Saúde

Hiperadrenocorticismo em cães: o que é, quais os sintomas e como tratar? Saiba tudo sobre a doença endócrina

 Hiperadrenocorticismo em cães: saiba mais sobre essa doença que costuma atingir cachorros idosos
Hiperadrenocorticismo em cães: saiba mais sobre essa doença que costuma atingir cachorros idosos

Assim como os humanos, os cachorros também podem desenvolver um quadro de hiperadrenocorticismo. Também chamada de Síndrome de Cushing, a doença ocorre quando a hipófise, glândula responsável por produzir hormônios que regulam o funcionamento da parte endócrina do organismo, passa a não funcionar corretamente. O hiperadrenocorticismo atinge, principalmente, os cachorros idosos - os sintomas costumam ser confundidos com o envelhecimento natural dos animais. Sendo assim, é importante ficar atento a qualquer sinal de que algo não está bem com o cachorro. Para entender melhor o assunto, o Patas da Casa conversou com a veterinária Gabriela Teixeira, que contou tudo sobre o hiperadrenocorticismo em cães. Confira!

O que é hiperadrenocorticismo canino? Entenda as causas dessa doença endócrina

Apesar do nome difícil, o hiperadrenocorticismo canino é uma doença mais comum do que se imagina quando se trata da saúde dos cachorros. Segundo Gabriela, “o quadro é caracterizado pela produção ou administração excessiva de glicocorticoides e seus efeitos no organismo”. Por exemplo, no caso de um cão saudável, a glândula hipófise produz um hormônio chamado ACTH que estimula a glândula adrenal a desenvolver o glicocorticoide, que é o hormônio responsável pelo funcionamento de alguns sistemas do organismo do animal. Nesse sentido, qualquer problema na glândula adrenal pode resultar no aumento de produção do glicocorticoide, resultando no desequilíbrio da produção do ACTH e, consequentemente, no hiperadrenocorticismo.

Ainda de acordo com a veterinária, as causas da doença podem variar bastante. “O hiperadrenocorticismo pode surgir devido a administração contínua de corticoides sem pausas ou diminuição gradual, quando há algum distúrbio adrenal primário - como um tumor - e quando há secreção inapropriada de ACTH”, esclarece. Além disso, o hiperadrenocorticismo canino costuma atingir animais mais velhos, a partir dos 6 anos de vida. Por isso, quem tem um cachorrinho idoso em casa deve redobrar os cuidados e a atenção com o pet. Mas, é importante ressaltar que, cães jovens não estão livres de desenvolver a doença e também merecem um acompanhamento regular.

Algumas raças de cães são mais afetadas pelo hiperadrenocorticismo

Além da idade, existe outro fator que pode influenciar na predisposição do hiperadrenocorticismo canino: a raça do cachorro. Algumas raças são mais propensas a desenvolver a doença. No caso de produção inapropriada de ATCH, as raças mais atingidas são Poodle, Dachshund e Boston Terrier. Já no quadro de problemas nas glândulas adrenais, os cães da raça Yorkshire e Pastor Alemão são os mais afetados. Por fim, os animais da raça Labrador e Boxer costumam sofrer com o hiperadrenocorticismo devido à administração contra-indicada ou excessiva de glicocorticoides e outros medicamentos.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
      O Poodle é uma das raças com predisposição para ter hiperadrenocorticismo
    O Poodle é uma das raças com predisposição para ter hiperadrenocorticismo

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Sintomas do hiperadrenocorticismo em cães incluem ganho de peso e perda de pelos. Saiba mais!

    Por se tratar de uma doença lenta, os primeiros sintomas clínicos do hiperadrenocorticismo em cães podem demorar meses ou até mesmo anos para serem notados. Por isso, embora os sinais da doença possam ser facilmente confundidos com velhice, é importante saber detalhadamente o que a anormalidade pode causar no seu amigo. De acordo com Gabriela, os sintomas mais comuns são:

    • Aumento de apetite

    • Sede excessiva e aumento do volume de urina

    • Ganho de peso e aumento da região da barriga, resultando no abdômen distendido

    • Aumento do tamanho do fígado

    • Pele fina e elástica

    Perda de pelo 

    • Fraqueza 

    Ainda assim, a veterinária alerta que o tutor deve considerar se as mudanças foram repentinas ou não. Ou seja, se o animal sempre teve algum comportamento desses, seja ligado a alguma patologia ou não, provavelmente não é um caso de hiperadrenocorticismo. Por isso, é importante observar os sinais do seu amigo e buscar a ajuda de um profissional.

