Cuidados

Cachorro de rua: o que fazer ao resgatar um animal abandonado?

Cachorro de rua pode ficar agressivo com interação e resgate deve ser feito com cuidado
Cachorro de rua pode ficar agressivo com interação e resgate deve ser feito com cuidado

Ver um cachorro de rua precisando de ajuda sempre é uma situação bem delicada. No caso de um cachorro machucado ou em situação de maus-tratos, por exemplo, pode ser necessário fazer o resgate do animal. Mas qual o manejo correto de um cachorro que está sentindo dor ou que tem medo? E se o cachorro aparentar ter dono e está perdido? Como cuidar de um cachorro abandonado após o resgate? Todos esses cenários demandam um cuidado especial da parte da pessoa que está fazendo o resgate. O Patas da Casa reuniu algumas dicas importantes para colocar em prática na hora de resgatar um cachorro de rua.

Como resgatar cachorro na rua?

Mesmo que a sensibilidade fale alto, muitas pessoas acabam não fazendo o resgate de animais abandonados por não saberem como se aproximar do cachorro. É preciso levar em conta que a maioria dos cachorros de rua já passou por situações de maus tratos. Por conta disso, é comum que a aproximação com o animal seja mais difícil. O primeiro contato requer muita paciência e precisa ser feito da forma mais tranquila possível. Oferecer petiscos e outros alimentos é uma boa forma de chamar a atenção do animal e ganhar sua confiança. Jamais chegue já pegando no cachorro! Se aproxime lentamente e deixe que o cachorro cheire o dorso da sua mão (sempre deixando a palma da mão virada para você). Depois de te cheirar, se o cachorro se mostrar receptivo ao contato aí sim pode fazer um carinho. 

Na hora de pegar o animal, existem alguns cuidados que você deve tomar. O cachorro na rua fica propício a uma série de doenças, que muitas vezes podem ser transmissível para humanos. Por isso, por uma questão de segurança, é recomendado que na hora do resgate de animais sejam usados luvas ou um pedaço de tecido para manejar o pet. Esse cuidado também pode ajudar caso o animal fique agressivo e tente morder você. Tenha sempre muita atenção nesse momento.

Se o animal estiver machucado, a aproximação também deve ser mais cautelosa ainda, já que a dor pode fazer com que o cachorro fique agressivo. É importante, ainda, ter bastante cuidado no manejo do pet até a chegada no veterinário. Use toalhas ou uma manta para envolver o cachorro e não deixe que ele se mexa muito, principalmente em casos de atropelamento. 

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Cachorrinhos na rua precisam de muito carinho e cuidado ao serem resgatados
    Cachorrinhos na rua precisam de muito carinho e cuidado ao serem resgatados

    Mais Lidas

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cuidados dos animais

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente: estudos mostram que os carrapatos podem sobreviver até 200 dias em um lugar sem se alimentar. Pensando nisso, vamos te ensinar como acabar com carrapatos no quintal com ingredientes que você pode ter em casa.

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados dos animais

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!
    Cuidados dos animais

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!

    Ter um cãozinho em casa é só alegria, mas é sempre bom que o dono esteja preparado para lidar com alguns comportamentos inconvenientes do animal. Um deles é o xixi fora do lugar para deixar o cheiro em todos os cantos da casa. O que fazer para o cachorro parar de marcar território? O costume é desagradável e pode até tirar o sossego de muitos tutores por aí. Para te ajudar, separamos algumas dicas para evitar que o cachorro marque território em casa e faça xixi onde não deve. Acompanhe!

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas
    Cuidados dos animais

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas

    Mesmo que muitas vezes sejam esquecidas na hora dos cuidados, as orelhas do seu cachorrinho são bem sensíveis e precisam de bastante atenção. De vez em quando, é comum que algum incômodo pontual faça o seu cachorro ficar coçando a orelha, mas quando isso se torna algo frequente e você percebe um incômodo maior no animal, vale a pena ficar atento.

    Cachorro de rua: como cuidar de um animal recém-resgatado?

    A primeira coisa a se fazer quando o cãozinho é resgatado é levá-lo ao veterinário. Mesmo que o pet não esteja aparentemente ferido, o checkup é essencial para verificar se ele tem alguma doença. Inclusive, a visita a consulta ao profissional deve ser feita antes mesmo de levar o animal para casa. Mesmo após a consulta, ainda é importante deixar o animal em observação até ele completar o protocolo de vacinação. Ah, e isso é um ponto que precisa de atenção: como não dá para saber o histórico de saúde de um animal de rua, o recomendado é que ele tome todas as vacinas como se fosse a primeira vez. Ou seja, ele deve tomar as três doses da vacina V10 e a antirrábica. Assim como os filhotes, ele só pode sair na rua depois que completar o calendário de imunizações.

