Comportamento

Comportamento felino: entenda de uma vez por todas como funciona o equilíbrio dos gatos

O bigode de gato é uma das partes do corpo responsável por garantir o equilíbrio felino
O bigode de gato é uma das partes do corpo responsável por garantir o equilíbrio felino

O equilíbrio dos gatos tem um funcionamento intrigante. Todo mundo já deve ter ouvido falar que o gato sempre cai em pé, por exemplo. Mas por que isso acontece? Como a anatomia dos gatos permite isso? Os saltos de lugares altos, por exemplo, é uma cena típica do comportamento felino, só que o que poucos sabem é que tanto o equilíbrio quanto às quedas “em pé” só são possíveis graças a algumas partes do corpo do animal, como o bigode de gato e a coluna. Se você não sabe para que serve o bigode do gato e nunca se parou para pensar como as patas, garras e rabo interferem no equilíbrio dele, chegou o momento de descobrir. 

Como o bigode do gato interfere no equilíbrio dele?

“O que acontece se cortar o bigode do gato?” é uma pergunta que levanta muita curiosidade por aí. Mas antes de tentar descobrir por conta própria quais são as consequências desse ato, é importante entender o motivo para não cortar o bigode dos felinos de jeito nenhum. Por mais que o bigode de gato não tenha nervo (o que significa que cortá-lo não vai necessariamente machucar seu amigo), interferir nessa parte do corpo dos felinos é algo que compromete (e muito) o equilíbrio deles.

O bigode do gato (que na verdade se chama vibrissas) nada mais é do que uma espécie de “sensor” de ambiente, que ajuda o bichano a ter uma maior noção espacial. É ele um dos responsáveis pelo gato conseguir determinar a distância entre as coisas. Sem as vibrissas, o animal pode ficar um pouco perdido e perder total ou parcialmente a noção de equilíbrio também. Sendo assim, o bichano fica impossibilitado de saltar como antes e até mesmo de andar sem esbarrar nas coisas.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    A pata de gato (especialmente as traseiras) garante o impulso dos saltos
    A pata de gato (especialmente as traseiras) garante o impulso dos saltos

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia
    Comportamento animal

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia

    Manter a frequência de passeios no dia a dia do seu amigo de quatro patas é algo necessário para todas as raças de cachorro. Além dos benefícios que a socialização desses momentos traz, para muitos animais, essa caminhada é atividade física suficiente para o gasto de energia diário. Raças mais preguiçosas, que só devem se movimentar para manter a saúde, não precisam de muito tempo dedicado a essa área, mas nem todas são assim: para equilibrar, existem algumas raças de cachorro têm energia de sobra. Pensando no bem da saúde do seu animal e buscando evitar que ele desconte essa disposição acumulada em outras partes da casa, nós separamos algumas raças que precisam de agitação para ficar bem no dia a dia. Dá uma olhada!

    Pata de gato e garras ajudam na locomoção e garantem a segurança do equilíbrio

    Tão essenciais quanto o bigode, a pata e a unha de gato também desempenham uma função importante no equilíbrio dos felinos. Além de serem responsáveis pelo deslocamento, são as garras que ajudam a manter a segurança deles durante as escaladas, caminhadas ou até mesmo quando eles decidem ficar parados em cima de um muro. Então, pode-se dizer que a pata de gato sustenta alguns desses movimentos e é o que propicia ainda mais o equilíbrio dele em diversas situações.

    E não para por aí: o gato possui uma estrutura muscular complexa e flexível, principalmente nas patas traseiras, com um mecanismo semelhante a uma mola (que estica e se contrai com facilidade), que é o que permite que ele tenha mais impulso para saltos mais altos. Tanto é que os felinos podem saltar até 7 vezes sua própria altura. 

    Orelha e rabo de gato são partes essenciais para auxiliar no direcionamento do animal

    Se você reparar bem, sempre que um gatinho vai mudar de direção, o rabo dele indica esse movimento. É porque o rabo de gato também é uma estrutura que ajuda os gatos a se “localizarem” melhor no ambiente. Além disso, a orelha de gato também é outra região importante, porque nela contém um fluido que permite que o gato saiba em que posição ele se encontra: em pé, deitado, de cabeça para baixo. Inclusive, é por causa desse fluido que os felinos têm uma facilidade maior para cair em pé, já que eles percebem que a posição deles está errada e geralmente são capazes de corrigir isso antes de atingirem o chão. Mas, claro, eles precisam de uma altura mínima para conseguirem ter o tempo necessário de “virarem”, que é 30 cm. Acima disso, o gato sempre cai em pé.

