close
Saúde

Catarata em cachorro? Descubra como a doença se desenvolve e como é feito o tratamento

Atualizado em 05 de junho de 2020 às 14h59

Publicado em 10 de fevereiro de 2020 às 19h02

Catarata em cachorro: entenda como a doença se desenvolve
Catarata em cachorro: entenda como a doença se desenvolve

Da mesma forma como acontece com os humanos, a catarata em cachorro é uma doença que, gradativamente, afeta a qualidade da visão do animal. Ela pode ser causada por uma série de motivos diferentes, mas apenas um deles pode ser prevenido. Outro detalhe que é único sobre a catarata em cachorro é o tratamento: a cirurgia. Para te ajudar a saber um pouco mais sobre essa doença que atinge tanto os cachorros idosos quanto os mais jovens, nós conversamos com o veterinário oftalmologista Pedro Mancini do Hospital Vet Popular. Dá uma olhada! 

O que é a catarata em cachorro e como ela se desenvolve?

Os olhos do cachorro são formados por diferentes “compartimentos” — assim como os nossos. A catarata é uma condição que atinge apenas uma parte, como explica Pedro: “o cachorro com catarata tem um distúrbio na organização e integridade das fibras do cristalino. O cristalino é a lente do olho responsável pelo foco das diferentes distâncias do que eles enxergam”. Por isso, um dos primeiros sinais que seu amigo dá no início da catarata é a perda de noção de espaço. 

Em relação às causas, é comum que a genética esteja envolvida em grande parte dos casos: “a catarata congênita acontece por causa de problemas no desenvolvimento embrionário e fetal, ou seja: por herança genética. Ela também pode ser consequência de outros quadros e doenças, como diabetes, degenerações retinianas, traumas, inflamações e infecções”, conta o profissional. 

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    A catarata em cachorro pode afetar um ou os dois olhos do animal ao mesmo tempo
    A catarata em cachorro pode afetar um ou os dois olhos do animal ao mesmo tempo
    Depois da cirurgia de catarata em cachorro, o animal continua em tratamento com colírios
    Depois da cirurgia de catarata em cachorro, o animal continua em tratamento com colírios
    A catarata em cachorro pode afetar um ou os dois olhos do animal ao mesmo tempo
    Depois da cirurgia de catarata em cachorro, o animal continua em tratamento com colírios

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Cachorro com catarata: os sintomas da doença e o diagnóstico

    Descobrir qualquer tipo de doença no seu cachorro é um desafio que pede bastante observação no dia a dia do animal. Um dos sinais clínicos mais característicos e simples de identificar da catarata é a opacificação do cristalino, que deixa o globo ocular branco. “Ele vai se tornando levemente azulado ou acinzentado sem que o animal fique cego — a cegueira vem depois de uns 80% de desenvolvimento da catarata no cristalino”, explica Pedro. Mas como esse não é o único sintoma, ele continua: “além disso, o animal fica com dificuldade de orientação em ambientes desconhecidos, medo de sair na rua e começa a bater o focinho em paredes e portas”.  

    Depois de identificar esses sinais, a ida ao veterinário é indispensável para que o diagnóstico de catarata seja confirmado: “o ideal é que o oftalmologista gradue o estágio da catarata e valide o olho para que seja operável, levando em consideração os sinais clínicos, histórico e exames específicos. Afinal de contas, nem todos os olhos com catarata podem ser operados”, afirma Pedro.  

    Catarata em cães: tratamento envolve cirurgia e colírios

    Assim como acontece com os humanos, a cirurgia de catarata em cachorro é a única resposta para quem pergunta se catarata em cachorro tem cura. “A técnica utilizada na cirurgia é a de facoemulsificação, onde por incisões milimétricas removemos toda a catarata e colocamos uma lente intraocular substituta”, explica o veterinário. O preço da operação pode variar de acordo com o quadro do paciente.

    Depois da cirurgia, o tratamento continua: o médico responsável pelo caso indicará uma opção entre os diferentes tipos de remédio para catarata em cachorro. “O pós-operatório é trabalhoso, já que a principal via de tratamento são os colírios. Eles são usados a cada 2 horas na primeira semana e esse intervalo vai ficando mais espaçado de acordo com a recuperação do paciente. O período médio de tratamento é 45 dias”.

    A catarata em cachorro pode ser prevenida? 

    Geralmente, as diferentes formas de prevenção de doenças estão ligadas com suas causas. No caso da catarata, Pedro conta que a única delas que pode ser evitada é a causada pela diabetes: “Bons hábitos alimentares, exercícios e acompanhamento veterinário regular previnem essa doença que, além de causar a cegueira, encurta e prejudica muito a vida do animal”. 

    Redação: Ariel Cristina Borges 

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Próxima matéria

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Como é a saúde do Husky Siberiano? A raça de cachorro tem propensão para desenvolver alguma doença?
    Saúde

    Como é a saúde do Husky Siberiano? A raça de cachorro tem propensão para desenvolver alguma doença?