    Se você tiver outros pets em casa, não deixe o cachorro resgatado junto com eles até que receba a confirmação de que ele está saudável e livre de doenças. Dessa forma, você evita que o doguinho transmita algum problema para seus doguinhos. Por conta das possíveis doenças, também é recomendado que os acessórios, como potinhos de ração e água, camas e coleiras, não sejam divididos com os outros animais da casa.

    É hora de encontrar um lar definitivo para o cachorro resgatado. O que fazer?

    Normalmente o cachorro resgatado fica em um lar temporário caso precise seguir algum tratamento ou até encontrar um tutor disposto a levá-lo para casa. Caso você mesmo não possa adotar o cachorro, é bom pensar logo em encontrar um adotante. As redes sociais tem sido o lugar mais fácil de divulgar e doar um pet. Por isso, publique fotos e todas as informações do cachorro no seu feed, em grupos de animais e até mesmo naquele grupo do seu bairro no facebook. Você também pode divulgar entre amigos, o que pode gerar uma rede de compartilhamento até encontrar alguém que queira adotar o cãozinho.

    A internet também é uma boa forma para arrecadar doações para o tratamento do cachorro, caso ele precise. É importante descrever todos os custos, apresentando notas fiscais, e explicar detalhadamente a situação do animal. Caso não encontre um tutor responsável para adotar o pet, vale a pena pesquisar e entrar em contato com as ONGs da sua cidade. O mais importante de tudo é se certificar que o animal seja acolhido por alguém com responsabilidade e que plenas condições de cuidar do doguinho com carinho. 

    Esse tipo de divulgação é muito importante também para saber se o pet é um animal que se perdeu de sua família humana. Caso ele esteja sendo procurado, algum tutor pode ver a publicação e entrar em contato com você.

    Redação: Hyago Bandeira

    Gatos trocam de dente? Entenda mais sobre a dentição felina

    Próxima matéria

    Gatos trocam de dente? Entenda mais sobre a dentição felina

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno

    Para quem procura por raças de cachorro pequeno, o Pequinês pode ser a companhia perfeita. Além de se adaptar muito bem a apartamentos e outros espaços reduzidos, esse pequeno cãozinho é dotado de uma personalidade carinhosa, amigável e extremamente leal aos seus humanos. Apesar da baixa estatura, o cachorro Pequinês também é super corajoso, e uma das maiores provas de que tamanho não é documento. 

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande

    Você já ouviu falar no Dogo Argentino? Essa é uma raça de cachorro que teve origem em um país vizinho ao nosso, a Argentina. Embora pareçam sérios, os cães desta raça são uns amores e têm tudo para te conquistar, principalmente se o que você procura é um amigo de quatro patas bem leal e parceiro. Mas antes de comprar ou adotar um cachorro desta raça, que tal conhecê-lo um pouco mais a fundo? 

    Ver Todas >

    Fralda para cachorro: quais são as indicações de uso?
    Cuidados dos animais

    Fralda para cachorro: quais são as indicações de uso?

    Todo mundo que tem um pet provavelmente já ouviu falar da fralda para cachorro em algum momento. O acessório costuma ser recomendado para animais que precisam de cuidados especiais e que não conseguem ter total controle sobre as suas necessidades fisiológicas, como é o caso de cães idosos. Por conta disso, a fralda de cachorro é um acessório bastante atípico e que só é indicado em situações muito específicas. 

    Quantos dias um gato pode ficar sozinho?
    Cuidados dos animais

    Quantos dias um gato pode ficar sozinho?

    Você sabe quantos dias um gato pode ficar sozinho? Por seu comportamento independente e inteligência, muitas pessoas acreditam que os felinos podem ser deixados sozinhos em casa por um longo período de tempo. A verdade é que esse é um verdadeiro mito sobre a criação dos felinos domésticos. Um gatinho não pode ser deixado sozinho por muito tempo e existem vários fatores que podem interferir nisso. 

    5 dicas para usar o cortador de unha para cachorro
    Cuidados dos animais

    5 dicas para usar o cortador de unha para cachorro

    O cortador de unha para cachorro é um item indispensável na rotina do pet. Aparar as unhas do doguinho está além de uma questão estética: o cuidado é muito importante para o bem-estar do animal. O momento ideal para cortar unha de cachorro é quando elas estão mais aparentes ou fazendo barulho ao caminhar pela casa. Mas apesar de cortar unha de cachorro ser essencial, muitos tutores ainda possuem receio de fazer a prática sozinhos em casa. 

    Meu gato sumiu: o que devo fazer?
    Cuidados dos animais

    Meu gato sumiu: o que devo fazer?

    "Meu gato sumiu!": essa é uma situação desesperadora para qualquer tutor. Casas sem telas de proteção costumam ser as principais causas de sumiços, principalmente quando o gato tem livre acesso à rua. Mas por que isso acontece? Existem vários motivos que podem levar ao desaparecimento de um bichano, mas na maioria das vezes os gatos somem e voltam logo depois, agindo como se nada tivesse acontecido.

    Ver Todas >