close
Saúde

Como é a saúde do Husky Siberiano? A raça de cachorro tem propensão para desenvolver alguma doença?

Atualizado · 26 de novembro de 2020 · 17h10

Publicado · 26/11/2020 · 17h10

O Husky Siberiano tem maior predisposição genética para algumas doenças. Saiba quais são
O Husky Siberiano tem maior predisposição genética para algumas doenças. Saiba quais são

É praticamente impossível resistir ao charme de um Husky Siberiano. A raça tem uma forte presença, com pelos brilhantes e um olhar penetrante que às vezes até chega a intimidar. Mas quem pensa que eles são cães agressivos devido à semelhança com lobos se engana. No fundo, o Husky Siberiano (filhote ou adulto) é um super companheiro, carinhoso e bastante apegado a sua família. O problema é que a raça pode ter alguns probleminhas de saúde no decorrer da sua vida, mesmo que ele receba todos os cuidados necessários. A seguir, separamos as principais doenças que podem acometer a saúde do cachorro Husky.

Husky Siberiano: deficiência de zinco e hipotireoidismo são problemas comuns na raça

Algumas raças tem maior predisposição para desenvolver problemas de pele, e o Husky Siberiano é uma delas. O organismo deste cãozinho tem certa dificuldade na absorção do zinco, o que leva a uma deficiência nutricional que reflete na pele do animal e pode desencadear problemas dermatológicos, como a dermatite nasal e a alopécia canina. Como essa é uma doença bastante específica, apenas o médico veterinário pode fazer o diagnóstico e indicar o melhor tratamento para suprir a falta de zinco no organismo do Husky.

Outro problema que acaba refletindo na pelagem da raça é o hipotireoidismo, uma doença endócrina que ocorre quando as glândulas da tireoide não produzem uma quantidade suficiente de hormônios para manter o metabolismo do Husky Siberiano estável. Alguns dos sintomas deste quadro são a queda de pelos, que acontece principalmente no rabo do cachorro, e o espessamento da pele.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    O Husky Siberiano filhote precisa de um acompanhamento médico regular desde os primeiros meses de vida
    O Husky Siberiano filhote precisa de um acompanhamento médico regular desde os primeiros meses de vida

    Mais Lidas

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Cachorro Husky Siberiano tem maior predisposição para catarata, glaucoma e atrofia progressiva da retina

    Os problemas oculares são bastante comuns no Husky. A catarata, por exemplo, pode surgir em cães de qualquer idade e é caracterizada pela opacidade no cristalino, deixando a região com um aspecto mais acinzentado ou azulado. Dependendo da evolução da doença, o Husky Siberiano pode até mesmo ficar cego se não for tratado a tempo. O glaucoma precisa de igual atenção, porque dependendo da gravidade do caso, leva à cegueira. Como esse quadro é mais difícil de ser identificado, o mais recomendado é fazer consultas anuais com um veterinário especializado em oftalmologia. 

    A atrofia progressiva da retina é outra doença, mas de origem genética e que costuma se manifestar ainda nos primeiros anos de vida do Husky Siberiano. Ela tem um caráter progressivo, e vai piorando com o passar do tempo até deixar o animal cego.

    O Husky também podem sofrer com a displasia coxofemoral

    A displasia coxofemoral é uma doença, geralmente de origem genética, que atinge principalmente os cães de porte grande, como o Husky Siberiano. Os cachorros diagnosticados com a displasia não desenvolvem corretamente a região dos ossos, músculos e tendões das patas traseiras do cachorro, o que causa um constante atrito entre o fêmur e a bacia do animal sempre que ele anda ou corre. Isso acaba gerando uma limitação nos movimentos do cãozinho, além de trazer bastante dor e incômodo para o paciente. Um dos sinais da displasia coxofemoral é que o cachorro começa a mancar ou andar rebolando e animais com predisposição genética, como o Husky, precisam fazer um acompanhamento regular com o médico veterinário. Essa é uma doença que pode se manifestar ainda na fase inicial da vida do cão, com o filhote de Husky Siberiano entre 4 e 10 meses de idade, mas também pode surgir só quando o cachorro chega na fase adulta. 

    Redação: Juliana Melo

     

    Como é feito tratamento de câncer em cachorro?

    Próxima matéria

    Como é feito tratamento de câncer em cachorro?

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante
    Grandes

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante

    Uma das raças de cachorros gigantes mais famosas é a do Dogue (ou Dog) Alemão, que também é conhecida como cão Dinamarquês. O motivo para isso é simples: trata-se da mesma raça do famoso personagem de desenho animado Scooby Doo. Mas a verdade é que o cão Dogue Alemão vai muito além do seu tamanho e aparência robusta: ele é um amigo de quatro patas extremamente leal, dócil e carinhoso. 

