Diarreia

Gato com diarreia: 6 doenças associadas ao problema

Gato com diarreia: o que fazer? Saiba que doenças podem provocar o sintoma
Gato com diarreia: o que fazer? Saiba que doenças podem provocar o sintoma

O gato com diarreia é um sintoma que pode significar muitas coisas: desde o efeito da troca de ração do gato até uma doença mais grave, como a leucemia felina. A presença de parasitas no organismo é outro fator que pode causar a diarreia em gatos. Na hora de limpar a caixa de areia, é importante monitorar como estão as fezes do gato. A frequência, textura e outros sinais - como verificar a presença de sangue ou muco - devem ser observados pelo tutor para identificar a gravidade ou não do quadro. Além disso, é importante ficar de olho em outros sintomas, como o gato vomitando ou com febre. Para que você entenda um pouco mais sobre as causas do problema, listamos 6 doenças que têm o gato com diarreia como sintoma comum.  

1) Diarreia em gatos pode ser toxoplasmose

A toxoplasmose em gatos é uma doença infecciosa causada pelo Toxoplasma gondii. A contaminação ocorre principalmente quando o gatinho consome carne de ave ou roedores crua e infectada. Quando o gato é contaminado, o protozoário se aloja no intestino do felino, levando cerca de 15 dias para se reproduzir e eliminar os ovos pelas fezes do gato. 

A diarreia em gatos decorrente da toxoplasmose costuma ser líquida e pode ter a presença de sangue em alguns casos. Além disso, a enfermidade provoca sintomas como vômito, dispneia, tosse, dor muscular, encefalite, imunidade baixa e icterícia (mudança na coloração das mucosas). Se você observar qualquer um desses sintomas em seu pet, a orientação é buscar auxílio de um médico veterinário. A toxoplasmose é uma doença grave, que quando não tratada pode levar à morte. A principal forma de prevenção da toxoplasmose é a criação indoor, visto que quando o gato não sai para rua dificilmente vai ingerir a carne infectada.

2) Leucemia felina enfraquece o sistema imunológico e deixa o gato com diarreia

A FeLV (vírus da leucemia felina) é uma doença viral que é transmitida por meio de secreções de gatos contaminados ou da mãe infectada para o filhote. A leucemia felina atinge o sistema imunológico, trazendo uma série de complicações para o bichano infectado. Apesar de ser uma doença muito grave, pode ser prevenida com a vacinação - no entanto, antes de aplicar a vacina é necessário testar o gato para confirmar que ele não está infectado pela FeLV.  A diarreia é um sintoma comum da FeLV, principalmente em filhotes de gato, mas ao longo da vida a doença vai apresentando sinais como anorexia, anemia, perda de peso, apatia, problemas respiratórios, estomatites e febre. A doença não tem cura, mas é possível fazer tratamentos complementares para amenizar os efeitos e oferecer mais qualidade de vida ao animal.

3) Além de causar diarreia, panleucopenia felina pode afetar respiração e medula óssea

A diarreia em gatos é um dos sintomas da panleucopenia felina, que também provoca vômito, febre, falta de apetite e sensibilidade na região abdominal. As fezes podem ter a presença de sangue. Normalmente associada à cinomose em cães, por causar efeitos semelhantes, a enfermidade é provocada por um vírus e é extremamente contagiosa - tendo a proliferação facilitada pela aglomeração de gatos. A melhor forma de prevenção da doença é a vacina, que pode ser administrada a partir dos dois meses de vida. Apesar de grave, a panleucopenia felina pode ser tratada com antibióticos, mas casos graves demandam outras terapias mais intensas. 

