Saúde

Cio de cadela: quanto tempo dura, quais as fases, quando começa e quando termina? Saiba tudo!

O cio da cadela é dividido em diferentes fases
O cio da cadela é dividido em diferentes fases

O cio de cachorro costuma ser um momento delicado tanto para o tutor quanto para a cadela. Com os hormônios aflorados, o comportamento da cadela no cio passa por mudanças - o que pode demandar alguns cuidados mais específicos para garantir o bem-estar do animal. Além disso, caso o tutor não tenha interesse na procriação, a atenção deve ser redobrada para evitar o cruzamento durante o cio da cadela.

Por outro lado, o cio também desperta muita curiosidade sobre suas fases e efeitos no organismo canino e muitas questões são levantadas: "com quantos meses ocorre o primeiro cio?", "quanto tempo dura o cio de uma cadela?" e "com quantos anos a cadela para de entrar no cio?" são algumas das dúvidas comuns. Para esclarecer todos os questionamentos, o Patas da Casa preparou um guia com tudo que você precisa saber sobre o cio canino!

De quanto em quanto tempo a cadela entra no cio?

O primeiro cio de cadela ocorre quando o animal atinge a maturidade sexual. Não existe uma idade exata para acontecer e isso pode variar de cachorro para cachorro. O tamanho da cadelinha é algo que costuma influenciar no nisso e, consequentemente ,na idade em que acontecerá o primeiro cio. As cadelas pequenas costumam atingir o primeiro cio entre 6 e 12 meses de idade, as de porte médio e grande entre 7 e 13 meses e as raças grandes entre 16 e 24 meses.

Mas afinal de contas, de quanto em quanto tempo a cadela entra no cio? Essa também é uma resposta que pode variar de animal para animal, mas de modo geral as fêmeas entram no cio de cachorro a cada seis meses.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Cio: cadela precisa de cuidados durante o período
    Cio: cadela precisa de cuidados durante o período

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Quanto tempo dura o cio de uma cadela?

    Uma curiosidade que muitos tutores possuem é quantos dias dura o cio de uma cadela. Para entender quanto tempo dura o cio de uma cadela, é preciso ter em mente que o cio não é um fato isolado e, sim, apenas uma parte do ciclo estral. Em média, o cio do cachorro nas fêmeas dura cerca de 21 dias, podendo variar de acordo com as características do animal. Confira mais sobre as fases do ciclo estral abaixo:

    • Proestro: na etapa ocorre a fase inicial da estimulação hormonal. Nela, a cadelinha começa a liberar feromônios que atraem os machos. Apesar disso, ela ainda não estará apta para cruzar. O aumento da vulva e a presença de secreção avermelhada são sintomas característicos do período;
    • Estro: nesta fase, a fêmea se torna fértil e receptiva ao macho, deixando de apresentar secreção e com o inchaço vulvar estável;
    • Anestro: esse é o intervalo entre as fases principais do ciclo estral. Nele, a atividade hormonal dos ovários diminui, sendo um período de recuperação pós-gestação ou pós-diestro de cadelas que não ficaram prenhes.

    Cio: cadela precisa receber alguns cuidados durante o período

    As variações hormonais que ocorrem durante o cio de cadela provocam efeitos no comportamento e algumas necessidades fisiológicas. Existem alguns cuidados que são importantes durante o período. É normal que o apetite da cadela diminua durante o cio ou apresente apetite seletivo, então é preciso observar se ela está comendo corretamente. Oferecer alguns agrados, como sachê para cachorros ou vegetais liberados, pode ajudar a estimular o apetite do pet. 

    Além disso, o inchaço da vulva pode deixar a região mais suscetível a traumas. É comum que as cadelas acabem lambendo em excesso e isso pode também causar irritações. O absorvente de cachorro pode ajudar a lidar com as secreções e sangramento, se esse for o caso. Mas atenção, o absorvente para cadelas não impede o cruzamento e não pode ser usado o tempo inteiro, já que o animal precisa ficar livre em alguns momentos para fazer as necessidades. 

    Castração de cachorro evita os desconfortos causados pelo cio e ainda traz benefícios para a saúde
    Castração de cachorro evita os desconfortos causados pelo cio e ainda traz benefícios para a saúde

    Com quantos anos a cadela para de entrar no cio?

