Saúde

Calicivirose felina: entenda mais sobre esse tipo de gripe em gatos

Calicivirose felina é uma espécie de gripe de gato, com sintomas parecidos com a doença que afeta humanos
Calicivirose felina é uma espécie de gripe de gato, com sintomas parecidos com a doença que afeta humanos

A calicivirose felina é uma doença respiratória comum, porém grave, que pode atingir os gatos. Altamente contagiosa, a doença é causada pelo calicivírus e é uma espécie de gripe de gato, ou seja, apresenta sintomas bem parecidos com os da gripe em humanos. Apesar da fácil contaminação, o tratamento e a prevenção correta são capazes de manter a saúde do seu bichano protegida. Para esclarecer as principais dúvidas sobre a doença, conversamos com a médica veterinária Carolina Moretti, de São Paulo. Dá uma olhada!

A calicivirose felina é uma doença perigosa?

Conhecido por sua alta capacidade de mutação, o calicivírus felino se adapta e muda facilmente de acordo com o ambiente em que está inserido. Por isso, ele possui pequenas variações que podem dificultar tanto a identificação quanto a prevenção necessária para garantir a saúde do seu gatinho. E, justamente por conta dessa mutabilidade, o vírus pode atingir até mesmo os felinos já vacinados e, teoricamente, protegidos contra a doença. Ainda assim, é importante que você vacine o seu bichano para diminuir as chances de contaminação da calicivirose felina.

Como ocorre a contaminação da calicivirose felina?

O vírus da calicivirose felina é transportado pelas fezes, urina e saliva dos felinos. Por isso, pode permanecer por meses em um ambiente, mesmo depois do gatinho já ter sido curado, e é bem resistente. O meio mais comum de contágio é através do contato direto com o gatinho infectado, mas o contato com fluídos do animal também pode resultar na doença. “Uma simples inalação, troca de salivas e compartilhamento de brinquedos entre um gato infectado e um sadio podem ser suficientes para a contaminação”, explica Carolina.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
      Gato tossindo e espirrando, com febre, corrimento nasal, falta de apetite, ferimentos na boca e focinho podem indicar um quadro de calicivirose felina
    Gato tossindo e espirrando, com febre, corrimento nasal, falta de apetite, ferimentos na boca e focinho podem indicar um quadro de calicivirose felina

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Corrimento nasal, espirros e ferimentos na boca são os principais sintomas da calicivirose felina

    Para saber se o seu gatinho pode estar com um quadro de calicivirose felina, é preciso estar atento a alguns indícios. “Os sintomas dessa infecção são semelhantes aos da gripe em humanos. Sendo assim, tosse, febre, espirros, corrimento nasal, falta de apetite, ferimentos na boca e focinho são os principais sinais de que o seu gato pode estar com a doença”, afirma Carolina. 

    É importante lembrar que o ciclo do vírus dura cerca de quatro semanas. Por isso, os sintomas costumam aparecer no felino depois de dois a dez dias da contaminação. Ainda assim, é importante que o gato seja avaliado por um médico veterinário de sua confiança para garantir o tratamento adequado.

    Calicivirose felina: como tratar a doença para que ela não volte a incomodar o gatinho

    Depois de ir ao veterinário e ter a confirmação de que o gato está mesmo com calicivirose felina, é preciso começar o tratamento para reverter o quadro. “Embora não exista um remédio específico para combater o vírus, o procedimento é feito basicamente através de medicamentos”, conta Carolina.

    Nesse caso, as medicações recomendadas servem para fornecer suporte ao seu bichano durante o ciclo da doença, aliviando os sintomas e impedindo que eles piorem. Além disso, existem outros cuidados que podem contribuir para um tratamento eficaz. “Uma dieta boa e balanceada também é uma aliada importante para fortalecer a saúde do seu gatinho durante esse período”, completa a veterinária.

    O fato de ser uma doença altamente contagiosa pode assustar alguns tutores. No entanto, a boa notícia é que você pode reforçar a proteção contra a calicivirose felina seguindo o calendário de vacinação indicado pelo veterinário. Além disso, manter a higienização do ambiente e dos brinquedos do seu bichano é importante para prevenir a doença. 

    Redação: Úrsula Lima

    Gato intoxicado: o que acontece no organismo do felino durante a intoxicação?

    Próxima matéria

    Gato intoxicado: o que acontece no organismo do felino durante a intoxicação?

