Cachorro

Focinho de cachorro: descubra tudo sobre a anatomia, saúde e curiosidades sobre o olfato canino

O que você sabe sobre o focinho de cachorro? Vem que a gente te conta tudo!
O que você sabe sobre o focinho de cachorro? Vem que a gente te conta tudo!

O focinho de cachorro é uma região repleta de curiosidades! Já parou para se perguntar como que os cães conseguem reconhecer cheiros bastante específicos e até farejar rastros que são deixados para trás? Isso acontece porque o olfato do cachorro é muito mais apurado do que o nosso e é uma das principais formas que eles têm para se relacionarem com o mundo. Todo tutor deve ter uma atenção especial no nariz de cachorro: às vezes o focinho emite alguns sinais de que algo não vai bem com a saúde do seu amigo de quatro patas. Para esclarecer algumas questões sobre essa parte do corpo canino, o Patas da Casa preparou uma matéria recheada de informações importantes: desde a anatomia do focinho do cachorro até questões de saúde ligadas a essa parte do corpo dele. Veja só!

A anatomia de um focinho de cachorro é cheia de particularidades

O formato do fuço de cachorro pode variar bastante: alguns têm essa parte do corpo mais alongada, outros têm essa região mais curta - que é o caso dos cães braquicefálicos. Esse é um aspecto que tem certa influência no faro do animal, mas de uma maneira geral o mecanismo de funcionamento para todos os cachorros é o mesmo: ao inspirar, o ar que “entra” pela fossa nasal é recebido por dois compartimentos distintos - um para a respiração e outro para sentir o cheiro. Isso quer dizer que, no geral, os cães sequer precisam se concentrar para sentir cheiros específicos, já que isso acontece de forma totalmente natural e involuntária.

Além do mais, uma grande curiosidade sobre o nariz de cachorro é que, assim como os dedos dos humanos, ele também digitais exclusivas. É isso, inclusive, que ajuda a registrar a “identidade” de cada animal. São pequenas linhas em volta do focinho de cachorro que são únicas e nenhum outro cãozinho no mundo vai ter uma igual. Poderia até mesmo ser feita uma “impressão nasal”, da mesma forma que acontece com as digitais humanas, mas isso não é recomendado porque nem todas as raças poderiam passar por esse procedimento.

Faro do cachorro: entenda como os cães têm esse sentido tão apurado

Para entender como funciona o faro dos cães, a primeira pergunta a ser respondida é: “quantas células olfativas tem um cachorro?” Acredite se quiser, mas esses animais possuem cerca de 200 milhões de células olfativas, o que significa que eles têm um olfato até 40 vezes mais apurado do que os humanos, que possuem em torno de 5 milhões de células sensoriais. É justamente isso que ajuda os cães a terem um faro tão desenvolvido, capaz de distinguir uma grande quantidade e variedade de odores, até mesmo à distância. Vale dizer também que cada cheiro sentido pelos cães é “armazenado” na sua memória, e esse é o motivo pelo qual algumas raças são tão utilizadas para trabalhos, como situações de resgate e/ou operações policiais.

Outro fator que contribui para esse olfato apurado é a separação que acontece dentro do próprio nariz, já que existe uma fossa nasal específica para a respiração e outra para o faro. Além disso, a inspiração e expiração também acontece por locais distintos: enquanto os humanos inspiram e expiram pelo mesmo orifício, os cães captam o ar pelas fossas frontais e liberam pelas laterais.

Focinho: cachorro depende do formato para um olfato mais ou menos desenvolvido

Como já foi dito, os cães podem ter diferentes formatos de focinho e em tamanhos variados também. Isso é algo que interfere diretamente na capacidade olfativa do animal: fuço de cachorro muito comprido ou muito curto acaba sendo um obstáculo na percepção dos cheiros. Os cães com focinho achatado, chamados de braquicefálicos, por exemplo, apresentam certa dificuldade para respirar e consequentemente para sentir os odores. Algumas raças com essa condição são: Shih Tzu, Pug, Bulldog Inglês e Francês. Por outro lado, também existem as raças de cachorro que geralmente têm esse sentido mais apurado, como o Labrador, Beagle, Pastor Alemão e o Basset Hound.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    O olfato do cachorro é tão poderoso que o animal é capaz de armazenar os diferentes cheiros na memória
    O olfato do cachorro é tão poderoso que o animal é capaz de armazenar os diferentes cheiros na memória
    Cada focinho de cachorro tem traços exclusivos que se assemelham com as digitais humanas
    Cada focinho de cachorro tem traços exclusivos que se assemelham com as digitais humanas
    Nariz de cachorro: algumas raças têm o nariz mais achatado e curto, como o Bulldog Inglês e Francês
    Nariz de cachorro: algumas raças têm o nariz mais achatado e curto, como o Bulldog Inglês e Francês
    Focinho: cachorro é um dos animais com o olfato mais apurado!
    Focinho: cachorro é um dos animais com o olfato mais apurado!
    Focinho de cachorro quente pode ser por causa da exposição solar ou indicar problema de saúde
    Focinho de cachorro quente pode ser por causa da exposição solar ou indicar problema de saúde
    O olfato do cachorro é tão poderoso que o animal é capaz de armazenar os diferentes cheiros na memória
    Cada focinho de cachorro tem traços exclusivos que se assemelham com as digitais humanas
    Nariz de cachorro: algumas raças têm o nariz mais achatado e curto, como o Bulldog Inglês e Francês
    Focinho: cachorro é um dos animais com o olfato mais apurado!
    Focinho de cachorro quente pode ser por causa da exposição solar ou indicar problema de saúde

