Saúde

Como cuidar de cachorro para evitar que ele fique doente? Veja 7 dicas essenciais!

Algumas medidas são fundamentais para evitar que seu cãozinho fique doente!
Algumas medidas são fundamentais para evitar que seu cãozinho fique doente!

A possibilidade de um cachorro doente é o pesadelo de todo tutor. Nossos cães são companheiros fiéis que dependem de nós para ter uma vida plena e saudável. Por isso, é importante conhecer os problemas de saúde mais comuns que afetam os bichinhos, seus principais sintomas e métodos de prevenção. Para manter o seu cão sempre feliz e seguro, é fundamental fornecer água e alimentação adequadas, manter uma rotina de exercícios, cuidar da limpeza do ambiente e visitar o veterinário regularmente. Quer saber mais sobre essas e outras formas de evitar que o seu cachorro fique doente? Listamos, a seguir, 7 cuidados essenciais que você deve ter para manter a saúde do seu amigo de quatro patas em dia. Confira!

1) A alimentação do cachorro deve ser adequada para cada fase da vida

Há diversas doenças que estão relacionadas com a má alimentação dos cães. Uma das mais conhecidas é a obesidade canina, que pode originar outros problemas de saúde, como dores nas articulações, dificuldades respiratórias, diabetes e doenças cardiovasculares. Além disso, a nutrição inadequada pode desenvolver pancreatite, gastrite, diarreias, alergias alimentares, alterações na pele, etc. Por isso, oferecer uma alimentação balanceada é imprescindível para proteger a saúde do seu cão e, assim, proporcionar mais qualidade de vida para ele. Além disso, é super importante que o animal receba um alimento adequado para sua idade e estilo de vida. Converse com um veterinário de confiança para saber qual a melhor ração de cachorro para o seu pet.

2) Vacina para cachorro é fundamental para manter a saúde do animal

A vacina para cachorro desempenha um papel essencial para manter o seu animal de estimação saudável. Vacinar o seu cãozinho significa preparar o sistema imunológico dele para combater a invasão de organismos causadores de doenças — algumas delas podem até ser fatais, como a cinomose, parvovirose e a raiva.

3) Limpar orelha do cachorro regularmente previne alguns incômodos

A otite canina é um problema comum e pode ser causada por diversos fatores, incluindo alergias, bactérias, fungos, ácaros, carrapatos e o acúmulo de cera. Para impedir o desenvolvimento de infecções de ouvido, uma das medidas preventivas é limpar orelha de cachorro frequentemente e mantê-la sempre seca.

Com produtos específicos indicados pelo veterinário, você pode pingar a solução recomendada dentro do canal auditivo e, depois, massagear verticalmente o lado de fora da orelha; isso ajuda a separar o cerúmen, trazendo-o para cima. Use gaze absorvente para limpar cuidadosamente o canal (lenços de papel ou algodão podem deixar resquícios pelo caminho). Depois, com um cotonete, limpe a parte externa e as dobrinhas — nunca use esse recurso para fazer a limpeza interna, pois a haste pode machucar o animal ou empurrar a cera para dentro. Na hora do banho, providencie protetores auriculares para evitar que entre água nas orelhas do seu pet. Seque-as bem no fim do processo.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Limpar orelha de cachorro regularmente evita o desenvolvimento de otites
    Limpar orelha de cachorro regularmente evita o desenvolvimento de otites

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    4) Mantenha o remédio para carrapato e pulgas sempre atualizado

    Em algum momento de suas vidas, muitos cães experimentam o desconforto causado por parasitas, como as temidas pulgas e carrapatos. Elas podem ser extremamente irritantes para animais de estimação e causar sérios problemas de saúde. As pulgas, por exemplo, podem levar à dermatite alérgica, com coceiras e infecções na pele, e até à anemia. Já os carrapatos podem causar uma série de doenças em cães, incluindo a erliquiose e a doença de Lyme. Existem diversas opções de remédio para carrapato e pulgas que podem te ajudar a manter o seu amigo livre desses parasitas

    5) Passear com cachorro deve ser parte da rotina

    Assim como nos humanos, uma rotina de exercícios é necessária para a saúde dos cães. A atividade física fortalece o sistema imunológico, fornece estímulo mental e ajuda a afastar algumas doenças e enfermidades. A duração e intensidade do treino dependerão da idade, raça e condições do animal. Os filhotes geralmente têm mais energia que os cães adultos e, portanto, exigem mais exercícios em duas saídas curtas diárias, por exemplo. Os cães mais enérgicos também têm a necessidade de fazer caminhadas todos os dias. Além de passear com cachorro, reserve um tempo da sua rotina para brincar com o seu fiel companheiro e, assim, vê-lo sempre ativo, feliz e saudável.

    6) Vermífugo para cães precisa ser administrado com frequência

    Os vermes podem causar uma série de problemas de saúde nos animais de estimação. O vermífugo para cães está entre os tratamentos preventivos mais eficazes para livrar os bichinhos dos parasitas. Junto à vermifugação, também é importante remover as fezes do seu cão rapidamente e manter o ambiente onde ele vive sempre limpo. Isso minimiza os riscos dos vermes intestinais entrarem no organismo do seu pet.

