close
Vacina

Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!

Atualizado em 25 de novembro de 2021 às 18h21

Publicado em 25 de novembro de 2021 às 18h20

Os sintomas da cinomose podem estar relacionados a problemas digestivos, respiratórios e do sistema nervoso
Os sintomas da cinomose podem estar relacionados a problemas digestivos, respiratórios e do sistema nervoso

Os sintomas de cinomose canina são facilmente confundidos com outras doenças de cachorro e infelizmente pode até mesmo levar o animal à morte. Mais comum em filhotes não vacinados, a cinomose é altamente contagiosa e em alguns casos pode deixar sequelas que vão acompanhar o pet por toda a vida. É importante estar atento a qualquer sinal da cinomose em cães que ainda não completaram o calendário de vacinação, pois é uma doença que evolui rapidamente para um quadro grave. Ou seja, é uma situação de emergência! O Patas da Casa conversou com a médica veterinária Raquel Rezende para ajudar a entender melhor sobre a temida doença de cachorro. Confira aqui o que é cinomose, quais os sintomas da cinomose, como identificá-los e maneiras de prevenir.

O que é cinomose? A doença é causada por um vírus e tem alta taxa de contaminação

Muito se fala sobre essa doença, mas o que é cinomose, afinal? “Cinomose é uma doença infectocontagiosa transmitida por um vírus, transmitida pelo ar ou contato direto com secreções de cães já contaminados”, explica a veterinária Raquel Rezende. Além das secreções, a cinomose pode ser contraída quando um cachorro saudável entra em contato com fezes, urinas, alimentos e objetos (como bebedouro compartilhado) utilizados por animais infectados. Acinomose canina é mais comum em filhotes e idosos, já que o sistema imunológico mais debilitado é mais propício para a instalação do vírus. Porém, qualquer cãozinho que não tenha sido vacinado corretamente pode contrair a doença. O vírus causador da cinomose é bem agressivo e pode afetar diversas regiões do corpo, principalmente os sistemas digestivo, respiratório e nervoso.

Cinomose: sintomas variam de acordo com a fase da doença 

Os sintomas de cinomose são os mais variados possíveis. A especialista Raquel Rezende explica que a doença é dividida em fases. “[Tem uma] fase inicial com sintomas respiratórios, podendo ou não haver sintomas gastrointestinais”, explica. Após um tempo, a cinomose pode se agravar, chegando a um quadro mais delicado, atingindo o sistema nervoso. “Na segunda fase é onde atinge o sistema nervoso, causando espasmos, paralisação de membros, vocalizações e até convulsões”, afirma Raquel. Isso significa que quando falamos de sintomas, a cinomose possui um leque gigante, que vai desde problemas como diarreia até consequências neurológicas. Dentre os muitos sintomas da cinomose, podemos destacar:

  • Tosse
  • Secreções nasais e oculares
  • Vômitos e diarreias
  • Febre
  • Bolinhas na pele com pus
  • Apatia
  • Fraqueza
  • Dificuldade para andar
  • Espasmos musculares involuntários,
  • Falta de coordenação
  • Tremores
  • Convulsões
  • Paralisia

Cinomose canina: sintomas, histórico e vacinas devem ser avaliados na hora do diagnóstico

Como os sintomas de cinomose são muito variados, pode ser difícil perceber logo de cara que se trata da doença. Para ter certeza, o médico realizará exames laboratoriais no animal. Como a cinomose em cachorro pode chegar a níveis bem graves, é importante sempre levar o cão ao veterinário assim que perceber qualquer sinal. Além da análise laboratorial e dos sintomas, a cinomose pode ter seu diagnóstico facilitado se você contar ao veterinário um pouco do histórico do animal. Como a doença é contraída, principalmente, pelo contato com secreções e objetos contaminados, tente lembrar se o pet esteve próximo a outros animais recentemente. O mesmo vale para cães recém-resgatados. Diga ao veterinário quais locais ele frequentou nas últimas semanas: praças públicas, consultórios e até o parcão de cachorro. 

Além disso, informe ao especialista se o seu cão está com a vacina contra cinomose em dia. Se o animal não for vacinado, ou o reforço estiver atrasado, e tiver tido contato com outros cães, a chance de ser cinomose é bem maior. Portanto, para identificar a cinomose canina, sintomas, histórico e calendário de vacinação são questões importantes para um diagnóstico mais rápido.