    Como cuidar do cachorro Husky Siberiano? Veja dicas de um tutor da raça!
    Grandes

    Como cuidar do cachorro Husky Siberiano? Veja dicas de um tutor da raça!

    As fotos de Husky Siberiano não mentem: essa é uma raça de cachorro totalmente apaixonante. A combinação dos olhos azuis penetrantes com a pelagem densa e abundante são a marca registrada do Husky Siberiano, deixando o cachorro com uma aparência muito semelhante aos lobos. Mas já parou para se perguntar como é conviver com um cachorro Husky?

    Husky Siberiano: filhotes, origem, alimentação, cuidados, saúde e comportamento desse cão de raça grande
    Grandes

    Husky Siberiano: filhotes, origem, alimentação, cuidados, saúde e comportamento desse cão de raça grande

    A semelhança física com os lobos selvagens faz com que o Husky Siberiano tenha a fama de ameaçador e traiçoeiro, mas quem já teve contato com um deles por um período de tempo suficiente para o animal pegar confiança, sabe que a realidade não é bem assim. Forte, atlético, carinhoso e muito apegado aos donos, o cachorro Husky Siberiano vem de uma tribo chamada Chukchi, na Sibéria, onde era responsável por puxar trenós com mantimentos, remédios e qualquer outra coisa que precisasse ser transportada. 

    Shiba Inu: tudo sobre a saúde, características, personalidade e cuidados com a raça de cachorro
    Raças

    Shiba Inu: tudo sobre a saúde, características, personalidade e cuidados com a raça de cachorro

    O Shiba Inu é uma raça de cachorro de origem japonesa. De porte pequeno a médio, o Shiba não ultrapassa os 15kg e tem energia moderada - ou seja, um cachorro ideal para apartamentos. A raça Shiba tem uma personalidade independente, mas também carinhosa. Por outro lado, essa raça de cachorro tem um instinto protetor bem aguçado. 

    Ver Todas >

    Vermífugo para gatos: quanto custa e outras formas eficientes de prevenir os vermes
    Saúde animal

    Vermífugo para gatos: quanto custa e outras formas eficientes de prevenir os vermes

    O vermífugo para gatos é um cuidado importante que ajuda a manter a saúde dos nossos amigos de quatro patas e deve ser aplicado logo no primeiro ano de vida do pet. Os vermes acometem principalmente o intestino do animal, mas também podem atacar outras partes do corpo e causar sintomas bem desagradáveis. Por conta da facilidade do contágio, é fundamental que o tutor tenha uma atenção especial com o calendário de vermifugação para evitar um gato com verme. 

    Vacinas para gatos: tem problema atrasar o reforço anual?
    Saúde animal

    Vacinas para gatos: tem problema atrasar o reforço anual?

    Um dos cuidados mais importantes com a saúde felina é a aplicação das vacinas para gatos logo nos primeiros meses de vida. As doses devem ser reforçadas anualmente para proteger os bichanos contra doenças perigosas e contagiosas, como panleucopenia felina, calicivirose e rinotraqueíte. Mas será que tem problema atrasar a vacina de gato em alguns dias ou semanas? Quais são os perigos de fazer isso? 

    Vitamina para gato: quais as mais indicadas durante a gestação felina?
    Saúde animal

    Vitamina para gato: quais as mais indicadas durante a gestação felina?

    A gestação de gato demanda atenção redobrada com a saúde. Visitas ao veterinário, exames e cuidados no dia a dia devem fazer parte da rotina. Entre as mudanças durante a gravidez, a dieta é uma das principais. A gata grávida precisa de uma alimentação diferenciada que seja capaz de manter a sua saúde e a dos filhotes que estão em na barriga. A vitamina para gato tem um papel fundamental na dieta da gata prenha. 

    Remédio para sarna em cachorro: qual usar e como é o tratamento da doença?
    Saúde animal

    Remédio para sarna em cachorro: qual usar e como é o tratamento da doença?

    A sarna em cachorro é uma das doenças de pele que mais trazem desconforto ao cãozinho. Podendo acontecer de três maneiras diferentes, a sarna de cachorro sempre deixa a pele do animal com feridas e causa muita coceira. A condição é mais comum do que se imagina, existindo até mesmo a possibilidade de contágio da sarna de cachorro em humanos. Mas o que fazer caso seu animal contraia essa doença? 

    Ver Todas >