    Hiperadrenocorticismo canino: diagnóstico e tratamento são fundamentais para cuidar da saúde do seu amigo

    A consulta com um médico veterinário é fundamental para determinar qual tipo de hiperadrenocorticismo o animal apresenta por meio de exames específicos. “Coleta de sangue, exames complementares e uma anamnese extensa podem ajudar a identificar a doença no animal e, principalmente, o que pode ter motivado o quadro”, explica Gabriela. Além destes, biópsias da pele em áreas que apresentam alterações, radiografias, ecografias e exames específicos para medir a concentração de cortisol no sangue também podem ser solicitados pelo médico. 

    Quanto ao tratamento, Gabriela adianta: o processo pode variar de acordo com a causa do hiperadrenocorticismo canino. “Se um tumor for encontrado, o ideal é optar por tratamento cirúrgico. Já nos casos causados por administração de corticoides exógenos, é provável que o veterinário recomende pausar a medicação”, explica. Tudo vai depender do quadro e das necessidades do seu cachorrinho. Por isso, é fundamental buscar a ajuda de veterinário de confiança para realizar todos os exames necessários e, assim, garantir que o seu cachorrinho vai receber o tratamento mais adequado.

    Redação: Úrsula Gomes

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    Próxima matéria

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!
    Carrapato

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!

    Os carrapatos são o pesadelo de qualquer dono de cachorro! Além de provocar coceiras, alergias e outros incômodos, o parasita também é responsável por transmitir doenças muito graves aos cães. Mesmo que seja algo relativamente comum entre os animais, o problema não deve ser subestimado pelos tutores. A doença do carrapato, como é popularmente conhecida, pode se manifestar de quatro maneiras diferentes, dependendo da espécie do parasita infectado. A Babesiose canina é uma das principais formas de manifestação da enfermidade. Por isso, preparamos um guia completo sobre tudo o que você precisa saber!

    Giárdia em cães: transmissão, sintomas, tratamento e prevenção... saiba tudo sobre a doença!
    Diarreia

    Giárdia em cães: transmissão, sintomas, tratamento e prevenção... saiba tudo sobre a doença!

    A giárdia em cães ou giardíase, como é conhecida a doença, é uma zoonose — ou seja: também pode ser transmitida para humanos — causada por um protozoário que age na corrente sanguínea do cachorro contaminado. A partir do contágio, a giárdia causa uma série de alterações gástricas no animal. Mesmo que tenha cura, a giárdia canina pode matar se não for devidamente tratada. Para esclarecer diferentes dúvidas, como contágio, tratamento e as diferentes formas de prevenção da doença, conversamos com o veterinário Thiago Félix, de Brasília. Dá uma olhada!

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Ver Todas >

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes
    Saúde animal

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes

    A síndrome de wobbler é uma doença que afeta principalmente raças de cachorro de grande porte. Ela atinge as vértebras e a medula espinhal do cachorro, desencadeando problemas neurológicos e de locomoção. O tratamento precisa ser o mais rápido possível, pois a síndrome de wobbler pode avançar para estágios mais graves e trazer consequências sérias ao animal. .

    Veja 5 fatos sobre a cadela no cio que você precisa saber
    Saúde animal

    Veja 5 fatos sobre a cadela no cio que você precisa saber

    A cadela no cio pode ser um momento delicado tanto para o tutor como para o pet. O período acaba gerando muitas curiosidades e dúvidas como: “com quantos meses a cadela entra no cio?” ou “de quanto em quanto tempo a cadela entra no cio?”. Saber as respostas para todos esses questionamentos vai ajudar o tutor do cachorro a lidar com o período. 

    Tumor venéreo transmissível: 5 coisas que você precisa entender sobre o TVT
    Saúde animal

    Tumor venéreo transmissível: 5 coisas que você precisa entender sobre o TVT

    O tumor venéreo transmissível, que também é chamado de TVT, tumor de Sticker ou sarcoma infeccioso, é uma neoplasia pouco conhecida pelos pais de pets. Esse problema de saúde costuma ser mais comum em animais abandonados, mas nada impede que cachorros que vivam em apartamento sejam infectados pela doença venérea. O TVT em cães é grave e fácil de ser transmitido.

    Bronquite em gatos: 5 sinais da doença respiratória que atinge os felinos
    Saúde animal

    Bronquite em gatos: 5 sinais da doença respiratória que atinge os felinos

    Muitas podem ser as causas de um gato tossindo, desde uma bola de pelo presa na garganta até uma alergia a alguma substância que ele teve contato. Porém, na maioria dos casos, o gato com tosse é sinal de problema respiratório - que pode ser leve, como uma gripe simples, ou grave, como uma pneumonia. Dentre as doenças respiratórias que mais acometem os bichanos, a bronquite felina é uma das que precisam de mais atenção. 

    Ver Todas >