Saúde

Cachorro com falta de ar: veja o que pode significar e quando procurar ajuda!

  Seu cachorro está com falta de ar? Saiba identificar os sintomas!
Seu cachorro está com falta de ar? Saiba identificar os sintomas!

Um cachorro com falta de ar pode ser motivo de muita preocupação para os donos! Afinal, ver o seu cãozinho todo ofegante e com dificuldade para respirar é uma cena de apertar o coração, né? Esse transtorno pode ser provocado por diversas causas e, consequentemente, requer diferentes tratamentos.

Para entender melhor o assunto, o Patas da Casa teve uma conversa com a veterinária Cristina Elillo. A profissional esclarece o que pode originar o problema e ensina como perceber que o seu cachorro está passando por isso.

Falta de ar em cachorro: como identificar?

Os principais sintomas citados pela especialista são relativamente fáceis de identificar. “Alteração no ritmo respiratório, como respiração curta e rápida, com sibilos (ruído respiratório anormal). Boca aberta, alteração da coloração da língua, podendo até ficar arroxeada, e pescoço estendido”, lista a veterinária. Além disso, a tosse também pode indicar que o cachorro está com falta de ar.

Causas para a falta de ar em cachorros: estresse e problemas cardíacos são algumas possibilidades

A falta de ar em cachorro pode ser um sintoma associado a muitas questões, desde problemas emocionais até condições relacionadas a saúde física do animal. “Doenças ou lesões nas vias aéreas são as principais causas. Animais obesos e idosos são mais predispostos, assim como as raças braquicefálicas, que apresentam uma conformação anatômica que também os torna predispostos (à falta de ar)”, explica a Dra. Cristina.

As raças chamadas braquicefálicas, citadas pela veterinária, têm o focinho curto e achatado. Essa formação anatômica do animal faz com que os cachorros dessa raça estejam mais sujeitos a ocorrência da falta de ar. Alguns exemplos de raças braquicefálicas são: pug, lhasa apso, shih tzu, pequinês, buldogue inglês e boxer.

“Doenças cardíacas, tumores, anemia, doenças neurológicas e o colapso da traqueia também podem estar entre as causas. O aumento da temperatura corporal (hipertermia), o estresse e a ansiedade também podem acarretar esse sintoma”, acrescenta a profissional. Apenas um veterinário saberá dizer, com certeza, o que está acontecendo com o seu bichinho. Não hesite em agendar uma consulta assim que perceber qualquer alteração no comportamento do seu pet!

Mas, enquanto isso, veja alguns possíveis motivos para a falta de ar no cachorro:

  • Calor: dias muito quentes ou uma série intensa de exercícios pode influenciar na respiração do dog. Isso porque, diferente das pessoas, os cães não tem a capacidade de suar para manter a temperatura do corpo estável. Ou seja, acabam trocando o calor por meio da respiração.
  • Dor: um cão com dor também pode ficar ofegante. Portanto, fique de olho! Procure outros sinais de que o cachorro pode estar sentindo dor, como sensibilidade ao toque e falta de apetite.
  • Problemas cardíacos: cachorros obesos e mais velhos estão mais propensos a desenvolver uma doença relacionada ao coração. Porém, animais mais jovens não estão livres dessa possibilidade. Uma boa forma de identificar o problema é observar a disposição do seu cachorro para praticar exercícios.
  • Problemas respiratórios: a falta de ar em cachorros pode significar alguma complicação maior no sistema respiratório. Algumas possibilidades são: bronquite, asma, pneumonia, entre outras. Fique ligado(a) em indícios como espirro, tosse, sibilo, febre, perda de apetite e corrimento nasal. Um cachorro fungando muito, por exemplo, pode significar algum desses transtornos.
  • Colapso de traqueia: o transtorno trata-se de uma redução do diâmetro da traqueia, o que acaba interferindo no fluxo de ar.
  • Fobia, ansiedade e estresse: como a Dra. Cristina já explicou, problemas psicológicos também podem afetar a saúde respiratória do animal. Situações que deixam o pet nervoso e com medo podem ser um gatilho para essa falta de ar.

Vale destacar, no entanto, que apenas um veterinário saberá fazer o diagnóstico com clareza! Preste atenção à saúde do seu bichinho e tente manter o acompanhamento com um profissional em dia. “Uma visita ao veterinário para a realização do check-up anual, o cuidado com altas temperaturas e a vacinação em dia são algumas das medidas que podem ser tomadas (para evitar a falta de ar)”, aconselha a Dra. Cristina Elillo.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
      Falta de ar em cachorro: raças braquicefálicas, como pug e boxer, estão mais sujeitas ao problema
    Falta de ar em cachorro: raças braquicefálicas, como pug e boxer, estão mais sujeitas ao problema

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Cachorro com falta de ar: o que fazer? 

    Percebeu que o seu doguinho está com falta de ar? De acordo com a veterinária, a primeira coisa a se fazer é manter a calma. “O estresse pode agravar o quadro. De imediato, levar o animal a um pronto atendimento, onde deverá ser estabilizado através da oxigenioterapia”, esclarece a profissional.  