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Algumas situações específicas para ficar de olho no focinho de cachorro!

    • Focinho de cachorro gelado

    Quando a gente toca no focinho do cachorro e percebe que está gelado, até estranhamos. Afinal, como que o focinho pode estar mais frio do que o resto do corpo do animal? Mas pode ficar tranquilo: o focinho de cachorro gelado e úmido indica que o seu cãozinho está bem e super saudável. Na verdade, isso acontece porque é uma forma que o animal encontra de regular a sua temperatura corporal e, além disso, a umidade do nariz do cachorro auxilia na captação de odores no ar, uma vez que as moléculas aromáticas são transportadas pelo vento. Então, não se preocupe com o focinho de cachorro gelado! O problema mesmo é se ele ficar quente, seco ou ferido, porque nesses casos provavelmente algo não vai bem com a saúde do seu amigo. 

    • Focinho de cachorro quente

    Tocou no nariz do cachorro e percebeu que ele está mais quente do que o normal? Esse pode ser um sinal de alerta! Se não há nenhum motivo aparente para isso ter acontecido (dias quentes podem acabar ocasionando um focinho de cachorro quente) e o seu amigo de quatro patas apresentar o sintoma por um período prolongado, a melhor alternativa é levá-lo ao veterinário. Geralmente, esse é um dos indícios de que o cãozinho está com febre e, consequentemente, seu corpo está lidando com alguma infecção. Vale a pena ficar atento se o seu amigo também está apresentando outros sinais - se ele está muito quieto ou parou de se alimentar, por exemplo.

    • Focinho de cachorro seco ou descascando

    Se o fuço de cachorro começou a ficar seco ou descascar do nada, também é importante ficar atento. Assim como o focinho de cachorro quente, o clima também pode influenciar nessa situação, já que se o cão for exposto ao sol por longas horas a área pode apresentar ressecamento. Se esse não for o caso, o focinho de cachorro seco (e quente) por muitos dias é um sinal de que o animal está com dificuldades para respirar. Além da descamação, outras evidências do problema são: sangramento nasal, coceira intensa na região e secreção amarela ou esverdeada no nariz do cachorro. Os motivos para essa situação podem variar, mas normalmente estão associados a baixa imunidade ou parvovirose canina. É imprescindível consultar um médico veterinário nessa situação.

    • Focinho de cachorro com feridas ou inchado

    Se você notou o focinho do cachorro com uma aparência diferente, vale redobrar a atenção. Feridas que não cicatrizam, lesões, embranquecimento e/ou descamação da pele são sinais típicos de um focinho de cachorro com leishmaniose. Essa é uma doença bastante séria e que apresenta sintomas variados, sendo que feridas no nariz do cachorro é uma delas. Esteja atento a esse e outros sinais clínicos da doença e procure um especialista caso haja qualquer suspeita do problema.

    O inchaço, por outro lado, pode ocorrer se o animal for picado por insetos. Se esse for o caso, o auxílio do veterinário também é importante para dar início ao melhor tratamento, já que o inchaço pode acabar prejudicando a respiração do animal.

    Focinho: cachorro precisa de alguns cuidados específicos com a região

    Por ser uma região bastante delicada, é importante ter certo cuidado com o nariz de cachorro - principalmente na hora do banho. Para começar, o ideal é que o tutor prefira produtos hipoalergênicos, ou seja, um produto com baixo potencial de causar qualquer tipo de alergia. Além disso, recomenda-se evitar o contato direto do focinho com o sabão e a água, para não correr o risco do cãozinho inspirar os produtos por acidente.

    Após o banho, não esqueça de secar o seu pet muito bem, mas sempre com atenção: o uso de secador muito próximo ao nariz do cachorro pode acabar incomodando o animal. Portanto, evite usar o acessório muito próximo ao rosto dele - o resto do corpo não sofre tanto com esse incômodo. De resto, certifique-se sempre de que o cachorro está com o focinho limpo e livre de secreções. Em caso de suspeita de qualquer problema na respiração do cachorro, não hesite em procurar um médico. O olfato é uma das partes mais importantes do corpo dos cães e precisa de cuidados.

    Redação: Juliana Melo

    Arranhador de sofá: o investimento vale a pena? Quando é indicado?

    Próxima matéria

    Arranhador de sofá: o investimento vale a pena? Quando é indicado?