    Redação: Juliana Melo

     

    5 dicas para educar um cachorro desobediente

    Próxima matéria

    5 dicas para educar um cachorro desobediente

    Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino
    Raças

    Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino

    O Birmanês, que também é conhecido como gato Sagrado da Birmânia, é um animal super dócil e elegante que tem muita história para contar. O gato da Birmânia é descendente de animais que eram venerados como deuses entre o século XV e XVI nos templos budistas do sudeste asiático. Muito sensível, a raça de gato é conhecida pelo companheirismo, já que se apega facilmente à família humana. O gato Birmanês gosta de explorar e é curioso, mas diferente dos outros gatos, ele gosta da estabilidade do chão e não gosta muito de altura.

    Comportamento dos gatos: felinos ficam irritados com seus humanos o tempo todo em casa?
    Comportamento

    Comportamento dos gatos: felinos ficam irritados com seus humanos o tempo todo em casa?

    Como seu gato está lidando com a quarentena? Observou o gato estressado ou meio tristinho? Entender o comportamento dos gatos parece uma tarefa impossível de vez em quando, mas na quarentena, isso pode acabar se tornando um problema. Alguns tutores têm observado uma mudança de comportamento felino nesse período de isolamento social. Veja o que eles contaram!

    Comportamento canino: entenda os diferentes tipos de personalidade e aprenda a identificar o padrão do seu pet
    Adestramento

    Comportamento canino: entenda os diferentes tipos de personalidade e aprenda a identificar o padrão do seu pet

    Assim como os humanos, os cães também tem um jeitinho próprio de se comunicar com o mundo ao seu redor. É algo que faz parte da personalidade deles e, por isso, é importante entender alguns aspectos do comportamento canino para estreitar a relação com esses animais. Será que você tem um cachorro mais destemido ou medroso? Comunicativo ou tímido? Amigável ou agressivo? 

    Pancreatite em gatos: entenda mais sobre a doença que atinge os felinos
    Saúde

    Pancreatite em gatos: entenda mais sobre a doença que atinge os felinos

    Uma das doenças gastrointestinais mais sérias e conhecidas entre os humanos também possui a sua versão no universo felino: a pancreatite em gatos tem uma ação bastante similar no corpo dos nossos bichanos e também precisa de tratamento imediato para não causar danos à saúde do gato. É claro que isso se torna motivo de preocupação para os gateiros, mas não se assuste! A pancreatite felina tem tratamento e é possível diminuir o avanço da doença com alguns cuidados simples. 

    Ver Todas >

    Quer ter um cachorro surfista? Saiba como iniciar, os cuidados que deve ter e acessórios indispensáveis
    Comportamento animal

    Quer ter um cachorro surfista? Saiba como iniciar, os cuidados que deve ter e acessórios indispensáveis

    Existem cachorros que amam nadar e brincar na água, então qualquer passeio em trilhas com cachoeiras, praias ou mesmo uma piscina vira uma grande festa. Mas você sabia que existe cachorro que surfa? Os esportes com cachorro são uma ótima forma de estreitar laços entre o tutor e o animal e o surf é uma modalidade que pode fazer muito bem ao animal. Sem falar que os cachorros surfistas chamam atenção pela fofura e habilidade na prancha.

    Por que os gatos
    Comportamento animal

    Por que os gatos "mamam" no cobertor? Descubra se o comportamento é prejudicial ou não

    Não é difícil encontrar um gato que tenha a mania de ficar mordendo o cobertor, como se estivesse se alimentando da mamãe gata (e os cães também podem apresentar o mesmo comportamento). Um gato mordendo cobertor pode ser considerado um momento muito fofo para alguns gateiros, mas outros tutores podem se perguntar se esse comportamento do felino é prejudicial ou revela alguma vulnerabilidade do bichano. 

    Como ganhar a confiança de um cachorro? Veja dicas para se aproximar de cães desconhecidos
    Comportamento animal

    Como ganhar a confiança de um cachorro? Veja dicas para se aproximar de cães desconhecidos

    Adotar um cachorro é sempre um desafio tanto para os humanos, que precisam adaptar a casa para receber o novo hóspede, quanto para o cãozinho, que ainda precisa de um tempo para se acostumar com o ambiente e com sua nova família. No caso de cães abandonados e que foram resgatados por ONGs ou outras instituições, ganhar a confiança do doguinho nem sempre é uma tarefa fácil - principalmente se tratando de um cachorro medroso ou traumatizado. 

    Cachorro castrado fica mais calmo? Veja as diferenças de comportamento antes e depois da cirurgia
    Comportamento animal

    Cachorro castrado fica mais calmo? Veja as diferenças de comportamento antes e depois da cirurgia

    A castração de cachorro é muito indicada pelos profissionais da medicina veterinária. Entretanto, muitos tutores ainda sentem muito receio de realizar a cirurgia pelas mudanças de comportamento do cachorro castrado. Não é mito que algumas mudanças comportamentais ocorrem após a castração, tanto para machos quanto para fêmeas. Mas afinal, o que muda no cachorro castrado?

    Ver Todas >