    Tente entender o contexto e descobrir quando isso começou a acontecer com o seu cachorro. Ele fica ofegante após uma série de exercícios físicos ou depois de alguma situação estressante? Observe com atenção e deixe o cão o mais confortável possível.

    Em outros casos, quando o cachorro está com a língua arroxeada, o transtorno pode ser um pouco mais grave. Essa coloração pode indicar que o pet está cianótico, ou seja, com falta de oxigenação adequada no sangue e nos tecidos. Isso é um sinal de emergência, assim como desmaios e perda de consciência. Se isso ocorrer com o seu cachorro, está mais do que na hora de procurar um especialista. “No caso de não conseguir chegar no veterinário rapidamente e o animal encontrar-se com a língua roxa, deve-se tentar uma massagem cardíaca e um sopro nas narinas com a boca fechada. Pode-se realizar esta manobra por três vezes ou até que chegue ao hospital veterinário ou clínica”, adverte a Dra. Cristina. 

    Tratamento para falta de ar em cachorros: o que não posso fazer enquanto o cão estiver sendo tratado?

    Uma consulta é essencial para que o problema seja diagnosticado e tratado corretamente. O tratamento vai depender do que está causando a falta de ar no cachorro. De acordo com a Dra. Cristina, o caminho escolhido costuma ser o tratamento medicamentoso. “Na maioria das vezes, com bons resultados. Depende da causa”, esclarece. Enquanto o cão estiver sendo tratado, evite alguns tipos de comportamento: 

    • Não deixe o cachorro agitado 

    • Passeie com moderação, dando preferência a caminhadas leves em horários mais frescos 

    • Evite situações que coloquem o pet sob estresse 

    • Não pare o tratamento no meio, mesmo que o seu cão já aparente uma melhora 

    Gato idoso: quais os sinais de que seu gatinho está envelhecendo?

    Próxima matéria

    Gato idoso: quais os sinais de que seu gatinho está envelhecendo?

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno

    Para quem procura por raças de cachorro pequeno, o Pequinês pode ser a companhia perfeita. Além de se adaptar muito bem a apartamentos e outros espaços reduzidos, esse pequeno cãozinho é dotado de uma personalidade carinhosa, amigável e extremamente leal aos seus humanos. Apesar da baixa estatura, o cachorro Pequinês também é super corajoso, e uma das maiores provas de que tamanho não é documento. 

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande

    Você já ouviu falar no Dogo Argentino? Essa é uma raça de cachorro que teve origem em um país vizinho ao nosso, a Argentina. Embora pareçam sérios, os cães desta raça são uns amores e têm tudo para te conquistar, principalmente se o que você procura é um amigo de quatro patas bem leal e parceiro. Mas antes de comprar ou adotar um cachorro desta raça, que tal conhecê-lo um pouco mais a fundo? 

    Ver Todas >

    Gato e cachorro têm depressão? Descubra se o transtorno pode afetar seu bichinho de estimação
    Saúde animal

    Gato e cachorro têm depressão? Descubra se o transtorno pode afetar seu bichinho de estimação

    Você já se perguntou se o seu cachorro tem depressão? Ou se o seu gato que mudou de comportamento, na verdade está com um transtorno ligado ao estresse? Muitos tutores nem imaginam, mas cachorro ou gato com depressão não é um quadro tão difícil de ocorrer. A saúde mental é um assunto em evidência, principalmente nas campanhas do setembro amarelo. Mas assim como cães e gatos podem ajudar quem tem depressão, eles também podem ser afetados pela doença.

    5 coisas que você pode fazer para evitar a pancreatite canina
    Saúde animal

    5 coisas que você pode fazer para evitar a pancreatite canina

    A pancreatite canina é uma inflamação no pâncreas do cachorro causada por alterações na produção de enzimas. Esse doença gastrointestinal leva a lesões no órgão, gerando dores abdominais, respiração ofegante, desidratação, vômito e diarreia. O cachorro com pancreatite fica com a saúde muito debilitada e, em casos mais graves, pode até mesmo falecer. 

    Dia do veterinário: 8 curiosidades sobre a profissão que é fundamental para saúde e bem-estar do seu pet
    Saúde animal

    Dia do veterinário: 8 curiosidades sobre a profissão que é fundamental para saúde e bem-estar do seu pet

    No dia 9 de setembro é comemorado o Dia do Veterinário. Quem é pai ou mãe de pet sabe a importância que esse profissional tem no cuidado dos nossos tão queridos animais de estimação. Por isso, nada mais justo que um dia do veterinário especial para eles! Apesar de a profissão ser muitas vezes vista apenas como o atendimento de animais, o veterinário pode atuar em diferentes áreas, ajudando até mesmo no cuidado da saúde humana! 

    FIV: gatos diagnosticados com a doença vivem quanto tempo?
    Saúde animal

    FIV: gatos diagnosticados com a doença vivem quanto tempo?

    A FIV em gatos é uma das doenças mais temidas pelos tutores. Por afetar principalmente o sistema imunológico, a doença deixa o felino mais suscetível a adquirir diversas complicações ao longo da vida. Como não tem cura, o gato com FIV precisa de tratamento a vida inteira. Mas, afinal, por quanto tempo o bichano diagnosticado consegue viver? O gato com FIV pode conviver com outros gatos? 

    Ver Todas >