Cachorro

Cachorro com nanismo: entenda como a condição rara se desenvolve, quais as características e cuidados

Publicado - 30 Setembro 2021 - 13h00

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

Você sabia que existe cachorro anão? O nanismo em cães é uma condição genética em cães bem rara que pode atingir alguns pets. Os animais com nanismo possuem o tamanho reduzido e podem apresentar outros problemas de saúde por conta da alteração hormonal que causa a condição. Assim, o cachorro com nanismo precisa de alguns cuidados especiais ao longo da vida. Para saber como o nanismo em cães se desenvolve, quais as características de um cachorro anão e se existe tratamento para a condição, confira a seguir a matéria que o Patas da Casa preparou!

Nanismo em cães: entenda o que é essa condição genética rara

O nanismo em cães é uma condição endócrina resultante da deficiência na produção do hormônio do crescimento, o GH. Essa deficiência acontece por conta da má formação da hipófise, glândula que produz o GH. Um estudo de caso de nanismo em cães publicado no periódico Ciência Rural mostra a diferença nos níveis de GH entre um cachorro com nanismo e um sem. No estudo, um Pastor Alemão com nanismo foi avaliado. Os pesquisadores perceberam que o nível de GH do animal após o estímulo da hipófise ficou entre 0,5 ng/ml e 1 ng/ml. Quando o animal possui GH menor que 2 ng/ml após o estímulo, é considerado um cachorro anão. Isso comprova o diagnóstico do Pastor Alemão com nanismo.

Nem sempre um cachorro anão possui pais com nanismo

A condição de nanismo em cães acontece por caráter hereditário, ou seja, passa de pai para filho. Porém, isso não significa que um dos pais precise ser um cachorro anão. O gene do nanismo é recessivo, o que quer dizer que se os pais têm o gene em seus DNAs, mesmo que não se manifeste neles, podem se combinar e gerar um filhote com nanismo. Além disso, não necessariamente dois cachorros que possuam genes para o nanismo em animais vão gerar um filhote com a condição. Por isso, é comum que em uma mesma ninhada um dos filhotes seja um cachorro com nanismo e os outros não, pois neles o gene não se manifestou.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

A alteração hormonal que causa o nanismo em cães também pode levar a outros problemas endócrinos

Os animais com nanismo possuem uma deficiência na produção do hormônio do crescimento. O nanismo hipofisário acontece pela má-formação da hipófise e afeta principalmente cães da raça Pastor Alemão, mas podem acontecer também em Pinscher, Weimaraner e Karelian Bear. Com esse problema, alguns ossos, músculos e órgãos acabam não crescendo e se desenvolvendo da maneira correta. Nesse caso, o cachorro anão, apesar de não crescer, possui um corpo proporcional. Assim, mantém sempre a aparência de um filhote.

A hipófise, além da produção de GH, produz outros hormônios. Por isso, é comum que o cachorro com nanismo hipofisário apresente, além do déficit na produção de GH, deficiência na produção de outros hormônios também, surgindo assim, outras doenças endócrinas, como o hipotireoidismo canino. Vale lembrar que existe ainda outro tipo de nanismo em cães. O nanismo acondroplásico é aquele em que há uma desproporção na estrutura corporal. Os membros são mais curtinhos que o resto do corpo, mas não tem relação com a hipófise. Esse tipo de nanismo em cães está presente naturalmente em raças como Dachshund, Basset Hound e Corgi, cujas perninhas são bem menores que o corpo.

cachorro com nanismo: cão deitado no sofá
O cachorro com nanismo tem desenvolvimento lento e sofre com problemas na pele e em alguns órgãos

O cachorro com nanismo se desenvolve mais lentamente, apresentado alterações físicas e problemas de saúde

 

O cachorro com nanismo não apresenta nenhum sinal da condição até os dois meses de vida, quando ainda tem apenas a aparência de um filhote normal. Após esse período, os sinais do nanismo em animais começam a ser perceptíveis. O cachorro anão passa a ter um desenvolvimento muito mais lento que o dos irmãos da ninhada que não possuem a condição. A pelagem do cachorro continua como a de um filhote, com a manutenção dos pelos secundários e dificuldade de desenvolvimento dos pelos primários. Depois de um tempo, o cachorro anão começa a perder pelos e a apresentar sinais de alopecia bilateral. Além disso, continua com um tamanho reduzido, parecendo que é sempre filhote. Outras características de um cachorro anão são:

  • Pele fina

  • Demora no surgimento dos dentes 

  • Pele descamando e/ou com irritações 

  • Prognatismo (mandíbula mais longa que o maxilar)

  • Infecções bacterianas secundárias na pele

  • Hipotireoidismo 

  • Problemas no coração, rins e fígado

O cachorro anão é diagnosticado pela observação do corpo e exames laboratoriais

Após os dois meses de vida, o tutor começa a perceber esses sinais no cachorro. Nanismo pode ser diagnosticado pela observação do tamanho reduzido do cão e de uma análise dos hormônios. Um exame de sangue no cachorro consegue medir as taxas hormonais, como a tireoide e o fator de crescimento da insulina. Os resultados comprovam se é ou não o caso de um cachorro anão. Outra maneira de diagnosticar o nanismo em cães é por meio da estimulação do hormônio do crescimento. No caso do cachorro com nanismo, esse estímulo não terá tanto efeito.