    7) Faça visitas frequentes ao veterinário

    As visitas regulares ao veterinário são muito importantes para manter a saúde do seu bichinho em dia. O profissional pode te indicar a alimentação mais adequada para o seu cão, definir a rotina de exercícios, dar dicas de cuidados e identificar possíveis problemas de saúde. Ele também deverá realizar exames de rotina, cuidar do calendário de vacinação e o controle de parasitas.

    Redação: Guilherme Segal

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    Próxima matéria

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    Como saber se o cachorro está doente? Veja alguns sinais que devem ligar o alerta!
    Saúde

    Como saber se o cachorro está doente? Veja alguns sinais que devem ligar o alerta!

    Quem convive com um cão no dia a dia costuma conhecer bem o comportamento do bichinho e logo percebe quando algo não está normal. No entanto, mesmo quem tem um olhar atento pode se perguntar "como saber se o cachorro está doente?" diante de uma mudança no temperamento ou um quadro mais grave como vômito e diarreia. O veterinário é a pessoa certa para avaliar os sintomas, dar um diagnóstico preciso e orientar a respeito do melhor tratamento, mas antes de levar o pet no médico é importante entender os sinais de que ele realmente está mal para poder explicar a situação na clínica. Reunimos dicas certeiras sobre o assunto para te ajudar a cuidar do cachorro quando ele apresentar algum desconforto. Confira!

    Como criar uma rotina para o seu cachorro? Dicas de cuidados, higiene, alimentação e passeios
    Cuidados

    Como criar uma rotina para o seu cachorro? Dicas de cuidados, higiene, alimentação e passeios

    Ninguém pode negar: manter uma boa rotina é fundamental para saúde física e mental do ser humano. Mas, além de você, existe outro serzinho que precisa de hábitos diários para garantir um bom funcionamento do seu organismo: o seu cachorro. Ao contrário do que muitos tutores pensam, os cães são animais de rotina e, por isso, mudanças repentinas nos horários podem deixá-los estressados e, até mesmo, depressivos. O horário de passear com cachorro, por exemplo, é um dos que mais impactam o seu bichinho e deve ser o mesmo todos os dias. Para te ajudar nessa e em outras tarefas que envolvem a rotina do seu cãozinho, o Patas da Casa reuniu algumas dicas sobre o assunto. Dá uma olhada!

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Tudo sobre o cachorro Boxer: origem, personalidade, saúde, características físicas e cuidados
    Grandes

    Tudo sobre o cachorro Boxer: origem, personalidade, saúde, características físicas e cuidados

    Se você sempre sonhou em ter um cachorro grande dentro de casa, a raça Boxer certamente é uma opção que não vai te decepcionar. Por trás da aparência robusta e que pode ser considerada até um pouco intimidante para alguns, existe um cãozinho companheiro e com muito amor para oferecer aos seus humanos. Conheça um pouco mais sobre o comportamento da raça, cuidados com a saúde e quanto custa um cachorro Boxer.

    Ver Todas >

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes
    Saúde animal

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes

    A síndrome de wobbler é uma doença que afeta principalmente raças de cachorro de grande porte. Ela atinge as vértebras e a medula espinhal do cachorro, desencadeando problemas neurológicos e de locomoção. O tratamento precisa ser o mais rápido possível, pois a síndrome de wobbler pode avançar para estágios mais graves e trazer consequências sérias ao animal. .

    Veja 5 fatos sobre a cadela no cio que você precisa saber
    Saúde animal

    Veja 5 fatos sobre a cadela no cio que você precisa saber

    A cadela no cio pode ser um momento delicado tanto para o tutor como para o pet. O período acaba gerando muitas curiosidades e dúvidas como: “com quantos meses a cadela entra no cio?” ou “de quanto em quanto tempo a cadela entra no cio?”. Saber as respostas para todos esses questionamentos vai ajudar o tutor do cachorro a lidar com o período. 

    Tumor venéreo transmissível: 5 coisas que você precisa entender sobre o TVT
    Saúde animal

    Tumor venéreo transmissível: 5 coisas que você precisa entender sobre o TVT

    O tumor venéreo transmissível, que também é chamado de TVT, tumor de Sticker ou sarcoma infeccioso, é uma neoplasia pouco conhecida pelos pais de pets. Esse problema de saúde costuma ser mais comum em animais abandonados, mas nada impede que cachorros que vivam em apartamento sejam infectados pela doença venérea. O TVT em cães é grave e fácil de ser transmitido.

    Bronquite em gatos: 5 sinais da doença respiratória que atinge os felinos
    Saúde animal

    Bronquite em gatos: 5 sinais da doença respiratória que atinge os felinos

    Muitas podem ser as causas de um gato tossindo, desde uma bola de pelo presa na garganta até uma alergia a alguma substância que ele teve contato. Porém, na maioria dos casos, o gato com tosse é sinal de problema respiratório - que pode ser leve, como uma gripe simples, ou grave, como uma pneumonia. Dentre as doenças respiratórias que mais acometem os bichanos, a bronquite felina é uma das que precisam de mais atenção. 

    Ver Todas >