aumento do tamanho do fígado

    • Pele fina e elástica

    Perda de pelo 

    • Fraqueza 

    Ainda assim, a veterinária alerta que o tutor deve considerar se as mudanças foram repentinas ou não. Ou seja, se o animal sempre teve algum comportamento desses, seja ligado a alguma patologia ou não, provavelmente não é um caso de hiperadrenocorticismo. Por isso, é importante observar os sinais do seu amigo e buscar a ajuda de um profissional.

    Hiperadrenocorticismo canino: diagnóstico e tratamento são fundamentais para cuidar da saúde do seu amigo

    A consulta com um médico veterinário é fundamental para determinar qual tipo de hiperadrenocorticismo o animal apresenta por meio de exames específicos. “Coleta de sangue, exames complementares e uma anamnese extensa podem ajudar a identificar a doença no animal e, principalmente, o que pode ter motivado o quadro”, explica Gabriela. Além destes, biópsias da pele em áreas que apresentam alterações, radiografias, ecografias e exames específicos para medir a concentração de cortisol no sangue também podem ser solicitados pelo médico. 

    Quanto ao tratamento, Gabriela adianta: o processo pode variar de acordo com a causa do hiperadrenocorticismo canino. “Se um tumor for encontrado, o ideal é optar por tratamento cirúrgico. Já nos casos causados por administração de corticoides exógenos, é provável que o veterinário recomende pausar a medicação”, explica. Tudo vai depender do quadro e das necessidades do seu cachorrinho. Por isso, é fundamental buscar a ajuda de veterinário de confiança para realizar todos os exames necessários e, assim, garantir que o seu cachorrinho vai receber o tratamento mais adequado.

    Redação: Úrsula Gomes

    Cio de cachorro: 6 curiosidades comportamentais sobre a fêmea nesse período

    Próxima matéria

    Cio de cachorro: 6 curiosidades comportamentais sobre a fêmea nesse período

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!
    Carrapato

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!

    Os carrapatos são o pesadelo de qualquer dono de cachorro! Além de provocar coceiras, alergias e outros incômodos, o parasita também é responsável por transmitir doenças muito graves aos cães. Mesmo que seja algo relativamente comum entre os animais, o problema não deve ser subestimado pelos tutores. A doença do carrapato, como é popularmente conhecida, pode se manifestar de quatro maneiras diferentes, dependendo da espécie do parasita infectado. A Babesiose canina é uma das principais formas de manifestação da enfermidade. Por isso, preparamos um guia completo sobre tudo o que você precisa saber!

    Giárdia em cães: transmissão, sintomas, tratamento e prevenção... saiba tudo sobre a doença!
    Diarreia

    Giárdia em cães: transmissão, sintomas, tratamento e prevenção... saiba tudo sobre a doença!

    A giárdia em cães ou giardíase, como é conhecida a doença, é uma zoonose — ou seja: também pode ser transmitida para humanos — causada por um protozoário que age na corrente sanguínea do cachorro contaminado. A partir do contágio, a giárdia causa uma série de alterações gástricas no animal. Mesmo que tenha cura, a giárdia canina pode matar se não for devidamente tratada. Para esclarecer diferentes dúvidas, como contágio, tratamento e as diferentes formas de prevenção da doença, conversamos com o veterinário Thiago Félix, de Brasília. Dá uma olhada!

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Ver Todas >

    Gato com diarreia: o que fazer?
    Saúde animal

    Gato com diarreia: o que fazer?

    O gato com diarreia é motivo de preocupação, pois este é um forte indicativo de que algo não vai bem no sistema digestivo do seu felino. A diarreia em gatos pode atingir desde o filhote ao gato adulto e saber como prevenir ou agir neste momento, até a próxima visita ao veterinário, pode ajudar o seu pet a lidar com esse problema que pode ser muito desagradável aos felinos e tutores. O Patas da Casa reuniu algumas informações muito importantes para ajudar você, que busca evitar mais sofrimento ao felino, mas não sabe oque fazer ao ver seu gato com diarreia.

    Fezes de cachorro com gosma: o que pode ser?
    Saúde animal

    Fezes de cachorro com gosma: o que pode ser?

    Normalmente, o cocô de cachorro apresenta uma coloração amarronzada e consistência firme. Quando sua aparência se torna diferente, é importante ligar o sinal de alerta. Um dos problemas mais observados é a presença de sangue nas fezes do cachorro. Porém, existe outra condição comum que chama a atenção: as fezes de cachorro com gosma. Existem diversos motivos por trás dessa condição. Muitas vezes, as fezes de cachorro com muco são apenas consequência de mudanças alimentares. 

    Infecção no pênis de cachorro: o que é, quais as causas e o que fazer
    Saúde animal

    Infecção no pênis de cachorro: o que é, quais as causas e o que fazer

    Devido a sua sensibilidade e exposição, o pênis de cachorro, sem um cuidado e higiene adequados, pode desenvolver algumas infecções. Além de ocasionar graves ferimentos ao órgão do animal, esses males podem comprometer o pênis do cachorro e trazer muita dor, principalmente no momento de urinar. Para evitar este sofrimento ao seu pet, é importante inspecionar a saúde geral do animal.

    Otohematoma em cães: o que é a doença que deixa a orelha de cachorro inchada?
    Saúde animal

    Otohematoma em cães: o que é a doença que deixa a orelha de cachorro inchada?

    O otohematoma é uma doença que acomete a orelha de cachorro e causa bastante incômodo no animal. Apesar do termo não ser tão conhecido, o otohematoma em cães é bastante comum. A orelha inchada de cachorro é um dos principais sintomas dessa condição que costuma aparecer quando o cão está com outra doença base. O Patas da Casa conversou com o médico veterinário especialista em dermatologia Roberto Teixeira. 

    Ver Todas >