O cachorro com nanismo tem uma expectativa de vida menor 

O nanismo em cães não é uma condição que costuma levar o animal à morte. Porém, é comum que o cachorro anão tenha sua expectativa de vida reduzida. Com tratamento contínuo e eficaz, a condição consegue ser amenizada e o cão tem uma qualidade de vida melhor. Porém, as alterações hormonais mexem bastante com o crescimento do pet, de forma que o desenvolvimento do seu organismo como um todo seja prejudicado. Assim, um cachorro com nanismo costuma ter uma expectativa de vida de menos de 10 anos.

 

pastor alemão com nanismo
Pastor Alemão com nanismo: raça é uma das que mais desenvolvem a condição

O nanismo em cães não tem cura, mas seus efeitos podem ser amenizados

 

Apesar do nanismo em cães ser uma condição genética sem cura, alguns tratamentos ajudam a melhorar a saúde e qualidade de vida do animal. A aplicação de GH canino como uso terapêutico ainda não existe no mercado e o uso de GH suíno também não está disponível, apesar de sua sequência de aminoácidos ser parecida com a do cão. A razão para isso é, principalmente, os efeitos colaterais que podem surgir, como a diabetes canina.

A aplicação de progestágenos que induzem a secreção de GH pelo próprio corpo também traz muitos efeitos, como piodermite recorrente e tumores. Então, o mais recomendado são os tratamentos de suporte: medicamentos tópicos para lesões na pele, reposição de hormônios da tireoide (caso haja hipotireoidismo), tratamento específico para problemas nos rins e fígado (comuns principalmente nos pets que tomam muitos medicamentos), dentre outros que variam de acordo com as manifestações clínicas.  

O cachorro anão precisa de visitas frequentes ao veterinário e cuidados especiais no dia a dia

Um cachorro com nanismo necessita de cuidados pelo resto da vida. Além do tratamento adequado prescrito por um profissional, as visitas ao veterinário devem ser rotineiras. Exames periódicos precisam ser feitos para controlar os níveis hormonais e identificar qualquer problema desde cedo. O cachorro anão deve ter uma alimentação de qualidade para se manter saudável e evitar problemas ao comer, pois muitos têm dificuldade em se alimentar e acabam vomitando após a refeição.

Quanto aos exercícios físicos, converse com o veterinário para saber qual a intensidade adequada de exercício para seu cachorro. Nanismo não impede que o animal se exercite, mas alguns pets podem ter mais dificuldade. Mas mesmo com esses cuidados, é importante sempre levá-lo para passear, pois o cachorro anão também ama brincar e precisa de momentos de lazer. Afinal, o nanismo em cães não impede que ele se divirta. E, acima de tudo, o cachorro com nanismo - assim como qualquer outro - precisa de muito amor!

Redação: Maria Luísa Pimenta 

Saúde

O que acontece no corpo da gata no cio? Dos miados estridentes aos picos hormonais, veja todas as mudanças que ela enfrenta

Não precisa ser expert no universo felino para conseguir identificar uma gata no cio. Dos miados estridentes aos picos hormonais, o ...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Histórias reais

Vira-lata caramelo invade festa junina e faz participação especial na hora quadrilha

Não tem jeito: o vira-lata caramelo sempre dá um jeito de abrilhantar qualquer enredo. Se há algum tempo viralizaram histórias de ca...

Cachorro

Esses são os 6 sinais que seu cachorro te ama mais visíveis - e provam que você é a "casca de bala" dele e vice-versa

Frases para cachorro de amor podem revelar muito sobre os sentimentos humanos sobre os fortes vínculos que são criados com os pets. ...

Saúde

O que acontece no corpo da gata no cio? Dos miados estridentes aos picos hormonais, veja todas as mudanças que ela enfrenta

Não precisa ser expert no universo felino para conseguir identificar uma gata no cio. Dos miados estridentes aos picos hormonais, o ...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Comportamento

"Amor de gato": foi assim que aprendi a interpretar as emoções do meu gatinho e percebi que sou o amor da vida dele

O amor de gato é um sentimento especial e gratificante que os bichanos demonstram por seus donos. Mas ao contrário dos cães, eles ex...

Histórias reais

Vira-lata caramelo invade festa junina e faz participação especial na hora quadrilha

Não tem jeito: o vira-lata caramelo sempre dá um jeito de abrilhantar qualquer enredo. Se há algum tempo viralizaram histórias de ca...

Ver todas