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Fique atento se o gato com diarreia apresenta outros sintomas, isso pode ajudar no diagnóstico
    Fique atento se o gato com diarreia apresenta outros sintomas, isso pode ajudar no diagnóstico
    As imagens a seguir são fortes
    As imagens a seguir são fortes
    A diarreia em gatos com panleucopenia costuma ser líquida e pode apresentar sangue
    A diarreia em gatos com panleucopenia costuma ser líquida e pode apresentar sangue
    A diarreia líquida é um sintoma dos gatos com FeLV
    A diarreia líquida é um sintoma dos gatos com FeLV
    Além da diarreia em gatos, o astrovírus pode provocar anorexia
    Além da diarreia em gatos, o astrovírus pode provocar anorexia
    Fique atento se o gato com diarreia apresenta outros sintomas, isso pode ajudar no diagnóstico
    As imagens a seguir são fortes
    A diarreia em gatos com panleucopenia costuma ser líquida e pode apresentar sangue
    A diarreia líquida é um sintoma dos gatos com FeLV
    Além da diarreia em gatos, o astrovírus pode provocar anorexia

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    4) Salmonella em gatos: intoxicação alimentar bacteriana também pode causar diarreia

    A salmonella é considerada rara nos felinos, mas é preciso que seja detectada rapidamente pelo risco de  ser transmitida para os seres humanos. A diarreia apresentada pela doença costuma vir com sangue, podendo se agravar para uma diarreia crônica intermitente do intestino grosso. Além desse sintoma, a salmonella em gatos provoca desidratação, febre, vômitos, perda de peso, dor abdominal, choque e apatia. A principal forma de contração da doença é com a ingestão de alimentos contaminados, que podem ser carnes bovinas, suínas, de aves, ou até mesmo alimentos como ovo e leite desses animais. Além disso, águas de rios e lagos podem estar contaminadas, assim como frutas e verduras. O diagnóstico é feito com exames laboratoriais. Caso o resultado seja positivo para a doença, o tratamento será feito com antibióticos. A melhor forma de prevenção da doença é evitar que o gato coma carnes e outros alimentos crus.

    5) Gato com diarreia: infecção por astrovírus provoca o sintoma

    A transmissão do astrovírus ocorre por meio do contato do gato com água, alimentos, fezes e vômitos contaminados. Além da diarreia, a doença provoca apatia, anorexia, perda de apetite, vômitos, dor abdominal, sangue nas fezes e febre. O diagnóstico é feito com um hemograma e outros exames clínicos. O tratamento da enfermidade é feito com terapias de suporte, na intenção de controlar os sinais clínicos. Vale ressaltar que a transmissão do astrovírus ainda pode ocorrer pelas fezes do animal contaminado, mesmo após o fim da diarreia. Por isso é importante separar os gatinhos saudáveis dos infectados até que estejam devidamente curados.

    6) Rotavírus é outra doença viral que provoca diarreia em gatos

    Apesar de ser considerado raro, o rotavírus em gatos é bem perigoso. A diarreia em gatos do gatinho infectado vem associada de vômito, anorexia e emagrecimento. O rotavírus pode ainda levar o intestino a fazer má absorção. Assim como o astrovírus, essa doença viral pode ser diagnosticada com exames clínicos. 

    Redação: Hyago Bandeira

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?

    Próxima matéria

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!
    Saúde

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!

    A diabetes é muito comum entre os humanos, mas você sabia que os felinos também podem sofrer com a doença? A diabetes em gatos é uma doença grave e capaz de atrapalhar a qualidade de vida do felino em vários níveis se não for tratada corretamente. A patologia requer acompanhamento médico, tratamento constante e, muitas vezes, aplicação de insulina diariamente. É um caso específico de endocrinologia, que requer atenção para não prejudicar mais ainda a saúde do animal, principalmente se ele for um gato obeso. Para tirar todas as dúvidas sobre o assunto e aprender a cuidar de gato com a doença, nós conversamos com o médico veterinário Rafael Cunha, do Rio de Janeiro!

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir
    Saúde

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir

    Assim como nos cães, a Giárdia em gatos é uma zoonose muito comum. Os felinos, então, não estão imunes a contrair essa doença, que muitas vezes passa despercebida ao ser confundida com uma simples diarreia. Por isso, é muito importante prestar atenção aos sintomas da giárdia em gatos e, também, buscar formas de prevenir a contaminação. Para esclarecer mais as dúvidas quanto ao assunto, conversamos com a médica veterinária Carolina Mouco Moretti, que é diretora geral do Hospital Veterinário Vet Popular, de São Paulo.