    Pancreatite em gatos: entenda mais sobre a doença que atinge os felinos
    Saúde

    Pancreatite em gatos: entenda mais sobre a doença que atinge os felinos

    Uma das doenças gastrointestinais mais sérias e conhecidas entre os humanos também possui a sua versão no universo felino: a pancreatite em gatos tem uma ação bastante similar no corpo dos nossos bichanos e também precisa de tratamento imediato para não causar danos à saúde do gato. É claro que isso se torna motivo de preocupação para os gateiros, mas não se assuste! A pancreatite felina tem tratamento e é possível diminuir o avanço da doença com alguns cuidados simples. 

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça
    Raças

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça

    Com uma pelagem cinza, o gato Azul Russo - também conhecido como Russian Blue - é dono de uma beleza inconfundível e capaz de conquistar facilmente o coração de qualquer pessoa com sua personalidade doce e calma. A raça é originária da Rússia e considerada bastante rara, mas ainda assim muitas pessoas ao redor do mundo se fascinam pelo Azul Russo e não hesitam em procurar um bichano para chamar de seu. 

    Dente de gato: tudo que você precisa saber sobre a saúde bucal dos felinos
    Cuidados

    Dente de gato: tudo que você precisa saber sobre a saúde bucal dos felinos

    Embora seja esquecido por alguns tutores, o dente de gato é uma das partes mais importantes dos nossos amigos felinos. Além de exercer um papel fundamental na alimentação do animal, os dentes influenciam também o comportamento do pet, já que com eles o bichano conhece o mundo na “infância” e também aprende a se defender. Por isso, a saúde bucal dos gatos também necessita de cuidados específicos: os dentes precisam se manter saudáveis para exercerem essas funções que moldam toda a vida do bichinho. 

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir
    Saúde

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir

    Assim como nos cães, a Giárdia em gatos é uma zoonose muito comum. Os felinos, então, não estão imunes a contrair essa doença, que muitas vezes passa despercebida ao ser confundida com uma simples diarreia. Por isso, é muito importante prestar atenção aos sintomas da giárdia em gatos e, também, buscar formas de prevenir a contaminação. Para esclarecer mais as dúvidas quanto ao assunto, conversamos com a médica veterinária Carolina Mouco Moretti, que é diretora geral do Hospital Veterinário Vet Popular, de São Paulo.

    Ver Todas >

    Cachorro estressado: 8 sinais de que o estresse está afetando a saúde do pet
    Saúde animal

    Cachorro estressado: 8 sinais de que o estresse está afetando a saúde do pet

    Lidar com um cachorro estressado é algo delicado e que requer muita paciência e atenção por parte do tutor: cães que sofrem com estresse e ansiedade tem maiores chances de ficarem doentes. Assim como os humanos, os sinais de um cachorro estressado costumam afetar diretamente a saúde do animal. Causado por diferentes gatilhos, é necessário sempre observar o que deixa o cachorro estressado para evitar que esse sentimento invada a rotina do seu amigo. 

    Quais são os cuidados com gatos renais crônicos?
    Saúde animal

    Quais são os cuidados com gatos renais crônicos?

    Se você é um gateiro, com certeza já ouviu falar sobre o perigo das doenças renais nos felinos. Se os cuidados são importantes em qualquer fase de vida do pet, no caso de um gato com insuficiência renal a preocupação é maior ainda. A insuficiência renal em gatos é uma doença que acomete principalmente os felinos idosos, mas também pode ser comum em outras idades e também na raça de gato Persa, que possui predisposição genética para esse tipo de problema. 

    Icterícia em cães: entenda o que é o problema e os sinais mais comuns
    Saúde animal

    Icterícia em cães: entenda o que é o problema e os sinais mais comuns

    Se você nunca ouviu falar na icterícia em cães, chegou a hora de entender um pouco mais sobre o problema que, embora não seja uma doença, é um sinal clínico que pode indicar que a saúde do cachorro não vai muito bem. Mas então, como identificar a icterícia canina e quais são as principais causas associadas a esse sintoma?

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?
    Saúde animal

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?

    Com a chegada do verão, é necessário redobrar os cuidados com o cachorro e também com a sua saúde. Os peludos costumam aproveitar bastante essa época, já que os passeios e banhos de mar ou piscina são mais frequentes. No entanto, a mudança de rotina vem acompanhada de uma grande preocupação, que é a proliferação de certas doenças de cachorro que ocorrem nessa época. Otite canina, desidratação e até mesmo infestação de pulgas e carrapatos são problemas bastante comuns no verão. 

    Ver Todas >