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Cinomose: sintomas mais comuns são diarreia, vômito, tosse, secreções, tremores e dificuldade para andar
    Cinomose: sintomas mais comuns são diarreia, vômito, tosse, secreções, tremores e dificuldade para andar

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Cinomose tem cura? Tratamentos de suporte podem salvar o animal

    A cinomose é muito grave que pode causar a morte de cães. Mas afinal, a cinomose tem cura? Apesar de não ter medicamentos específicos contra a cinomose, existem os tratamentos de suporte para tratar os sintomas da doença. Mesmo sendo uma doença com altas taxas de mortalidade, é possível encontrar sobreviventes da cinomose por aí. “Não necessariamente todos os cães morrem. Trata-se de uma doença muito grave, porém alguns cães conseguem sobreviver”, explica a especialista.

    Os tratamentos de suporte da cinomose canina normalmente envolvem antibióticos, anticonvulsivantes, suplementos, fluidoterapia e terapias alternativas, como acupuntura veterinária. Quanto antes o tratamento começar, maiores as chances da doença ser controlada. Você deve estar se perguntando: "mas sem os cuidados, quanto tempo leva para o cachorro morrer de cinomose?" Isso é muito relativo e vai depender de outros fatores, como idade, local onde mora, alimentação que recebe etc. Cada animal lida com o vírus de um jeito, por isso a importância do diagnóstico precoce.

    Cinomose canina pode deixar sequelas no animal

    Saber quanto tempo para recuperação da cinomose será necessário no seu cão pode ser complicado. “Não existe um período de tempo para que o animal se recupere. Pode levar semanas ou meses”, conta Raquel. Quanto tempo dura a cinomose no cão depende de muitos fatores. Os principais são a gravidade da cinomose, sintomas apresentados e a resposta que o animal teve ao tratamento, que podem variar. Além disso, é importante ter em mente que, quando a doença atinge o sistema nervoso, pode deixar sequelas. “Alguns animais quando recuperados podem apresentar sequelas de acordo com a lesão neurológica sofrida”, afirma Raquel. As sequelas da cinomose canina mais comuns são crises de convulsão, tremores e andar desordenado.

    Vacina contra cinomose em cachorro é a principal forma de prevenção

    A cinomose canina é uma doença muito grave, mas pode ser prevenida com as vacinas para cachorro. A imunização que atua contra a cinomose é a vacina V10, que também protege o animal de outras doenças. É uma vacina obrigatória que deve ser tomada a partir dos 42 dias de vida. Em filhotes ou animais recém-resgatados, são necessárias três doses com intervalos de 21 dias. Depois disso, a vacina precisa ser reforçada anualmente, evitando atrasos na aplicação. “Mesmo após uma contaminação é de suma importância que o animal seja vacinado anualmente para que se evite uma nova infecção”, explica Raquel Rezende.

    Cachorros que ainda não completaram o calendário vacinal, que também inclui a proteção contra raiva canina, não pode passear antes de todas todas as vacinas obrigatórias. É uma questão de saúde pública que deve ser respeitada pelos tutores. Após completar o ciclo da vacina contra cinomose canina, o indicado é esperar cerca de uma semana para cãozinho sair na rua. Esse esforço vale à pena no final das contas!

    Redação: Maria Luísa Pimenta

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Próxima matéria

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Sintomas da doença do carrapato: veja os mais comuns e aprenda a identificar se seu cachorro está doente!
    Carrapato

    Sintomas da doença do carrapato: veja os mais comuns e aprenda a identificar se seu cachorro está doente!

    O carrapato é um dos principais parasitas que ameaça o dia a dia e a saúde de cachorros criados em casa. Além da infestação ser incômoda para o animal, ele também pode transmitir a doença do carrapato — que, na verdade, pode se manifestar no corpo do animal de quatro formas diferentes. Os sintomas da doença do carrapato são a primeira forma de identificar o que está acontecendo com o seu cachorrinho. Para esclarecer todas as dúvidas sobre a doença do carrapato em cachorro, nós conversamos com a veterinária Renata Bloomfield, do Rio de Janeiro. Dá uma olhada no que ela explicou aqui embaixo!