    Tudo sobre o cachorro Boxer: origem, personalidade, saúde, características físicas e cuidados
    Grandes

    Tudo sobre o cachorro Boxer: origem, personalidade, saúde, características físicas e cuidados

    Se você sempre sonhou em ter um cachorro grande dentro de casa, a raça Boxer certamente é uma opção que não vai te decepcionar. Por trás da aparência robusta e que pode ser considerada até um pouco intimidante para alguns, existe um cãozinho companheiro e com muito amor para oferecer aos seus humanos. Conheça um pouco mais sobre o comportamento da raça, cuidados com a saúde e quanto custa um cachorro Boxer.

    Tudo sobre o cachorro Pug: origem, saúde, personalidade, características físicas e muito mais
    Pequenos

    Tudo sobre o cachorro Pug: origem, saúde, personalidade, características físicas e muito mais

    É praticamente impossível não se apaixonar por um cachorro da raça Pug! Com os famosos olhos esbugalhados, focinho achatado e corpo compacto e rechonchudo, o cãozinho é um dos queridinhos dos brasileiros. São tantas características que fazem do Pug um animal único, que fica até difícil saber por onde começar. Pensando nisso, o Patas da Casa preparou uma matéria bem especial para todos os amantes da raça Pug. A seguir, descubra mais sobre a origem, personalidade, cuidados com a saúde e qual é o preço desse doguinho tão carismático!

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante
    Grandes

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante

    Uma das raças de cachorros gigantes mais famosas é a do Dogue (ou Dog) Alemão, que também é conhecida como cão Dinamarquês. O motivo para isso é simples: trata-se da mesma raça do famoso personagem de desenho animado Scooby Doo. Mas a verdade é que o cão Dogue Alemão vai muito além do seu tamanho e aparência robusta: ele é um amigo de quatro patas extremamente leal, dócil e carinhoso. 

    Chihuahua: personalidade, saúde, cuidados e mais... saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Chihuahua: personalidade, saúde, cuidados e mais... saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno

    Quem nunca viu aquele cãozinho simpático de “Legalmente Loira”? Se você não lembra desse filme (ou não é da sua geração), deixou de conhecer uma das mais brilhantes atuações de um Chihuahua, o menor - e mais corajoso - cão do mundo. O cachorro é pequeno, mas sua origem é cercada de teorias e histórias: não se sabe ao certo se ele é descendente do Techichi, um cão selvagem do México pré-colonial, se surgiu na China e foi levado por comerciantes espanhóis para o restante do mundo ou se é resultado de cruzamentos do Techichi com alguma raça minúscula chinesa.

    Ver Todas >

    Gato gigante: como é o comportamento dos felinos que são maiores que o normal?
    Comportamento animal

    Gato gigante: como é o comportamento dos felinos que são maiores que o normal?

    Os felinos são animais misteriosos, elegantes e apaixonantes. Os gatos gigantes, além de carregarem todas essas virtudes, possuem o diferencial de serem enormes - muitas vezes podendo pesar mais de 10kgs. As raças de gato gigante despertam muitas curiosidades nas pessoas, principalmente sobre o comportamento desses grandes pets. Afinal de contas, se você pretende ter um gato gigante como seu novo amigo, é importante saber como será seu temperamento. 

    5 truques para ensinar ao cachorro em casa
    Comportamento animal

    5 truques para ensinar ao cachorro em casa

    Muitos tutores se perguntam como ensinar truques para cachorro, mas acabam desistindo no meio do caminho. De fato, esse é um processo que requer muita paciência, persistência e firmeza na hora de repassar os comandos para os cães, mas aqui vai um spoiler: todo o esforço vale muito a pena! Os truques para cachorro são uma ótima forma de estimular a mente do seu doguinho, educá-lo e até de melhorar a comunicação entre vocês. 

    Gatos escolhem seus donos?
    Comportamento animal

    Gatos escolhem seus donos?

    Adotar gato é sempre um lindo ato de amor e carinho. Mas muitas vezes os tutores dizem que não foram eles que escolheram o gato, mas sim que “um gato me adotou”. Às vezes ele aparece na sua porta, invade sua casa ou te segue na rua. E vamos combinar que é impossível não se apaixonar por um bichano com olhar pidão, né?! Os gatos são únicos e têm comportamentos muito peculiares, o que fazem deles ótimas companhias.   

    Gato morde para demonstrar carinho?
    Comportamento animal

    Gato morde para demonstrar carinho?

    Seu gato morde quando você faz carinho nele? Se a resposta for sim, então você provavelmente já se questionou por que os gatos mordem e qual é o significado dessas mordidinhas. Muitas pessoas têm dúvidas se o comportamento é sinônimo de afeto ou não, já que os felinos costumam expressar seus sentimentos de forma diferente do que estamos habituados. Eles são mais sutis, delicados e às vezes acabam sendo mal interpretados. 

    Ver Todas >