    As fêmeas podem se reproduzir até o final da vida. No entanto, quando as cadelas ficam idosas, o organismo naturalmente sofre algumas alterações, aumentando o espaço de tempo entre um cio e outro. Uma fêmea que entrava no cio a cada seis meses, por exemplo, começa a passar pelo período a cada 1 ou 2 anos. O ciclo estral nunca para em definitivo, portanto, não existe menopausa canina.

    A solução mais efetiva para que o cio não ocorra é a castração de cachorro. Além de impedir que a cadela sofra com os efeitos dos hormônios, a cirurgia também é uma precaução para uma série de doenças, como a piometra canina

    Redação: Hyago Bandeira

    Gato obeso: como saber se o seu pet está acima do peso?

    Próxima matéria

    Gato obeso: como saber se o seu pet está acima do peso?

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Fox Terrier: características físicas, personalidade, cuidados e muito mais... saiba tudo sobre a raça
    Pequenos

    Fox Terrier: características físicas, personalidade, cuidados e muito mais... saiba tudo sobre a raça

    Os cães do grupo Terrier fazem sucesso por onde passam, e com o Fox Terrier não é diferente. Ele representa perfeitamente as raças de cachorro desse grupo: é animado, ativo, cheio de energia, habilidoso e, claro, incrivelmente fofo. Muitas pessoas chegam a confundi-lo com o Fox Paulistinha, uma raça de Terrier originária do Brasil que descende do cruzamento do Fox Terrier com outros cães. No entanto, esses dois doguinhos são bem diferentes entre si, especialmente no que diz respeito à pelagem e traços físicos.

    Quantas horas um gato dorme por dia? Gatos sonham? Saiba tudo sobre o ciclo do sono dos felinos
    Comportamento

    Quantas horas um gato dorme por dia? Gatos sonham? Saiba tudo sobre o ciclo do sono dos felinos

    Não há nada mais fofo do que ver um gato dormindo. Essa, inclusive, é uma cena bastante comum na vida dos pais de pet, já que os felinos aproveitam boa parte da vida intercalando sonecas. Mas você já parou para pensar quantas horas dorme um gato? Às vezes parece até que esse ciclo dura o dia todo… será que esse é um comportamento normal ou pode ser motivo de preocupação? O que os gatos sonham (se é que ele sonham)? São muitas perguntas que precisam ser respondidas, mas não se preocupe. 

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Ver Todas >

    Lúpus canino: como a doença autoimune em cães se desenvolve e quais as raças mais afetadas?
    Saúde animal

    Lúpus canino: como a doença autoimune em cães se desenvolve e quais as raças mais afetadas?

    Uma doença conhecida entre os humanos que também atinge os nossos amigos de quatro patas é o lúpus em cachorro. Essa doença autoimune em cães acontece quando células saudáveis do organismo atacam a si mesmas, deixando o sistema imunológico canino fragilizado e propenso a contrair diversos problemas de saúde. O lúpus canino não é muito conhecido e nem sempre é fácil detectar os sintomas clínicos.

    Sarcoma de aplicação em felinos: veterinária tira todas as dúvidas sobre esse tipo de tumor em gatos
    Saúde animal

    Sarcoma de aplicação em felinos: veterinária tira todas as dúvidas sobre esse tipo de tumor em gatos

    O sarcoma de aplicação em felinos é um tipo de tumor de pele bastante preocupante e que precisa de muita atenção. Embora não se saiba ao certo qual a causa do problema, o sarcoma de aplicação pode afetar significativamente a saúde do gato e por isso é importante observar qualquer alteração no corpo do animal, especialmente se houver reações inflamatórias em forma de nódulos.

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos
    Saúde animal

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    A infecção urinária em gatos é um problema muito comum. A bexiga do gato é um dos órgãos mais atingidos por infecções que são capazes de debilitar todo o sistema excretor. Esse órgão com habilidade de expandir seu tamanho é fundamental no bom funcionamento do organismo de um gato, sendo um dos principais responsáveis pela eliminação da urina. Mas você sabe onde fica a bexiga do gato? Ou qual é sua função? E você tem ideia de que doenças mais afetam essa região?

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes
    Saúde animal

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes

    A síndrome de wobbler é uma doença que afeta principalmente raças de cachorro de grande porte. Ela atinge as vértebras e a medula espinhal do cachorro, desencadeando problemas neurológicos e de locomoção. O tratamento precisa ser o mais rápido possível, pois a síndrome de wobbler pode avançar para estágios mais graves e trazer consequências sérias ao animal. .

    Ver Todas >