Um gato carente pode ser o pet dos sonhos para alguns tutores. O bichinho de estimação vai acompanhar o dono por toda parte: em um cochilo no sofá, durante as refeições e até na hora de ir ao banheiro! Existem algumas raças de gatos comuns que têm maior tendência em desenvolver um comportamento mais carinhoso que outras, correndo até mesmo o risco de serem grudentas.

Qual raça de gato você é?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Um chamego de vez em quando aquece o coração do gato e do tutor, mas com raças de gato carente vale ter um cuidado especial para que tanto amor não atrapalhe sua rotina ou essa característica se torne incômoda para o próprio bichano. Está pensando em adotar um gato carinhoso e dócil? Veja a seguir exemplos de raça de gato muito apegado ao dono.

1) Persa: gato muito carente e peludo ama ser escovado

Gato Persa tricolor nos colos da dona

O gato Persa é extremamente fofo, tanto na aparência quanto na personalidade. Essa é, sem dúvida, uma das raças de gato mais sociáveis que existem. Sua forma de interagir com os humanos - principalmente com seus tutores - é se fazendo presente de forma tranquila e graciosa. Uma das formas de passar tempo de qualidade com um gato carente como o Persa é dedicando sua atenção à escovação dos pelos desse bichano. Esse cuidado simples faz com que o pet relaxe e ronrone muito! Mas atenção: essa raça de gato não gosta de ficar sozinha por muito tempo. A sua companhia é fundamental para que ele tenha uma vida feliz e saudável.

2) Gato muito apegado ao dono: Siamês às vezes se comporta como um cão

Gato Siamês recebendo carinho

Se você sonha em ser recebido na porta de casa por um pet quando chega do trabalho, o gato Siamês é o mais indicado! Esse bichano também gosta de miar bastante, como se conversasse, e interage bem em família: seja com adultos, crianças ou até mesmo com cachorros! Visitantes podem levar algum tempo para conquistarem essa raça de gato, que também é bem inteligente e sensível a esse tipo de mudança na rotina. Por isso, se a sua casa costuma ser movimentada, talvez essa não seja a melhor raça de gato. O gato Siamês demonstra seu apreço com presença, mordidinhas e amassando pãozinho. Uma fofura de olhos azuis!

3) Maine Coon: o gigante gato carente 

 

Maine Coon laranja recebendo carinho

Ele tem um focinho apaixonante e um tamanho que surpreende. Do focinho ao rabo, um gato da raça Maine Coon adulto pode ultrapassar facilmente 1 metro de comprimento e seu peso fica entre 12 e 14 kg. A raça que vem ocupando o topo do ranking de maior gato do mundo é também um gato muito carente! Ele não gosta muito de deitar no colo do tutor, mas curte receber muito carinho e costuma ser a “sombra” do seu dono: onde quer que você vá, o Maine Coon vai também. 

4) Ragdoll é um gato carinhoso demais e até um pouco carente

Ragdoll cinza e branco em pé no colo da dona

Assim como o Maine Coon, o Ragdoll é um gato gigante que muitas vezes chama a atenção pela carência. A raça é conhecida por ser extremamente dócil e afetuosa, mas também é conhecida por gerar um monte de gatos manhosos no dia a dia. Eles gostam de receber atenção na mesma proporção que gostam de estar perto dos humanos! Por isso, não é recomendado deixá-los muito tempo sozinhos em casa, porque eles são bastante apegados e não são nem um pouco fãs da solidão. Pode-se dizer que o Ragdoll é um bom exemplo de gato carente 

5) Siberiano é um gato dengoso e que ama os humanos

Gato Siberiano sendo segurado por dona

O Siberiano é um gato com cara de bravo, mas que na verdade tem um coração enorme! Poucas pessoas acreditam, mas ele faz parte do grupo de gatinhos carentes que são completamente apaixonados pela família humana. De porte médio para grande, a raça de gato Siberiano tem um temperamento encantador, pois é muito leal, apegada e dengosa. Para completar, eles são bem peludinhos e é muito comum encontrar esse gato pedindo carinho e atenção.

6) Gatos manhosos: Birmanês é daqueles que encantam qualquer um

Gato Birmanês deitado no colo

O gato Birmanês, também chamado de gato Sagrado da Birmânia, é um felino muito inteligente, confiável e apegado. É o tipo de gato que escolhe o dono e cria um forte vínculo com a família, mas sempre escolhe um membro "favorito". Ele não gosta de ficar longos períodos sem companhia e precisa ser socializado, ou corre o risco de você ter um gato com ciúmes de outros pets e até mesmo de outras pessoas.

7) Peterbald é um claro exemplo de gato apegado ao dono

Gato carente Peterbald recebendo carícias

O Peterbald é um gato quase sem pelo que não é tão conhecido por aqui, mas que é uma companhia perfeita para muitas famílias. Além de ser brincalhão, sociável e com um temperamento muito tranquilo, o bichano é conhecido por ser um gato muito carente e apegado com o dono. Ele exige uma certa atenção no dia a dia, e, ao contrário do estereótipo felino, é cheio de amor para dar. Quando falamos do Peterbald, é muito comum, inclusive, ver o gato pedindo carinho toda hora e até subindo no colo dos tutores. 

8) Gato vira-lata também pode ser um animalzinho mais carinhoso que os demais

Gato laranja sendo acariciado no colo do dono

Dependendo da história de vida do gato vira-lata ou da raça de seus ancestrais, esse pode ser um pet extremamente apegado ao seu lar e aos seus tutores, retribuindo o acolhimento com muita entrega e momentos inesquecíveis de companheirismo. O Sialata, por exemplo, herda do gato Siamês a tendência ao comportamento mais afável. Também existem vários outros gatinhos vira-latas que são super ligados com os humanos e tem características típicas de gatos manhosos.

Acha que tem um gato carente? Veja algumas dicas para identificar e saber como lidar com isso!

O que significa quando o gato está carente?

Às vezes o gato carente simplesmente gosta da companhia dos humanos e quer estar sempre perto. É preciso diferenciar essa situação de um animal que é dependente dos donos e não consegue ficar sozinho. Um gato muito carente do nada também pode ficar assim por causa da falta de estímulos necessários no cotidiano. A gatificação da casa e outras formas de enriquecimento ambiental podem ser de grande ajuda nesses casos.

Como saber se o gato está carente?

Um gato pedindo carinho toda hora, miando bastante, que não se cansa de subir no colo do tutor e que sempre quer brincar ou chamar a sua atenção de alguma forma pode estar carente. Além disso, sintomas de gato com ciúme também são comuns em animais assim, de forma que o bichano se mostra incomodado com a presença de outros pets/pessoas próxima ao tutor.

O que fazer quando o gato tá muito carente?

Reconhecer os sinais de um gato carente é o primeiro passo para saber quando seu amigo precisa de mais atenção. Porém, se a carência parece ser constante na rotina do felino, é importante incentivá-lo com brinquedos interativos e outras atividades. Adotar mais um gato também é uma boa ideia, já que assim o gatinho estará sempre bem acompanhado do irmão.

Publicado originalmente em: 26/10/2022

Atualizado em: 20/07/2023