O comportamento dos gatos carrega particularidades muito interessantes. Afinal, a maneira como os felinos mostram seus sentimentos é bem diferente dos cães. Um exemplo disso é que eles não balançam o rabo quando estão felizes: ao contrário, o rabo de gato apontado para cima e com uma leve curva na ponta que é indício de felicidade.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Mas e o sentimento de culpa? Será que é o mesmo dos cães? O cachorro quando apronta fica com o rabo entre as pernas e o olhar triste, detalhes que não escondem seu remorso por uma peripécia. Já os gatos podem agir de um jeito bem diferente. Venha saber mais sobre o comportamento dos gatos, significado por trás de algumas atitudes e como eles expressam amor pelos tutores.

Gato sente culpa e remorso, mas de um jeito diferente

A curiosidade faz parte do DNA felino e até os mais quietos gostam de brincar de vez em quando. Mas no meio dessa brincadeira pode acontecer do animal derrubar algo, quebrar um objeto ou esbarrar nos móveis. Obviamente, eles não fazem isso com más intenções. Até quando eles simplesmente derrubam algo da prateleira, a intenção é apenas chamar a atenção.

Ao perceber que um gato fez algo errado, a tendência é acreditar que eles não sentem remorso. No entanto, os gatos sentem culpa e isso é mostrado com eles se escondendo, retornando somente o tutor se acalma. Esse retorno é carregado de carinho, o gato ronronando e lambidinhas.

Toda essa culpa está ligada à percepção felina, no qual os gatos interpretam as emoções dos tutores. Ao ver que o dono está bravo, ele compreende isso, entende que aquilo não foi legal e que o melhor é ficar bem longe. Porém, a memória felina é curta e provavelmente ele vai aprontar a mesma coisa de novo. Para evitar uma nova bagunça, é bom repreendê-lo na mesma hora, de forma bem assertiva para mostrar que você não gostou daquela atitude. Evite gritar com o gato para não traumatizá-lo.

 

O gato entende quando o tutor está bravo e pode se esconder

O gato entende quando o tutor está bravo e pode se esconder

 

 

Veja o significado de alguns comportamento de gatos

 

É bem comum ouvir alguém dizer que os gatos são esnobes. Os felinos, na verdade, são cheios de emoções, mas expressam isso de um jeito diferente do que estamos acostumados. Quem tem um gato em casa, já entende como isso funciona e, na maioria das vezes, consegue identificar como ele está se sentindo. No geral, felicidade e tristeza fazem parte dos sentimentos da espécie. Inclusive, os gatos sentem saudades do tutor e podem ficar até sem comer quando o dono está longe.

Interpretar o comportamento do gato pode ser desafiador. Mas saiba que tudo vai depender da forma como ele foi criado, as experiências que viveu e o ambiente em que vive. Além, é claro, do instinto felino diante das situações. Os gatos filhotes tendem a "imitarem" o comportamento de outros felinos, por isso é tão importante respeitar a socialização da ninhada. Veja a explicação para algumas atitudes:

  • Gato feliz: anda rebolando e com o rabinho para cima. Não nega uma brincadeira, ronrona sozinho e dorme de barriga para cima, sem nenhuma preocupação. Inclusive, o gato correndo do nada também é um sinal de felicidade.
  • Gato triste: fica mais quieto que o habitual. Não quer comer. Fica apático e pode ser agressivo quando recebe uma interação
  • Gato se escondendo pode ser medo. Porém depende. Ele pode estar com medo de fogos, mas também pode ser uma brincadeira, onde ele age como se estivesse se escondendo de um predador.
  • Gato estressado: seja com mudanças na rotina, chegada de outros pets, casa nova e até bebedouros e comedouros sujos. Nessas horas, eles podem fazer xixi fora da caixa e miar bastante.

Gatos tem sentimentos pelo donos e demonstram isso com muito companheirismo

Sim! Um gato tem sentimento pelo dono. Ele mostra isso se esfregando no tutor, pedindo carinho com cabeçadas e ronronando. O gato levando “presentes”, como ração, brinquedos e até insetos, também é um sinal. Mas todo o amor de gato pelo tutor é demonstrado de uma forma bem sútil

Outro detalhe, é o que os gatos pensam dos seus donos, pois as emoções felinas são uma resposta a cada situação e podem ser guiadas pelas emoções dos tutores. Por exemplo, eles sabem quando estamos felizes. Porém, isso não quer dizer que ele tem essa necessidade de comemorar com a gente. Mas ficarão igualmente alegres. E quando estamos tristes, eles prontamente nos acolhem.

Redação: Erika Martins

Edição: Luana Lopes