    Gato obeso: quando o aumento de peso indica um problema mais sério?
    Saúde

    Gato obeso: quando o aumento de peso indica um problema mais sério?

    Os felinos já são animais considerados muito fofinhos. Se eles estão mais gordinhos, então, não há quem resista àquele charme. Mas, um gato obeso pode apresentar sérios problemas de saúde. Afinal, não é de sua natureza (e do biotipo) que estejam acima do peso. Até mesmo os gatos gigantes devem ter um peso compatível com seu tamanho para se manter saudável. Quer entender melhor os riscos que gatos obesos sofrem? Nós conversamos com a veterinária Madelon Chicre: ela explicou todos os problemas que podem vir com a obesidade e o que fazer caso o seu gatinho esteja com excesso de peso. Chega mais!

    Esporotricose em gatos: conheça mais sobre essa doença grave que pode atingir os felinos
    Saúde

    Esporotricose em gatos: conheça mais sobre essa doença grave que pode atingir os felinos

    A esporotricose em gatos é uma das doenças mais graves que pode atingir os felinos. Isso porque ela evolui muito rápido para a fase disseminada, causando sérios riscos à vida do gatinho. Provocada por um fungo presente em vegetações, a “micose” apresenta feridas bem características na pele do felino, sendo esse um dos principais sintomas da doença. Apesar da complexidade da infecção, o tratamento correto é capaz de curar essa doença de gato. Esporotricose também pode ser prevenida com alguns cuidados específicos no dia a dia do seu felino. Para saber mais sobre a doença, nós conversamos com o médico veterinário Frederico Lima, do Rio de Janeiro.

    Ver Todas >

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato
    Saúde animal

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato

    Já parou para pensar como ocorre o cruzamento entre os gatos? Os machos sempre estão dispostos a acasalar, mas as fêmeas precisam estar no período do cio para aceitar a aproximação. O primeiro cio costuma ocorrer quando o animal atinge a puberdade, que normalmente é entre o 8º e o 10º mês de vida. Esse costuma ser um período bastante delicado para todos, que precisam já que a gata passa por uma grande carga de estresse. 

    Saúde animal

    "Meu cachorro tem muita fome": quando a fome em excesso passa a ser uma compulsão alimentar?

    Quando se trata da alimentação do cachorro, normalmente a situação que mais aflige os tutores é quando o animal não quer comer ração. Contudo, é importante ter muita atenção se o comportamento do seu amigo for o contrário disso, porque às vezes o cachorro comendo muito é um sinal de compulsão alimentar - o que pode trazer prejuízos para a saúde do pet a longo prazo. 

    6 cuidados com gatos para evitar vômitos e diarreia
    Saúde animal

    6 cuidados com gatos para evitar vômitos e diarreia

    O vômito e diarreia em gatos são condições que sempre ligam o alerta nos tutores. Geralmente sintoma de algum outro problema de saúde, o gato vomitando ou com diarreia pode representar tanto uma reação natural do organismo felino quanto uma doença mais grave. O sistema digestivo do gato é sensível e pode ser afetado por uma simples alteração na alimentação. 

    Quais são as raças de gato mais propensas à obesidade felina?
    Saúde animal

    Quais são as raças de gato mais propensas à obesidade felina?

    A obesidade em gatos é um problema que precisa de atenção. Geralmente, o quadro não está relacionado à predisposição genética, mas alguns fatores contribuem para o aumento de peso nos felinos. A falta de exercícios físicos e uma alimentação inadequada, por exemplo, são hábitos que podem levar à obesidade. Então se o seu gatinho é muito preguiçoso ou não tem acesso a todos os nutrientes que precisa, é bem provável que ele se torne um gato obeso. 

    Ver Todas >