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!
    Carrapato

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!

    Os carrapatos são o pesadelo de qualquer dono de cachorro! Além de provocar coceiras, alergias e outros incômodos, o parasita também é responsável por transmitir doenças muito graves aos cães. Mesmo que seja algo relativamente comum entre os animais, o problema não deve ser subestimado pelos tutores. A doença do carrapato, como é popularmente conhecida, pode se manifestar de quatro maneiras diferentes, dependendo da espécie do parasita infectado. A Babesiose canina é uma das principais formas de manifestação da enfermidade. Por isso, preparamos um guia completo sobre tudo o que você precisa saber!

    Gato envenenado: aprenda a identificar os sintomas e o que fazer de imediato!
    Saúde

    Gato envenenado: aprenda a identificar os sintomas e o que fazer de imediato!

    Infelizmente, a ideia de que os gatos estão 100% seguros dentro de casa é uma ilusão. Os felinos são animais curiosos e suas peripécias podem acabar transformando qualquer ambiente controlado em um mar de perigos. Por isso, é muito importante se manter atento aos sinais comportamentais e físicos do animal para identificar possíveis problemas, como intoxicações e envenenamentos. Em momentos como esses, pensar rápido e saber agir de imediato pode fazer toda a diferença! Por isso, descubra o que fazer caso o seu gato seja envenenado ou intoxicado!

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir
    Saúde

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir

    Assim como nos cães, a Giárdia em gatos é uma zoonose muito comum. Os felinos, então, não estão imunes a contrair essa doença, que muitas vezes passa despercebida ao ser confundida com uma simples diarreia. Por isso, é muito importante prestar atenção aos sintomas da giárdia em gatos e, também, buscar formas de prevenir a contaminação. Para esclarecer mais as dúvidas quanto ao assunto, conversamos com a médica veterinária Carolina Mouco Moretti, que é diretora geral do Hospital Veterinário Vet Popular, de São Paulo.

    Ver Todas >

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?
    Saúde animal

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?

    Se você reparar seu gato com sangue nas fezes, é importante ficar atento. Essa situação é um sintoma comum a inúmeras doenças que podem afetar o bichano. Ao defecar fezes com sangue, o gato pode estar com uma inflamação no cólon ou até mesmo com um tumor no sistema digestivo. O sangue nas fezes do gato é um sintoma presente até mesmo nas verminoses mais comuns. Seja qual for a causa do gato fazendo fezes com sangue, sempre significa que algo está errado com o animal. 

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação
    Saúde animal

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação

    Saber um pouquinho de primeiros socorros veterinários vai ser muito útil se você acha que um cachorro parece engasgado - inclusive, é algo que pode salvar a vida do seu pet nessas horas! Seja porque ele comeu muito rápido ou tentou engolir alguma coisa que não devia, se deparar com um cachorro engasgado em casa é sempre um momento de desespero para qualquer pai de pet. Não saber como resolver essa situação é super comum e, ao mesmo tempo, um hábito perigoso: nunca se sabe quando você vai precisar socorrer o seu amigo em casa. 

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir
    Saúde animal

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir

    A giárdia canina é uma doença com alta contaminação entre os cães. O cachorro que a contrai sente bastante desconforto no sistema digestivo, com diarreia e vômitos frequentes. Comum principalmente no verão, a giardíase canina pode se apresentar de maneira mais leve ou mais grave. Sem tratamento, a giárdia canina pode matar o cachorro contaminado se ele não receber o tratamento adequado logo no início da infecção. Além disso, a giárdia canina pega em humanos e tem maior chance de atacar filhotes de cachorro. 

    Como dar remédio de verme para cachorro?
    Saúde animal

    Como dar remédio de verme para cachorro?

    O remédio de verme para cachorro é muito importante para a saúde de qualquer animal de estimação. A vermifugação se inicia nas primeiras semanas de vida do cachorro e deve ser reforçada em determinada frequência. Como qualquer medicamento, a administração levanta algumas dúvidas, até mesmo entre os tutores mais experientes. É possível encontrar algumas opções de remédio para verme de cachorro, de acordo com idade, tamanho e até mesmo indicados para prevenir e tratar parasitas específicos. 

    Ver Todas >