    É praticamente impossível resistir ao charme de um Husky Siberiano. A raça tem uma forte presença, com pelos brilhantes e um olhar penetrante que às vezes até chega a intimidar. Mas quem pensa que eles são cães agressivos devido à semelhança com lobos se engana. No fundo, o Husky Siberiano (filhote ou adulto) é um super companheiro, carinhoso e bastante apegado a sua família. O problema é que a raça pode ter alguns probleminhas de saúde no decorrer da sua vida, mesmo que ele receba todos os cuidados necessários. A seguir, separamos as principais doenças que podem acometer a saúde do cachorro Husky.

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral
    Saúde

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral

    Uma das doenças virais de cachorro mais sérias e comuns que existem, o vírus da parvovirose atinge, principalmente, animais que não foram imunizados contra este e outros vírus. Entre os principais sintomas da parvovirose, o vômito, a diarreia com sangue, e a desidratação podem ser destacados, ou seja: mesmo que o diagnóstico chegue bem cedo, o tratamento deve começar o quanto antes, já que a parvovirose pode ser fatal. Para esclarecer todas dúvidas sobre a parvovirose canina, nós conversamos com a veterinária Jackeline Ribeiro. Dá uma olhada no que ela contou!

    Diabetes em cachorro: como é feito o tratamento e quais as mudanças necessárias na rotina do pet?
    Saúde

    Diabetes em cachorro: como é feito o tratamento e quais as mudanças necessárias na rotina do pet?

    A diabetes canina é um problema sério e delicado que afeta significativamente a qualidade de vida dos cães e que, se não for tratada adequadamente, pode até ser fatal. Por isso, quanto antes o tratamento for iniciado, maiores são as chances do cachorro conseguir viver com a doença sem ser tão prejudicado. Mesmo que a enfermidade seja bastante conhecida no universo humano, a diabetes em cachorro ainda desperta muitas dúvidas, principalmente no que se refere ao tratamento e às mudanças na rotina do pet. 

    Vulvovaginite em cadelas: veterinário explica as causas do problema e como é feito o tratamento
    Saúde

    Vulvovaginite em cadelas: veterinário explica as causas do problema e como é feito o tratamento

    A vulvovaginite em cadelas é um quadro inflamatório mais comum do que se pensa e que pode atingir as cachorras em qualquer fase da vida, inclusive filhotes. Essa doença pode ser causada por diferentes fatores, e, dependendo da causa, o tratamento pode variar. Por isso, ao observar qualquer vestígio de corrimento saindo da vagina da cadela, é importante ficar atento. Para esclarecer possíveis dúvidas sobre o assunto, entrevistamos o médico veterinário Frederico Lima, do Rio de Janeiro. Veja só o que mais ele disse sobre a vulvovaginite canina a seguir!

    Ver Todas >

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?
    Saúde animal

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?

    Se você reparar seu gato com sangue nas fezes, é importante ficar atento. Essa situação é um sintoma comum a inúmeras doenças que podem afetar o bichano. Ao defecar fezes com sangue, o gato pode estar com uma inflamação no cólon ou até mesmo com um tumor no sistema digestivo. O sangue nas fezes do gato é um sintoma presente até mesmo nas verminoses mais comuns. Seja qual for a causa do gato fazendo fezes com sangue, sempre significa que algo está errado com o animal. 

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação
    Saúde animal

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação

    Saber um pouquinho de primeiros socorros veterinários vai ser muito útil se você acha que um cachorro parece engasgado - inclusive, é algo que pode salvar a vida do seu pet nessas horas! Seja porque ele comeu muito rápido ou tentou engolir alguma coisa que não devia, se deparar com um cachorro engasgado em casa é sempre um momento de desespero para qualquer pai de pet. Não saber como resolver essa situação é super comum e, ao mesmo tempo, um hábito perigoso: nunca se sabe quando você vai precisar socorrer o seu amigo em casa. 

    Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!
    Saúde animal

    Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!

    Os sintomas de cinomose canina são facilmente confundidos com outras doenças de cachorro e infelizmente pode até mesmo levar o animal à morte. Mais comum em filhotes não vacinados, a cinomose é altamente contagiosa e em alguns casos pode deixar sequelas que vão acompanhar o pet por toda a vida. É importante estar atento a qualquer sinal da cinomose em cães que ainda não completaram o calendário de vacinação, pois é uma doença que evolui rapidamente para um quadro grave. Ou seja, é uma situação de emergência!

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir
    Saúde animal

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir

    A giárdia canina é uma doença com alta contaminação entre os cães. O cachorro que a contrai sente bastante desconforto no sistema digestivo, com diarreia e vômitos frequentes. Comum principalmente no verão, a giardíase canina pode se apresentar de maneira mais leve ou mais grave. Sem tratamento, a giárdia canina pode matar o cachorro contaminado se ele não receber o tratamento adequado logo no início da infecção. Além disso, a giárdia canina pega em humanos e tem maior chance de atacar filhotes de cachorro. 

    Ver Todas >